terça-feira, 30 de abril de 2019

[Resenha] Naomi & Ely e a lista do não-beijo

| 7 comentários
Autores: David Levithan e Rachel Cohn
Páginas: 256
Editora: Galera Record
A quintessência menina-gosta-de-menino-que-gosta-de-meninos. Uma análise bem-humorada sobre relacionamentos. Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Naomi ama Ely e está apaixonada por ele. Já o garoto, ama a amiga, mas prefere estar apaixonado, bem, por garotos. Para preservar a amizade, criam a lista do não-beijo — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não-beijo protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que... Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.




Naomi & Ely e a lista do não-beijo, do David Levithan e Rachel Cohn, é um livro que eu queria ler há muito tempo. E finalmente consegui fazer isso. Porém, confesso que eu acabei um pouco decepcionada com a leitura. Eu ADORO esses dois autores, mas essa combinação não ficou muito boa. Na verdade, eu não consegui me envolver muito com os personagens principais.

domingo, 28 de abril de 2019

[Resenha] Southernmost

| 11 comentários
Autor: Silas House
Páginas: 304
Editora: Tag Inéditos / Faro Editorial
Até onde seu amor pode ir? Após uma enchente que leva consigo a maior parte de uma cidadezinha do sul dos Estados Unidos, o pastor Asher Sharp oferece seu telhado a um casal homossexual. As respostas ao ato de solidariedade, entretanto mudam sua visão de vida - e o que vem depois pode fazê-lo colocar tudo a perder: sua esposa, presa no preconceito religioso; sua congregação, que o expulsa apos um sermão sobre tolerância; e seu filho, Justin, preso no meio de uma batalha por sua custódia. Em uma jornada que atravessa o país, Silas House nos conduz a uma bela reflexão sobre o amor, coragem e sobre as consequência de nossos atos.





Southernmost, de Silas House, é o livro de setembro da Tag Inéditos, e foi lançado há pouco tempo com a edição da Faro Editorial com o nome de: Rumo ao Sul. Então, quem não assina a caixinha tem a oportunidade de conhecer essa história incrível. Pela sinopse eu confesso que não estava esperando nada muito extraordinário, mas acabei me surpreendendo, e emocionando, bastante. A escrita do autor é muito fluída e leve, de forma delicada ele vai nos apresentando uma narrativa sobre aceitação e amor. 

quarta-feira, 24 de abril de 2019

[Resenha] A filha do rei do pântano

| 4 comentários
Autora: Karen Dionne
Páginas: 288
Editora: Verus / Tag Inéditos
Helena tem um segredo: ela é o fruto de um sequestro. Sua mãe foi raptada quando ainda era adolescente e mantida em uma casa escondida no pântano de Michigan. Nascida dois anos depois do sequestro, Helena aprendeu a amar sua infância fora do comum - e aprendeu, até mesmo, a amar seu pai, um homem selvagem e brutal. Quando ele escapa da prisão, ela precisa encarar o passado que ocultou tão habilmente do marido e das filhas. Em uma caçada de tirar o fôlego, ela faz de tudo para encontrar seu pai enquanto reexamina os episódios da infância que moldaram seu futuro.






A filha do rei do pântano, da Karen Dionne, é o livro de outubro da Tag inéditos (que será publicado pela Verus). Logo que eu vi esse título e capa eu fiquei extremamente empolgada para ler, mesmo sem saber sobre o que se tratava a história. E, começar a leitura no escuro não foi nem um pouco decepcionante, me vi totalmente envolvida nessa trama, um thriller psicológico bastante sombrio e profundo. 

sábado, 20 de abril de 2019

[Resenha] A mulher com olhos de fogo

| 4 comentários
Autora: Nawal El Saadawi
Páginas: 160
Editora: Faro Editorial
Esta ficção é baseada no relato verdadeiro de uma mulher que espera sua execução em uma prisão no Egito. Sua história chega até a autora, que resolve conhecer Firdaus para entender o que levou aquela prisioneira a um ponto tão crítico de sua existência. “Deixe-me falar. Não me interrompa. Não tenho tempo para ouvir você”, começa Firdaus. E ela prossegue contando sobre como foi crescer na miséria, sua mutilação genital, ser violada por membros da família, casar ainda adolescente com um homem muito mais velho, ser espancada frequentemente, e ter de se prostituir... até que, num ato de rebeldia, reuniu coragem para matar um de seus agressores, levando-a à prisão. Esse relato é um implacável desafio a nossa sociedade. Fala de uma vida desprovida de escolhas, mas que em meio ao desespero encontra caminhos. E, por mais sombrio que isso possa parecer, sua narrativa nos convida a experimentar um pouco dessa liberdade encorajadora através das transformações internas de Firdaus. O que acontece com ela é o despertar feminista de uma mulher.

A mulher com olhos de fogo, de Nawal El Saadawi, é uma história baseada em fatos reais. Sempre que eu pego livros baseados em histórias reais sei que vão ser leituras marcantes e que irão me deixar sem rumo ao terminar. E com esse lançamento da Faro Editorial não foi diferente. Terminei a leitura como se tivesse levado um soco no estômago. O livro é curto, com menos de duzentas páginas, mas consegue tocar o leitor com uma história sensível e triste.

sexta-feira, 19 de abril de 2019

[Resenha] Um acordo pecaminoso

| 5 comentários
Autora: Lisa Kleypas
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Série: Os Ravenels, 3
Lady Pandora Ravenel é muito diferente das debutantes de sua idade. Enquanto a maioria delas não perde uma festa da temporada londrina e sonha encontrar um marido, Pandora prefere ficar em casa idealizando jogos de tabuleiro e planejando se tornar uma mulher independente.
Mas certa noite, num baile deslumbrante, ela é flagrada numa situação muito comprometedora com um malicioso e lindo estranho.
Gabriel, o lorde St. Vincent, passou anos conseguindo evitar o casamento, até ser conquistado por uma garota rebelde que não quer nada com ele. Só que ele acha Pandora irresistível e fará o que for preciso para possuí-la.


1. Um sedutor sem coração
2. Uma noiva para Winterborne

Um acordo pecaminoso é o terceiro volume da série Os Ravenels, da autora Lisa Kleypas. Eu estava muito ansiosa por esse volume, pois é protagonizado por uma das gêmeas, minhas personagens favoritas. E a minha surpresa maior foi ver personagens da série As quatro estações do amor nessa história! Eu amo essa outra série da autora e foi muito lindo ver Evangeline e Sebastian mais velhos e com filhos. Foi uma leitura encantadora e eu adorei poder conhecer melhor Lady Pandora.

terça-feira, 16 de abril de 2019

[Resenha] A canção das águas

| 7 comentários
Autora: Sarah Tolcser
Páginas: 432
Duologia: Plataforma21
Série: Jornada das águas, 1
Caroline Oresteia está prometida ao rio. Por gerações, sua família ouviu o chamado do deus do rio, que guiou suas embarcações em incontáveis viagens pelas terras fluviais. Aos dezessete anos, Caroline está preparada para conhecer seu destino, após anos ouvindo a voz das águas. Mas o deus do rio ainda não falou o seu nome – e se ele não o fez até agora, existe uma chance de que nunca o fará. Ela decide tomar as rédeas de seu próprio destino quando seu pai é preso por se recusar a transportar um caixote misterioso. Ao concordar em fazer a entrega em troca de sua liberdade, Caroline é pega em uma rede de políticas e mentiras, sem a ajuda do deus do rio e com perigosos piratas atrás da carga. Com tanta coisa em jogo, ela precisa escolher entre a vida que sempre quis e a que nunca imaginou para si.



A canção das águas é o primeiro volume da duologia Jornada das águas, da autora Sarah Tolcser. Essa é uma fantasia que me surpreendeu bastante. Sarah consegue nos guiar pelas águas de forma envolvente, com muitos piratas, lendas e seres místicos. O melhor de tudo é o livro ter uma personagem principal tão empoderada e corajosa quanto Caroline. Embarquei junto nessa aventura e quando menos percebi já não conseguia mais desgrudar da leitura. 

domingo, 14 de abril de 2019

[Resenha] Nunca jamais - Parte dois

| 3 comentários
Autoras: Colleen Hoover e Tarryn Fisher
Páginas: 144
Editora: Galera Record
Série: Nunca jamais, 2
A segunda parte do suspense romântico de tirar o fôlego “Nunca Jamais” Um garoto abre os olhos e sequer se lembra que seu nome é Silas. O telefone toca... “Encontrou ela?”, pergunta a voz do outro lado da linha. Quem é ela? Quem sou eu? Charlie se vê presa em um lugar parecido com quartos de hospital (ou de um manicômio). Também não se lembra de nada, nem sequer do próprio rosto. O tempo passa e ninguém vem salvá-la. Ela precisa escapar por conta própria. Aos poucos, os dois descobrem que vêm perdendo a memória em períodos cíclicos. E também que se amam imensamente. Numa corrida para descobrir a razão dos apagões em suas memórias, Silas e Charlie acabam descobrindo muito mais sobre si e os mistérios que envolvem suas famílias. Mas muito em breve vão esquecer tudo de novo. E precisam estar juntos para evitar o pior.




Essa é a segunda parte do livro Nunca jamais, publicado pela Galera record. Eu havia sido completamente fisgada pelo enredo no livro anterior, e aquele final me deixou muito empolgada para saber mais. Eu demorei um pouco para começar a segunda parte porque queria que a terceira já estivesse quase sendo lançada, para não sofrer tanto de novo. E após terminar essa leitura, minha crítica continua a mesma: POR QUE UM LIVRO TÃO CURTO? Eu ainda acho muita maldade da Tarryn e Colleen de dividir a história em três partes. 

quinta-feira, 11 de abril de 2019

[Resenha] Garota em pedaços

| 9 comentários
Autora: Kathleen Glasgow
Páginas: 384
Editora: Outro Planeta
Além de enfrentar anos de bullying na escola, Charlotte Davis perde o pai e a melhor amiga, precisando então lidar com essa dor e com as consequências do Transtorno do Controle do Impulso - um distúrbio que leva as pessoas a se automutilarem. "Viver não é fácil". Quando o plano de saúde de sua mãe suspende seu tratamento numa clínica psiquiátrica - para onde foi após se cortar até quase ficar sem vida -, Charlotte Davis troca a gelada Minneapolis pela ensolarada Tucson, no Arizona (EUA), na tentativa de superar seus medos e decepções. Apesar do esforço em acertar, nessa nova fase da vida ela acaba se envolvendo com uma série de tipos não muito inspiradores.
Cansada de se alimentar do sofrimento, a jovem se imbui de uma enorme força de vontade e decide viver e não mais sobreviver. Para fugir do círculo vicioso da dor, Charlotte usa seu talento para o desenho e foca em algo produtivo, embarcando de cabeça no mundo das artes. Esse é o caminho que ela traça em busca da cura para as feridas deixadas por suas perdas e os cortes profundos e reais que imprimiu em seu corpo.


Garota em pedaços, da Kathleen Glasgow, foi publicado pelo selo Outro planeta (da Editora Planeta), e foi um soco enorme no estômago. Eu estava procurando algum livro para ler no kindle e quando vi esse título resolvi iniciar a leitura sem nem saber muito sobre o enredo. E, no fim, acabei bastante surpreendida com a obra, que nos mostra algo que é quase um tabu: automutilação. Esse livro nos mostra a realidade de muitos jovens que sofrem calados, e usam a dor para continuar sobrevivendo. 

segunda-feira, 8 de abril de 2019

[Resenha] Mil beijos de garoto

| 7 comentários
Autora: Tillie Cole
Páginas: 400
Editora: Outro Planeta
Um beijo dura um instante. Mas mil beijos podem durar uma vida inteira. Um garoto. Uma garota. Um vínculo que é definido num momento e se prolonga por uma década. Um vínculo que nem o tempo nem a distância podem romper. Um vínculo que vai durar para sempre. Ao menos era o que eles imaginavam. Quando, aos dezessete anos, Rune Kristiansen retorna da Noruega para o lugar onde passou a infância – a cidade americana de Blossom Grove, na Geórgia –, ele só tem uma coisa em mente: reencontrar Poppy Litchfield, a garota que era sua cara-metade e que tinha prometido esperar fielmente por seu retorno. E ele quer descobrir por que, nos dois anos em que esteve fora, ela o deletou de sua vida sem dar nenhuma explicação.




Mil beijos de garoto, da Tillie Cole, e lançado pelo selo Outro planeta, foi uma das minhas leituras de fevereiro do kindle. Essa obra não estava nos meus desejados, mas como eu já tinha lido algumas resenhas e a trama tinha me interessado resolvi dar uma chance. E, no fim das contas foi uma leitura muito emocionante e fofa. Porém, tive minhas ressalvas, e por isso acabei não dando cinco estrelas.

sexta-feira, 5 de abril de 2019

TBR de abril

| 15 comentários

Boa noite! Para a minha TBR de abril escolhi quatro livros (porque o medo de floopar é grande), e eu nem acredito que já estou na metade do terceiro (eu ouvi um amém?!), então dessa vez estou realmente confiante que vou conseguir aumentar meu ritmo de leitura.

terça-feira, 2 de abril de 2019

Leituras de março

| 7 comentários

Boa noite, leitores! Março foi mais um mês em que as minhas leituras foram vergonhosas. Eu li cinco livros, e todos eram leituras de poucos dias, que acabaram se estendendo por semanas. Vamos conferir o que eu andei lendo?