sábado, 31 de dezembro de 2016

Retrospectiva literária 2016

| 13 comentários

Boa noite, leitores! 2016 finalmente está acabando! Este ano consegui ler 181 livros, mais do que o ano passado, e não, eu não deixei de viver. Acontece que com o tempo pegamos um ritmo melhor na nossa rotina, e claro, tem o ponto à favor que foi: a maioria dos livros eram leituras rápidas. Em 2015 eu não consegui citar apenas as dez melhores leituras, mas este ano eu consegui fazer esse sacrifício. Vamos conferir as que eu escolhi?


sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

[Resenha] The heart of betrayal

| 16 comentários
Autora: Mary E. Pearson
Páginas: 402
Editora: DarkSide
Série: Crônicas de amor e ódio, 2
Em The Heart of Betrayal — Crônicas de Amor e Ódio v.2, Lia e Rafe estão presos no reino barbárico de Venda e têm poucas chances de escapar. Desesperado para salvar a vida da princesa, Kaden revelou ao Vendan Komizar que Lia tem um dom poderoso, fazendo crescer o interesse do Komizar por ela.
Enquanto isso, as linhas de amor e ódio vão se definindo. Todos mentiram. Rafe, Kaden e Lia esconderam segredos, mas a bondade ainda habita o coração até dos personagens mais sombrios. E os Vendans, que Lia sempre pensou serem selvagens, desconstroem os preconceitos da princesa, que agora cria uma aliança inesperada com eles. Lutando com sua alta educação, seu dom e sua percepção sobre si mesma, Lia precisa fazer escolhas poderosas que vão afetar profundamente sua família... e seu próprio destino.

1. The kiss of deception

The heart of betrayal é a continuação de The kiss of deception, e eu fiquei muito empolgada que a DarkSide a lançou ainda esse ano. Como não amar essa editora?! ♥ Eu estava extramente ansiosa para ler este livro, o final do anterior foi marcante e surpreendente, minhas expectativas estavam lá em cima, e todas foram superadas ao finalizar a leitura. Dessa vez a autora não fez ninguém de idiota, mas mesmo assim há grandes reviravoltas, a tensão e o medo são maiores, e há mais violência. Crônicas de amor e ódio é uma série que possui vários elementos, que além de combinarem entre si, conquistam o leitor desde a primeira página. Até mesmo o triângulo amoroso, que a maioria das pessoas torce a cara, é desenvolvido de forma a contribuir ao enredo, e é incrível (sim, eu amo triângulos amorosos!). A história inicia exatamente de onde o anterior parou, então aconselho a lerem apenas as minhas considerações sobre a leitura. 

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

[Resenha] Transcendente

| 10 comentários
Autora: Lesley Livingston
Páginas: 304
Editora: Jangada
Série: Starling, 3
A série Starling chega a seu desfecho épico neste terceiro volume. A ancestral profecia nórdica do Ragnarök está prestes a se cumprir. Mason Starling tem nas mãos o destino do mundo, enquanto Fennrys, seu amor, jaz a seus pés sangrando, com a vida por um fio. No entanto, o que quer que esteja por vir não ocorrerá por causa de uma profecia ou dos planos maquiavélicos do seu pai. Tudo depende apenas das decisões de Mason e Fenn. E o mundo deve torcer para que ambos alcancem aquilo que suas almas e suas espadas mais almejam: evitar o fim do mundo.


1. Starling
2. Descendente

Transcendente é o último volume da trilogia Starling, e posso dizer que o desfecho foi bom, mas não superou totalmente minhas expectativas. O desenvolvimento em si, comparando com os anteriores, foi ótimo. Os personagens amadureceram durante a trama. Porém, depois de tantas reviravoltas e lutas é impossível não desejar um final mais marcante e surpreendente. Na minha opinião o final foi bem água com açúcar, o que é uma pena, pois o enredo teve elementos fortes, personagens marcantes e situações perigosas, então esperava algo igualmente maduro e chocante para o final.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

[Resenha] As aventuras de Wonder Woman na Super Hero High

| 10 comentários

Autora: Lisa Yee
Páginas: 256
Editora: Rocco Jovens Leitores
Série: DC Super Hero Girls, 1
Wonder Woman é uma guerreira e princesa amazona. Criada na Ilha Paraíso, ela sempre sonhou em ser uma super-heroína – a melhor de todas as super-heroínas. As aventuras de Wonder Woman na Super Hero High é o primeiro livro da série DC Super Hero Girls, bem-sucedido projeto multiplataforma da DC Comics, com websérie no YouTube, jogos e aplicativos, além de uma linha de bonecas e fantasias. Escrita pela premiada Lisa Yee, a série apresenta os clássicos heróis da DC Comics – entre eles Wonder Woman, Batgirl, Green Lantern e Arlequina – para uma nova geração de leitores. Com foco nas jovens heroínas, a autora leva os personagens para uma escola especial onde eles aprendem a usar seus poderes e vivem grandes aventuras, enquanto passam por situações e dilemas típicos da adolescência. Uma nova roupagem para ícones da cultura pop que agrada tanto aos velhos fãs quanto aos mais novos. 

As aventuras de Wonder Woman na Super Hero High é aquele tipo de livro que você olha a capa, lê a sinopse, e pensa: "deve ser bem bobo". E realmente é uma história bem juvenil, mas que tem elementos bem marcantes como empoderamento feminino e a fase da adolescência, então acaba que se mostrando uma leitura forte, e ao mesmo tempo, divertida, leve e rápida. Mesmo que a trama não tivesse grandes lições, ou algo do tipo, eu sinceramente iria adorar igualmente, pois tenho uma queda por leitura infantojuvenil ou infantil. O que mais me chamou a atenção no livro é que tem vários super-heróis, e nessa onda de filmes, nada melhor do que ler algo relacionado a personalidade de cada personagem. Foi bem divertido ler e imaginar os super-heróis na época de escola.

domingo, 25 de dezembro de 2016

[Resenha] Um cântico para Leibowitz

| 6 comentários
Autor: Walter M. Miller Jr.
Páginas: 400
Editora: Aleph
Após ter sido quase aniquilada por um holocausto nuclear, a humanidade mergulha em desolação e obscurantismo, assombrada pela herança atômica e pelo vazio de uma civilização perdida. Os anos de loucura e violência que se seguiram ao Dilúvio de Fogo arrasaram o conhecimento acumulado por milênios. A ciência, causadora de todos os males, só encontrará abrigo na Ordem Albertina de São Leibowitz, cujos monges se dedicam a recolher e preservar os vestígios de uma cultura agora esquecida. Seiscentos anos depois da catástrofe, na aridez do deserto de Utah, o inusitado encontro de um jovem noviço com um velho peregrino guarda uma surpreendente descoberta, um elo frágil com o século 20. Um foco de luz sobre um mundo de trevas. Cobrindo mil e oitocentos anos de história futura, "Um cântico para Leibowitz" narra a perturbadora epopeia de uma ordem religiosa para salvar o saber humano. Marco da literatura distópica e pós-apocalíptica, vencedor do prêmio Hugo de 1961, este clássico atemporal é considerado uma das obras de ficção científica mais importantes de seu tempo.

Não tenho ideia de como começar essa resenha. Estou me sentindo incapaz de produzir um texto que exalte e expresse toda a grandiosidade da prosa de Walter M. Miller Jr. Um Cântico para Leibowitz está na minha lista de leituras faz tempo, mas o medo de não entender e não conseguir captar toda a mensagem do autor, sempre me fez protelar a leitura. Mas 2016 foi um ano de excelentes leituras, onde me desafiei a ler mais ficção científica; e nada melhor que o último livro nesse estilo do ano fosse logo o clássico, premiado e elogiado que foi colocado no mesmo patamar de Admirável Mundo Novo e 1984.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Três livros para o Natal

| 16 comentários
Ler livros que se passam na mesma época em que o leitor se encontra, sempre é uma experiência divertida. Por conta disso, resolvi listar aqui três livros que têm o Natal como tema principal, e eu os li ou nessa época maravilhosa ou um pouco depois disso (quase até fevereiro, mas vamos fingir que foi antes, ok? ^^)



quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

[Resenha] Princesa das águas

| 21 comentários
Autora: Paula Pimenta
Páginas: 368
Editora: Galera Record
Série: Princesas modernas, 3
Arielle Botrel é uma nadadora famosa, prestes a viver o maior desafio de sua existência: participar das Olimpíadas pela primeira vez. Porém, ao contrário do que todos pensam, ela não possui tudo que deseja. Por ser a filha caçula de uma grande família, a garota é muito protegida e, apesar das medalhas e dos troféus, sonha com um cotidiano diferente, onde possa ser livre. Até que um dia um acidente faz tudo mudar. Arielle é apresentada a um mundo novo... E nele existe alguém que vira sua vida de cabeça para baixo. Porém, para conquistá-lo, ela terá que abrir mão de sua voz. Será que Arielle - sem uma única palavra - vai conseguir conquistar esse príncipe? E se no coração dele já existir outra princesa?


Eu li apenas um livro da autora (Fazendo meu filme), e há muito tempo, mas lembro que amei a escrita da Paula. E claro, adorei a história. Princesa das águas é uma releitura de A Pequena Sereia, e eu amooo releituras, foi mais um ponto que fez eu querer conferir a obra. Por isso, quando tive oportunidade de ler mais um de seus livros eu aproveitei, pois já imaginava que seria uma leitura igualmente envolvente e leve. E não me enganei. Eu ainda quero ler os volumes anteriores da série (Princesa Adormecida e Cinderela Pop), pois as personagens aparecem em Princesa das águas em alguns momentos e fiquei extremamente curiosa para ler suas histórias e conhecê-las melhor.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

[Resenha] O misterioso Sr. Spines - Voo

| 7 comentários
Autor: Jason Lethcoe
Páginas: 168
Editora: Farol Literário
Série: O misterioso Sr. Spines, 2
Depois de descobrir as verdades sobre seu passado e seu destino, o garoto Edward começa a dominar os seus poderes de Guardião com a ajuda de novos amigos no Vinhedo, a fim de resgatar a alma de sua mãe da maior força maligna do além-vida, o Chacal.





1. Asas

Voo é o segundo volume da trilogia O misterioso Sr. Spines, do autor Jason Lethcoe. A história é uma fantasia juvenil, mas que mesmo sendo para um público mais jovem, tem conteúdo e é desenvolvida de forma a cativar até mesmo os adultos. Como sou fã do gênero, esta é uma trilogia que eu me apaixonei de imediato. Neste segundo volume é possível perceber que há mais ação e reviravoltas na trama, até mesmo pelo personagem saber mais sobre suas origens.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

[Resenha] O primeiro dia do resto da nossa vida

| 7 comentários
Autora: Kate Eberlen
Páginas: 432
Editora: Arqueiro
Tess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda. E pode ser que nunca se encontrem...
Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado.
Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não?
O primeiro dia do resto da nossa vida narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.

O que me levou a querer conhecer O primeiro dia do resto da nossa vida foi a relação que fizeram de "se você gosta de David Nicholls e Jojo Moyes, irá gostar desse livro"; além da Sophie Kinsella, outra autora que gosto muito, também recomendar. Então por qual outra razão eu não daria chance para esse livro?

domingo, 18 de dezembro de 2016

Caixinha de correio #112

| 2 comentários
Boa noite! Venham conferir o que eu recebi nas últimas semanas, chegou bastante coisa! E, claro, já irei passar algumas leituras na frente. :P


Parceria



Recebi da Verus os livros da solicitação de outubro que faltavam. Estava louca para ler esses dois livros, A garota do calendário é uma série muito boa, e quero saber como será a vida de Mia depois das últimas revelações.



Recebi também as solicitações de novembro: os dois últimos volumes de A garota do calendário, ♥. E o novo livro da Rachel Renée, que segue o mesmo estilo de sua outra série. O livro é muito lindinho!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

[Resenha] De profundis

| 4 comentários
Autor: Oscar Wilde
Páginas: 208
Editora: Tordesilhas
Oscar Wilde já era reconhecido como um dos melhores autores de seu tempo quando foi condenado à prisão, em 1895. A acusação de “indecência grave” remetia à muito discutida homossexualidade de Wilde, considerada crime na época. Enquanto estava encarcerado, o autor escreveu uma carta a Lord Alfred Douglas, com quem mantinha uma relação que foi o estopim para sua prisão. Intitulada De profundis, a carta, amarga, traz uma reflexão a respeito da ética, com a linguagem de um grande escritor, um homem cuja vida não seria mais a mesma após os anos de encarceramento, mas cuja obra permaneceria por séculos como um cânone da literatura.


Então vamos falar de um autor clássico. Mas antes, novamente deixo claro que não oferecerei uma análise do livro como um clássico, pois não é meu objetivo e não possuo o conhecimento necessário para oferecer uma avaliação profissional.

Acredito que a obra mais conhecida do autor seja O Retrato de Dorian Gray – que a propósito, está na minha lista de desejados. Um dia eu chego lá – mas a questão é que eu não tinha ouvido falar do livro De profundis, até ter acesso através da editora Tordesilhas, e posso dizer que foi uma leitura incrivelmente satisfatória. Pois, apesar das palavras rebuscadas, é uma leitura de fácil compreensão e de sentimentos profundos.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

[Resenha] A redenção

| 20 comentários
Autora: Lisa Kleypas
Páginas: 256
Editora: Gutenberg
Série: The Travis Family, 2
Herdeira caçula de um verdadeiro império, Haven é uma mulher obstinada que vive de acordo com os próprios princípios e que não tem medo de bater de frente com o pai, Churchill Travis, um dos homens mais ricos e respeitados do Texas. Mas ao cortar relações com ele para se casar com um homem que sua família desaprova, Haven vê sua vida se transformar num verdadeiro inferno... e não tem para quem pedir ajuda. Dois anos depois, Haven volta para casa, com a alma abatida e o coração fechado, determinada a e construir sua vida sozinha. Mas Hardy Cates e seus irresistíveis olhos azuis cruzam seu caminho, e ele é a última pessoa que ela precisa encontrar. Hardy é o mais novo magnata da indústria petroleira de Houston, um homem de sangue quente que aprendeu desde muito cedo a não confiar em ninguém e que nunca mediu esforços para chegar aonde quer: ao topo! Em sua jornada alimentada pela ambição desmedida, ele conquista poder e inimigos, incluindo os homens da poderosa família Travis. O que ele não esperava era sentir suas defesas serem abaladas pela herdeira da família. Conseguirão duas pessoas que aprenderam da pior maneira que o amor pode ser o inimigo mais cruel deixar para trás todos os traumas e se permitir uma nova chance? 

1. A protegida

Eu estava muito ansiosa por A redenção, segundo volume da série The Travis Family, fiquei extremamente entusiasmada quando soube que a Gutenberg já estava trazendo a continuação de A protegida. Quem leu, ou ler, minha resenha da obra anterior vai ver o quanto eu amei a trama. Como eu disse, este é meu primeiro contato com romances contemporâneos da autora, e simplesmente já virei fã dela. Suas histórias tocam profundamente o leitor, e em A redenção o tema tratado é ainda mais emocionante, pois fala sobre violência doméstica e relacionamentos abusivos. Hoje em dia este é, infelizmente, um tema bem comum, e a Lisa nos mostra que é possível dar a volta por cima, e o principal: a culpa nunca é da vítima.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

[Resenha] O fantasma na máquina

| 10 comentários
Autor: Patrick Carman
Páginas: 184
Editora: Fundamento
Série: Skeleton Creek, 2
Coisas estranhas continuam acontecendo em Skeleton Creek... E Ryan e Sarah vão mais fundo na tentativa de desvendar os mistérios daquele lugar. Ryan registra tudo em diário enquanto Sarah prefere documentar em filmes. A curiosidade leva os dois amigos a correr atrás de pistas, investigar sociedades secretas e até a procurar um assassino. É certo que eles já encontraram muitas respostas. Mas nem todas são as respostas certas...
E o pior é que uma sombra paira sobre as investigações de Ryan e Sarah. Alguém que não quer que seus segredos sejam revelados... alguém que não pode deixar que o passado venha à tona.
Leia o diário de Ryan. Veja os filmes de Sarah. E tente desvendar os segredos mais obscuros enterrados em Skeleton Creek. Se tiver coragem...

1. O diário de Ryan

O fantasma na máquina é o segundo volume da série Skeleton Creek, e quem leu a minha resenha do anterior, O diário de Ryan, sabe o quanto eu fiquei apaixonada pela trama e narrativa. Repito: como tão pouca gente conhece essa série? Ela é ótima, instiga a imaginação do leitor e possui um suspense leve e gostoso, principalmente se acompanhar os vídeos. Se você ainda não leu o primeiro livro: leia imediatamente! Esta continuação está ainda melhor, pois tem muito mais mistério e reviravoltas. O final me deixou embasbacada. Juro!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

[Resenha] O diário de Bridget Jones

| 8 comentários
Autora: Helen Fielding
Páginas: 288
Editora: Paralela
Série: Bridget Jones, 1
Bridget Jones já é uma personagem querida por milhões de leitores. Seja pelas desventuras amorosas ou pelos problemas com os pais, é muito fácil se identificar (e se encantar) com a protagonista criada por Helen Fielding. Nesta nova edição comemorativa dos vintes anos de lançamento do primeiro livro os fãs antigos terão a chance de reencontra-lá, e os novos leitores descobrirão uma paixão por este clássico!




A Paralela relançou O diário de Bridget Jones em uma nova edição comemorativa, e agora que eu finalizei a leitura posso confessar: eu nunca havia lido a série ou assistido aos filmes, pronto falei! Então, não é que eu nunca tive vontade de fazer uma dessas coisas, mas realmente não surgiu a oportunidade. Aproveitando o lançamento, resolvi conhecer essa personagem que todos falam tanto. Sim, porque também não moro numa caverna, eu sabia um pouco sobre a trama e tal, e realmente já era uma leitura que eu queria fazer. O que eu posso dizer? É uma leitura extremamente divertida, mas senti raiva da personagem em vários momentos. Para começar: quem disse que 58 quilos é ser tão gorda assim? E porque ela fica se lamuriando tanto em um diário ao invés de fazer as coisas acontecerem?

domingo, 11 de dezembro de 2016

[Resenha] Amor na TPM

| 11 comentários
Autora: Fernanda Mello
Páginas: 112
Editora: Empíreo
Divertido, cheio de dicas e histórias, Amor na TPM oferece conselhos enriquecedores para mulheres e homens viverem mais felizes durante um período que, para muitas pessoas, é de grande dificuldade física e emocional.Com muito bom humor, Fernanda Mello explora diversos aspectos da TPM, como ainsegurança, o apetite e a sensibilidade, e convida médicos e psicólogos para responder as dúvidas mais comuns.




Amor na TPM é um livro de autoajuda, e apesar de não gostar do gênero, informo que é uma leitura que todos devem fazer, principalmente os homens. Sabe aquela temida fase, chamada TPM, que assombra as mulheres, e consequentemente os homens? Este livro é repleto de informações de o motivo de se ter TPM, algumas dicas para amenizá-la e, claro, dicas especiais para os homens saberem como lidar conosco nesses períodos.

sábado, 10 de dezembro de 2016

[Resenha] Príncipe sombrio

| 12 comentários
Autora: Christine Feehan
Páginas: 486
Editora: Universo dos Livros
Série: Os Cárpatos, 1
Mikhail Dubrinksy é o Príncipe dos Cárpatos, o líder de uma sábia e secreta raça ancestral que vive na noite. Tomado pelo desespero, com medo de nunca encontrar a companheira que iria salvá-lo da escuridão, a alma de Dubrinksy gritava na solidão. Até o dia em que uma bela voz, cheia de luz e amor, chegou a ele, atenuando sua dor e seu anseio. Raven Whitney possui poderes telepáticos e os utiliza na captura dos mais depravados serial-killers. Desde o momento que se conheceram, Raven e Mikhail foram incapazes de resistir ao desejo que faiscava entre eles. Mas forças sombrias tentarão destruir esse frágil amor. E mesmo que sobrevivam, como poderão - cárpato e humano construir um futuro juntos?


Eu sempre quis muito ler a série Os Cárpatos, pois confesso que adoro séries longas (eu sei, sou louca!), e também por ter lido diversas opiniões sobre a trama que me deixaram curiosa para conferir qual seria a minha opinião. Outro ponto que me envolveu e aguçou minha curiosidade quanto a série foi a parte sobrenatural. Achei incrível isso de uma raça nova, os Cárpatos, que possuem poderes tirados da natureza, e que com o passar dos séculos e de suas atitudes podem virar vampiros, aqueles seres temidos da lendas. Eu, pessoalmente, achei a premissa original. E claro, minhas expectativas estavam lá em cima, e após terminar o livro caíram totalmente.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

[Promoção] Bolão da virada

| 0 comentários

Dessa vez, o Apenas um vício se uniu a vários blogs para deixar a sua virada de ano bastante literária. Serão 4 kits fantásticos e você pode concorrer a todos eles!!! Basta preencher o formulário, divulgar bastante e torcer!!!!!!!!!!!

Veja as regras no final da postagem.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

[Resenha] Cyberstorm

| 12 comentários
Autor: Matthew Mather
Páginas: 368
Editora: Aleph
Em meio a uma forte tensão política internacional, os Estados Unidos sofrem um grande ataque cibernético: todos os meios de comunicação começam a falhar. Ao mesmo tempo, uma forte tempestade de neve assola a cidade de Nova York, e uma possível epidemia de gripe aviária parece se aproximar. Presos na cidade e quase sem contato com o resto do mundo, os moradores de repente se veem imersos em um cenário verdadeiramente apocalíptico. Enquanto rumores e especulações correm sobre a origem desses ataques, Mike Mitchell se concentra em questões que para ele parecem mais urgentes. A crise o atingiu em um momento crítico de sua vida, complicando seus já confusos problemas pessoais e financeiros. Agora, sua prioridade é manter a família unida e viva no crescente caos que se que se forma a sua volta.

Tudo o que espero em um livro com uma trama quase pós-apocalíptica, Cyberstorm apresenta. E por eu gostar de assistir filmes com essa temática, como o filme O Dia Depois de Amanhã, acrescentando o detalhe de ataques cibernéticos, me fez ter vontade de ler esse livro. 

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

[Resenha] Horror na colina de Darrington

| 6 comentários
Autor: Marcus Barcelos
Páginas: 144
Editora: Faro Editorial
Em 2004, Benjamin Simons deixa o orfanato em que viveu desde a infância para ajudar alguns parentes num momento difícil: com sua tia debilitada e o tio trabalhando dia e noite, precisavam de alguém para tomar conta de sua prima Carla, de apenas cinco anos de idade.
No entanto, certa madrugada, a tranquilidade da colina de Darrington é interrompida por um estranho pesadelo, que vai tomando formas reais a cada minuto. Logo, Ben descobre-se preso numa casa que abriga mistérios, onde o inferno parece mais próximo e o mal possui uma força evidente.
Passaram-se mais de 10 anos. Isso tudo aconteceu quando Ben estava com dezessete anos, e foram experiências das quais ele preferia esquecer completamente…
Mas aquele passado o acompanha de perto. Ben sente que precisa voltar e sabe que, ou desvenda tudo ou sempre viverá com medo. Então, ele decide contar, e traz numa narrativa angustiante e rica em detalhes tudo o que viveu e todas as batalhas impensáveis que travou para tentar manter a si próprio e a jovem prima em segurança. E se descobre no centro de uma conspiração capaz de destruir até a sua própria sanidade. Onde termina o inferno e começa a realidade?

Horror na colina de Darrington é um relançamento, desta vez publicado pela editora Faro Editorial, e o autor no início do livro explica que nesta edição acrescentou alguns detalhes e ilustrações. Eu não havia lido a primeira edição, então estava bastante empolgada para saber o que iria encontrar nesta leitura. Pela capa e sinopse esperava uma história sombria, sobrenatural e de dar medo. E, em partes, foi o que eu encontrei. A trama não é focada exatamente na parte sobrenatural, como pensamos no início, mas com certeza faz o leitor ficar arrepiado em diversos momentos.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

[Resenha] O peão

| 25 comentários
Autor: Steven James
Páginas: 416
Editora: Companhia Editora Nacional
Série: Os arquivos Bowers, 1
As aventuras de Patrick Bowers ao longo de cinco livros nos levam por um mundo de violência psicopata. Com uma inteligência acima da média, o agente especial do FBI chega, nessa série, ao limite de suas capacidades, enfrentando criminosos cada vez mais habilidosos. Trazido da Carolina do Norte para ajudar no caso de um serial killer, o agente especial do FBI Patrick Bowers se vê no meio de um jogo de gato e rato. Astuto e letal, o assassino está sempre um passo à frente da lei e está prestes a marcar mais um ponto novamente. Bowers vai ter que usar todos os seus instintos, habilidades e suas modernas e controversas técnicas de criminologia ambiental para deter o homem que se autodenomina o Ilusionista.

O peão
 é o primeiro livro da série Os arquivos Bowers, do autor Steven James. Eu já li alguns livros únicos deste autor, e posso dizer que sua escrita é excelente. Apesar de as tramas terem aquela intensidade que o gênero policial possui, sua narrativa é sempre muito leve, envolvente e rápida de ler. E claro, os personagens são bastante marcantes, como no caso dessa série. Patrick Bowers não é o típico agente com o ego grande demais, ou um homem com problemas com mulheres, bebidas ou simplesmente depressivo, como normalmente encontramos em livros do gênero. Não, Patrick Bowers sabe que é bom no que faz, mas não é arrogante, e sua vida é marcada por uma grande perda: sua esposa. Não bastasse isso, ele precisa saber se aproximar da enteada de dezessete anos, o que implica uma grande responsabilidade, que ele não sabe se conseguirá ter.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Caixinha de correio #111

| 1 comentários
Boa noite, pessoal! Resolvi não deixar acumular a caixinha de correio, pois essa semana chegou MUITA coisa, então já vou mostrar tudo o que eu recebi nesses primeiros dias de dezembro. Com a Black Friday, tudo o que eu não gastei em livros durante o ano, me passei em uma semana só. Mais alguém se identifica? haha :P


Parceria



Recebi em parceria com a Gryphus Coração do dragão, e apesar de estar muito, muito mesmo, atrasada na série, estou empolgada para ler a história. ♥



Recebi da Callis Enclave, junto com váriooos marcadores lindos. Vou fazer sorteio deles! :D Estou curiosa para conferir a obra, ela é bem curtinha, então vou encaixar nas leituras do mês.

sábado, 3 de dezembro de 2016

[Resenha] A verdade e outras mentiras

| 8 comentários
Autor: Sascha Arango
Páginas: 224
Editora: Suma de Letras
Henry Hayden parece um cara legal. Um autor famoso, mas humilde. Um marido devoto, embora pudesse ter a mulher que quisesse. Um amigo generoso. Alguém admirável. Mas Henry Hayden é uma mentira, uma máscara. Seu passado é um segredo, e seus planos mais ainda. Ninguém além dele e da esposa sabem que é ela quem escreve os livros que o deixaram famoso. Mas quando a amante aparece grávida, Hayden vê sua vida tão cuidadosamente construída em risco, e na tentativa de encontrar uma solução definitiva para o problema, comete um erro terrível. Agora, não só a polícia está atrás de Hayden, como seu passado também tenta alcançá-lo. Costurando mentiras, verdades e meias-verdades em uma tentativa de sobreviver, ele monta uma história complexa que talvez seja sua única chance de escapar da beira do abismo.

Imaginei assim que li a sinopse, que o livro fosse a luta de um cara que cometeu um erro feio e quer corrigir isso, e além disso esconde o segredo de não escrever nenhum livro, que na verdade é escrito pela esposa, mas mesmo assim ele e a esposa fossem felizes, tivessem uma família, e caso isso viesse à tona, seria um transtorno tremendo, pois ela não queria ter seu nome estampado nos livros, portanto escreve para que o marido seja o rosto e a assinatura das histórias. Só que eu meio que acertei, pois realmente isso acontece, mas vai um pouco além com algumas modificações, misturando com muitas mentiras. O resultado é uma história que me deu muita raiva e nojo do cara, pois ele é um psicopata, um folgado, preguiçoso, mesquinho e tudo o que se possa imaginar de um aproveitador descarado.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Pilha de leitura #43

| 4 comentários

Boa noite, pessoal! Está no ar a última pilha de leitura do ano, que aliás, passou voando, não é? Era meio óbvio que eu não ia conseguir ler toda a pilha que escolhi no mês anterior, ficaram quatro livros de fora! :( Mas, gostei do meu ritmo de leitura, quatorze livros está muito bom! Como agora vem as festas de fim de ano, e vários livros ainda não chegaram, resolvi escolher menos obras para a nova pilha. Vamos conferi o que eu andei lendo?