terça-feira, 4 de dezembro de 2018

[Resenha] Como num filme

|
Autora: Lauren Layne
Página: 224
Editora: Paralela
Série: Recomeços, 0.5
As regras são claras... até o momento em que são quebradas. Neste livro da série Recomeços, conheça a história de Ethan. As únicas coisas que o mauricinho Ethan e a rebelde Stephanie têm em comum são o curso de cinema na Universidade de Nova York e o roteiro que precisam desenvolver juntos. Mas, quando a proposta de recriar clássicos de Hollywood se confunde com a realidade, eles acabam se tornando os protagonistas de uma história de amor digna de Oscar! Ela quer um quarto confortável em uma boa casa. Ele quer ficar longe de sua ex. Eles precisam de uma boa nota. Convencidos a ajudar um ao outro, os dois entram em um acordo: Stephanie será a namorada de mentirinha de Ethan enquanto ele a deixa morar em seu apartamento. Para isso, ela deverá fingir ser uma perfeita lady: discreta, arrumadinha e, claro, completamente apaixonada… igualzinha à personagem do filme que estão criando. Contudo, à medida que os dois se aproximam, Ethan se vê completamente apaixonado pela garota cheia de mistérios e contradições ao seu lado. Agora, ele vai ter que decidir: será que seus sentimentos são pela Stephanie de verdade? Ou apenas pela versão que ele criou?

1. Em pedaços

Como num filme é um prequel da série Recomeços, da autora Lauren Layne. Essa é a minha terceira experiência com a escrita da autora, e eu gostei bastante do que eu li. Em pedaços, que é o primeiro livro da série, me agradou bastante, então eu fiquei muito empolgada para conhecer melhor a história de um personagem que faz parte do passado da protagonista do primeiro livro. Mais uma vez Lauren nos traz uma trama que toca em assuntos importantes e pesados, mas com certa leveza consegue construir sua história de maneira com que o leitor se apaixone pela trama e personagens.

Staphanie guarda uma profunda mágoa de seu pai, que se casou apenas seis meses após a morte da mãe. Desde então ela sempre foge de ter que ir para a Carolina do Norte, um lugar que ela não considera seu lar. Neste verão ela resolve se inscrever em um curso de cinema, na Universidade de Nova York, apenas para não precisar ir para casa. É uma desculpa, mas ela realmente gosta da faculdade, e esse curso é com um dos melhores professores, e o mais concorrido. Ela é uma garota que adora usar preto, tem muitos piercings e poucos amigos. Seu humor é ácido, mas por trás dessa fachada sabemos que ela teve um grande trauma que a deixou sombria.

Ethan é o famoso garoto rico, e que aparentemente é bastante fútil. Pelo menos é essa a impressão que Stephanie tem do garoto quando esbarra nela à caminho do curso. Ethan aproveitou que o professor é um grande amigo da família para conseguir uma vaga no curso de cinema. Porém, esse curso é totalmente o oposto do que ele realmente estuda: administração. O rapaz, assim como Stephanie, está fugindo; sua intenção é ficar longe da ex, que o magoou profundamente, assim como do melhor amigo.


Os dois acabam tendo que trabalhar juntos em um projeto, onde eles precisam desenvolver um roteiro baseado em clássicos de Hollywood. Ambos se aprofundam no conceito Pigmaleão, e tomam como base o filme Uma linda mulher. É quando Ethan tem a ideia de fazer com que o roteiro seja mais real, e sugere a Stephanie que ela seja sua namorada de mentira e passe por uma completa transformação.

Depois de muita relutância Stephanie resolve aceitar a proposta, e vai morar no apartamento de Ethan. Ela vira uma garota muito diferente quando precisa sair com Ethan em algo que envolva a família dele, e o garoto acaba realmente sentindo uma atração por ela. Mas, será que realmente ele gosta dessa Stephanie falsa?

Os diálogos dos dois são sempre permeados por sarcasmo e indiretas. É realmente engraçado ver esse relacionamento meio perturbado dos dois. Stephanie é uma personagem que possui diversas camadas, principalmente por conta do que aconteceu com ela no passado. Sua relutância em confiar em Ethan demora a dissipar. Mas, seu maior medo mesmo é acabar se apaixonando pelo garoto riquinho, e que não deve sentir nada por ela.

O interessante é que temos personagens de mundos tão opostos, e não apenas me referindo à classe social, mas também a maneira com que cada um se apresenta ao mundo. Stephanie usa roupas que mostram seu profundo ódio por tudo e todos, da maneira mais agressiva possível. Enquanto Ethan foi criado em um círculo que tudo precisa ser perfeito. Eu realmente fico chateada com esse tipo de julgamento, pois por trás de toda essa fachada, Stephanie é realmente uma garota divertida e amiga. 

Como num filme tem uma trama com vários clichês, e é realmente de propósito, afinal, eles precisam dissecar comédias românticas para o projeto. O que eles não perceberam imediatamente é que eles próprios estavam vivenciando uma. Eu realmente adorei a escrita da autora, a trama é muito envolvente e gostei bastante de poder conhecer melhor Ethan. Recomendo!

7 comentários:

  1. Eu acho esse tipo de história um verdadeiro clichê, mas um clichê bom, que deixa a gente com aquele quentinho no coraçao por ser uma história tão boa assim, a cura da ressaca literária, amei a dica!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Este livro não faz meu gosto, mas adoro um livro assim, cheio de clichês, que nos deixam com um sorriso bobo no rosto após a leitura. Ainda não li o primeiro livro da série, mas entre os dois, o primeiro me chama menos atenção. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem? Eu não me interesso mais por esse tipo de livro, porque acho que o clichê pelo clichê é perda de tempo. Não leria, especialmente por causa da esteoripação das personagens, acho que, com tantas possibilidades, eu nunca me renderia a mais do mesmo de novo. Tenho buscado outras leituras, também. Mas que bom que foi uma leitura que você gostou :) Espero que goste dos próximos, se houver.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Andressa,
    Estou precisando de livros bem clichês com leituras fluídas para intercalar com livros mais densos e esta recomendação é bem o que procuro. A premissa não dá muitas informações sobre a protagonista e isso é algo me deixa intrigada, pois fiquei curiosa com sua história. Já Ethan, como todo riquinho de romances, tem problemas familiares, que envolvem uma carreira que talvez não seja a que ele quer e, claro, a fortuna da família. Só espero encontrar aqui um protagonista legal, interessante e, principalmente, que consiga se impor quando necessário. Por mais que eu não esteja achando muito inovadoras as histórias dessa série, estou bem interessada na leitura dos livros.

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Eu amei esse livro quando eu li e confesso que ele se tornou o meu preferido e li ele antes de ler em pedaços e não me arrependi lendo sua resenha me deu vontade de reler esse livro maravilhoso.

    ResponderExcluir
  6. Ahhhh não sei se o meu comentário anterior entrou, mas vamos que vamos.
    Eu não me senti atraída por essa história, mas tenho curisidade e vontade de conhecer a escrita dessa autora, que é tão bem elogiada <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  7. Oi, Andressa! Curto muito esse tipo de livro, ainda mais recheado de clichês! rsrs
    Ainda não li essa série, mas sei que é uma ótima recomendação, está na minha lista, infelizmente, sem previsão...
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir