segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

[Resenha] Império dos Lobos

|
Autora: Kayla Olson
Páginas: 424
Editora: Plataforma21
Antes da guerra, a vida de Éden era fácil: ar-condicionado, sorvete e longos dias de praia. Tudo mudou quando veio a revolução.Agora, um poderoso grupo chamado Alcateia controla a Terra e seus recursos. Éden perdeu tudo. Eles assassinaram sua família e amigos, destruíram sua casa e a tornaram uma prisioneira. Ela, no entanto, se recusa a morrer nas mãos dos Lobos.
Éden sabe a localização do único ambiente seguro no mundo, um lugar chamado Refúgio – e ela está desesperada para alcançar a ilha.
Quando Éden finalmente chega a Refúgio, encontra outros que fugiram dos Lobos. Mas o alívio é apenas momentâneo: uma de suas novas parceiras desaparece. Embrenhando-se na floresta em busca da aliada perdida, rapidamente o grupo de Éden descobre que Refúgio é cheia de armadilhas letais e abriga um inimigo que
jamais imaginaram.
Esta ilha pode ser mais mortal que o mundo que Éden deixou para trás, mas lutar pela sobrevivência é tudo o que lhe resta para reconquistar a liberdade.


Império dos Lobos, da Kayla Olson, é uma mistura de distopia e ficção científica, e eu estava muito empolgada por esse livro. Eu recebi a obra da Plataforma21 e foi uma das minhas leituras de dezembro. O universo criado pela autora é muito envolvente e tem como pano de fundo desastres ambientais. Eu fui completamente fisgada por esse enredo, sou apaixonada por distopias, porém o final foi um banho de água fria em mim, principalmente quando eu descobri que é um volume único e eu não teria algumas respostas.

A vida de Éden sempre foi muito boa. Ela tinha um bom relacionamento com seu pai, amava seu namorado, tinha uma boa casa e algumas mordomias. Porém, após a Revolução isso mudou. Sua família, namorado e amigos foram assassinados por um grupo chamado Alcateia. Os Lobos são pessoas que cansaram de viver na margem da sociedade e de aguentar as pessoas poderosas e ricas. Esse plano estava acontecendo por baixo do nariz de todo mundo, e quando menos se esperava eles atacaram e fizeram essas pessoas de prisioneiros, passando eles próprios a viver com mordomias e riquezas.

Éden é prisioneira há alguns anos, e desde então procura uma forma de fugir e ir para o único lugar que ela saber que vai estar segura, um local que seu pai falou muito sobre: Refúgio, uma ilha que dizem ser neutra nessa guerra que aconteceu pelo mundo todo. E quando finalmente o dia que ela consegue escapar chega, é para lá que a garota vai, junto com outras três meninas fugitivas.

Quando as garotas chegam na ilha descobrem que não é nada do que esperavam. Éden é quem mais se decepciona, pois seu pai sempre falou muito naquele lugar. No entanto, parece que elas saíram de algo ruim para um ainda pior. A ilha parece perigosa e mortal. Uma das meninas desaparece, alguns garotos surgem em um barco com alguma missão misteriosa. Éden se vê cada vez mais enganada e perdida com todas as informações que tinha até então. E ela precisa descobrir o que está acontecendo.


A trama tem um bom desenvolvimento, as reviravoltas são marcantes e tudo consegue ser bem explicado, até certo ponto. Eu achei a leitura fluída, mas ao mesmo tempo a trama é um pouco complexa para alguém ler sem prestar muita atenção. A narrativa é bem detalhada, a ambientação é feita com bastante descrições e há vários personagens no enredo, então é realmente um livro para se ler com calma, para conseguir absorver esse universo distópico.

Eu gostei muito dessa mistura de distopia e ficção científica, a tecnologia é bastante avançada e incrível. E ter como pano de fundo desastres ambientais, revoluções pelo mundo todo e busca pelo poder fizeram com que essa fosse uma história fantástica. A narrativa da autora é bem envolvente, eu realmente gostei de Império dos Lobos, porém, o final um pouco aberto e sem algumas respostas me decepcionou. E isso é uma pena, porque a autora criou algo realmente interessante e próximo da nossa realidade, e durante a leitura ela se mostrou capaz de desenvolver bem todos os elementos inseridos na trama, então ter um final desse jeito foi algo muito frustrante. 

A edição da Plataforma21 está bem bonita, a capa é simples, mas remete bem ao enredo. Por conta do final eu dei quatro estrelas ao livro, mas independente disso é uma leitura que eu recomendo mesmo assim, principalmente para quem gosta de distopia e ficção científica.

9 comentários:

  1. Olá, Andressa.

    Saber mais a respeito dessa missão estava começando a me animar, ainda mais por ser um livro único. Mas já que o final é frustante e sabemos que não teremos respostas em algum outro livro, me fez repensar a ideia de realizar a leitura.
    Uma pena a autora ter se empanhado tanto durante o decorrer do livro, mas acabar destruindo o final.

    ResponderExcluir
  2. Andressa lindona finais abertos não me agradam, me deixa angustiada não saber exatamente o que aconteceu, o fato de haver reviravoltas já um bom ritmo ao livro ao meu ver, amei a capa e quem sabe em outro momento eu leia. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  3. Eu achei a edição linda com a capa toda verde assim, pois remete bem ao que sua resenha disse. Mesmo que seja uma distopia com fantasia é envolvente imaginar como fica tudo isso. Agora se chegar no final e não ter todas as respostas eu já me decepciono. Não vai ter continuação?

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia essa obra, mas gostei da dica. Mesmo tendo inserido nas minhas leituras mais fantasias, ainda fico um pouco com pé atrás com algumas distopias. Essa edição chama muito atenção e quem sabe mais pra frente eu dê uma chance.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  5. Oi, Andressa.
    Ainda não conhecia o livro, mas fiquei bem curiosa para ler essa história. Eu adoro ficção científica e distopias, então acho que esse livro é para mim! Vou anotar a sua dica e ler o livro num momento em que eu puder prestar bastante atenção! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Eu achei a história muito interessante. Tenho uma queda por distopias e a trama é tão diferente de outras obras que já li do gênero que realmente fiquei com vontade de ler, embora esteja com um pouco de medo do final. Foi assim com Vox: o livro inteiro maravilhoso, mas um final péssimo.

    No início eu não entendi bem o que eram os lobos, mas conforme fui lendo sua resenha compreendi que se tratavam de pessoas que alteraram a ordem das coisas e resolveram se tornar os opressores. E fiquei me perguntando o que de fato há em Refúgio. Quais são os reais perigos que rondam este "abrigo".

    Se tiver a oportunidade acredito que lerei a história.

    ResponderExcluir
  7. Eu achei a capa linda e fiquei mega curiosa com todo o universo criado e com a ilha em si. Adoro distopia e faz tempo que não leio uma que me prenda do começo ao fim. Acho que essa aqui vai fazer isso.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Oie, que resenha mais linda! A capa é maravilhosa demais, essa editora sempre arrasa. Eu confesso que leio pouca distopia e menos ainda ficção, mas talvez essa seja a chance de me aprofundar um pouquinho mais nesses gêneros, obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  9. olá, Andressa. Me parece um livro interessante, gostei dos elementos descritos, amo livros que tenham muitos detalhes de cenários e personagens... não ando lendo muito juvenil nos ultimos anos, mas daria uma chance pra essa obra... :D
    bjs

    ResponderExcluir