sábado, 10 de junho de 2017

[Resenha] A rainha de Tearling

|
Autora: Erika Johansen
Páginas: 352
Editora: Suma de Letras
Série: A rainha de Tearling, 1
Quando a rainha Elyssa morre, a princesa Kelsea é levada para um esconderijo, onde é criada em uma cabana isolada, longe das confusões políticas e da história infeliz de Tearling, o reino que está destinada a governar. Dezenove anos depois, os membros remanescentes da Guarda da Rainha aparecem para levar a princesa de volta ao trono – mas o que Kelsea descobre ao chegar é que a fortaleza real está cercada de inimigos e nobres corruptos que adorariam vê-la morta. Mesmo sendo a rainha de direito e estando de posse da safira Tear – uma joia de imenso poder –, Kelsea nunca se sentiu mais insegura e despreparada para governar. Em seu desespero para conseguir justiça para um povo oprimido há décadas, ela desperta a fúria da Rainha Vermelha, uma poderosa feiticeira que comanda o reino vizinho, Mortmesne. Mas Kelsea é determinada e se torna cada dia mais experiente em navegar as políticas perigosas da corte. Sua jornada para salvar o reino e se tornar a rainha que deseja ser está apenas começando. Muitos mistérios, intrigas e batalhas virão antes que seu governo se torne uma lenda... ou uma tragédia.


A história da herdeira de um trono repleto de corrupção e caos, com súditos que passam fome e sofrem sem perspectiva de mudança. Esse é um futuro onde a maioria da tecnologia e da ciência foi perdida, e a monarquia voltou a ser uma forma de governo possível, pois um utopista sonhador, resolveu tentar salvar as pessoas através da travessia (acredito que das Américas para a Europa) levando-as ao um novo mundo, conhecido como Nova Europa, que por um tempo fora democrático, com alguns países com terras abundantes e outras nem tanto, mas em certo período, uma feiticeira resolveu tomar um dos países, e não se contentando apenas com ele, quis dominar toda a Nova Europa. Assim surgiu a Rainha Vermelha, que através de tratados medonhos, conquistou e dominou praticamente tudo que tivesse vontade, escravizando pessoas, e criando um exército capaz da mais cruel e perversa perseguição. No meio de todo esse pesadelo, Kelsea é inserida, depois de passar 19 anos afastada - para sua segurança e do reino ao qual tem direito: o Tearling.

Kelsea fora cassada durante toda sua vida, e criada longe de todas as pessoas que queriam acabar com sua vida e tomar o seu reinado, como seu tio. Ela não teve contato com outras crianças; cresceu isolada de tudo, apenas estudando, entendendo a história e as línguas de todos os reinos, e soube apenas de assuntos que foram previamente autorizados para ela saber, e esses assuntos que não foram revelados - coisas que seriam fundamentais à ela, principalmente para uma futura rainha - por alguma razão, Kelsea só descobriria no transcorrer da sua nova vida: cheia de intrigas, traições, violência e incertezas.

Um enredo com uma trama levemente original e bem interessante, que precisaria de muito astúcia para convencer o leitor de que aquilo tudo seria possível em um mundo de fantasia, com o clássico duelo entre o bem e o mal, com uma Rainha megera, bruxa, feiticeira: um mal personificado, que seria o pior desafio da Kelsea durante sua trajetória como Rainha de um reino que ela mal tinha noção como governar.


Infelizmente o livro não foi tudo aquilo que eu esperava, pois certos aspectos me irritaram - apesar de toda construção do mundo ser muito intrigante. Diálogos vagos, com interrupções sem conexão com a história; personagens rasos em que eu não conseguia distinguir com exatidão um do outro (soldados por exemplo), outros muito interessantes, mas que quase não apareciam na história (e talvez foram interessantes justamente por quase não aparecerem?), e ainda todo um esquema de grandes guerras à vista, sendo apenas uma ponta daquilo que nem tenho ideia se realmente irá acontecer nos próximos livros. Além de uma rival muito fraca que quase não mostra a que veio, sendo substituída por outros personagens na trama.

Em muitos momentos o enredo fluía de forma super impecável (perseguições, lutas) mas perdia ritmo com diálogos que eram ingênuos ou não faziam sentido; situações com a Kelsea recebendo explicações fracas tanto para a história, quanto para o motivo das tecnologias, ciências e toda evolução da nossa era ter quase desaparecido; atitudes precipitadas da personagem principal, além do envolvimento dos poderes mágicos de duas safiras não serem suficientes para me convencer, assim como foi com a maioria do desenvolvimento e clímax do enredo.

Considero o livro mediano; e eu o escolhi para ler - dentre todos esses nesse estilo medieval que vêm saindo ultimamente - justamente por ter lido muitas coisas boas e positivas a respeito, e por ter um certo mistério em torno dele. O poder feminino foi representado, mas por vezes sentia que algumas coisas foram forçadas, meio que inseridas só pra fazer bonito, e outras questões tiveram abordagens falhas em relação algumas convicções que tenho, e isso também me decepcionou.

Claro que muitas coisas, principalmente no final, me deram certa curiosidade para saber o que vem pela frente, e talvez você possa gostar, afinal o enredo não é todo ruim, o problema foi que algumas partes não me convenceram. Eu senti que apenas passei as páginas sem grande empolgação. O livro não me animou, contagiou ou deu aquele sentimento de "preciso saber tudo sobre esses personagens AGORA". Foi só: ok.

Comecei a leitura dando quatro estrelas, mas terminando apenas com três. Classifiquei como uma boa aventura que entretém, mas não instiga a querer saber mais, apenas o suficiente.

12 comentários:

  1. Dandra!
    Achei que pela capa e pelo título, seria um romance de época, mas é uma ficção fantasia.
    Uma pena que alguns diálogos sejam rasos e tenha alguns momentos que a leitura é mais arrastada, mas gostei muito do enredo e de certos acontocementos que narrou em sua resenha e fiquei com vontade de ler.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “É preciso já ser sábio para amar a sabedoria.” (Friedrich Schiller)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  2. Oi Dandra ;)
    Estou ansiosa pra ler esse livro, e amei sua resenha!
    Além de ter essa capa linda, tem uma premissa que me agrada bastante. Quero muito descobrir esse mistério em torno do livro!
    Adoro livros de fantasia, e pelo visto quando ler vou ficar doida pelo próximo volume!
    Que pena saber que você não gostou muito de algumas partes, mas talvez você se anime mais nos próximos volumes!
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi Dandra, também fiquei curiosa sobre essa história através dos elogios que li sobre ela, contudo ainda não me decidi quando vou querer ler ou mesmo se vou ler.
    Gostei da sinceridade de sua resenha, foram levantados pontos importantes e mesmo que você não tenha ficado tão empolgada com o livro vi na resenha e achei pontos positivos, o estilo medieval, o empoderamento feminino e o final instigante, assim acho que mesmo que esse primeiro livro não tenha sido o esperado, os próximos podem melhorar e aqueles que são fãs do gênero e não perdem um lançamento vão podem achar interessante :)

    ResponderExcluir
  4. Bom dia!
    Eu li outras resenhas deste livro recentemente e é incrível como os problemas apontados são os mesmos. Estou vendo muita gente se decepcionar, não ter suas expectativas superadas com a história, e é uma pena ver que você também passou por isso.
    É realmente desanimador o próprio vilão da história aparecer tão pouco.
    Vou esperar as resenhas do segundo volume para decidir se leio ou não.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Oi Dandra,
    Sem dúvidas é um enredo interessante, a autora foi ousada e inovou na distopia fazendo a população regredir na maneira de viver (voltando aos hábitos medievais), ao invés de evoluir como estou acostumada a ver em livros desse gênero e uniu tudo isso a elementos de fantasia deixando a história mais complexa. O destino de Kelsea foi traçado ao nascer e isso fez com que fosse criada longe do lugar que, futuramente, seria rainha. É uma personagem que foi moldada para cumprir um propósito se tornando forte e determinada, mas que também foi mantida no escuro a respeito de muitos segredos importantes. Apesar de alguns pontos negativos da história fiquei bem interessada na leitura e espero ser surpreendida e gostar, assim como muitos leitores gostaram.

    ResponderExcluir
  6. OI Dandra.
    Eu estou muito ansiosa para ler esse livro.
    E achei uma pena que ele não foi tudo o que estava esperando, a coisa toda dos diálogos também me incomodaria se eu percebesse, o fato de que achou que o livro/personagens não foi muito bem explorado é triste, mas infelizmente acontece, eu particularmente estou torçendo para desfrutar muito dessa leitura.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Confesso que estou bem curiosa em relação a esse livro. Apesar de estar vendo alguns comentários negativos!
    A premissa do livro é interessante e me parece ter um certo diferencial e originalidade.
    Espero que ela consiga superar minhas expectativas e que a leitura seja positiva.
    Quem sabe a autora não melhore nos outros livros? Vamos aguardar as continuações.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Eu ja li varias resenhas e opiniões sobre o livro é apesar da história me encanta fiquei curiosa por ler ela. Um pouco de fantasia, um reino na mal de uma bruxa e como se fosse conto de fadas mas Kelsea é uma personagem muito forte, tem uma determinação única e muita vontade de reina seu próprio legado. Amei a premissa dele é incrível.

    ResponderExcluir
  9. Não gosto muito desse gênero. Fujo das leituras e só começo quando leio inúmeras resenhas que afirmam que o livro é mesmo maravilhoso e que merece ser lido.
    Já vi muitas pessoas falando desse lançamento, mas as resenhas ainda são poucas, a sua é uma das primeiras que li.
    Não gostei muito do que vi, não sei se iniciaria a leitura. Talvez chame a atenção de quem gosta do gênero.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi Dandra, tudo bem?
    Eu tinha achado a premissa deste livro tão legal, mas é uma pena que tem algumas falhas. Gostei da personagem ser forte, e lutar pelo seu reino. Algum dia quero fazer esta leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Achei super interessante, no entanto admito não ter me atraido, a ideia de colocar um mundo meio medieval ou sei lá.
    Espero mais resenhas do livro pra decidir realmente ler-lo

    ResponderExcluir
  12. Sua resenha está muito boa, mas acho que a histórias não me agradaria muito, por ser um estilo de história que não me agrada muito e ter estes diálogos sem muito sentido, no momento não pretendo ler, quem sabe futuramente.

    ResponderExcluir