segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

[Resenha] Stalker

|
Autora: Tarryn Fisher
Páginas: 288
Editora: Faro Editorial
Deprimida após sofrer um aborto espontâneo, Fig Coxbury passa seu tempo em praças observando as crianças que poderiam ser a sua filha. Até que uma menininha brincando com a mãe desperta uma obsessão. Logo, Fig se vê mudando de casa e de bairro não por necessidade, mas porque a casa vizinha oferece tudo o que ela mais deseja: a filha, o marido e a vida que pertence a outra pessoa.








Stalker é mais um livro da autora Tarryn Fisher que me pega de jeito, e dessa vez ela nos trouxe um thriller psicológico narrado por três pontos de vistas que nos mostra que nem tudo é o que parece. Eu recebi esse livro na caixinha da TAG Inéditos, e ele foi lançado mês passado pela Faro Editorial (que está com uma capa muito bonita!), então quem não assina a TAG já pode conferir a obra. Eu iniciei essa leitura já esperando gostar, e não me decepcionei nem um pouco. A trama ser narrada por três personagens consegue deixar a leitura ainda mais envolvente, porque conseguimos entender melhor os defeitos de cada um.

Fig sofreu um aborto e desde então culpa o marido, que nunca deu a devida atenção e sempre a tratou como um lixo. Toda tarde ela vai para alguma praça para olhar as crianças brincando, imaginando que uma delas poderia ser sua filha. Certo dia ela avista uma menininha tão doce e delicada, e pela idade da criança ela pensa que poderia ser a filha que reencarnou para ficarem juntas. Essa obsessão a faz se mudar, e Fig consegue comprar uma casa ao lado. 

Fig acha que Jolene não é uma boa mãe, e que não merece ter a filha. Mesmo assim ela acaba se aproximando da mulher, pois precisa estar perto de Mercy, que ela realmente acredita ser sua filha que morreu. Conforme Fig se aproxima mais deles, ela percebe que o marido, Darius, também era tudo que ela precisava para completar sua família. Então, agora ela quer tudo o que Jolene tem e não dá o devido valor.


Jolene é uma pessoa muito altruísta e não consegue perceber o que está se passando. Darius, que é um psicólogo consegue notar que Fig é alguém muito carente e que está sempre comprando roupas ou indo em lugares que Jolene frequenta. Mas, mesmo assim ela não leva os avisos do marido à sério. Fig consegue controlar Jolene com suas histórias tristes e depressivas, tudo isso enquanto cria ainda mais raízes na família e na casa dela.

Eu achei que o foco seria em Fig querer a criança por achar que era sua filha, mas a trama vai além disso. Fig é uma mulher desequilibrada que consegue enganar os outros com sua simpatia. Quando ela passa a desejar toda a vida de Jolene, inclusive o marido, eu começo a me preocupar com o nível de loucura. Mas, o pior ainda acontece, e eu não posso falar o quê.

As três partes nos apresentam personagens problemáticos. É muito fácil se enganar com as aparências. Há uma "revelação" perto do final que eu fiquei: oi? Como eu não tinha percebido? Na verdade, não é que eu não percebi, mas a narrativa me levou por um caminho que estava errado. Quando consegui entender que estava ali desde sempre, percebi que os personagens mostraram realmente só o seu ponto de vista, aquilo que mais importava, e eu achei isso genial e assustador por vir de uma pessoa totalmente sociopata.

Stalker tem uma leitura fluída, e eu gostei bastante de ter a visão dos três personagens. Toda a tensão psicológica vai aumentando conforme vamos conhecendo melhor cada um deles, e o medo de que nenhum dos personagens se salve de ser considerado um psicopata é grande. Fica a pergunta: será que nenhum é confiável? E o final pode não ter nada demais, mas consegue arrepiar ainda assim.

Eu gostei muito dessa história, principalmente por a autora não enrolar muito. Tudo acontece num ritmo rápido e essa confusão de informações só servem para deixar o leitor ainda mais uma pilha de nervos. Recomendo a leitura! 

30 comentários:

  1. Parece ter uma tensão bem forte mesmo. Gostei da ideia da história. Não conhecia esse livro ainda.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro bem tenso mesmo, eu gosto bastante desse gênero.

      Excluir
  2. Tudo bem?
    Eu li e adorei a história. Gosto da escrita da autora e apesar de o livro ter sido previsível em alguns momentos, ainda assim o estilo da autora e desenvoltura me fez curtir cada página.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei a narrativa bem diferente e envolvente. Algumas coisas são previsíveis mesmo, mas todo o desenvolvimento nos leva para momentos de tensão, e ser uma história que a própria autora vivenciou e se inspirou é ainda mais chocante.

      Excluir
  3. Oi, Andressa!
    Te confesso que, se eu tivesse visto apenas a capa desse livro em uma livraria, não teria me chamado muito a atenção, mas sua resenha me deixou interessadíssima na história! Conforme fui lendo, achei que a obsessão de Fig seria apenas na criança, mas imaginar que ela se torna tão descontrolada a ponto de passar a desejar a vida de Jolene é assustador. Fiquei muito intrigada para saber qual seria essa revelação que acontece no final. Preciso desse livro! Sua dica me valeu muito! Beijos!

    Jéssica Martins
    castelodoimaginario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa da Faro Editorial está bem mais bonita, viu? Essa é uma edição da TAG, uma caixinha de assinatura, e eu até acho ela bonita, mas talvez não seja algo que chame atenção de alguém que não conhece a história ou autora mesmo. :/
      Beijos

      Excluir
  4. Olá!
    Confesso que tenho um caso de amor e ódio com os livros dessa autora, o enredo parece muito intrigante e sempre tem bons segredos e espero que dessa vez ela tenha acertado em como conduzir os personagens e o final seja convincente.
    Sua resenha conseguiu me deixar curiosa!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Todos os livros que eu li dela me agradaram bastante. E esse foi o melhor de todos até agora. ♥

      Excluir
  5. Nossa! Só com a resenha eu já fiquei angustiada. Parece aquele tipo de trama que nos rouba o ar, que nos faz virar a noite lendo o livro, pois preciso saber se algo vai dar certo no final.

    A obsessão da Fig me lembrou um filme antigo chamado A Mão que Balança o Berço. É um filme que me arrepia até mesmo nos dias de hoje, embora eu já tenha visto várias vezes e nada seja mais surpresa.

    Fiquei curiosa com o que você disse sobre ninguém ser confiável. O que me faz pensar que no momento em que cada ponto de vista diferente é mostrado no livro os personagens podem mentir para tentar nos enganar. E talvez a Fig não seja a única maluca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura realmente de tirar o fôlego, viu!
      Então, realmente não tem ninguém que presta ali, e quando cada ponto de vista chega percebemos que as coisas são um pouco mais bizarras.

      Excluir
  6. Ola... sou comoletamente alucinada por esse gênero. Eu to louca para ler esse livro desde o seu lançamento e essa é a primeira resenha que leio sobre ele e voce me deixou alucinada. Preciso desse livro pra ontem!!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, leia o quanto antes. É uma leitura de tirar o fôlego! ♥

      Excluir
  7. Oiii tudo bem ?
    Eu vi esse livro recentemente em um sebo confesso q não sabia nada dele a capa me chamou atenção fiquei curiosa em conhecer esse thriller vou adicionar na lista
    Achei a história bem intensa e isso é bom pelo jeito prende o leitor..
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii! Tudo bom? A história é muito envolvente, adiciona nos desejados mesmo, vale a pena!

      Excluir
  8. Oi Andressa!
    Fiquei curiosa em saber mais da história principalmente ao fato de surpreender e ter deixado alguma coisa passar, adoro surpresas kkk.
    Essa tensão psicológica me faz roer as unhas, parabéns pela resenha, fiquei animada em ler esse livro e instigada com a trama, bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu a resenha, espero que você goste da leitura tanto o quanto eu gostei. ♥
      beijos

      Excluir
  9. Eu acho que ficaria muito agoniada lendo esse livro. Só de pensar no tamanho da loucura dessa mulher, eu já fico com medo do que pode acontecer nesse livro. Eu já li um livro dessa autora, e este livro me chamou muito a atenção. Gostei do enredo e estou bem ansiosa e com medo de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura que te deixa muito tenso, porque parece que ninguém dá bola para o quão sério é essa obsessão da mulher, sabe ? :O

      Excluir
  10. Olá, tudo bom?
    Adoro esse estilo de leitura e acho que a obra fica ainda mais interessante quando temos os pontos de vista dos principais envolvidos. Fiquei bem curiosa para saber o que foi esse pior e como a autora desenvolveu seu enredo com o intuito de surpreender o leitor. Anotei a dica e espero poder ler em breve, fiquei realmente muito curiosa ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro livros com vários pontos de vista também, dá para ter uma noção maior sobre o enredo e o desfecho.

      Excluir
  11. Eu adoro esse tipo de história de verdade, tem um viés extremamente psicológico e que nos deixa de cabelo em pé, ne? Nao conhecia esse lançamento da editora mas já adicionei em minha lista de desejados, quero ler o quanto antes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um thriller bem psicológico mesmo, adorei a leitura.

      Excluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu não sou muito de ler thrillers psicológicos, aliás, suspense de um modo geral é um gênero que eu quase não leio. Porém, achei a premissa desse interessante e parece ser uma leitura muito envolvente. Fiquei bem curiosa para saber quais revelações são feitas e como a autora conseguiu surpreender no final.
    Adorei sua resenha e já anotei a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro esse gênero! ♥ Espero que você goste da leitura! :)
      Beijos

      Excluir
  13. Estou com esse livro na minha estante desde o começo do ano, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Espero fazer isso em 2019 porque pelo que estou vendo, estou adiando uma leitura e tanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está adiando uma leitura muito boa mesmo, e espero que quando você leia curta tanto quanto eu. ♥

      Excluir
  14. Oi Dessa,
    Li um livro da autora e gostei bastante do que encontrei, apesar de ter demorado um pouco para ler. Acho que esse livro é um pouco diferente dos outros da autora e tenho vontade de ler. Mesmo o foco não tendo sido no personagem que você esperava, notei que o livro te agradou e vou me arriscar em ler no próximo ano :)
    Beijos,
    @umoceanodehistorias_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma história diferente dos outros livros que já li da autora mesmo. Esse é um thriller psicológico, e pelo menos não tinha visto nada da autora do tipo. Gostei bastante.

      Excluir
  15. Olá
    Estou louca para fazer a leitura desse livro. Saber que a autora não enrola é algo crucial, por que tem alguns autores que querem mudar o foco do leitor para serem surpreendidos no final que acaba enchendo o livro de coisas sem necessidade. Quando você falou sobre o que é revelado quase no fim eu já fiquei com a famosa pulga atrás da orelha de curiosidade, realmente parece ser um livro daqueles que você não quer largar enquanto não finaliza a leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a autora não enrola nada. As coisas são desenvolvidas sem muita pressa, mas também sem encher linguiça. Adorei mesmo a leitura.

      Excluir