sábado, 3 de novembro de 2018

[Resenha] Will & Will

|
Autores: John Green e David Levithan
Páginas: 352
Editora: Galera Record
Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.








Will & Will, da Galera Record, é um livro escrito por dois autores: John Green e David Levithan. Eu conheço a escrita de ambos, e gostei de todos os livros que eu já li dos dois até o momento, no entanto, essa obra não é considerada, por mim, a melhor deles. Sim, foi uma leitura divertida, descontraída e rápida. Porém, alguns assuntos não foram tão aprofundados e alguns personagens não me envolveram completamente. E. para começar, fui totalmente enganada com esse título, eu realmente esperava que os dois Will's fossem ter algum relacionamento, e eu acho que se fosse isso mesmo ia ser até mais interessante.

Will Grayson é um garoto sem ambição, sem amigos e que está sempre escondido nas regras que ele próprio criou para não chamar a atenção. Seu melhor amigo, por incrível que pareça, é muito extrovertido, o completo oposto dele. Tiny Cooper é gay, e a cada semana se apaixona por um garoto diferente. E, apesar de os dois serem tão opostos um do outro, a amizade entre eles é algo real e divertida. Tiny tenta a todo custo tirar Will de seu casulo, inclusive, resolve aproximar Jane do amigo.

Will em uma série de eventos acaba parando em uma sex shop onde conhece Will Grayson. Sim, um garoto com o mesmo nome que ele. O outro Will é um garoto depressivo, que vive apenas com a mãe, e que não consegue encontrar nenhuma alegria além do menino que conversa na internet todos os dias. Quando os dois finalmente marcam de se encontrar ele vê sua vida desmoronar com uma revelação cruel e desoladora. Na sex shop ele descobre alguém que além de ter o mesmo nome, também possui alguns dilemas amorosos para resolver. No entanto, o relacionamento dos dois Will's não dura muito, pois logo entra em seu caminho o maravilhoso Tiny Cooper, que faz questão de animar o garoto.


A narrativa é intercalada entre os dois meninos, e os capítulos do Will depressivo são todos com letras minúsculas, para além de poder diferenciar quem é quem, também mostrar o quão solitário e angustiado ele está. Will & Will não foca na parte LGBT, apesar de ter seus momentos, ela é muito mais sobre se encontrar, amizade, preconceito e aceitação. Esse livro tem muitas mensagens bacanas, e a leitura foi realmente muito divertida em alguns momentos, mas em outros pareceu que os autores não sabiam o caminho a seguir.

Tiny é o personagem mais alto astral do enredo, mas suas cenas eram um pouco absurdas e fúteis. Eu achei que sua relação com Will, o segundo, poderia ter sido mais explorada e menos 'boba'. Eu queria tanto que esse Will tivesse alguém real e consistente em sua vida, principalmente por ele esconder de todo mundo que é gay, e ter esse peso consigo. Eu gostei muito mais dele. O primeiro Will me pareceu um pouco forçado. Toda esse lance de "não vou me envolver", e do nada ele começa a sentir algo por Jane foi muito infantil, e foi difícil eu me apegar ao seu drama pessoal.

No geral, essa foi uma leitura gostosinha para passar o tempo, mas como eu disse, não foi um dos melhores livros que eu já li dos autores. Essa história serve para nos lembrar que devemos apenas viver. Ser feliz. Amar. E o mais importante, nunca esconder quem somos. Recomendo!

4 comentários:

  1. Ahhh eu gostei bastante desse livro, mas acho que foi pq tinha acabado de sair de uma ressaca literária hahaha.
    Esse foi o segundo livro do "JOhn Green" que eu li, não conhecia o outro autor. Mas amei a mensagem da história =)

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  2. Oiii tudo bem ?
    Esse livro tá na minha lista faz tempo mais nunca peguei pra ler sempre passo outros na frente.
    Mas confesso q estou com um pouco de medo de ler mais quem sabe eu leia algum momento espero q goste .

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Faz um tempinho que li esse livro, uma premissa ótima e a escrita do dois autores são maravilhosas. Já conhecia Green más David não tinha muito conhecimento, só descobrir com esse livro e pretendo ler os livros dele.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  4. é complicado quando lemos uma obra e temos dificuldade de nos apegar justamente ao personagem principal, passei por isso lendo the kiss of deception e compreendo como é. eu nunca li will & will mas sempre tive essa vontade porque a história pela sinopse me cativa mas acaba que nunca me movi pra ler, mas eu não sabia que na obra tinha um will depressivo deve ser interessante ver a perspectiva dele.

    ResponderExcluir