quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

[Resenha] Simon vs. a agenda Homo Sapiens

|
Autor: Becky Albertalli
Páginas: 272
Editora: Intrínseca
Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte. Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar.
Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu.
Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.


Eu percebi que dezembro foi o mês de ler livros que viraram adaptações! Eu ainda não assisti Com amor, Simon, mas resolvi me aventurar na leitura antes de fazer isso. Simon vs. a agenda Homo Sapiens é um romance LGBT, escrito por Becky Albertalli e lançado pela Editora Intrínseca. Eu estava com um pouco de receio de começar essa leitura e acabar não gostando (por causa de tanta gente falando bem), mas foi bem pelo contrário, eu me apaixonei pela história, e principalmente por Simon.

Simon é um adolescente de dezesseis anos, e ele é gay. Porém, ninguém mais sabe disso. E parte de não "sair do armário" é por não querer que o vejam de forma diferente. Ele sabe que sua família e amigos não teriam nenhum preconceito, mas todo o drama de se revelar e ter que lidar com as outras pessoas é algo estressante demais, e ele prefere não lidar com isso no momento. 

Até que Simon conhece no Tumblr da escola um garoto que também é gay e ainda não contou para a família. Os dois conversam apenas pela internet, apesar de ambos estudarem no mesmo colégio. Nenhum deles quer revelar a identidade, eles simplesmente gostam de apenas ficar na troca de e-mails, assim eles conseguem compartilhar seus medos, sentimentos e interesses de forma descontraída e sem amarras.

Mas estou cansado de sair do armário. Tudo o que eu faço é sair do armário. Tento não mudar, mas estou sempre vivendo essas pequenas mudanças. Arrumo uma namorada. Tomo uma cerveja. E, todas as vezes, preciso me reapresentar para o universo.

Simon gosta muito de Blue, e em alguns momentos gostaria de conhecê-lo, mas tem medo de sugerir isso e assustar o garoto. Por isso, ele fica apenas imaginando como seria ter alguém como Blue por perto. E, ele tenta descobrir por conta de algumas frases se consegue reconhecer Blue na escola. No entanto, essa fase boa de ter alguém como Blue em sua vida é balançada quando Martin, um garoto da escola, tira print das trocas de e-mails e usa para chantageá-lo. O medo de Simon não é que todos saibam que ele é gay, mas que Blue acabe parando de falar com ele.

A narrativa é feita por Simon, em primeira pessoa, e conseguimos nos conectar com seus sentimentos de forma bastante envolvente. Simon é um personagem espontâneo e extremamente cativante. Seu relacionamento com os amigos mostra que ele é um garoto fácil de lidar, e que está sempre pronto para ajudar. Seus pensamentos e ações são como as de qualquer adolescente, e é muito importante a autora conseguir trazer o personagem de forma tão real e condizente com a idade.


A leitura é leve e fluída, e o mistério de saber quem é Blue consegue deixar a história ainda mais envolvente. Você só fica torcendo para que os dois resolvam se encontrar logo. Simon vs. a agenda Homo Sapiens é um livro que fala sobre o primeiro amor, amizades, relacionamento familiar e bullying

Esse não é um livro em que o personagem precisa se aceitar ou passar por algum tipo de preconceito de pessoas próximas. Simon é branco, de classe média e tem uma família bem estruturada e amigos incríveis. Não há realmente um grande conflito envolvendo o tema LGBT, mas nada disso desmerece a história que Becky nos trouxe. Você vai se apaixonar pelo enredo, que é leve e fácil, e aquece nosso coração. Recomendo!

13 comentários:

  1. Ah! Eu adorei essa história. Ela é leve e fluída sim, ainda que traga temas polêmicos, isso nos é apresentado de maneira leve e tranquila e nos faz refletir e torcer para que as coisas dêem certo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Eu li este livro em 2017 e adorei, porem é um dos raros casos que o filme é melhor que o livro, mas ainda assim, de um modo geral, gostei da mensagem que ele trouxe, de cada um ter o seu momento em revelar a sua verdade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Quero muito ler esse livro!! Fiquei super feliz pelo fato do ano passado ter sido especialmente favorável à publicação de romances lgbt! Tenho vários na minha lista! Fico feliz que você tenha gostado! =D

    ResponderExcluir
  4. Oi, Andressa.
    Li esse livro no ano passado e o que mais gostei foi a autora ter lidado com o tema da homossexualidade do Simon de forma leve. Todo mundo tem problemas na adolescência e ela conseguiu criar um personagem em quem a gente se identifica! Adorei!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Adorei sua resenha, esse livro é um dos que não leria, não sei o porque mas desde o lançamento fiquei ansiosa em ler, mas depois de saber as opiniões dos meus amigos perdi a total vontade, mas adoro a arte nas capas da autora.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gostei bastante da leitura desse livro. Achei que a autora soube conduzir de forma que é fácil de entender os jovens, os questionamentos e as dúvidas sobre o despertar da sexualidade, ou no caso do Simon, a homossexualidade.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. Oi! Ainda não li este livro, mas quero muito, porque todo mundo elogia bastante. A premissa da história é muito bacana, e acho que colocar personagens com orientações diferentes das quais estamos mais do que acostumados a ler é super importante para que todos sejam representados. A forma leve que a autora usa também é muito legal. Obrigada pela dica!


    Bjoxx ~ http://www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  8. Oi Dessa,
    Esse livro é leve mesmo, além de ser bem envolvente e com vários ensinamentos.
    Fico contente que você tenha gostado do livro e que tenha feito essa resenha mesmo tanto tempo depois do hype dele.
    Eu quero tentar reler esse livro, mas não sei se vou conseguir fazer isso esse ano rs;
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Andressa!
    Ai esse livro <3 Com certeza é uma das histórias mais bonitas que li nos últimos anos e o fato dela deixar a gente com aquela sensação boa quando acaba é só mais um ponto para essa belezinha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi tudo bem?
    Apesar de ter o livro aqui e já terem me indicado várias vezes eu ainda não conesgui encaixar na lista de leituras rs, mas gostei de saber que é uma leitura leve ee fluida, vou tentar ler esse ano
    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem Dessa?
    Eu adorei a sua resenha, ficou bem legal e também curti a foto, ficou linda. Eu já li algumas resenhas desse livro, mas infelizmente não me cativou o suficiente. Fico contente que gostou da leitura!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Oi, amei sua resenha, esse é um livro que tenho vontade de ler, pois curto tramas adolescentes mais leves e gostosas de se ler, além de achar importante a representatividade lgbt.

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Que resenha mais amorzinho. Sou louca para ler esse livro, mas ainda não tive a oportunidade assim como o filme. Eu amo a essência que esse livro trás, aina mais quando lidamos com temas tabus como o preconceito é algo que mexe muito comigo. Estou louca para conhecer um pouco mais sobre o Simon, pensando bem acho que vou até assistir agira.

    P.s: Suas fotos estão lindas.

    BEIJOS.

    ResponderExcluir