segunda-feira, 19 de junho de 2017

[Resenha] Maria Borralheira

|
Autora: Rosana Rios
Páginas: 48
Editora: Edelbra
O que Borralheira pensava sobre a madrasta e por que razão não seguiu os conselhos de sua vaquinha? Que explicação tem a madrasta para transformar sua enteada em criada?Uma mesma história pode ser contada de muitas formas. Depende de quem conta o conto...








Hoje trago para vocês a resenha de mais um livro da coleção Quem foi que disse, da autora Rosana Rios. Conhecemos a história de Maria Borralheira, conhecida também como Cinderela, uma personagem que sofre nas mãos da madrasta e de suas filhas. Esta é uma história bastante conhecida, mas adorei poder conferir a narrativa de Rosana.

Maria Borralheira perdeu a mãe, mas esta a deixou uma vaca mágica, que é sua grande amiga e que sempre a ajuda em momentos difíceis. Ela passa algum tempo na casa da vizinha, uma mulher adorável, e brinca com suas filhas. Então, Maria tem a grande ideia de juntar ela com seu pai, assim terá uma grande família. Porém, seu pai a avisa:

- É melhor ficar como estamos - respondeu-lhe o pai. - Hoje ela dá a você papinhas de mel, amanhã dará papinhas de fel!

E até mesmo sua vaca tem algo a dizer sobre isso:

Assim que contei meus planos para ela, disse que eu não sei o que estou querendo: jurou que um casamento desses só vai me trazer tristezas.
Até papai parece que se contaminou com o pessimismo da vaca e me disse que, se a viúva agora me trata bem, depois vai me tratar mal. 


Porém, a garota não tira a ideia da cabeça, e enfim consegue convencer o pai a casar com a viúva. No início é tudo maravilhoso, mas quando a madrasta percebe que Maria está ficando uma jovem bonita, enquanto as filhas são desengonçadas, fica com inveja e começa a tratar mal. E até a expulsa de seu próprio quarto, fazendo a menina dormir perto das cinzas da lareira.


A história segue mais ou menos como a original, há um baile - três na verdade -, onde ela conhece o príncipe, que fica encantado por ela. Porém, em um dos bailes ela perde o sapatinho de ouro.

Foi uma leitura maravilhosa, e muito rápida, adorei a versão da autora. E assim como nos outros livros da coleção, no final há o ponto de vista de alguns personagens sobre a mesma história. 

A edição está linda, é em capa dura, e possui diversas ilustrações. Recomendo a leitura do conto!

6 comentários:

  1. Oi Andressa ;)
    Não conhecia o livro ou a coleção ainda, mas adorei! E que ilustrações lindinhas S2
    Essa versão da autora parece bem diferente e interessante, e achei legal a autora colocar os pontos de vista de uns personagens sobre a história!
    Obrigada pela indicação, adorei!
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Acho que ilustrações sempre dão um brilho as histórias e gostei dessas, assim como gostei de saber como a autora conduz uma história conhecida, com um toque novo, já que Cinderela que pede pro pai casar com a Madrasta e fiquei curiosa. Indicação linda, assim como deve ser essa edição em capa dura ;)

    ResponderExcluir
  3. Realmente a leitura parece ser bem rapidinha já que tem tão poucas páginas. Mas a história em si é bem conhecida e faz despertar a curiosidade por ser contada em outra versão. Acho que eu gostaria de ler ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi Andressa, tudo bem?
    Que edição mais bonitinha, adorei as ilustrações. Adoro a estória da Cinderela, mas prefiro releituras por já conhecer a estória original. Achei bem interessante terem inserido a vaquinha na estória, ela é a fada madrinha da Maria? hahaha
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Tem como não gostar de tudo que envolve a história da Cinderela?
    Sou completamente apaixonada e confesso, que não conhecia essa obra ainda.
    Parece ser uma leitura bem delicinha, com alguns diferenciais que conquistam o leitor.
    A edição parece ser bem caprichada mesmo.
    Fiquei bem curiosa!
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Que não conhecer a famosa história de cinderela, realmente parece uma versão diferente desse conto. Não tinha conhecimento da autora é nem de suas obras, a trama do livro é muito é super diferente.

    ResponderExcluir