sexta-feira, 4 de agosto de 2017

[Resenha] Eu, você e a garota que vai morrer

|
Autor: Jesse Andrews
Páginas: 288
Editora: Fábrica231
Livro que deu origem ao filme vencedor do Festival Sundance 2015, nas categorias Público e Crítica, com estreia marcada para 12 de junho nos EUA, Eu, você e a garota que vai morrer é uma mistura perfeita entre drama e humor e um retrato preciso da adolescência em face do amadurecimento. Na trama, Greg tem apenas um amigo, Earl, com quem passa o tempo livre jogando videogame e (re)criando versões bastante pessoais de clássicos do cinema, até a sua mãe decidir que ele deve se aproximar de Raquel, colega de turma que sofre de leucemia. Contrariando todas as expectativas, os três se tornam amigos e vivem experiências ao mesmo tempo tocantes e hilárias, narradas com incrível talento e sensibilidade. Crossover com enorme potencial no segmento young adult, o romance é perfeito para fãs de livros e filmes como A culpa é das estrelas e As vantagens de ser invisível.



Eu, você e a garota que vai morrer é uma obra muito bem humorada, mas que não chega a ser tão dramática assim. Eu confesso que estava esperando uma leitura realmente no nível de ACEDE, porém, não chega nem perto. Apesar disso, não considerei o livro ruim, apenas me decepcionei com ele. Mas, claro que a trama tem seus pontos positivos e acabou que sendo uma leitura agradável e gostosinha de fazer. Mas já informo, não vá ler esperando algo que vai mudar completamente seu mundo ou te fazer chorar milhares de lágrimas.

Greg está tentando passar pelo temível ensino médio sem nenhum incidente. É com muito orgulho que ele diz se dar bem com todas as tribos, mas não é amigo de nenhum deles. Sua "popularidade" é baseada em algo superficial, ele pode ter sempre alguém para trocar um 'olá' e 'como vai?', pode ficar fora do bullying e tudo mais, mas ele é sempre solitário. Nem com seu único amigo, Earl, ele é visto na escola. 

Earl é baixinho, e por conta disso, está sempre brabo com o mundo. Debochado, violento e com irmãos ainda piores que ele, o garoto acaba que sendo o único amigo de Greg, assim como o contrário. Os dois adoram fazer filmes amadores juntos. 

A vida de Greg ia muito bem, até sua mãe falar que Rachel, uma antiga amiga que ele nunca mais teve contato, está com câncer. A mãe o obriga a voltar a ser amigo da garota, pois acha que ela precisa ter algo bom na vida antes de morrer. No início, percebemos que é extremamente difícil para ele, afinal, ele não tem interesse em conversar com ela, e nem de serem vistos juntos no colégio.

Rachel não é o foco do livro, apesar de estar morrendo, Greg é. O autor mostra o quanto é difícil passar pela adolescência, e ainda mais tendo uma amiga que vai morrer e como fazer para seus últimos dias serem felizes. Há partes emocionantes, mas eu esperava que houvesse um pouco mais delas, independente disso, é uma leitura agradável e divertida. Rachel não é uma personagem batalhadora, nem nada do tipo, e é muito triste ver sua falta de vontade de viver. 

A narrativa é feita por Greg, ele criou o livro para contar sua história, então a todo momento se refere ao próprio trabalho como "essa bosta de livro", e muitas vezes dá o conselho de o leitor não continuar lendo. Eu achei original e deixou a leitura bastante fluída. Greg é um personagem bastante carismático, sua sinceridade muitas vezes lhe faz falar algo sem noção ou aparentar ser um pouco egoísta, mas sua presença na vida de Rachel é muito bem vinda.

Eu, você e a garota que vai morrer é um ótimo livro para passar o tempo e refletir. Eu queria muito dizer que ele é um dos meus favoritos, mas senti que faltou algo na trama. Porém, a proposta acredito que realmente foi essa: ser uma leitura leve e engraçada. Recomendo a leitura para quem gosta de histórias não muito dramáticas. E mesmo que você goste, só leia com isso em mente: não é uma leitura que te fará chorar. 

12 comentários:

  1. Não tinha visto esse livro ainda. Achei o título bem interessante. Gostei da premissa e da história do Greg, apesar de achar que esses assuntos deveriam ser tratados com uma maior profundidade, entendo que é um livro juvenil.
    Obg pela indicação ;)

    ResponderExcluir
  2. Eu posso dizer que adorei A culpa é das estrelas e chorei bastante; esses temas mexem com a gente por ser tão trágico e triste.
    No inicio da sua resenha me peguei meio decepcionada, não esperava humor. Pra quem tem essa informação é bom que não vai com tanta expectativa para o livro.
    Confesso que esperava mais do livro sabe? Não sei mesmo se iniciaria a leitura. Mas que bom que foi agradável pra você.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Andressa!
    Bom ver um livro que fala de uma doença tão série como a leucemia, trazer um tom mais hilário e descontraído, porque não deve ser fácil enfrentar uma doença como essa, mas acho que é bem pelo que falou, o protagonista não é quem tem a doença, ele mostra mais os dilemas e dificuldades que os adolescentes passam.
    Desejo um mês repleto de realizações e um ótimo final de semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  4. Eu inicialmente achava que este livro era uma história de drama, mas que bom que é uma obra bem humorada e não é tão dramática, que bom que é um bom livro para passar o tempo e refletir.
    Gostei da sua resenha, e pretendo ler este livro futuramente.

    ResponderExcluir
  5. Quando iniciei a resenha fiquei muito animada por misturar uns dos gêneros que eu mais gosto, humor e drama, porém fiquei bem chateada em ver que não é no estilo ACEDE, amo livros que me fazem chorar, porém acho que não vou me decepcionar c a leitura já que ja estou avisada que a história não é mt dramática, mas ainda fiquei interessada por ser algo divertido, quero saber como a amizade deles fluiu e quero saber mais da proposta do livro, achei bem legal a forma como é narrado o livro, como se greg fosse o dono do livro. Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  6. Oi Andressa.
    Não fiquei com vontade de ler esse livro.
    Já li ACEDE e não gostei taaaanto assim. Então ler algo parecido com algo que não gostei tanto não me apetece rs
    Eu, você e a garota que vai morrer parece ser um bom livro para passar o tempo, um bom infanto-juvenil.
    Achei a capa bem bonita.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Eu estava com muita vontade de ler esse livro, pois a capa é bem bonita e a sinopse me chamou a atenção!
    Porém vi várias vídeos resenhas e a maioria não gostou do livro e criticou bastante!
    Amo ACEDE e o gênero da história eu gosto bastante de ler, então não sei se leio ou não!
    Dividida estou.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Sabe lendo assim pelo titulo e lendo a resenha, fiquei bastante interessada por essa leitura maravilhosa e também no titulo da a entender que seria ele, o personagem, nós que somos leitores e a garota que estar perto de morrer e isso foi realmente original, gostei muito disso. A trama e muito envolvente, te faz pensar nas coisas que passa na adolescencia e também sobre amizade. Gostei do livro!

    ResponderExcluir
  9. Até hoje achava que esse era um livro super dramático e cheio de sentimentalismo, mas mesmo ele não sendo o que eu esperava, parece ser bem agradável de ler, não é um livro que despertou muito o meu interesse, mas parece ser bom para uma ressaca literária.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Conhecia o livro, porém não havia despertado meu interesse. Mas lendo sua ótima resenha, percebi que é uma leitura bem legal e divertida, apesar da proposta do livro trazer um tema sério e importante.
    Se tiver oportunidade, gostaria de ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Já tive com esta obra em mãos, mas estava em uma época que estava cansada de ler livros com esta temática de doença, em que o personagem morre, que acabei desistindo da leitura. Agora lendo sua resenha fiquei encantada pela trama, pois me pareceu bastante original, mesmo que ainda em alguns momentos me pareceram faltar um desenvolvimento que emocionasse o leitor, ainda sim e uma obra que me cativou, através da sua resenha.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Não gostei da capa do livro, não gostei do nome e também não gostei da história. A mãe querendo que a menina se vá com algo de bom pra ser lembrado mas algo "falso", implantado, forçado? Isso não é legal. Mas enfim, merece uma chance, em uma ressaca literária quem sabe né? Rs

    ResponderExcluir