quarta-feira, 18 de abril de 2018

[Resenha] Tormenta de fogo

| 2 comentários
Autor: Brandon Sanderson
Páginas: 376
Editora: Aleph
Série: Os executores, 2
Ao enfrentar o maior supervilão que já existiu, David ficou famoso. Mas sua tão sonhada vingança foi só o passo inicial de uma jornada bem mais difícil, e agora ele vai acompanhar os Executores em uma missão misteriosa à cidade de Babilar, governada por uma Épica bondosa, mas com segundas intenções. Enquanto ajuda sua equipe a desvendar os planos dessa mulher, David enfrenta suas próprias dúvidas. Desde os acontecimentos na luta contra Coração de Aço, seu ódio cego aos Épicos foi abalado, e o garoto se pergunta: será que não é possível haver, entre os super-humanos, algum herói?




1. Coração de aço

Tormenta de fogo, de Brandon Sanderson, é o segundo volume da trilogia Os executores. A Aleph foi muito linda e não demorou quase nada para lançar a continuação de Coração de aço. ♥ E essa obra consegue ser ainda melhor que o primeiro livro, com ação e reviravoltas na medida certa, o autor fez com que o enredo desse um destaque muito grande entre a linha que separa o bem e o mal. Será que matar Épicos, que são considerados vilões, os faz melhor do que eles? Nesse livro essa linha é bem tênue, e percebemos que o protagonista, David, tem uma briga interna consigo mesmo à respeito disso. Em Coração de aço ele faz algo que era sua meta de vida, porém, ele já não sabe se ficou satisfeito com isso.

domingo, 15 de abril de 2018

[Resenha] O jogo da mentira

| 8 comentários
Autora: Sara Shepard
Páginas: 296
Editora: Rocco Jovens Leitores
Série: The lying game, 1
O jogo vai começar. Primeiro volume da nova série da autora de Pretty Little Liars, que ficou mais de 50 semanas no ranking do The New York Times e vendeu mais de cinco milhões de exemplares, O Jogo da mentira acompanha a história de duas gêmeas separadas ao nascer e unidas por um misterioso assassino. Com uma trama ainda mais intrincada e sombria, que tem início quando Emma resolve trocar de lugar com a irmã.






O jogo da mentira é o primeiro livro da série The lying game, da autora Sara Shepard. Assim como Pretty little liars, outra série de sucesso da autora, O jogo da mentira teve uma adaptação para a TV, porém, o seriado não durou muito e terminou sem nenhuma resposta. Eu tinha gostado tanto do seriado, eu confesso que até mais do que de PLL, então fiquei muito chateada quando cancelaram. Resolvi acabar com as minhas frustrações e iniciar a leitura de The lying game. E, eu fiquei muito surpresa com o que eu encontrei. Basicamente os personagens são iguais ao do seriado, mas a trama tem um rumo um pouco diferente, digamos até inusitado. 

sábado, 14 de abril de 2018

[Lançamentos] Plataforma21

| 2 comentários

Boa noite, leitores! Venham conferir os últimos lançamentos da Plataforma21. Ainda sem data de previsão tem Legendtopia e World of Warcraft: O viajante. E os que já lançaram no início do ano: Os arteiros mágicos, do Neil Patrick Harris - eu estou louca por esse livro, acho o Neil muito divertido, e já estou aguardando algo do tipo. A canção das águas parece ser uma fantasia incrível, e tem uma capa muito linda. E por último, Império dos lobos, que apesar de ter uma capa mais simples, tem uma sinopse marcante, e claro, em se tratando de distopia já podemos esperar algo muito bom!

quarta-feira, 11 de abril de 2018

[Resenha] A bússola de ouro

| 18 comentários
Autor: Philip Pullman
Páginas: 344
Editora: Suma
Trilogia: Fronteiras do Universo, 1
Lyra Belacqua e seu daemon, Pantalaimon, vivem felizes e soltos entre os catedráticos da Faculdade Jordan, em Oxford. Até que rumores invadem a cidade – são boatos sobre os Papões, sequestradores de crianças que estão espalhando o medo pelo país. Quando seu melhor amigo, Roger, desaparece, Lyra entra em uma perigosa jornada para reencontrá-lo. O que ela não desconfia é que muitas outras forças influenciam seu destino e que sua aventura a levará às terras congeladas do Norte, onde feiticeiras e ursos de armadura se preparam para uma guerra. Embora tenha a ajuda do aletiômetro – um poderoso instrumento que responde a qualquer pergunta –, nada a prepara para os mistérios e a crueldade que encontra durante a viagem. E, mesmo que ainda não saiba, Lyra tem uma profecia a cumprir, e as consequências afetarão muitos mundos além do dela.


Eu li A bússola de ouro há muito tempo, na edição antiga, então quando eu soube que a Suma iria relançar os livros, e com capas tão lindas, fiquei muito afim de terminar a série. Para isso, resolvi reler o primeiro livro, para poder trazer a resenha para vocês. Eu normalmente não gosto de reler livros, mas quando se trata de alguma série que eu ainda não finalizei, ou que eu quero resenhar no blog mesmo, acabo fazendo isso. Quem tinha solicitado a trilogia foi a minha colaboradora Dandra, porém, ela não se empolgou muito com a leitura, e acabou me enviando os livros para eu resenhar. Eu nem gostei, aham! ♥ A bússola de ouro é o primeiro volume da trilogia Fronteiras do universo, e reler essa obra foi ainda mais incrível. 

domingo, 8 de abril de 2018

[Resenha] Batman: Criaturas da noite

| 4 comentários
Autora: Marie Lu
Páginas: 256
Editora: Arqueiro
Série: Lendas da DC, 2
As criaturas da noite estão caçando a elite de Gotham. Bruce Wayne é o seu novo alvo.
Bruce Wayne está prestes a completar 18 anos e herdar a fortuna de sua família, além do controle das indústrias Wayne. No entanto, no dia do seu aniversário, ele faz uma escolha impulsiva e é condenado a prestar serviço comunitário no Asilo Arkham, uma mescla de prisão e hospital psiquiátrico onde estão detidos os criminosos mais desequilibrados da cidade.
Lá ele conhece Madeleine, integrante das Criaturas da Noite, um grupo radical que deseja acabar com a elite de Gotham. Até então, a moça se recusava a confessar seus crimes ou informar à polícia os futuros ataques que planejavam, mas ela resolve se abrir para Bruce Wayne, dando início a um perigoso jogo de sedução e inteligência.
Será que o jovem Wayne vai conseguir convencê-la a revelar todos os seus segredos ou ela está apenas manipulando-o para arruinar Gotham? Enquanto o golpe final das Criaturas da Noite se aproxima, Bruce percebe que não é tão diferente de Madeleine. E, mesmo longe de se tornar o Cavaleiro das Trevas, precisará provar que está preparado para deter uma das maiores ameaças que Gotham já presenciou.

1. Mulher-Maravilha: Sementes da guerra

Batman: Criaturas da noite é o segundo volume da série Lendas da DC. O primeiro livro foi Mulher-Maravilha: Sementes da guerra, e quem leu e resenhou aqui no blog foi a minha colaboradora, Dandra. Eu confesso que quando soube que o segundo livro era do Batman fiquei bem animada para ler, e como a Dandra não teve interesse no livro, resolvi solicitar. Outro ponto que me deixou muito empolgada é que a autora era a Marie Lu! Eu amo a escrita dessa mulher, estou até hoje sem coragem para finalizar a trilogia Legend, acreditam?! Marie pegou um dos personagens mais complexos para criar sua história, mas no final, ela desenvolveu a trama maravilhosamente bem, e conseguiu nos trazer o personagem com toda a essência do Batman, só que mais jovem. 

sexta-feira, 6 de abril de 2018

[Parceria] Editora Leya

| 2 comentários

Boa noite, leitores! Há um tempo atrás o Apenas um vício teve parceria com a Editora Leya, e em 2018 estamos juntos novamente. ♥ O blog foi um dos selecionados, e eu estou muito feliz! Vamos conhecer um pouco mais sobre a editora?

quinta-feira, 5 de abril de 2018

[Resenha] Parábolas da floresta

| 1 comentários
Autora: Gisele D'Angelo
Páginas: 160
Editora: Letra magicah
Havia numa floresta, há muito tempo atrás, uma comunidade de bichos que tinha Nonca como o sábio conselheiro de todos.
Com seu semblante tranquilo, sua presença apaziguava todo e qualquer animal que o procurasse. E assim, dia após dia, o sábio Nonca aconselhava a todos.
E entendendo que todo aquele conhecimento deveria ser partilhado para trazer paz e alento, Hades, o guardião da floresta, decidiu anotar algumas das conversas que considerava de conteúdo esclarecedor. E ali, todos os dias, ele anotava as histórias que eram partilhadas ao redor da fogueira. E muitos e muitos anos se passaram...
Um dia, enquanto descobria lugares nunca antes explorados pelo homem, Renan, um famoso explorador encontrou esse manuscrito. Maravilhado com tantas histórias inspiradoras, decidiu partilhar com o maior número de humanos possível.
E assim você agora recebe os manuscritos da floresta, para entreter sua mente, alimentar seu espírito e inspirar sua alma...

Parábolas da floresta é um livro que reúne diversas histórias curtas inspiradas em parábolas conhecidas, e que no final, sempre apresentam ao leitor alguma lição. Gisele D'Angelo desenvolveu essas histórias antigas dentro de um enredo próprio, adaptando cada uma para seu objetivo. Na Floresta há um sábio, chamado Nonca, que aconselha todos os bichos que lá vivem. Nonca é um ancião, e há quem diga que ele já era velho quando esse alguém ainda era apenas uma criança, ou seja, ninguém sabe realmente qual a idade desse sábio.

terça-feira, 3 de abril de 2018

[Resenha] Serafina e a capa preta

| 15 comentários
Autor: Robert Beatty
Páginas: 240
Editora: Valentina
Série: Serafina, 1
Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente. Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças... A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.

Serafina e a capa preta é o primeiro livro da série Serafina, e um dos lançamentos de janeiro da Editora Valentina. Eu fiquei encantada por essa capa, assim que a editora me enviou o release, eu quis solicitar sem nem ter lido a sinopse. No final, eu acabei lendo mesmo assim, e fiquei com mais vontade ainda de conhecer a história de Serafina. Eu sou apaixonada pelo gênero infantojuvenil, e saber que a trama tem vários mistérios, e uma personagem diferentona, fez com que eu ficasse ainda mais empolgada pela leitura. Robert Beatty criou uma história cheia de aventuras muito gostosinha de acompanhar.

domingo, 1 de abril de 2018

Pilha de leitura #59

| 3 comentários

Boa tarde, leitores! Antes de falar sobre a pilha de leitura de março, quero desejar uma excelente Páscoa, espero que vocês tenham ganhado muitos chocolates! E agora, vamos ao que interessa: da última pilha eu não consegui ler um dos livros, e isso que tentei participar da maratona, mas não consegui ler nada a mais. Vamos conferir?

sábado, 31 de março de 2018

Caixinha de correio #128

| 3 comentários

Boa noite, leitores! Como está sendo o feriadão de vocês? Muitas leituras? Ontem eu participei do #maratona24hnosleep, mas peguei um livro que fiquei o dia todo lendo, de tão arrastado, e fui terminar agora a pouco. E, eu dormi, não consegui aguentar as 24h acordada... :( Enfim, vim mostrar para vocês o que eu recebi em março; o que não é muito, já que os correios andam aquela coisa...

sexta-feira, 30 de março de 2018

[Resenha] Divã

| 5 comentários
Autora: Martha Medeiros
Páginas: 154
Editora: Objetiva
Divã conta a história de Mercedes - uma mulher com mais de 40, casada, filhos - que resolve fazer análise. O que começa como uma simples brincadeira acaba por se transformar num ato de libertação; poético, divertido, devastador.









Essa não é minha primeira experiência com Martha Medeiros, mas é a primeira de um livro que se trata de algo mais próximo de um romance, mas não é exatamente um romance. Só havia lido as crônicas de jornal, um livro de crônicas e outro de cartas dessa autora.

segunda-feira, 26 de março de 2018

[Resenha] Ruínas de Gorlan

| 22 comentários
Autor: John Flanagan
Páginas: 239
Editora: Fundamento
Série: Rangers - Ordem dos arqueiros
Durante a vida inteira, o pequeno e frágil Will sonhou em ser um forte e bravo guerreiro, como o pai, que ele nunca conheceu. Por isso, ficou arrasado quando não conseguiu entrar para a Escola de Guerra. A partir daí, sua vida tomou um rumo inesperado: ele se tornou o aprendiz de Halt, o misterioso arqueiro, que muitos acreditam ter habilidades que só podem ser resultado de alguma feitiçaria. Relutante, Will aprendeu a usar as armas secretas dos arqueiros: o arco, a flecha, uma capa manchada e... um pequeno pônei muito teimoso. Podem não ser a espada e o cavalo que ele desejava, mas foi com eles que Will e Halt partiram em uma perigosa missão: impedir o assassinato do rei. Essa será uma viagem de descobertas e aventuras fantásticas, na qual Will aprenderá que as armas dos arqueiros são muito mais valiosas do que ele imaginava.

Ruínas de Gorlan é o primeiro livro da série Rangers - Ordem dos Arqueiros, do autor John Flanagan. Eu li os três primeiros livros dessa série em 2011, e acabei nunca dando continuidade. Porém, desde o ano passado tenho acompanhado outra série do autor, do mesmo universo de Rangers, que eu estou adorando: Brotherband. Então, eu acabei ficando com aquela vontade enorme de terminar Rangers, e por isso resolvi fazer a releitura dos primeiros volumes, e minha nossa! A leitura foi ainda melhor do que a primeira vez. Vários detalhes eu nem me lembrava mais, reler esse livro foi incrível. O autor tem uma forma muito envolvente de cativar o leitor em sua trama, e diferente da maioria dos livros de fantasia, ele não perde muito tempo detalhando lugares. É tudo muito dinâmico, e acompanhar Will nessa jornada é fabuloso.

sábado, 24 de março de 2018

[Resenha] Uma história de verão

| 10 comentários
Autora: Pam Gonçalves
Páginas: 304
Editora: Galera Record
É o último verão de Analu perto de casa antes da faculdade. Entre a dificuldade de se entender com seus pais, que queriam que ela cursasse Direito e não Cinema, e as persistentes comparações com seu irmão gêmeo, André Luiz, o grande exemplo de filho que faz tudo para agradar, a garota está cansada de tanta hipocrisia e da cobrança de todos e só quer aproveitar suas férias com os amigos. O lugar é lindo, o clima está ideal e não faltam lembranças em cada cantinho da praia. Pena que nem todas são boas: a primeira decepção amorosa e grande paixão de Ana Luísa, Murilo, está de volta com o sorriso cafajeste de sempre e novas promessas. De um lado, o futuro em uma nova e incrível cidade, São Paulo; do outro, os amigos, a família e um amor traiçoeiro que ao mesmo tempo machuca e envolve.



Depois de Boa noite eu confesso que as minhas expectativas estavam lá em cima com Uma história de verão. Enquanto o primeiro livro tratou de assuntos importantes em todo o decorrer da narrativa, o segundo deixou os temas em segundo plano, focando no romance e no drama adolescente. E não se enganem, o livro não é juvenil, os personagens estão indo para a faculdade e a vida sexual deles é bem aberta, então sim, eu esperava que a história tivesse uma profundidade maior. E acabei me decepcionando. No entanto, apesar desse ponto negativo, pelo menos para mim que acabei esperando algo no estilo da primeira obra, a história é rápida de ler, e tem pontos positivos.

quarta-feira, 21 de março de 2018

[Resenha] Resident evil - A conspiração Umbrella

| 14 comentários
Autora: S. D. Perry
Páginas: 232
Editora: Benvirá
Série: Resident evil, 1
Este livro é fundamental para os fãs de Resident Evil que desejam entender o incidente em Raccoon City, que teve início na fabulosa mansão Spencer. Usando como pano de fundo a história do primeiro jogo da série, S.D. Perry reconta os acontecimentos registrados nas montanhas Arklay, onde ocorrências de canibalismo assustam a população. A autora vai além da narrativa original e acrescenta momentos anteriores à missão dos S.T.A.R.S., com novas situações para envolver os leitores na busca por respostas aos casos bizarros que, de alguma forma, estão relacionados à corporação Umbrella. Aventure-se nas descobertas de Chris Redfield e Jill Valentine, que lutam pelas suas vidas para não serem engolidos pela escuridão eterna. Surpreenda-se ao encarar o seu próprio medo das coisas que se escondem por trás de cada esquina.

Eu juro que já tentei jogar Resident Evil, porém, sempre tive medo. O pior é que eu não tenho medo de zumbis, eu adoro livros/filmes com o tema, o problema é aquela angústia de fugir e matar, e não saber quando um zumbi vai aparecer na tua frente. Então, nunca consegui ir em frente no jogo, pois é. Vi na série da S. D. Perry uma forma de conhecer a história sem sofrimento. E eu confesso que após a leitura fiquei muito afim de tentar jogar novamente. A conspiração Umbrella é um livro que envolve o leitor facilmente, seja ele fã do jogo ou alguém que não conhece ainda a trama. 

segunda-feira, 19 de março de 2018

[Promoção de aniversário] De cara nas letras

| 3 comentários

"É com muita satisfação que estamos aqui comemorando o segundo aniversário do nosso De Cara Nas Letras. Há quatro anos tomamos a iniciativa de divulgarmos a literatura que tanto apreciamos. São quase 300 mil visualizações5 mil comentários, um pouco mais de 600 postagens literárias diversas e 375 livros resenhados. Com tudo isso, convidamos 21 amigos criadores de conteúdo para presentear vocês, leitores, com uma super promoção coletiva em forma de agradecimento pela boa companhia. Serão 21 livros divididos em 5 kits, sendo um ganhador por kit. Está tudo muito lindo! Esperamos que gostem e que possam participar. Antes de mais nada, não esqueçam de conferir o regulamento."

Sem mais delongas, vamos aos formulários e seus respectivos prêmios:

domingo, 18 de março de 2018

[Lançamentos] Grupo Companhia das Letras

| 3 comentários

Boa noite, leitores! Venham conferir quais os lançamentos de março do Grupo Companhia das Letras. Temos Roberta Spindler estreando na Suma. E também duas finalizações de duologia/trilogia: O dueto sombrio e A heroína da alvorada. E também temos um livro que promete boas reflexões, Queria que você me visse, e outro com muito suspense e mistério: A mulher entre nós. Já vão preparando a wishlist!

quinta-feira, 15 de março de 2018

[Resenha] O bebê de Rosemary

| 12 comentários
Autor: Ira Levin
Páginas: 224
Editora: Amarilys
Rosemary Woodhouse e seu marido Guy, um ator que luta para se firmar na carreira, mudam-se para um dos endereços mais disputados de Nova York, o Bramford, um edifício antigo de ares vitorianos, habitado em sua maioria por moradores idosos e célebre por uma reputação algo macabra de incidentes misteriosos ao longo da história. Sem demora, os novos vizinhos, Roman e Minnie Castevet, vêm dar boas-vindas aos Woodhouse. Apesar das reservas de Rosemary com relação a seus hábitos excêntricos e aos barulhos estranhos que ouve à noite, o casal idoso logo passa a ser uma presença constante em suas vidas, especialmente na de Guy.
Tudo parece ir de vento em popa. Guy consegue um ótimo papel na Broadway, e novas oportunidades não param de surgir para ele. Rosemary engravida, e os Castevets passam a tratá-la com atenção especial. Mas, à medida que a gestação evolui e parece deixá-la mais frágil, Rosemary começa a suspeitar que as coisas não são o que parecem ser...
Em 1969, O bebê de Rosemary, fenômeno aclamado por público e crítica, foi adaptado para o cinema em uma produção que se tornou um clássico do terror, estrelada por Mia Farrow e Roman Polanski. Em 2014, a força da história sinistra de Rosemary e seu bebê chegou à TV americana, em uma elogiada minissérie estrelada por Zoe Saldana.

O bebê de Rosemary é um clássico, e eu só fui conhecer a obra este ano. Apesar de saber da existência do filme, eu nunca o assisti. Porém, quando soube que havia um livro fiquei bem mais empolgada para conhecer essa história que fez tanto sucesso na época de estreia e que rendeu uma adaptação, considerada um clássico do terror. Ira Levin me surpreendeu com sua escrita marcante, cenários sombrios e personagens inconstantes e difíceis de confiar.

quarta-feira, 14 de março de 2018

[Resenha] Deixada para trás

| 18 comentários
Autor: Charlie Donlea
Páginas: 368
Editora: Faro Editorial
Nicole Cutty e Megan McDonald são alunas do ensino médio na pequena cidade de Emerson Bay, Carolina do Norte. Quando elas desaparecem de uma festa na praia em uma noite quente de verão, a polícia inicia uma busca maciça. Nenhuma pista é encontrada e a esperança é quase perdida, até Megan milagrosamente aparecer depois de escapar de um bunker no fundo da floresta.
Um ano depois, o best-seller de sua provação transformou Megan de heróina local para celebridade nacional. É uma história triunfante e inspiradora, exceto por um detalhe inconveniente: Nicole ainda está desaparecida.
A irmã mais velha de Nicole, Livia, é uma perita forense e espera que em um breve dia o corpo de Nicole seja encontrado e entregue a alguém como ela para analisar as provas e finalmente determinar o destino que sua irmã teve. Em vez disso, a primeira pista para o desaparecimento de Nicole vem de outro corpo que aparece no necrotério, de um jovem ligado ao passado de Nicole. Livia vai até Megan para pedir ajuda, esperando descobrir mais sobre a noite em que as duas foram levadas. Outras meninas também desapareceram e Livia está cada vez mais certa de que os casos estão conectados.
Mas Megan sabe mais do que ela revelou em seu livro best-seller. Flashes de memória estão se juntando, apontando para algo mais escuro e mais monstruoso do que sua memória descreve. E quanto mais ela e Livia cavam, mais elas percebem que às vezes o verdadeiro terror está em encontrar exatamente o que você está procurando.

Deixada para trás é o segundo livro do Charlie Donlea que a Faro Editorial lançou aqui no Brasil, e mais uma vez temos um thriller psicológico incrível e com um suspense de tirar o fôlego. As reviravoltas acabam por confundir o leitor, e fica um pouco que impossível de resolver o caso. Eu cheguei perto do final sem fazer ideia de quem poderia ser o culpado. E essa sensação é a que eu mais gosto em livros no gênero: ser surpreendida por alguém que eu não estava esperando. Voltando para trás na leitura eu, pelo menos, não consegui achar nenhuma pista que poderia ter dado a ideia do culpado. Os fatos só aparecem quando a narrativa entra no passado, e conta o fatídico dia do sequestro. Dessa forma, não me senti tão burra por não ter percebido. 

domingo, 11 de março de 2018

[Aniversário] Cinco anos! ♥

| 58 comentários

Hoje o Apenas um vício está completando CINCO ANOS! Quando eu paro para pensar... é muito tempo! Foram cinco anos de mudanças constantes: layout, redes sociais, resenhas, gêneros literários, parcerias, etc. E, apesar de algumas mudanças, o amor pelos livros continua o mesmo, sempre. Quando eu criei o blog lá em 2013 eu não esperava tudo o que ele me proporcionou, e proporciona. Conquistei tanta coisa boa durante esse tempo, conheci vários outros blogs, e claro, conheci diversos livros maravilhosos; e compartilhei tudo o que eu li com vocês.

quinta-feira, 8 de março de 2018

[Lançamento] Faro Editorial

| 3 comentários




Título: Rio Vermelho
Nº de págs: 276
Preço: R$34,90
Sobre a autora: AMY L LOYD estudou inglês e escrita criativa na Universidade Metropolitana de Cardiff. Ela ganhou a competição nacional do jornal britânico Daily Mail com este livro.Vive em Cardiff, no País de Gales,com seu parceiro e dois gatos.






terça-feira, 6 de março de 2018

[Resenha] PAX - A menina fantasma

| 14 comentários
Autores: Åsa Larsson & Ingela Korsell
Páginas: 151
Editora: Vergara & Riba
Série: PAX, 3
É Dia das Bruxas. Zumbis e monstros estão espalhados pelas casas e escolas de Mariefred. São crianças brincando de travessuras e gostosuras. Porém, há alguém querendo acabar com toda essa diversão... uma menininha com desejo de vingança. Uma menina fantasma. De verdade! Viggo e Alrik descobrem que há um terrível segredo por trás dessa história. Agora, esses dois irmãos vão ter que correr contra o tempo se quiserem salvar seus amigos de uma morte cruel.






1. O cajado da maldição
2. O cão das trevas

A menina fantasma é o terceiro volume da série PAX, dos autores Åsa Larsson e Ingela Korsell. A coleção está sendo lançada pela Vergara & Riba, e é toda em capa dura! ♥ A série é um infantojuvenil com muita magia e aventuras inesquecíveis, e com um leve toque de terror. Esse terceiro livro me arrepiou um pouco mais, e olha que a trama em si é bem leve. Os livros sempre iniciam de onde o último parou, cada um é como se fosse um novo capítulo do enredo, então é muito fácil de relembrar as situações.

domingo, 4 de março de 2018

Pilha de leitura #58

| 18 comentários

Boa tarde, pessoal! Como estão as leituras nesse domingo? Eu iniciei Serafina e a capa preta, e estou adorando. ♥ Bem, chegamos a mais uma pilha de leitura, fevereiro foi um mês tão curto, e eu quase não consegui ler. Eu tinha separado oito livros para ler, e acabei lendo apenas sete. Foi um mês fraco de leituras, mas pretendo compensar agora em março. O livro que eu não consegui concluir foi A bússola de ouro, mas eu já coloquei ele novamente na pilha, e até já finalizei. Vamos conferir o que eu andei lendo? ;)

sábado, 3 de março de 2018

Caixinha de correio #127

| 21 comentários

Boa tarde, leitores! Chegou o post tão aguardado: a caixinha de correio com tudo o que eu recebi em fevereiro. Era para ter mais uns livros nessa pilha, mas os correios estão de parabéns com a demora na entrega, viu. :(

sexta-feira, 2 de março de 2018

[TAG] Skoob

| 20 comentários


Boa noite, leitores! Faz muiiiito tempo que eu não faço uma TAG aqui no blog, então resolvi procurar algumas que eu tinha deixado nos favoritos para fazer quando a preguiça não estivesse em mim. Achei essa no blog Leituras diárias, e gostei dela porque é bem rápida de responder. Vamos conferir? ♥ 

quinta-feira, 1 de março de 2018

[Resultado] Top Comentarista Fevereiro

| 5 comentários

Boa noite, leitores! Está no ar o resultado do top comentarista de fevereiro. Cinco pessoas comentaram em todos os posts, então tem sorteio para decidir o ganhador. :)

A ordem de sorteio é:

1. Ana Paula Santos Moreira
2. Elizete Silva
3. Lily Viana Music
4. Rudynalva
5. Vitória Pantielly

E a ganhadora é...

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

[Resenha] O casamento

| 5 comentários
Autor: Victor Bonini
Páginas: 368
Editora: Faro Editorial
Para os noivos é o dia mais importante de suas vidas. Meses atrás, os amigos diriam que o namoro de Plínio e Diana tinha prazo de validade. Eles se conheceram de um jeito bizarro, pensam completamente diferente e nenhuma das famílias aprova o relacionamento. Mas eles resistiram a tudo. E agora vão se casar. Para o detetive é a melhor chance de pegar um criminoso. O mais íntegro dos convidados esconde um segredo devastador. Mas alguém sabe e está disposto a espremê-lo com chantagens. É então que o detetive Conrado Bardelli se hospeda no hotel-fazenda onde ocorrerá o casamento. Ele precisa descobrir o lobo entre as ovelhas. E rápido. Pois, a cada nova ameaça, o chantagista eleva o tom e falta pouco para a bomba explodir. O casal está pronto para o sim. A noiva se prepara para caminhar pelo tapete vermelho. Até que alguém diz: não saia do carro! Enquanto a plateia espera ansiosa em frente ao altar, algo brutal acontece na antessala. Só quando veem as paredes lavadas com sangue é que os convidados se rendem ao desespero. Começa uma confusão para interromper a marcha nupcial e chamar a polícia. Ninguém sabe o que fazer. E Bardelli, que lidava com um caso de extorsão, descobre que se meteu em algo muito pior. Agora, ele é o único capaz de encontrar respostas. O problema é que as mortes não param de acontecer...

Victor Bonini mais uma vez no traz uma trama recheada de mistério e reviravoltas. Eu li Colega de quarto, também do autor, e gostei muito de sua forma de narrativa. O casamento era um lançamento que eu estava ansiosa para ler, e eu sabia que ia adorar a trama também. E que livro, gente! O enredo é tão intrincado, e tanta coisa acontece, que fica extremamente difícil definir um culpado. Eu até tive minhas suspeitas, mas a cada cena elas se mostravam erradas, e novas surgiam. Eu adoro esse tipo de thriller que demora a desenvolver uma pista concreta.

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

[Resenha] A Bela e a Fera

| 5 comentários
Autoras: Madame de Beaumont e Madame de Volleneuve
Páginas: 240
Editora: Zahar
A versão original do clássico que inspirou o novo filme da Disney, estrelado por Emma Watson
Adaptado, filmado e encenado inúmeras vezes, o enredo de A Bela e a Fera vai muito além da jovem obrigada a casar com uma horrenda Fera que no final se revela um lindo príncipe preso sob um feitiço. Nessa edição bolso de luxo da coleção Clássicos Zahar você encontra reunidas duas variantes da história.
A versão clássica, escrita por Madame de Beaumont em 1756, vem embalando gerações e inspirou quase todos os filmes, peças, composições e adaptações que hoje conhecemos. A versão original, que Madame de Villeneuve publicara em 1740, é de uma riqueza espantosa, que entre outras coisas traz as histórias pregressas da Fera e da Bela e dá voz ao monstro para que ele mesmo narre seu destino.
Toda em cores e ilustrada, essa edição conta com ótima tradução do premiado André Telles, uma apresentação reveladora e instigante assinada por Rodrigo Lacerda e cronologia das autoras. A versão impressa apresenta ainda capa dura e acabamento de luxo.

A Bela e a Fera foi um desenho da Disney que marcou a minha infância. Na época, é claro, eu não sabia que existia um livro com a história original. Mas, finalmente consegui conhecer a verdadeira trama que inspirou o desenho com essa linda edição da Zahar, onde temos tanto a versão original quanto a clássica. A versão utilizada, e a mais conhecida, foi a de Madame de Beaumont. Porém, ainda assim é possível perceber que o desenho da Disney possui algumas diferenças em relação à obra, entre elas, o romance e a aura mais mágica e fantasiosa que não temos na escrita de Beaumont.

domingo, 25 de fevereiro de 2018

[Resenha] Um de nós está mentindo

| 5 comentários
Autora: Karen M. McManus
Páginas: 384
Editora: Galera Record
Cinco alunos entram em detenção na escola e apenas quatro saem com vida. Todos são suspeitos e cada um tem algo a esconder. Numa tarde de segunda-feira, cinco estudantes do colégio Bayview entram na sala de detenção: Bronwyn, a gênia, comprometida a estudar em Yale, nunca quebra as regras. Addy, a bela, a perfeita definição da princesa do baile de primavera. Nate, o criminoso, já em liberdade condicional por tráfico de drogas. Cooper, o atleta, astro do time de beisebol. E Simon, o pária, criador do mais famoso app de fofocas da escola. Só que Simon não consegue ir embora. Antes do fim da detenção, ele está morto. E, de acordo com os investigadores, a sua morte não foi acidental. Na segunda, ele morreu. Mas na terça, planejava postar fofocas bem quentes sobre os companheiros de detenção. O que faz os quatro serem suspeitos do seu assassinato. Ou são eles as vítimas perfeitas de um assassino que continua à solta? Todo mundo tem segredos, certo? O que realmente importa é até onde você iria para proteger os seus.


Esse livro deu o que falar nas últimas semanas, e eu fiquei muito contente quando eu recebi da editora a prova antecipada. Para quem não viu, o blog foi um dos escolhidos para participar do V.I.B (very important book), um clube com os principais lançamentos, e que serão recebidos antes mesmo de serem lançados nas livrarias. Um de nós está mentindo foi a minha primeira leitura de fevereiro, eu estava muito ansiosa para iniciar, e ao mesmo tempo, um pouco temerosa. E se as expectativas fossem tão altas a ponto de eu acabar me decepcionando? Bom, não foi o que ocorreu. Eu li essa obra como se não houvesse amanhã, pois esse é aquele tipo de livro que você não consegue desgrudar até chegar no final.

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

[Resenha] Amigos inimigos - A formatura

| 6 comentários
Autora: Vanessa Martinelli
Páginas: 184
Editora: Novo Século
Série: Amigos inimigos, 2
A turma divertida de “Amigos Inimigos” volta em mais uma história repleta de risadas e confusões. Maria, Jack, Morgana, Patrícia, Camila e Pedro estão no final do nono ano. No dia do aniversário de Maria, uma tia-avó desconhecida aparece virando a vida de todos de cabeça para o ar. Junto a Maurício, Gertrudes e novos personagens, os amigos-inimigos enfrentarão muitas aventuras até a sonhada formatura.




A formatura é o segundo volume da série Amigos inimigos, da autora Vanessa Martinelli. Eu li o primeiro livro há alguns anos, e acabei demorando um pouco para iniciar este segundo volume, porém, finalmente fiz isso, e que leitura mais gostosinha! ♥ A trama é bem juvenil, os personagens estão se formando no nono ano, então têm entre quatorze e quinze anos. Eu lembrava vagamente da trama quando iniciei A formatura, e logo consegui me ambientar melhor. 

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

[Resenha] Star Wars: Dívida de honra

| 5 comentários
Autor: Chuck Wendig
Páginas: 464
Editora: Aleph
Trilogia: Aftermath, 2
O imperador está morto, e os vestígios de seu derrotado governo estão recuando. Na emocionante continuação de "STAR WARS: Marcas da Guerra", a Nova República luta para instaurar uma paz estável na galáxia após a destruição da segunda Estrela da Morte. É um momento de novos começos e novos destinos e, para Han Solo, isso significa pagar uma última dívida, ajudando Chewbacca a libertar seu mundo natal, Kashyyyk. Enquanto isso, o grupo de Norra Wexley persegue agentes imperiais remanescentes pela galáxia, levando-os à justiça. Mas ainda não conseguiram capturar a grã-almirante Rae Sloane, a nova líder do Império, uma mente ardilosa e disposta a tudo para restaurar a antiga ordem política. A caça a Sloane é interrompida quando Norra recebe um pedido de ajuda urgente da princesa Leia Organa. Em sua tentativa de libertar Kashyyyk, Han e seu grupo de contrabandistas caíram em uma emboscada, que resultou na captura de Chewie e no desaparecimento de Han. Agora, alguém precisa resgatá-los; e quem melhor que esse desajustado time, que inclui agentes rebeldes, um ex-imperial, uma caçadora de recompensas, um aspirante a piloto e um droide psicopata, para trazer Han Solo de volta para casa? Ao aceitar a missão e seguir para a última localização da Millenium Falcon, Norra e sua equipe se preparam para qualquer desafio que possa dificultar essa busca. Mas eles nem imaginam a verdadeira dimensão dos perigos que os aguardam - ou a crueldade implacável do inimigo que os está encurralando.


Dívida de honra é o segundo volume da trilogia Aftermath, do autor Chuck Wendig, e publicado pela Aleph. Eu estava muito ansiosa por essa continuação, apesar de estar resenhando apenas agora, o lançamento do livro foi em 2017. O espaço entre o primeiro e segundo foi bem grande, mas só serviu para deixar os fãs ainda mais empolgados. E essa obra não decepciona nem um pouco, ela consegue ser ainda melhor que o volume anterior. Eu ainda não tinha tido coragem de assistir os últimos filmes que saíram, mas depois de finalizar essa leitura me vi obrigada a fazer isso o quanto antes. Esse universo é incrível e muito vasto, todos os livros que eu leio conseguem me envolver de alguma forma.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

[Resenha] 22/11/63

| 5 comentários
Autor: Stephen King
Páginas: 858
Editora: Plaza Janés
Jacob Epping es un profesor de inglés de secundaria recién divorciado en Lisbon Falls, Maine, que cuenta la historia en primera persona. Jake le asigna a su clase noctura con un ensayo titulado "El día que cambió mi vida." Uno de sus estudiantes, Harry Dunning, escribe sobre cómo su padre alcohólico asesinó a su madre y sus hermanos, y gravemente lo hirió, una noche en 1958. Jake se ve profundamente afectado por la historia y le da a Harry una A.
Dos años después, Al Templeton, propietario de un restaurante local el cual Jake suele frecuentas, misteriosamente convoca a Jake al final del año escolar. Jake se sorprende al ver que, en menos de veinticuatro horas que lo vio por última vez, Al aparentemente se ha enfermado, y parece que envejeció cuatro años. Al le muestra a Jake un portal de tiempo situado detrás de la despensa de su restaurante, que lleva al 9 de septiembre de 1958, a las 11:58 a.m. Jake pasa una hora en 1958, luego regresa al 2011 para descubrir que solo han pasado dos minutos. Al le cuenta que el portal siempre lleva al mismo momento en 1958, y que es siempre exactamente dos minutos después en regreso al presente. La única persona cerca del portal en 1958 es un hombre borracho, desaliñado que Al ha llamado "Míster Tarjeta Amarilla", por una tarjeta amarilla pegada en su sombrero. Míster Tarjeta Amarilla parece ser la única persona que sabe del portal del tiempo. Al ha aprendido que es posible cambiar la historia; sin embargo, un aparente "reinicio" en cualquier viaje a 1958 anula el cambio, a menos que se haga de nuevo.

Esse é um daqueles livros que não estavam na minha lista de leitura, nada contra o autor que sei que é sensacional. Era mais uma questão de além de ser um livro em espanhol e gigantesco – 858 páginas – também o fato de estar solteira, portanto a ideia de ir dormir sozinha depois de ler um livro do rei do terror não me atraía. Hahaha

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

[Resenha] Olá, adeus e tudo mais

| 8 comentários
Autora: Jennifer E. Smith
Páginas: 272
Editora: Galera Record
Um romance divertido e emocionante, que explora as escolhas difíceis que surgem quando a vida e o amor conduzem a direções opostas. Ir para a faculdade é um momento emocionante e aterrorizante ao mesmo tempo. Ainda mais se você estiver em um relacionamento em que não tem certeza de seu próximo passo. Clare e Aidan têm apenas uma coisa a fazer na noite antes de partirem para a faculdade: descobrir se devem continuar namorando ou terminar. Ao longo de doze horas, eles irão refazer os passos do relacionamento, na tentativa de descobrir algo no passado que possa ajudá-los a decidir sobre o futuro. A noite os leva a amigos e familiares, marcos simbólicos e lugares inesperados, verdades dolorosas e revelações surpreendentes. Mas, conforme as horas passam e a manhã se aproxima, chega o momento inevitável do adeus. A questão é será um adeus momentâneo ou para sempre?


Jennifer E. Smith gosta de escrever histórias que passam em vinte e quatro horas ou menos, hein?! Na época em que eu li A probabilidade estatística do amor à primeira vista não consegui gostar desse formato. Achei a trama um pouco corrida, e não consegui me apegar muito aos personagens. Porém, em Olá, adeus e tudo mais consegui me envolver mais, e acabei gostando dessa forma de narrativa. Por ser uma história que se passa em doze horas, o ritmo é rápido. Porém, ainda assim a autora consegue explorar bem o enredo e personagens. Eu realmente gostei bem mais desse livro.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

[Resenha] Suicidas

| 6 comentários
Autor: Raphael Montes
Páginas: 432
Editora: Companhia das Letras
Antes que o mundo pudesse sonhar com o terrível jogo da baleia azul, que leva jovens a tirara própria vida, ou que a série de televisão 13 Reasons Why fosse lançada e set ornasse o sucesso que é hoje, Raphael Montes, então com 22 anos,já tratava do tema do suicídio entre jovens, com a ousadia que virou sua marca registrada. Em seu primeiro livro, que a Companhia das Letras agora relança acrescido de um novo capítulo, conhecemos a história de Alê e seus colegas, jovens da elite carioca encontra dos mortos no porão do sítio de um deles em condições misteriosas que indicam que os nove amigos participaram de um perigoso e fatídico jogo de roleta russa. Aos que ficaram, resta tentar descobrir o que teria levado aqueles adolescentes, aparentemente felizes e privilegiados, a tirar a própria vida. Para isso, contamos com os escritos deixados por Alê, um narrador nada confiável.



Suicidas foi relançado pela Companhia das Letras em 2017, e é o primeiro trabalho do Raphael Montes. Esse foi o segundo livro que eu li do autor, e mais uma vez fui surpreendida com uma história um pouco macabra, com um tema delicado, e cenas nojentas. E eu não falo isso de forma negativa. Essa é a marca registrada do autor, contar sua história sem muito mimimi, explorando tudo de ruim que há no ser humano. Eu já sabia que me aguardava uma leitura marcante, e fiquei ainda mais empolgada para ler a obra quando soube que esse foi seu primeiro livro.

sábado, 10 de fevereiro de 2018

[Resenha] Nicola e o Visconde

| 6 comentários
Autora: Meg Cabot
Páginas: 272
Editora: Galera Record
Nicola Sparks, uma órfã de 16 anos, está pronta para mergulhar de cabeça em sua primeira incrível temporada na sociedade londrina. Ela também está pronta para mergulhar de cabeça nos braços do charmoso e cortês Lorde Sebastian Bartholomew. O sonho de Nicola é receber um pedido de casamento do visconde — um sonho que finalmente está prestes a se realizar! Portanto, naturalmente, ela fica muito irritada com as insinuações de Nathaniel Sheridan a respeito do caráter duvidoso de seu noivo. Tomada pela curiosidade, Nicola começa a juntar algumas peças dessa história. Para sua surpresa, ela percebe que estava atrás do visconde errado, desde o começo... Será que é tarde demais para fazer a coisa certa?




Nicola e o Visconde é mais um romance de época juvenil da Meg Cabot. Eu já falei que essa mulher é incrível? Eu gostei muito de Victoria e o patife, então quando eu soube que a Galera Record já ia lançar esse novo livro, fiquei morrendo de amores antecipadamente! E essa trama consegue ser ainda mais envolvente que a anterior. O livro não é uma continuação, temos um novo enredo e novos personagens, mas algo que até agora marcou bastante são as mocinhas. Nicola, assim como Victoria, é impetuosa, cheia de opinião e muito corajosa. 

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

[Resenha] Menina veneno

| 7 comentários
Autora: Carina Rissi
Páginas: 192
Editora: Galera Record
Contada sob a perspectiva ferina e cheia de humor ácido de Malvina, a madrasta, essa história vai te surpreender. Da mesma autora da série best-seller Perdida. Você conhece a história de uma certa princesa que sofreu inúmeras tentativas de assassinato por sua madrasta, uma delas com uma maçã envenenada. O bem contra o mal, a indefesa donzela ameaçada pela perversa Rainha... É bonito, não é mesmo? Francamente, me embrulha o estômago só de falar dessa história da carochinha. Eu não sou uma bruxa, não sou má e eu nunca planejei matar ninguém. Por anos, fui a maior modelo do planeta, o nome mais poderoso do mundo da moda... Até o dia em que a insossa da minha enteada, Bianca, roubou a minha maior campanha. Dá pra acreditar? Bianca é tão sonsa... e tem esse arzinho azedo e avoado que me dá vontade de voar no pescoço dela... Eu sei, parece mesmo que eu fiz tudo o que a imprensa me acusa de ter feito. Mas não foi bem assim. Senta aqui e me ouça até o fim. Depois me diga se acha mesmo que mereço o título de Rainha Má... Talvez só Rainha seja muito melhor.

Carina Rissi nos apresenta Malvina Neves na antologia O livro dos vilões. A personagem conquistou tanto os leitores que a autora resolveu fazer um conto completo da história. Menina veneno é narrada pela madrasta, que todos consideram a vilã da história, e neste livro vamos descobrir que nem tudo é o que parece. Foi muito bom reler essa trama, e ainda ter alguns detalhes a mais, o que eu mais gosto é o fato de a narradora, a Malvina, conversar com o leitor. E, claro, o fato de ser uma releitura de Branca de Neve é outro motivo para eu gostar tanto do livro. 

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

[Resenha] Só escute

| 7 comentários
Autora: Sarah Dessen
Páginas: 352
Editora: Seguinte
Para encarar a verdade, você precisa estar disposta a ouvi-la.
Ano passado, Annabel era a típica “garota que tem tudo” — inclusive era esse o papel que interpretava no comercial de uma loja de departamentos da cidade. Este ano, porém, ela é a garota que não tem nada: não tem mais a amizade de Sophie; não tem uma família feliz desde a descoberta do distúrbio alimentar de uma de suas irmãs; e não tem ninguém com quem passar a hora do almoço na escola. Até conhecer Owen Armstrong.
Alto, misterioso e obcecado por música, Owen é um garoto que vivia se metendo em brigas, mas agora está tentando mudar. Um de seus novos lemas é sempre falar a verdade, não importa qual seja, e jamais guardar ressentimentos.
Será que com a ajuda desse amigo inesperado Annabel vai conseguir encarar a verdade e enfrentar o que aconteceu na noite em que brigou com Sophie?

Só escute é um young adult com uma trama delicada, que aborda assuntos importantes como bullying, distúrbio alimentar, estupro e relações familiares. Sarah Dessen tem o dom de trazer enredos que marcam o leitor, e ainda por cima, com personagens cativantes. Esse é mais um livro com uma história bastante real, daquelas que te deixam destruída, esperançosa e com uma boa ressaca literária. Eu demorei mais de duas semanas para conseguir fazer essa resenha, e ainda assim penso que não ficou como eu queria. 

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

[Parceria] Universo dos Livros

| 7 comentários

Boa noite, pessoal! Eu já havia divulgado nas redes do blog a nova editora parceira, mas agora tem o post oficial! Depois de alguns anos tentando parceria com a Universo dos Livros, conseguimos em 2018 mais essa conquista! Agradecemos a confiança, e se preparem para muitas resenhas! Vamos dar uma conferida na história e lançamentos da editora?

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Pilha de leitura #57

| 7 comentários

Boa noite, leitores! Está no ar, finalmente, a pilha de leitura de fevereiro. Mês passado eu consegui ler treze livros, a maioria era bem curtinho, então foi fácil. Consegui concluir a pilha de janeiro, os dois livros do TBR, e ainda acrescentei mais dois livros - O bebê de Rosemary e Batgirl na Super Hero High. Gostei bastante das minhas leituras, consegui ler vários gêneros. Vamos conferir um pouco do que eu andei lendo?!

domingo, 4 de fevereiro de 2018

[Resenha] Demônio ou anjo

| 6 comentários
Autora: Anne Holt
Páginas: 264
Editora: Fundamento
SérieHanne Wilhelmsen, 3A chegada de Olav, um garoto de 12 anos, a um orfanato nos arredores de Oslo causa grande desconforto a todos que vivem lá. E mais ainda à rígida diretora da instituição, Agnes Vestavik, que vê algo aterrorizante no olhar do menino: puro ódio. Quando Agnes é encontrada morta com uma faca de cozinha cravada nas costas – e Olav desaparece –, o caso vai para a investigadora Hanne Wilhelmsen, recentemente promovida a inspetora chefe da Polícia de Oslo.
Uma criança pode ser um assassino? A polícia vasculha a cidade em busca de Olav, o principal suspeito. Mas Hanne, trabalhando com o desbocado detetive Billy T., quer saber mais sobre os funcionários do orfanato e sobre o passado de Agnes. Só que, apesar de ser uma brilhante detetive, Hanne está sendo uma negação como chefe: não consegue delegar tarefas, reunir informações ou compartilhar responsabilidades.
Será que Hanne aprenderá a confiar nos outros antes que tudo se torne confuso demais e isso acabe por tirá-la do rumo – no trabalho e na vida pessoal?


8. 1222

Demônio ou anjo é o terceiro livro da série Hanne Wilhelmsen, eu já resenhei aqui no blog o oitavo volume, 1222. Eu sou uma daquelas pessoas que odeia ler uma série fora de ordem, por mais que as histórias possam ser lidas de forma independente, mas resolvi em 2018 sair um pouco da zona de conforto, e ler os livros conforme eu me interesso pela trama. Que foi o que aconteceu neste caso, não tentei ler na ordem - depois que eu descobri que 1222 era o oitavo de uma série -, e resolvi solicitar Demônio ou anjo por conta da premissa que me intrigou bastante. Uma criança que pode ter assassinado uma mulher? Eu já adoro um bom suspense, mas ter uma criança envolvida deixa a leitura ainda mais interessante.

Caixinha de correio #126

| 7 comentários

Boa tarde, pessoal! Eu estive sumida esses dias, pois estava viajando. Mas, já estou de volta e vou colocar o blog em dia. Hoje vim mostrar para vocês tudo o que eu recebi de parceria no mês de janeiro, e também o que eu comprei. E ainda essa semana vai ter post com a pilha de leitura do mês e anúncio de parceria. :)

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

[Top comentarista] Fevereiro

| 8 comentários

Boa tarde, leitores! O top comentarista de fevereiro irá presentear a pessoa que mais comentar no blog com o livro A proposta, da editora Pandorga! Confiram as regras!

Regras:

Para validar sua participação é necessário comentar neste post com um e-mail válido. Só serão contabilizados os comentários de quem se inscrever neste post;
Apenas os comentários feitos nos posts de 01/02 até 28/02 serão válidos para o Top, exceto promoções e resultados;
Só será contabilizado um comentário por post, independente de quantos você fizer;
Os comentários precisam ser relevantes, um "Quero ler" não valerá, nem algo do tipo que mostre que a pessoa não leu o post;
 Dia 01/03 sairá o resultado;
✓ Será feito um sorteio entre aqueles que tiveram mais comentários;
Os livros serão enviados em até 45 dias. O blog não se responsabiliza por extravios.

[Resultado] Top Comentarista Janeiro

| 7 comentários

Boa tarde, leitores! Está no ar o resultado do top comentarista de janeiro. Duas pessoas foram desclassificadas, pois conforme as regras, comentários em que fosse visível que a pessoa não leu o post, não contaria. Quatro pessoas comentaram em todos os posts, então tem sorteio para decidir o ganhador. :)

A ordem de sorteio é:
1. Daiane Araujo
2. Lalice
3. Lana Silva
4. Rudynalva


E a ganhadora é...

domingo, 28 de janeiro de 2018

[Resenha] O encantador de corvos

| 6 comentários
Autor: Jacob Grey
Páginas: 256
Editora: Galera Record
Série: Ferinos, 1
Abandonado pelos pais. Criado por corvos. Caçado pela escuridão. Caw, abandonado pelos pais quando tinha apenas 5 anos, sobrevive sozinho numa cidade governada pelo crime. Mas ele não está desamparado- é o último representante da linhagem dos ferinos de corvos e tem o poder de comandar e conversar com as soturnas aves. Caw vive escondido em um ninho, no alto de uma árvore, no parque da cidade de Blackstone, até que uma fuga na prisão local o força a se revelar aos humanos... E à Lydia, a filha do diretor do presídio. Juntos descobrem que os fugitivos também são ferinos que planejam trazer seu temido líder, o Mestre da Seda, de volta da Terra dos Mortos. Para impedi-los, Caw e Lydia precisam encontrar os ferinos que se escondem pela cidade e convencê-los a mais uma vez lutar pelas forças do bem.


Eu recebi O encantador de corvos em uma ação do Grupo Editorial Record, e o kit com penas pretas e aranhas de plástico já serviram para me deixar curiosa. A capa foi outra coisa que me chamou a atenção, eu achei ela muito linda. Sim, sou dessas que lê um livro pela capa. Confesso que o que me atraiu na premissa foi ter animais envolvidos, eu gosto bastante de histórias desse tipo, mas o grande diferencial é a forma como o autor os introduziu. A maioria das obras que eu li os personagens eram só animais, mas neste caso, há humanos também. E o enredo que ele criou é muito fantástico!

sábado, 27 de janeiro de 2018

[Resenha] O enigma dos Dados

| 6 comentários
Autor: Marcos Mota
Páginas: 152
Editora: Novo Século
Série: Objetos de poder, 1
Para Isaac Samus um problema matemático sempre foi mais fascinante que jogar bola com os amigos. Aos treze anos de idade, após muito estudo e pesquisa, ele descobre que o grande matemático Euclides utilizava dados com variados números de faces para encontrar uma fórmula capaz de prever o surgimento de números primos em sequências matemáticas. Agora os dados e a moeda de ouro são seus, e Isaac é capaz de prever o futuro. Com seu poder de vidência, ele deverá ajudar Bátor e Gail encontrar o segundo Objeto de Poder pertencente aos humanos: O Cubo de Random. Com isso, mergulharão em uma jornada cheia de magia, lutando contra monstros, feitiços e inimigos sombrios e abomináveis.
Nada será o que parece!



O enigma dos Dados, do autor Marcos Mota, é o primeiro volume da série Objetos de poder. Esse é um livro infantojuvenil, que reúne muita fantasia, matemática e personagens cativantes. O universo criado pelo autor é bem diferente do que já li em outros livros de fantasia, e eu gostei muito. Outro ponto que me fez gostar ainda mais da leitura é que Marcos não enrola na narrativa. Tudo acontece no tempo certo, mas sem grandes descrições. 

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

[Resenha] Um beijo à meia-noite

| 6 comentários
Autora: Eloisa James
Páginas: 320
Editora: Arqueiro
Série: Contos de Fadas, 1
Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

2. Quando a Bela domou a Fera

Um beijo à meia-noite é o segundo volume - na verdade é o primeiro - da série Contos de fadas, e desta vez a releitura será de Cinderela. Assim como Quando a Bela domou a Fera, esse livro tem uma história única, podendo ser lido fora da ordem. Eu amei o volume anterior, sou apaixonada por romance de época e por contos de fadas, então a junção dessas duas coisas foi maravilhosa! Eloisa James tem uma escrita singular que cativa o leitor desde o início. E seus personagens são diferentes do esperado, e muito marcantes. Eu solicitei esse novo livro sem nem me preocupar em ler a sinopse, pois eu já imaginava que iria amar a leitura. 

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

[Resenha] Os invasores

| 6 comentários
Autor: John Flanagan
Páginas: 335
Editora: Fundamento
Série: Brotherband, 2
A bordo de seu navio, o Garça-Real, Hal e seus companheiros seguem na perseguição do Corvo, a infame nau pirata. Todos carregam na alma o fardo terrível da desonra por terem permitido que a Andomal fosse roubada por Zavac e sabem muito bem que, se não recuperarem o sagrado artefato, jamais poderão retornar à sua terra natal. Durante uma violenta tempestade, Hal é obrigado a buscar refúgio na Baía do Abrigo. E, enquanto os tripulantes esperam mares mais calmos para navegar, dedicam-se a fazer os reparos necessários na castigada embarcação. É nesse momento que as deficiências do grupo vêm à tona. O velho Thorn percebe claramente que os jovens são valorosos, mas ainda têm muito o que aprender para se tornarem lobos do mar. Só que não há tempo para praticar novas habilidades, pois Hal e seus jovens amigos descobrem que a cidade costeira de Limmat foi invadida por Zavac e seus piratas. Finalmente, chega a hora de enfrentar as forças inimigas, homens perigosos com décadas de experiência em navegação e combate. Será que o treinamento Brotherband é suficiente para encarar essa batalha? E Hal conseguirá exercer a liderança necessária para guiar seus comandados em sua primeira grande batalha? Afinal, para conseguir o impossível, eles precisarão trabalhar com uma equipe de verdade. Só assim, a primeira batalha não se tornará a última. Uma nova geração desafia a antiga, renegados se tornam lendas e mais uma aventura começa!

1. Os exilados

Os invasores é o segundo livro de Brotherband, do autor John Flanagan. Quem leu a minha resenha de Os exilados, sabe o quanto eu gostei da trama e ambientação. Eu estava louca para continuar a série, então resolvi solicitar à Fundamento, e aproveitei para engrenar uma leitura atrás da outra. E foi maravilhoso fazer isso, pois tudo estava bem fresquinho na memória. Essa continuação foge da tal 'maldição do segundo livro', que ocorre com algumas séries, a trama consegue ser ainda mais envolvente e cheia de aventuras.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

[Resenha] Indomável

| 6 comentários
Autora: S. C. Stephens
Páginas: 400
Editora: Valentina
Série: Rock Star, 4
Ser o baixista da banda de rock mais famosa do mundo proporcionou muitas vantagens para Griffin Hancock: uma bela casa, um carro veloz e, o mais importante, sua incrível esposa Anna. A única coisa que a fama não lhe trouxe foi um refletor focado apenas nele. Anna o aconselha a ser paciente, e diz que seu talento vai acabar por lhe trazer isso. Só que Griffin está farto de esperar pela oportunidade de brilhar por completo.De forma inesperada para todos, Griffin toma uma decisão chocante e resolve assumir o maior risco de sua vida. Subitamente ele se vê debaixo de novos refletores, luzes, câmeras e... caos -- algo que acaba por levar ao limite o seu relacionamento com Anna. Sua compreensiva esposa sempre considerou sexy o comportamento imprevisível do marido, mas, de repente, sentimentos de dor começam a transparecer em seus olhos, e isso coloca a alma de Griffin em uma espiral de desespero e infelicidade.
Justamente quando o reconhecimento do seu talento está ao seu alcance, a pessoa que ele mais ama no mundo pode estar lhe escorrendo pelos dedos.


Indomável é o quarto livro de Rock Star, escrito por S. C. Stephens, e lançado pela Editora Valentina. Gente, posso confessar que eu nunca li os outros livros da série? Normalmente eu não gosto de iniciar uma série desse jeito, mesmo que possa ser lido fora de ordem - como é o caso de Indomável que pode ser lido de forma independente -, mas como eu já tinha visto vários comentários sobre Rock Star, e sobre o personagem em questão, resolvi solicitar a obra. Minha primeira consideração é: fiquei muito afim de ler os outros livros agora. E a segunda consideração: Griffin é um personagem chato do caralho, hein?