sábado, 15 de julho de 2017

[Resenha] Beatriz

|
Autor: Luíz Horácio
Páginas: 190
Editora: Inverso
Quem está com Beatriz? Esta a primeira frase de uma personagem em BEATRIZ. Viver é por enquanto, a mais recente produção de Luíz Horácio e novamente sob o carinhoso cuidado da editora InVerso. Como em outras histórias deste autor tudo tem início no núcleo familiar, no caso de BEATRIZ o começo não é nada otimista. Na abertura da narrativa alguém descreve o ambiente de uma casa onde está em curso um velório. É nesse cenário que Beatriz engatinhava, esquecida, a morte também deixa em segundo plano as crianças que apenas engatinham. O observador daquelas tristes cenas que jamais se apagaram em sua memória, num futuro distante buscará alguém para contar a história daquela menina. Ele encontra o escritor Luíz Horácio, membro daquela família.


Beatriz foi uma leitura completamente diferente do que eu estou acostumada a ler. Com uma escrita peculiar, o autor vai desbravando aos poucos a vida de uma personagem que não tem tanta notoriedade na trama, e acaba que sendo um pano de fundo para mostrar toda uma família e seus relacionamentos. Apesar de ser um pouco fora da minha zona de conforto, essa obra se mostrou extremamente interessante e me vi envolvida em descobrir o que aconteceu com a tal Beatriz.

A história inicia com um velório, e na cena, há Beatriz, ainda um bebê, que engatinha sem saber do que ocorre naquela casa. Ninguém se preocupa em cuidar da criança. E é esse momento que fica gravado na memória do menino do pão, que naquele dia vai levar os pães da mãe para vender, e acaba anos depois ainda com aquela garotinha nos pensamentos. É então que ele resolve contatar um dos membros da família, e também escritor, Luíz Horário, para que escreva sobre Beatriz. 

Como eu disse, a menina acaba que ficando em segundo plano, pois a história acaba que por percorrer um caminho longo até realmente chegar nela. E. não acho que isso foi um ponto negativo, na verdade, atiçou ainda mais a minha curiosidade. 

Eu achei a narrativa do autor diferente, há momentos em que ele descreve o passado, e volta para o presente. Sempre conectando alguma cena ou situação com o que está ocorrendo no momento. Há um leve misticismo no ar, principalmente quando vai chegando ao final, mas é aquele tipo de coisa que mexe com a mente do leitor, fazendo duvidar do que é verdade ou não.

Eu gostei bastante de Beatriz, foi uma leitura muito fluída e gostosinha de fazer. O livro é bem curto, pode ser lido em algumas horas. A trama é envolvente, o autor a desenvolve de forma a deixar o leitor cada vez mais curioso. O relacionamento familiar tem bastante foco na narrativa, foi bem interessante conhecer melhor cada personagem. 

A edição é simples, mas muito bonita. Eu recomendo a leitura!

7 comentários:

  1. Oi Andressa, gostei da resenha e gostei de saber que essa história tão diferente possui uma escrita fluida e envolvente. Essa é realmente uma leitura pra sair da zona de conforto, pois não se assemelha ao que tenho procurado pra ler no momento e como é sempre bom variar um pouco talvez futuramente eu considere lê-la também ;)

    ResponderExcluir
  2. Eu achei a sinopse um pouco confusa, confesso que não compraria se pudesse ler só a sinopse, até porque não consigo ler um livro sem conhecer do que se trata.
    Achei por certo continuar a resenha pra poder ter uma ideia melhor :)
    No decorrer da resenha fui entendendo o que livro quis trazer; estava em dúvida de quem seria Beatriz e a importância dela na trama. No fim, não sei se seria uma leitura pra mim, também foge muito do que eu leio geralmente.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Me pareceu um livro um tanto confuso, não cheguei a entender muito do que o livro se trata, não sei se leria ja que sai muuito da minha área de conforto, mas quem sabe mais pra frente...

    ResponderExcluir
  4. Interessante a abordagem dessa personagem, que está em segundo plano.
    Também não sou acostumada a ler obras desse estilo, mas as vezes é bom sair um pouco da rotina e acabamos nos surpreendendo né?
    Parece ser uma leitura leve, mas no momento não leria! Quem sabe mais pra frente!?
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  5. Oi Andressa :)
    Não entendi bem o que o autor quis mostrar no livro. Não tinha visto antes e até curti a capa.
    Não ficou claro pra mim. Se é sobre a vida da Beatriz ou a vida do menino do pão que viu a Beatriz ou algo do tipo. Fiquei meio perdida rsrs
    Acho que não é bem meu tipo de leitura :/
    Abc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com uma escrita peculiar, o autor vai desbravando aos poucos a vida de uma personagem que não tem tanta notoriedade na trama, e acaba que sendo um pano de fundo para mostrar toda uma família e seus relacionamentos.

      Excluir
  6. Confesso que não entendi nada!
    Achei que a sinopse não informa nada sobre o livro.
    Mesmo você falando sobre o livro, achei meio sem nexo, sobre a bebê e o menino do pão!
    Ele não é meu tipo de leitura!
    Beijos.

    ResponderExcluir