terça-feira, 31 de julho de 2018

[Resenha] Fraude legítima

| 13 comentários
Autora: E. Lockhart
Páginas: 273
Editora: Seguinte
Jule West Williams é uma garota capaz de se adaptar a qualquer lugar ou situação. Imogen Sokoloff é uma herdeira milionária fugindo de suas responsabilidades. Além do fato de serem órfãs, as duas garotas têm pouco em comum, mas isso não as impede de desenvolver uma amizade intensa quando se reencontram anos depois de terem se conhecido no colégio. Elas passam os dias em meio a luxo e privilégios, até que uma série de eventos estranhos começa a tomar curso, culminando no trágico suicídio de Imogen e forçando Jule a descobrir como viver sem sua melhor amiga. Mas, talvez, as histórias das duas garotas tenham se unido de maneira inexorável — e seja tarde demais para voltar atrás.




Fraude legítima, da autora E. Lockhart, é um livro do ano passado que eu estava louca para ler. Eu sempre li críticas positivas de Mentirosos, outro livro da autora, então minha curiosidade para ler algo dela era imensa. Resolvi iniciar por essa obra, apesar de já ter Mentirosos na estante, por conta da sinopse com todo esse ar de mistério e suspense. Fiquei muito animada para conhecer a história de Jule e Imogen. O engraçado é que teve momentos em que eu pensei que a leitura não era o que eu esperava, para logo em seguida a autora me surpreender. 

sábado, 28 de julho de 2018

[Lançamentos] Faro Editorial

| 1 comentários
Boa noite, leitores! Em agosto a Faro Editorial vai lançar dois livros muito esperados: o último livro da série As crônicas dos mortos (já estou chateada que vai ser o último!) e o novo lançamento do Charlie Donlea, mesmo autor de A garota do lago e Deixada para trás; pela sinopse já estou esperando outro thriller de tirar o fôlego! 


Grace Sebold e Julian Crist estavam apaixonados. Foram passar um final de semana na paradisíaca baía de Sugar Beach, na ilha de Santa Lúcia, Caribe. Eles estavam cercados de amigos, pois tratava-se de um final de semana de casamento de uma amiga de Grace. Depois, o casal iria para Nova York para concluir uma das residências numa das Universidade de neurologia mais disputadas do país. Julian estava a ponto de pedir Grace em casamento. E ela queria se casar com Julian. Mas os caminhos deles se separaram... definitivamente. Agora, Julian estava morto. E Grace fora condenada pelo seu cruel assassinato. Sugar Beach agora tinha gosto de sangue.
A Faro Editorial lança em agosto o novo livro do fenômeno Charlie Donlea. Criador de histórias de tirar o folego e o sono dos leitores com suas protagonistas femininas fortes e crimes de arrepiar, Charlie virá ao Brasil para o lançamento de seu novo livro “Não confie em ninguém” durante a Bienal Internacional do Livro de São Paulo.
Grace Sebold fora condenada pelo brutal assassinato de seu namorado Julian Crist. A história ficou famosa nos Estados Unidos pelos requintes de crueldade do caso, e mesmo após 10 anos do julgamento, o nome de Grace ainda era lembrado. Sidney Ryan, uma documentarista de sucesso, conhecida por seus filmes sobre crimes reais, conhecia a história de Grace, mas do que qualquer outra pessoa. E quando a carta dela chegou a sua mesa pedindo ajuda, ela soube que precisava conhecer mais da verdadeira história. Quem afinal era essa mulher e porque ela foi condenada? Seria mesmo culpada? Será que a Grace que ela conhecera um dia havia mesmo se tornado uma assassina cruel ou mais uma vez ela estava diante de uma injustiça?
Com muitas perguntas em mente, Sidney decidiu mergulhar na história desse crime em busca de mais respostas e o que ela encontrou foi uma trama de intrigas, injustiças, ódio e amores maior do que ela poderia imaginar. Logo que começou a ir ao ar, seu documentário seriado,A garota de Sugar Beach, se tornou um sucesso. Mas será que realmente o que Sidney estava descobrindo era toda a verdade? Muitas vezes nem sempre o diretor é quem dá a palavra final sobre o enredo, e Sidney poderia descobrir isso da pior maneira possível!

Zumbis, tiranos e rebeldes travam sua derradeira batalha pela sobrevivência da espécie humana. Os trágicos acontecimentos que dizimaram os habitantes da Serra Catarinense levaram Sarah e Fernando a caminhos diferentes, o que só reforçou o desejo de derrubar o terrível ditador Otávio a qualquer custo.
Prepare-se para a guerra e vivencie o desfecho da maior e mais original saga de zumbis desde The WalkingDead.
A Faro Editorial lança este mês “A Era dos mortos vol.2” o sétimo e último livro da saga “As crônicas dos mortos” de Rodrigo de Oliveira. Finalmente a série chega ao seu final, e a batalha derradeira entre humanos e mortos-vivos está marcada!
Separados, os jovens Sarah e Fernando enfrentam uma odisseia pela sobrevivência, em meio a navios abandonados, grupos em guerra e trabalho escravo. Então... numa das maiores comunidades de sobreviventes, ocorre uma tragédia devastadora...
Agora, todos sabem que Otávio detém as mais poderosas armas de guerra já concebidas e está disposto a usá-las contra qualquer um que fique em seu caminho. A sensação de segurança desaba e qualquer comunidade pode ser o próximo alvo.
Enquanto isso, os zumbis atingem um novo patamar de evolução, tão letal que nenhum exército será capaz de detê-los. Finalmente, o ser humano não tem mais como combater os mortos-vivos. |Será uma corrida contra o tempo.


sexta-feira, 27 de julho de 2018

[Resenha] Um verão na Itália

| 12 comentários
Autora: Carrie Elks
Páginas: 280
Editora: Verus
Série: As irmãs Shakespeare, 1
Férias de verão gratuitas em uma bela villa na Itália. A condição? Dividir a casa com seu maior inimigo... O primeiro volume da série As irmãs Shakespeare. Cesca Shakespeare chegou ao fundo do poço. Depois de escrever uma peça de teatro premiada que acabou em desastre, o bloqueio criativo se instalou, sem previsão de ir embora. Seis anos mais tarde, ela acabou de perder mais um emprego pavoroso e está prestes a ser despejada de seu apartamento. Pior ainda, suas irmãs não fazem ideia de como sua vida vai mal.
Assim, quando seu padrinho lhe arruma uma temporada de verão em uma bela villa italiana, sem ter de pagar nada por isso, Cesca concorda, meio a contragosto, em ir para lá e tentar escrever uma nova peça. Isto é, antes de descobrir que a casa pertence a seu arqui-inimigo, Sam Carlton.
Tendo acabado de ver seu nome em todas as manchetes pelas razões erradas ― mais uma vez ―, o galã de Hollywood Sam Carlton precisa de um lugar para se esconder. Que opção melhor do que a linda villa desocupada de sua família à beira do Lago Como? Só que, quando ele chega, descobre que a casa não está tão desocupada quanto ele esperava. Ao longo do quente verão italiano, Cesca e Sam terão de confrontar o passado. E o que começa como uma hesitante amizade rapidamente se torna uma atração intensa ― e depois uma aventura ardente.
Uma coisa é certa: este será um verão abrasador... Esta é a nova e deliciosa série da autora best-seller Carrie Elks. Você vai conhecer a família Shakespeare: quatro irmãs, quatro histórias... quatro maneiras de encontrar o amor verdadeiro.


Um verão na Itália é o primeiro volume da série As irmãs Shakespeare, da Carrie Elks. Eu recebi o livro na caixinha do V.I.B, e iniciei a leitura já esperando uma história fofa e envolvente. E sim, a história é tudo isso e mais um pouco. Me envolvi muito com os personagens, e quando eu percebi, não consegui desgrudar do livro. O romance é um daqueles que aquece seu coração e te faz dar vários suspiros. O melhor de tudo é a ambientação: Itália! ♥ É possível imaginar todos os cenários, e ficamos com muita vontade de conhecer todos os lugares descritos.

quarta-feira, 25 de julho de 2018

[Resenha] De espaços abandonados

| 0 comentários
Autora: Luisa Geisler
Páginas: 416
Editora: Alfaguara
De espaços abandonados é um mosaico narrativo de várias vozes, um livro sobre procurar alguém e se perder no processo. Nele, Luisa Geisler constrói com maestria uma trama complexa com personagens envolventes que desafiam os limites das páginas.
Maria Alice é introspectiva e míope; muito míope. Sua mãe, que sofria de distúrbio bipolar, desapareceu sem deixar pistas, e Maria Alice está disposta a viajar o mundo para reencontrá-la. Posts em um blog sobre espaços abandonados e exploração urbana a levam a Dublin, onde passa a viver com brasileiros que decidiram ganhar a vida no exterior, mas que perderam (ou ignoraram) o rumo. Em sua incerta busca, ela acaba seguindo o próprio desejo de se perder.
Ao mesclar cartas, trechos de livros, manuais de escrita, depoimentos e arquivos perdidos em computadores, Luisa Geisler costura a vida de uma série de brasileiros autoexilados na Irlanda, em busca de um futuro melhor, ainda que não saibam o que procuram.
Este livro não traça apenas a jornada de uma mulher em busca da mãe. Ele refaz, também, a história de personagens perdidas, que buscaram uma vida melhor em outros países, mas acabaram reencontrando antigos problemas nelas mesmas. São pessoas que por anos ouviram histórias sobre ganhar em euro e a mítica da sorte irlandesa, mas que agora estão entre tentar achar uma forma de fugir da vida ou encará-la de frente.


Segundo a contracapa do livro: “De espaços abandonados é um mosaico narrativo de várias vozes, um livro sobre procurar alguém e se perder no processo. Nele, Luisa Geisler constrói com maestria uma trama complexa com personagens envolventes que desafiam os limites das páginas.” E em certos aspectos é uma descrição precisa, pois esse mosaico narrativo de vozes faz com que o leitor um pouco se perca no processo de leitura, o que não é uma critica, mas apenas uma característica observada no livro.

segunda-feira, 23 de julho de 2018

[Resenha] A casa dos pesadelos

| 17 comentários
Autor: Marcos DeBrito
Páginas: 144
Editora: Faro Editorial
Dez anos depois de estar cara a cara com aquela assombração, Tiago finalmente concorda em voltar à mesma casa para visitar sua avó. Agora adolescente, ele pretende provar para si mesmo, que a terrível imagem que o aterrorizara nas madrugadas por tanto tempo, não passava de uma criação tenebrosa da infância. Mas, ao chegar no casarão, o jovem se depara com o misterioso quarto de seu falecido avô, agora mantido fechado, e tratado como espaço proibido. As restrições com relação ao aposento, as sensações e barulhos no meio da noite logo alimentam nele a suspeita de que algo terrível habita o local. Tomado por uma estranha coragem e desejo de ver-se finalmente livre do medo, tudo que o rapaz deseja é descobrir o que há por trás daquela porta. Então, o pesadelo toma novo impulso quando a figura sombria da infância mostra-se real novamente... mas, desta vez, ela quer atacar o seu irmão mais novo. Determinado a impedir que o caçula passe por terror semelhante, Tiago, mesmo apavorado, decide enfrentar a criatura. E o que descobre expõe terríveis segredos do passado que ninguém poderia imaginar.

A casa dos pesadelos é o meu primeiro contato com o autor, eu ainda não li O escravo de capela, e depois de finalizar essa leitura é algo que eu preciso fazer urgente, pois adorei a escrita do Marcos DeBrito! A sinopse me chamou a atenção, mas eu preciso confessar que eu achei o livro tão fininho que bateu um medo de a história não ter um desenvolvimento bacana. E eu me enganei completamente, pois o autor consegue em poucas páginas prender o leitor e fazer nossa imaginação pensar em muitas possibilidades. A obra não é um terror, daqueles que te faz não querer ler à noite, e sim, um suspense muito bem trabalhado, que traz à tona monstros ainda mais assustadores do que nossa imaginação pode criar.

sexta-feira, 20 de julho de 2018

[Resenha] Star Wars: O valentão fantasma

| 6 comentários
Autor: Jeffrey Brown
Páginas: 176
Editora: Aleph
Série: Academia Jedi, 3
É difícil acreditar que este é o último ano de Roan na Academia Jedi. Ele tem estado mais ocupado do que nunca aprendendo a voar (e a lavar) naves espaciais, nadando na Região dos Lagos em Naboo, estudando para o exame do desafio de obstáculos Jedi e rastreando dezenas de clones de vorpak (nem pergunte). Mas agora, alguém está fazendo ele ter problemas com todos na escola, inclusive com o mestre Yoda. Se Roan não descobrir quem é, e rápido, pode ser expulso da escola! Porque a escola secundária não pode ser mais fácil? Essa história incrível e original captura todo o humor, estranheza, diversão e frustrações do ensino fundamental. As histórias são narradas através do diário de Roan, um aprendiz de Jedi, que registra seu dia a dia em cartas, desenhos, e-mails e muito mais.


1. Academia Jedi
2. O retorno de padawan

O valentão fantasma é o terceiro livro da série Academia Jedi, de Jeffrey Brown. A obra é narrada em forma de diário por Roan, e possui muitos quadrinhos - feitas pelo próprio garoto - para ilustrar as cenas. A série é voltada para o público infantil, mas consegue encantar até mesmo os adultos. Eu pelo menos adorei a leitura desses três livros que já foram lançados pela Aleph.


segunda-feira, 16 de julho de 2018

[Resenha] Tudo pode acontecer

| 18 comentários
Autor: Will Walton
Páginas: 246
Editora: Vergara & Riba
Tretch Farm vive em uma cidadezinha no interior dos Estados Unidos onde todo mundo sabe da vida de todo mundo. O que torna ainda mais difícil o fato de ele estar apaixonado por Matt, seu melhor amigo. Matt não desconfia de absolutamente nada e Tretch não sabe se isso é bom ou ruim... Para ele o problema não é apenas com Matt. Sua família não tem ideia de quem ele realmente é e o que ele realmente pensa no auge dos seus quinze anos. sua mãe acredita que o filho está prestes a sair com uma garota. E Bobby Handel, que sempre insinua que Tretch é gay na escola, mal sabe que está bem perto da verdade. Aos poucos essa história revela que viver uma mentira pode não ser a melhor escolha para alguém que busca a felicidade.




Tudo pode acontecer é um livro que fala sobre a descoberta do primeiro amor e da sexualidade. Eu estava esperando uma leitura delicada e fácil de se envolver, e a sinopse não me enganou, eu encontrei tudo isso na narrativa do autor, que com muita simplicidade mostra como é se descobrir apaixonado por seu melhor amigo, além de toda parte dramática de se revelar aos familiares sobre ser gay. Will Walton consegue nos cativar com essa trama tão sensível, mas já aviso que se você está esperando algo do tipo: garoto se apaixona pelo amigo hétero e os dois têm um final feliz, bom... pode desconsiderar essa opção, pois o foco é realmente mostrar como é lidar com todos esses sentimentos e, ao mesmo tempo, se aceitar e mostrar ao mundo quem você é.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

[Resenha] O reino secreto de Todd

| 10 comentários
Autora: Louise Galveston
Páginas: 256
Editora: #irado
COMO FOI QUE ELE SE TORNOU UM DEUS POR ACIDENTE?INGREDIENTE A: meias esportivas muito usadas
INGREDIENTE B: imundicie do GRANDE e Poderoso TODD (em pessoa)!
INSTRUÇÕES: deixar embaixo da cama por meses e meses. NÃO ARRUMAR O QUARTO
Mas atenção! Quando o valentão da escola, Max Loving, coloca em risco o futuro da minúscula civilização toddliana, Todd terá que fazer tudo o que estiver ao seu alcance para salvar essa raça que ele mesmo criou sem querer.
Perfeito para os fãs de livros de aventura que saem da mesmice, O REINO SECRETO DE TODD vai fazer você rir bem alto. Descubra o que acontece quando você deixa a roupa suja jogada no chão...



O reino secreto de Todd é um infantojuvenil publicado pelo selo #irado, da Novo Conceito. O selo é voltado para o público jovem, e este já é o terceiro título que eu leio. Eu simplesmente adoro esse tipo de leitura, principalmente quando intercalo com outras mais longas. A história é divertida e muito fluída, com algumas ilustrações a autora consegue nos encantar com um enredo fácil de se envolver e um personagem muito carismático.

terça-feira, 10 de julho de 2018

[Resenha] Reino das névoas

| 0 comentários
Autora: Camila Fernandes
Páginas: 168
Editora: Tarja Editorial
Um livro. Sete contos de fadas para adultos. Novos contos de fadas, não releituras dos clássicos, que brincam com seus elementos tradicionais: príncipes e princesas, bruxas (boas e más), maldições, bosques misteriosos, feras falantes. Mas com uma roupagem adulta, sem censura nem maniqueísmo.Nada de lutas do bem contra o mal: a dualidade está presente em todos e é dentro de cada um de nós que a grande luta ocorre. Estas narrativas procuram resgatar a essência dos contos de fadas originais, contados ao pé do fogo numa época em que não havia divisão entre “histórias para adultos” e “histórias para crianças”.





Reino das névoas, da Camila Fernandes, é uma obra com sete contos, onde a autora cria suas histórias com os mesmos elementos que encontramos em contos de fadas, no entanto, não exatamente com um final feliz. Camila deixou os contos extremamente sombrios, e com um toque de realidade: temas como estupro, ambição e violência estão presentes. 

sábado, 7 de julho de 2018

[Resenha] Dona Flor e seus dois maridos

| 0 comentários
Autor: Jorge Amado
Páginas: 448
Editora: Record
Dona Flor E Seus Dois Maridos - Um dos romances mais populares de Jorge Amado, levado com êxito ao cinema, ao teatro e à televisão, Dona Flor e seus dois maridos conta a história de Florípedes Paiva, que conhece em seus dois casamentos a dupla face do amor: com o boêmio Vadinho, Flor vive a paixão avassaladora, o erotismo febril, o ciúme que corrói. Com o farmacêutico Teodoro, com quem se casa depois da morte do primeiro marido, encontra a paz doméstica, a segurança material, o amor metódico.Um dia, porém, Vadinho retorna sob a forma de um fantasma capaz de proporcionar de novo à protagonista o êxtase dos embates eróticos. Por obra da fantasia literária de Jorge Amado e da intervenção das entidades do candomblé, Flor consegue conciliar no amor o fogo e a calmaria, a aventura e a segurança, a paixão e a gentileza.
Lançada em 1966, esta narrativa ousada e exuberante, plena de humor e ironia, é uma saborosa crônica de costumes da Bahia da primeira metade do século XX e um retrato inventivo das ambiguidades que marcam o Brasil.


Nessa segunda experiência com Jorge Amado, admito que já entrei de cabeça cheia de expectativa e não me decepcionei. Apesar de não ter resenhado Tieta do Agreste – provavelmente por receio de não descrever o livro a altura da genialidade do autor – a segunda obra lida por mim me deu a coragem que faltava para uma resenha. Mas volto a repetir o que já mencionei em outras resenhas de obras de importância, não esperem uma análise do livro como um clássico, pois não é meu objetivo e não possuo o conhecimento necessário para oferecer uma avaliação profissional. Segue aqui apenas a opinião de uma simples leitora.

sexta-feira, 6 de julho de 2018

[Resenha] Encarcerados

| 9 comentários
Autor: Alexander Gordon Smith
Páginas: 294
Editora: Benvirá
Série: Fuga de Furnace, 1
De um dia para outro, Alex Sawyer passou de valentão a delinquente juvenil. Os trocados arrancados dos garotos na escola já não eram suficientes, e, com a ajuda de seu melhor amigo, Toby, começou a cometer pequenos furtos na vizinhança. Até que uma noite, homens fortes, de terno preto, e um esquisitão usando uma máscara de gás cruzaram o caminho dos dois. Toby foi cruelmente assassinado e Alex, preso e acusado pela morte do amigo. Seu novo lar? A Penitenciária de Furnace, um buraco - literalmente - para onde todos os garotos condenados são enviados, e de onde só é possível sair morto. Com guardas sádicos e criaturas terríveis responsáveis pela segurança, Furnace é o inferno. O lugar é infestado de criminosos - como as perigosas gangues Caveiras e os Cinquenta e Nove - mas também há muitos garotos que, como Alex, foram presos por crimes que não cometeram. Como escapar e provar sua inocência? Em quem confiar? O que na verdade era Furnace: um reformatório? Um depósito? Ou, pior, um laboratório maligno?


Encarcerados é o primeiro livro da série Fuga de Furnace, do autor Alexander Gordon Smith. Quem publica a série no Brasil é a Benvirá, e quatro livros já foram lançados. Esse primeiro volume está nos meus desejados há muito tempo, consegui ele em uma troca no Skoob, mas o livro ainda ficou parado na minha estante por alguns meses. Por conta do TBR jar que eu resolvi fazer esse ano, ele foi um dos sorteados de maio, e eu finalmente consegui iniciar a série. A sinopse e a capa foram dois motivos que me fizeram querer ler Encarcerados, mas eu preciso dizer que minhas expectativas foram superadas de forma surpreendente. Sim, eu já esperava gostar da leitura, mas o que eu encontrei me deixou ainda mais empolgada pela série em si.

terça-feira, 3 de julho de 2018

Pilha de leitura #62

| 17 comentários

Boa noite, leitores! Esse post está um pouco atrasado, mas vamos lá! Em junho eu li os dez livros que eu havia escolhido para a pilha de leitura, e eu jurava que não ia conseguir, teve dias que eu não estava nem um pouco pilhada para ler. Esse mês que passou eu não tive nenhuma leitura que eu me decepcionei, como aconteceu em maio. E é difícil escolher um favorito, mas acho que vou de A mulher na janela, um thriller de tirar o fôlego! Vamos conferir o que eu andei lendo?! :)

domingo, 1 de julho de 2018

Caixinha de correio #131

| 2 comentários

Boa noite, leitores! Está no ar a caixinha de correio com tudo o que eu recebi em junho. Esse mês que passou eu não fiz nenhuma compra (amém!), então eu tenho praticamente só os livros de parceria para mostrar para vocês. Vamos lá?!