segunda-feira, 30 de abril de 2018

Caixinha de correio #129

| 3 comentários

Boa noite, leitores! A caixinha de correio de abril está recheada de livros maravilhosos, venham conferir o que eu recebi e comprei nas últimas semanas. P.S: meu pedido da Saraiva finalmente chegou! Eu já estava quase desistindo. 

domingo, 29 de abril de 2018

[Resenha] Interferências

| 6 comentários
Autora: Connie Willis
Páginas: 464
Editora: Suma
Combinando humor e romance, Connie Willis, ícone da ficção científica, entrega um livro envolvente sobre os perigos da tecnologia, do excesso nas redes sociais e... do amor. Em um futuro não muito distante, um simples procedimento cirúrgico é capaz de aumentar a empatia entre os casais, e ele está cada vez mais na moda. Por isso, Briddey Flannigan fica contente quando seu namorado, Trent, sugere que eles façam a cirurgia antes de se casarem — a ideia é que eles desfrutem de uma conexão emocional ainda maior, e que o relacionamento fique ainda mais completo. Bem, essa é a ideia. Mas as coisas acabam não acontecendo como o planejado: Briddey acaba se conectando com outra pessoa, totalmente inesperada. Conforme a situação vai saindo do controle, Briddey percebe que nem sempre muita informação é o melhor, e que o amor — e a comunicação — são bem mais complicados do que ela esperava. Mais complicado do que ela esperava.


A ficha catalográfica desse livro informa que se trata de uma ficção cientifica, e como a autora é uma mulher, resolvi pesquisar sobre outras autoras do gênero. Constatei que estou no caminho certo, nessa matéria que possui indicação de 7 livros de ficção científica escritos por mulheres, descobri que quatro das autoras já estão na minha lista de desejados ou futuras leituras e mais um foi adicionado por causa da matéria. A obra em questão, como informa a segunda orelha do livro, pertence a Connie Willis que faz parte do panteão de grandes autores de ficção cientifica e fantasia. E após mais uma pesquisa, desta vez sobre a autora, mais livros vão entrar para lista de desejados.

sexta-feira, 27 de abril de 2018

[Resenha] Insônia

| 13 comentários
Autora: J. R. Johansson
Páginas: 352
Editora: Vergara & Riba
Série: Sonâmbulos, 1
Até os sonhos mais sublimes podem despertar os instintos mais sombrios. Lutei contra as emoções dele e me esforcei para me mover, para me esconder do que sabia que ia acontecer, mas era inútil. Não conseguia sair dali. Podia fechar os olhos, mas as emoções do sonhador eram a pior parte - e delas eu não podia me esconder. Acordei tossindo o corpo coberto de suor. Por que tinha escolhido ele? Por que um assassino? Ser um observador era uma droga. Sabia que não podia me libertar dos sonhos daquele que eu olhasse nos olhos antes de dormir. Não importava o quanto eu quisesse escapar, estava preso àquela pessoa naquela noite.
Depois de quatro anos de insônia, Parker Chip não aguenta mais nada. Toda noite, ao invés de dormir ele entra no sonho da pessoa que ele olhou nos olhos por último. Se ele não dormir logo Parker morrerá. É quando ele conhece Mia. Seus sonhos são calmos e maravilhosamente descomplicados, e permitem a ele um descanso feliz e altamente viciante. Mas o que começa com um encontro se transforma em obsessão. O desejo furioso de Parker pelo o que ele precisa o pressiona ao extremo que ele jamais pensou alcançar. Quando alguém começa aterrorizar Mia com ameaças de morte, a memória de Parker apaga o levando a duvidar de sua própria inocência.

Insônia é o primeiro livro da série Sonâmbulos, da escritora J. R. Johansson, e publicado no Brasil pela Vergara & Riba. Eu estou com esse livro na minha estante há um bom tempo, mas graças a uma TBR que eu fiz esse ano para ler livros que estão parados há muito tempo, ele foi o sorteado de março. E gente, que livro incrível. Eu juro que não esperava uma história tão envolvente e sombria assim. Me arrependi de não ter lido antes, e não vou cometer esse mesmo erro em relação aos outros livros da série. 

quinta-feira, 26 de abril de 2018

[Resenha] Polícia paranormal

| 10 comentários
Autora: Kiersten White
Páginas: 384
Editora: Galera Record
Série: Paranormalcy, 1
Evie trabalha para a Agência Internacional de Contenção Paranormal: sua melhor amiga é uma sereia, seu ex-namorado é uma fada, ela está se apaixonando por um transmorfo e é a única que pode ver através do glamour paranormal. Masa chegada de Lend, um metamorfo misterioso, e muito, muito gato, à AICP vai despertar várias dúvidas que Evie não sabia que carregava dentro de si. Seria ela mesma uma paranormal? Seria a AICP tão nobre quanto parece?






Polícia paranormal é um livro de fantasia young adult, e primeiro livro da série Paranormalcy, escrito por Kiersten White. A capa apesar de ter elementos que combinam com a personagem principal, ela adora rosa, ficou muito infantil, o que pode fazer com que as pessoas batam o olho nela e não se interessem em descobrir mais sobre a trama. No entanto, apesar de ter uma pegada juvenil, afinal a garota tem apenas dezesseis anos, a trama em si tem alguns elementos mais sombrios, que poderiam ter sido explorados em uma capa mais atrativa. E ainda bem que eu resolvi ler essa obra sem me importar com isso, pois a história é incrível.

quarta-feira, 25 de abril de 2018

[Resenha] Felicidade para humanos

| 12 comentários
Autor: P. Z. Reizin
Páginas: 392
Editora: Record
Não conte para ninguém, mas Jen é uma das minhas pessoas favoritas.(Máquinas não devem ter favoritos. Não me pergunte como isso aconteceu.)
Jen está triste. Aiden quer que ela seja feliz. Formou? Não necessariamente. É que Jen é uma mulher de trinta e poucos anos cujo namorado acabou de trocá-la por outra e Aiden é um programa de computador muito caro e complexo.
Aiden conhece Jen melhor que ninguém. Com acesso a todos os seus dispositivos, Aiden sabe qual é a música mais tocada de sua playlist, consegue achar suas fotos preferidas e selecionar as citações que mais a inspiram nas redes sociais. A partir de observações e de algoritmos singulares, ele resolve procurar um novo parceiro para ela. E com a internet inteira à sua disposição, não precisa ir longe para encontrar o que conclui ser o espécime perfeito e arquitetar um encontro. O problema é que Jen não parece querer contribuir para o plano infalível de Aiden.
Será que uma máquina muito inteligente artificialmente conseguirá desvendar a inteligência emocional para poder interferir de um jeito positivo na vida de Jen? E, o que é mais difícil, será que essa máquina vai descobrir o que exatamente faz os seres humanos felizes?

Felicidade para humanos é o livro de estreia de P. Z. Reizin. Eu recebi a prova antecipada do Grupo Editorial Record, e apesar de ter lido há um tempinho essa obra, eu não sabia como escrever a resenha. A trama é uma mistura de comédia romântica com ficção científica, e eu achei bastante original. Eu nunca tinha lido nada parecido. No entanto, eu terminei a leitura com a sensação de que esperava mais, mas sem conseguir definir exatamente o quê, sabe? Eu adoro ficção científica e adoro comédia romântica, mas não sei se os dois juntos, neste caso, deram muito certo. A leitura é fofa, envolvente e tem personagens marcantes, mas por tratar dois gêneros distintos, parece que nenhum deles foi desenvolvido tão bem assim.

terça-feira, 24 de abril de 2018

[Resenha] Os caçadores

| 14 comentários
Autor: John Flanagan
Páginas: 312
Editora: Fundamento
Série: Brotherband, 3
Do mesmo autor de Rangers - Ordem dos arqueiros, mais uma fantástica e imperdível saga. Hal e os Herons seguem em sua incansável perseguição ao pirata Zavac. A busca leva o Garça-Real às águas traiçoeiras do Rio Dan. Seu destino é Raguza, uma cidadela sem lei, comandada por piratas e ladrões; onde Zavac teria buscado refúgio. Como Hal previra, o caminho até Raguza é perigoso e conturbado. Os Herons terão de lidar com companheiros feridos, fugas, falsas acusações e outras desventuras. Testes cada vez mais difíceis para os limites dos jovens homens do mar. Mas é em Raguza que a situação se torna realmente complicada. Lá, Hal não poderá contar com seus companheiros e vai precisar superar os próprios limites para enfrentar Zavac. Uma luta. Um contra um. Até a morte. Uma nova geração desafia a antiga, renegados se tornam lendas e a aventura continua!


1. Os exilados
2. Os invasores

Os caçadores é o terceiro volume da série Brotherband, do autor John Flanagan. Vocês devem ter percebido que está saindo muitas resenhas dos livros desse autor por aqui, mas é que o John tem o dom de envolver o leitor em suas histórias. E o mais incrível é que suas séries não tem aquele livro que é considerado o pior, sabe? Todos são sempre muito empolgantes, e um consegue ser melhor que o outro. Nesse terceiro livro eu comecei a perceber algo que me deixou ainda mais interessada no enredo, e que me fez gostar ainda mais da escrita do autor: John não cria uma história para o público jovem e vai direto ao ponto no enredo, sabe? Ele pega o 'problema', e o que precisa acontecer no final, para desenvolver toda uma história por cima disso.

domingo, 22 de abril de 2018

[Resenha] A era dos mortos - Parte I

| 2 comentários
Autor: Rodrigo de Oliveira
Páginas: 208
Editora: Faro Editorial
Série: As crônicas dos mortos, 5
Vários anos se passaram desde que Uriel, agindo como um tirano, assumiu o controle da maior colônia de sobreviventes do apocalipse zumbi na Terra.Ivan, Estela e quase todos os seus aliados estão mortos. Do grupo original, apenas Isabel, Mariana e alguns poucos conseguiram escapar de Ilhabela. E a cada dia, a fome de poder de Uriel e de seu filho, Otávio, aumenta, tornando a vida dos sobreviventes ainda mais penosa. O trabalho escravo se torna a regra. A cobrança de mais e mais tributos e a imprevisibilidade do poder central mantêm todos em constante alerta.
Otávio, que passou anos realizando pesquisas médicas, finalmente consegue um meio de controlar os bersekers, os zumbis monstruosos, transformando-os em cães de caça. É a sua forma de assegurar a permanência no comando da comunidade, mas também de destruir, pelo medo, qualquer intenção de resistência. Então, ele produz algo ainda pior, uma criatura feroz e diabólica com o poder de destruição em massa.
Há muito em jogo. O governo central ainda considera Isabel uma grande ameaça, seja viva, ou morta-viva, o que poderia transformá-la numa nova Senhora dos Mortos. Mas, duas crianças chamam a atenção de Isabel que decide prepará-las para batalhas ainda mais sangrentas. Serão elas a esperança para o fim daquela era de medo e destruição?
A derradeira batalha está para começar, mas os inimigos, humanos e zumbis, também têm suas surpresas.
Sejam bem-vindos a uma nova era de horror e violência. Esta é... a Era dos Mortos.

1. O vale dos mortos
2. A batalha dos mortos
3. A senhora dos mortos
4. A ilha dos mortos

* Se você ainda não leu o quarto livro é melhor não ler a resenha ou sinopse.

Eu nem acredito que As crônicas dos mortos está chegando ao fim, já está batendo uma bad ao saber que em breve não teremos mais livros da série. A era dos mortos é o quinto livro; dividido em duas partes, o autor nos faz sofrer mais ainda por ter que esperar a segunda ser lançada. Isso não se faz, viu Rodrigo de Oliveira?! Estou acompanhando essa série há tanto tempo, e todos os livros sempre conseguem manter o interesse do leitor, e sem se perder no enredo, que vai ser difícil desapegar. Mais difícil ainda foi a leitura do livro anterior, onde a maior parte dos personagens principais morrem. Eu preciso confessar que fiquei com medo com o andamento da trama com a morte de Estela e Ivan. Pensei: agora não vai mais ter graça! Mas, o autor como sempre, consegue nos surpreender e conseguiu desenvolver a trama muito bem sem esses dois personagens tão amados e carismáticos.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

[Resenha] Tormenta de fogo

| 13 comentários
Autor: Brandon Sanderson
Páginas: 376
Editora: Aleph
Série: Os executores, 2
Ao enfrentar o maior supervilão que já existiu, David ficou famoso. Mas sua tão sonhada vingança foi só o passo inicial de uma jornada bem mais difícil, e agora ele vai acompanhar os Executores em uma missão misteriosa à cidade de Babilar, governada por uma Épica bondosa, mas com segundas intenções. Enquanto ajuda sua equipe a desvendar os planos dessa mulher, David enfrenta suas próprias dúvidas. Desde os acontecimentos na luta contra Coração de Aço, seu ódio cego aos Épicos foi abalado, e o garoto se pergunta: será que não é possível haver, entre os super-humanos, algum herói?




1. Coração de aço

Tormenta de fogo, de Brandon Sanderson, é o segundo volume da trilogia Os executores. A Aleph foi muito linda e não demorou quase nada para lançar a continuação de Coração de aço. ♥ E essa obra consegue ser ainda melhor que o primeiro livro, com ação e reviravoltas na medida certa, o autor fez com que o enredo desse um destaque muito grande entre a linha que separa o bem e o mal. Será que matar Épicos, que são considerados vilões, os faz melhor do que eles? Nesse livro essa linha é bem tênue, e percebemos que o protagonista, David, tem uma briga interna consigo mesmo à respeito disso. Em Coração de aço ele faz algo que era sua meta de vida, porém, ele já não sabe se ficou satisfeito com isso.

domingo, 15 de abril de 2018

[Resenha] O jogo da mentira

| 21 comentários
Autora: Sara Shepard
Páginas: 296
Editora: Rocco Jovens Leitores
Série: The lying game, 1
O jogo vai começar. Primeiro volume da nova série da autora de Pretty Little Liars, que ficou mais de 50 semanas no ranking do The New York Times e vendeu mais de cinco milhões de exemplares, O Jogo da mentira acompanha a história de duas gêmeas separadas ao nascer e unidas por um misterioso assassino. Com uma trama ainda mais intrincada e sombria, que tem início quando Emma resolve trocar de lugar com a irmã.






O jogo da mentira é o primeiro livro da série The lying game, da autora Sara Shepard. Assim como Pretty little liars, outra série de sucesso da autora, O jogo da mentira teve uma adaptação para a TV, porém, o seriado não durou muito e terminou sem nenhuma resposta. Eu tinha gostado tanto do seriado, eu confesso que até mais do que de PLL, então fiquei muito chateada quando cancelaram. Resolvi acabar com as minhas frustrações e iniciar a leitura de The lying game. E, eu fiquei muito surpresa com o que eu encontrei. Basicamente os personagens são iguais ao do seriado, mas a trama tem um rumo um pouco diferente, digamos até inusitado. 

sábado, 14 de abril de 2018

[Lançamentos] Plataforma21

| 2 comentários

Boa noite, leitores! Venham conferir os últimos lançamentos da Plataforma21. Ainda sem data de previsão tem Legendtopia e World of Warcraft: O viajante. E os que já lançaram no início do ano: Os arteiros mágicos, do Neil Patrick Harris - eu estou louca por esse livro, acho o Neil muito divertido, e já estou aguardando algo do tipo. A canção das águas parece ser uma fantasia incrível, e tem uma capa muito linda. E por último, Império dos lobos, que apesar de ter uma capa mais simples, tem uma sinopse marcante, e claro, em se tratando de distopia já podemos esperar algo muito bom!

quarta-feira, 11 de abril de 2018

[Resenha] A bússola de ouro

| 18 comentários
Autor: Philip Pullman
Páginas: 344
Editora: Suma
Trilogia: Fronteiras do Universo, 1
Lyra Belacqua e seu daemon, Pantalaimon, vivem felizes e soltos entre os catedráticos da Faculdade Jordan, em Oxford. Até que rumores invadem a cidade – são boatos sobre os Papões, sequestradores de crianças que estão espalhando o medo pelo país. Quando seu melhor amigo, Roger, desaparece, Lyra entra em uma perigosa jornada para reencontrá-lo. O que ela não desconfia é que muitas outras forças influenciam seu destino e que sua aventura a levará às terras congeladas do Norte, onde feiticeiras e ursos de armadura se preparam para uma guerra. Embora tenha a ajuda do aletiômetro – um poderoso instrumento que responde a qualquer pergunta –, nada a prepara para os mistérios e a crueldade que encontra durante a viagem. E, mesmo que ainda não saiba, Lyra tem uma profecia a cumprir, e as consequências afetarão muitos mundos além do dela.


Eu li A bússola de ouro há muito tempo, na edição antiga, então quando eu soube que a Suma iria relançar os livros, e com capas tão lindas, fiquei muito afim de terminar a série. Para isso, resolvi reler o primeiro livro, para poder trazer a resenha para vocês. Eu normalmente não gosto de reler livros, mas quando se trata de alguma série que eu ainda não finalizei, ou que eu quero resenhar no blog mesmo, acabo fazendo isso. Quem tinha solicitado a trilogia foi a minha colaboradora Dandra, porém, ela não se empolgou muito com a leitura, e acabou me enviando os livros para eu resenhar. Eu nem gostei, aham! ♥ A bússola de ouro é o primeiro volume da trilogia Fronteiras do universo, e reler essa obra foi ainda mais incrível. 

domingo, 8 de abril de 2018

[Resenha] Batman: Criaturas da noite

| 4 comentários
Autora: Marie Lu
Páginas: 256
Editora: Arqueiro
Série: Lendas da DC, 2
As criaturas da noite estão caçando a elite de Gotham. Bruce Wayne é o seu novo alvo.
Bruce Wayne está prestes a completar 18 anos e herdar a fortuna de sua família, além do controle das indústrias Wayne. No entanto, no dia do seu aniversário, ele faz uma escolha impulsiva e é condenado a prestar serviço comunitário no Asilo Arkham, uma mescla de prisão e hospital psiquiátrico onde estão detidos os criminosos mais desequilibrados da cidade.
Lá ele conhece Madeleine, integrante das Criaturas da Noite, um grupo radical que deseja acabar com a elite de Gotham. Até então, a moça se recusava a confessar seus crimes ou informar à polícia os futuros ataques que planejavam, mas ela resolve se abrir para Bruce Wayne, dando início a um perigoso jogo de sedução e inteligência.
Será que o jovem Wayne vai conseguir convencê-la a revelar todos os seus segredos ou ela está apenas manipulando-o para arruinar Gotham? Enquanto o golpe final das Criaturas da Noite se aproxima, Bruce percebe que não é tão diferente de Madeleine. E, mesmo longe de se tornar o Cavaleiro das Trevas, precisará provar que está preparado para deter uma das maiores ameaças que Gotham já presenciou.

1. Mulher-Maravilha: Sementes da guerra

Batman: Criaturas da noite é o segundo volume da série Lendas da DC. O primeiro livro foi Mulher-Maravilha: Sementes da guerra, e quem leu e resenhou aqui no blog foi a minha colaboradora, Dandra. Eu confesso que quando soube que o segundo livro era do Batman fiquei bem animada para ler, e como a Dandra não teve interesse no livro, resolvi solicitar. Outro ponto que me deixou muito empolgada é que a autora era a Marie Lu! Eu amo a escrita dessa mulher, estou até hoje sem coragem para finalizar a trilogia Legend, acreditam?! Marie pegou um dos personagens mais complexos para criar sua história, mas no final, ela desenvolveu a trama maravilhosamente bem, e conseguiu nos trazer o personagem com toda a essência do Batman, só que mais jovem. 

sexta-feira, 6 de abril de 2018

[Parceria] Editora Leya

| 2 comentários

Boa noite, leitores! Há um tempo atrás o Apenas um vício teve parceria com a Editora Leya, e em 2018 estamos juntos novamente. ♥ O blog foi um dos selecionados, e eu estou muito feliz! Vamos conhecer um pouco mais sobre a editora?

quinta-feira, 5 de abril de 2018

[Resenha] Parábolas da floresta

| 1 comentários
Autora: Gisele D'Angelo
Páginas: 160
Editora: Letra magicah
Havia numa floresta, há muito tempo atrás, uma comunidade de bichos que tinha Nonca como o sábio conselheiro de todos.
Com seu semblante tranquilo, sua presença apaziguava todo e qualquer animal que o procurasse. E assim, dia após dia, o sábio Nonca aconselhava a todos.
E entendendo que todo aquele conhecimento deveria ser partilhado para trazer paz e alento, Hades, o guardião da floresta, decidiu anotar algumas das conversas que considerava de conteúdo esclarecedor. E ali, todos os dias, ele anotava as histórias que eram partilhadas ao redor da fogueira. E muitos e muitos anos se passaram...
Um dia, enquanto descobria lugares nunca antes explorados pelo homem, Renan, um famoso explorador encontrou esse manuscrito. Maravilhado com tantas histórias inspiradoras, decidiu partilhar com o maior número de humanos possível.
E assim você agora recebe os manuscritos da floresta, para entreter sua mente, alimentar seu espírito e inspirar sua alma...

Parábolas da floresta é um livro que reúne diversas histórias curtas inspiradas em parábolas conhecidas, e que no final, sempre apresentam ao leitor alguma lição. Gisele D'Angelo desenvolveu essas histórias antigas dentro de um enredo próprio, adaptando cada uma para seu objetivo. Na Floresta há um sábio, chamado Nonca, que aconselha todos os bichos que lá vivem. Nonca é um ancião, e há quem diga que ele já era velho quando esse alguém ainda era apenas uma criança, ou seja, ninguém sabe realmente qual a idade desse sábio.

terça-feira, 3 de abril de 2018

[Resenha] Serafina e a capa preta

| 15 comentários
Autor: Robert Beatty
Páginas: 240
Editora: Valentina
Série: Serafina, 1
Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente. Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças... A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.

Serafina e a capa preta é o primeiro livro da série Serafina, e um dos lançamentos de janeiro da Editora Valentina. Eu fiquei encantada por essa capa, assim que a editora me enviou o release, eu quis solicitar sem nem ter lido a sinopse. No final, eu acabei lendo mesmo assim, e fiquei com mais vontade ainda de conhecer a história de Serafina. Eu sou apaixonada pelo gênero infantojuvenil, e saber que a trama tem vários mistérios, e uma personagem diferentona, fez com que eu ficasse ainda mais empolgada pela leitura. Robert Beatty criou uma história cheia de aventuras muito gostosinha de acompanhar.

domingo, 1 de abril de 2018

Pilha de leitura #59

| 3 comentários

Boa tarde, leitores! Antes de falar sobre a pilha de leitura de março, quero desejar uma excelente Páscoa, espero que vocês tenham ganhado muitos chocolates! E agora, vamos ao que interessa: da última pilha eu não consegui ler um dos livros, e isso que tentei participar da maratona, mas não consegui ler nada a mais. Vamos conferir?