terça-feira, 13 de novembro de 2018

[Resenha] Um acordo e nada mais

|
Autora: Mary Balogh
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Série: Clube dos sobreviventes, 2
Embora Vincent, o visconde Darleigh, tenha ficado cego no campo de batalha, está farto da interferência da mãe e das irmãs em sua vida. Por isso, quando elas o pressionam a se casar e, sem consultá-lo, lhe arranjam uma candidata a noiva, ele se sente vítima de uma emboscada e foge para o campo com a ajuda de seu criado.
No entanto, logo se vê vítima de outra armadilha conjugal. Por sorte, é salvo por uma jovem desconhecida. Quando a Srta. Sophia Fry intervém em nome dele e é expulsa de casa pelos tios sem um tostão para viver, Vincent é obrigado a agir. Ele pode estar cego, mas consegue ver uma solução para os dois problemas: casamento.
Aos poucos, a amizade e o companheirismo dos dois dão lugar a uma doce sedução, e o que era apenas um acordo frio se transforma em um fogo capaz de consumi-los.
No segundo volume da série Clube dos Sobreviventes, você vai descobrir se um casamento nascido do desespero pode levar duas pessoas a encontrarem o amor de sua vida.
Um acordo e nada mais é o segundo volume da série Clube dos sobreviventes, e eu estou amando demais esses livros! Eu gosto bastante da escrita da autora, o enredo e personagens são sempre bastante maduros. E, Balogh me ganhou ainda mais ao trazer um personagem cego para o enredo. É extremamente difícil pegar um romance de época em que o personagem tenha alguma deficiência mais séria, e não apenas um "mancar". Pelo menos essa é a primeira vez que encontro isso em um livro do gênero. 

E o mais incrível é que a autora consegue desenvolver o personagem de forma que você não fique a todo momento sentido pena dele. Vincent é um homem marcado pela guerra, mas mesmo cego é alguém corajoso, forte e que faz questão de se virar. Ele não quer muita atenção ou cuidado. E, em alguns momentos até esquecemos que ele é cego, pois a forma como agora ele enxerga o mundo é algo muito belo e fabuloso. 

No livro anterior Vincent acaba não aparecendo no casamento de seu amigo, e agora sabemos o motivo. A mãe e irmãs de Vincent querem a todo custo conseguir uma esposa para ele, alguém que vá cuidá-lo. No entanto, uma das pretendentes joga um balde de água fria nele quando diz que não se importa com sua condição, e Vincent percebe que a família a está obrigando a se casar com ele. Cansado de tanta preocupação e arranjos absurdos, ele e seu criado fogem para o campo.

Vincent decide voltar à sua casa da infância, quando ainda não era um visconde. E, apesar de tentar manter em segredo, todos os moradores logo descobrem que ele está na antiga casa e fazem questão de visitá-lo e convidá-lo para jantares e festas. Sua fama de ser uma criança levada não é segredo para ninguém. Até mesmo Sophia Fry sabe um pouco sobre a vida de Vincent.


Sophia Fry é uma jovem que perdeu o pai e atualmente está morando com os tios e a prima. Porém, apesar de ser sua família eles a tratam como se Sophia não existisse. Ela é uma jovem calada, quase invisível e ganhou o apelido de Ratinha. Sophia acha que ninguém vai amá-la, e que nem é merecedora de algo do tipo. Mas, ela tem um coração enorme, e é ele que a coloca em uma enrascada.

Os tios de Sophia armam uma situação constrangedora para que Vincent seja obrigada a se casar com a filha deles, no entanto, Sophia acaba salvando o cavalheiro. Após provocar a ira dos tios, eles a expulsam de casa e ela precisa dormir na paróquia. Vincent fica extremamente balançado com essa situação, afinal, ela lhe ajudou. Então, ele propõe que os dois se casem. Assim, ele consegue voltar para sua casa sem se preocupar com a mãe e irmãs lhe arranjando uma pretendente, e ela terá segurança financeira e um lugar para morar.

E não é que esse acordo acaba sendo algo apaixonante e que vai levar os personagens a se conhecerem melhor? É incrível a dinâmica dos dois, Sophia faz questão de deixar Vincent à vontade por conta da cegueira, sem nunca tentar mimá-lo ou sufocá-lo com cuidados. E, aos poucos, ela vai se mostrando uma mulher doce, divertida e gentil. Só que sua autoestima é muito baixa, e ela não se acha nem um pouco bonita. Vincent precisa mostrar aos poucos o quanto ela está enganada.

Um acordo e nada mais é o melhor livro até agora! Eu adorei o anterior, mas esse e os personagens me cativaram demais. É um romance de época lindo, intenso e fabuloso. Como eu disse, a história me ganhou por ter um personagem fora do padrão. A leitura é muito envolvente e fluída. E, o melhor de tudo, os integrantes do Clube dos sobreviventes aparecem na trama, o que nos deixa ainda mais ansiosos para conferir o próximo livro, eu ainda não procurei saber sobre quem será (quero me surpreender!). Recomendo a série!

10 comentários:

  1. Olá!
    Ahh eu amei esse livro. Já tinha me apaixonado no primeiro e o Vincent tinha me chamado atenção antes, mas a Mary Balogh se superou e desenvolveu um enredo muito gostoso entre esses personagens.
    Estou curiosa com as próximas histórias e torcendo para que esses amigos continue rendendo boas tramas.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Eu achei a história fofa, mas gostei mais do primeiro livro, rs.
    Mas a história tem todoo seu charme, ainda mais pela cumplicidade do casal, que vai acontecendo com a rotina diária entre eles. E ainda o sentimento é lindo! Muito bom!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  3. Oi, Andressa! Essa é uma das minhas leituras atuais e já senti também que vou me apaixonar muito por esses personagens! Que bom que sua resenha só fez eu ter vontade de ler esse livro mais rapidamente. rsrs
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  4. Oiiii,

    Você não faz ideia de como sua resenha me deixou aliviada! Porque eu estou com o primeiro livro na fila para ler e aguardando para saber se vai valer a pena a gente fazer a leitura. Adorei seus comentários e agora vou começar a série com muito mais leveza no coração porque sei que o segundo é ainda melhor que o primeiro rs.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, Andressa.
    Já li algumas resenhas sobre os livros dessa série mas esse também foi o que mais me chamou a atenção. Pela sua resenha é possível ver como a história é gostosa e surpreendente, fiquei com vontade de conferir.

    http://www.anneandcia.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu não lembro de ter visto nada sobre essa serie ainda e não sou fã do gênero, então não fiquei tão animada de cara, sabe? Mas gostei de saber que os personagens e o enredo são sempre maduros. Além disso, achei interessante a autora trazer um personagem cego na historia. Enfim, parece ser uma boa obra, vou marcar a dica.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  7. São tantos elogios para este livro que acho que não vou ler essa serie na ordem, vou começar por esse aqui. Adorei seus elogios para o enredo e estou mais que curiosa pra conhecer a trama toda.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Estou com muita vontade de ler essa obra, mais ainda não consegui. Ela estará na minha lista de desejados para 2019.

    ResponderExcluir
  9. Olá, a autora não é minha favorita no gênero, mas estou bem curiosa para ler esse livro por trazer um mocinho com uma condição diferente. Sua resenha ficou ótima, amei conferir sua opinião. Agora é me segurar para não comprar esse livro na Black Friday.

    ResponderExcluir
  10. Oi.

    Eu adorei a leitura desse livro. Esse é um dos meus gêneros preferidos, e estou bek feliz por tee conhecido a escrita da autora. Estou até procurando outros títulos dela para ler. Estou esperando agora os próximos livros e sei que vou amar cada um deles.

    ResponderExcluir