sexta-feira, 31 de agosto de 2018

[Resenha] Minha vez de brilhar

|
Autora: Erin E. Moulton
Páginas: 288
Editora: Novo Conceito
Em uma noite, Indie faz um pedido para uma estrela. Ela quer muito reencontrar a sua lagosta de estimação, e também quer que sua irmã Bibi volte a gostar dela. Mas ter os seus desejos realizados pode exigir dedicação integral! Indie trabalha no teatro durante o dia, mostrando a Bibi e seus amigos o quanto ela pode ser útil. À noite, ela procura sua lagosta perdida, e para isso conta com a ajuda de seu novo grande amigo, Owen. Tudo vai bem até que Bibi e sua turma começam a pegar no pé de Owen, o maior exemplo de nerd e futuro loser. Será que Indie vai conseguir manter em segredo sua amizade com Owen? Será que, para ser uma pessoa melhor, Indie precisa mesmo ser diferente?



Minha vez de brilhar faz parte do selo #irado, da Novo Conceito, e assim como os outros livros, tem uma trama juvenil fofinha e envolvente. Esta obra trata de maneira sutil sobre assuntos importantes na vida de uma criança/adolescente: amizades e bullying. O foco, no entanto, não é trazer uma história dramática, e sim, de forma descontraída apresentar uma personagem 'fora do padrão' em relação as outras garotas da escola, e sua própria irmã, e mostrar seus momentos de descobertas, novas amizades e também aventuras.

Indie é fascinada por tudo que se refere ao mar. Ela sabe o nome de vários peixes, inclusive, sempre que esta ansiosa cita todos para se acalmar. E o mais surpreendente de tudo: ela tem uma lagosta dourada de estimação. No momento, a lagosta é sua única amiga. Sua irmã, Bibi, não é mais divertida e parece ter vergonha de Indie. Bibi só anda com as garotas mais 'descoladas' da escola, e faz questão de nunca ser vista com a irmã.

Indie não se veste como as outras garotas, afinal, usar uma camiseta e calça é bem mais confortável para andar por aí em busca de aventuras. Ela está sempre fedendo à peixe, o que faz com que todos fiquem distantes, não sem antes a chamar de esquisita e fedorenta. Em seu último dia de aula, sua lagosta acaba indo parar em sua mochila. A garota precisa dar um jeito de a levar para a água, mas em um momento de caos, quando as crianças acabam vendo a lagosta e gritando, e seu professor tentar ir atrás e Indie, ela acaba perdendo a lagosta no mar.


Indie passa vários dias sem vontade de fazer nada. E todo dia ela vai na praia tentar chamar Monty Cola (sim, esse é o nome da lagosta!) de volta. Nesse meio tempo, ela percebe que para conseguir se aproximar de Bibi ela precisa ser mais como a irmã, e assim decide trabalhar no teatro onde sua irmã irá participar de uma peça. Para isso, ela permite até mesmo que Bibi a vista com suas roupas, para ficar mais parecida com ela.

Owen é um garoto que também trabalha no teatro, ajudando sua tia, e imediatamente vira amigo de Indie. No entanto, o garoto é um nerd, e os amigos com quem Bibi anda adoram tirar sarro dele. Indie está muito agarrada a ideia de que precisa ser uma pessoa melhor, mas para isso, acaba fazendo e dizendo coisas que não são ela. A garota precisa decidir o que é o melhor a seguir.

A amizade de Indie e Owen é tão bonitinha, e o que mais emociona é ver que não é apenas Owen que está ajudando Indie na busca pela lagosta perdida, mas, Indie com sua amizade também acaba fazendo o garoto esquecer um pouco dos próprios problemas que está enfrentando em sua vida familiar, e que com o tempo vão sendo reveladas.

Minha vez de brilhar tem uma história muito leve e fofa, e remete tanto ao verão, que é quase possível se imaginar em uma praia, sentindo a brisa e o sol no rosto. A trama não tem grandes reviravoltas, mas o final acaba por surpreender: ele não é totalmente um final feliz. E, a autora conseguiu me encantar por isso, por não terminar uma história juvenil de forma tão direta e óbvia.

A edição é em capa dura, e o título é todo brilhoso, eu achei o livro muito lindo. Eu quero muito ler outros livros dessa autora, gostei bastante da escrita dela, e o enredo é daqueles que nos aquece o coração. Recomendo muito a leitura, mesmo sendo uma história mais infantil, ela consegue agradar até mesmo quem já passou por essa fase.

12 comentários:

  1. Achei a história muito interessante, pelo fato da personagem protagonista não ser do " padrão " da maioria das personagens dos livros desse tipo e também achei muito interessante pelo fato de abordar o bullying de uma forma leve na história, gostei muito da sua resenha, ela ficou ótima.

    ResponderExcluir
  2. deve ser uma leitura fofinha com ensinamentos bacanas... a protagonista ter uma lagosta de estimação, realmente [é algo bem inusitado pra mim hehe
    legal a autora não ter finalizado o livro com algo clichê...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Eu tenho esse livro - que, aliás, tem uma edição muito lindinha -, mas ainda não o li. Adorei saber que é uma leitura gostosinha e que agrada à todos. Achei bem bacana toda essa ligação da personagem com o mar. Ótima resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Tudo bem? Vi esse livro, mas não me chamou muita atenção, lendo sua resenha pude ter uma perspectiva melhor do enredo e ainda assim não me interessei para leitura no momento.
    Mas a premissa é interessante.. Só não é o que estou buscando no momento.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  5. Oiiii

    Eu não conhecia o livro, achei tão fofinha a trama. No entanto, por agora, estou dando prioridade aos encalhados na estante e livros de parceria. Fico feliz em saber que vc gostou, a premissa é legal e realmente o livro tem carinha de verão, aliás uma leitura perfeita para as férias de Dezembro que ja estão pertinho.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Andressa tudo bem? Esse deve ser daqueles livros leves, que você não cansa de ler, gostei do enredo, a história de Indie e sua lagosta parece ser bem fofinha, num mundo mágico só dela. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Esse livro realmente parece uma fofura e Indie me lembra uma personagem de um livro que li ano passado que envolvia águas-vivas. A personagem tinha uma personalidade bem peculiar, que acaba se tornando esquisita para os outros, mas a torna única e encantadora.

    Anotada essa dica.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Andressa!
    Que dica maravilhosa, acho muito bacana quando livros infantis trazem mensagens importantes assim e realmente chegam em qualquer público com reflexões. Gostei muito da premissa desse livro, parece ser uma ótima leitura.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Ai, eu amaria ler essa história <3 Adoro o mar também, apesar de não saber o nome dos peixes haha. Gosto da sensação de paz que ele me traz. Achei o livro parecido com a construção dos YAs e isso me fez ficar bem animada. Com certeza, leria! Acho que falar de bullying é essencial e adoro ler sobre diversidade, porque, obviamente, o mundo é diverso e incrível. Adorei conhecer sobre esse livro, obrigada pela dica! :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Olha, eu nunca ouvi falar desse livro e acho bacana conhecer novos autores e histórias, porque vou anotando tudo que me interessa para poder realizar a leitura depois. No início achava que o livro falava sobre depressão, porque a personagem fica muito tempo triste e deprimida mas, o tema bullying também é muito necessário e importante. Atualmente, muitas jovens não sabem o que é o bullying, outros sabem e ficam banalizando o termo mas, a verdade é que a pessoa que sofre bullying fica com marcas para a vida toda e precisa passar por um tratamento psicológico muito sério.
    Aqui na cidade onde eu moro dois jovens se suicidaram por causa do bullying, então, não é brincadeira! Livros como esse devem ser divulgados e comentados nas escolas para que os jovens tenham sempre em mente que existe alguém que pode ajudá-los.

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Ah que coisa fofa! Eu gosto muito de livros infantis, principalmente os que tratam de amizade. Achei interessante envolver todo este questionamento se ela deve ser igual a todos os outros ou continuar como ela gosta de ser, acho importante isso em livros para essa faixa etária. A edição está bem lindona também!

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Eu não conhecia esse livro e a autora, de cara achei bem legal a capa e a sinopse. Eu curto livros infantis, mas como leio de tudo, livros do gênero desse gênero eu acabo lendo pouco. Achei interessante abordar temas como a amizade e o bullying. Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    ResponderExcluir