terça-feira, 15 de novembro de 2016

[Resenha] Realidades adaptadas

|
Autor: Philip K. Dick
Páginas: 304
Editora: Aleph                                                                           Pouco conhecido no Brasil por sua obra literária, Dick é um sucesso entre as plateias de cinema. A fim de lhe prestar o devido reconhecimento, este livro reúne, em uma edição inédita no mundo, os contos do autor que foram adaptados para a sétima arte, levando ao grande público os textos originais que inspiraram roteiristas e diretores a realizar O Vingador do Futuro, Screamers, Impostor, Minority Report, O Pagamento, O Vidente e Os Agentes do Destino.





Quando quero conhecer a obra de algum autor já consagrado e com vários livros publicados, sempre vou atrás dos mais finos ou dos contos, e foi assim com o Philip K. Dick, pois como estou na minha saga de desbravamento da ficção científica, logo recorri a essa obra recheada de grandes ideias. Fiquei bastante contente, pois na orelha já indicava esse livro como um ótimo começo para os não iniciados na obra do Dick, portanto, comecei com o pé direito.

Esse livro contêm 7 contos que foram usados como pontapé para o desenvolvimento de vários filmes de ficção científica de sucesso, e de todos, apenas alguns três eu conhecia, e três contos me deixaram muito entusiasmada, onde eu queria que tivessem mais páginas para descobrir mais detalhes e viajar pelo enredo.

Vou começar pela ordem em que os contos foram apresentados na ótima edição da Aleph, que contém uma apresentação da importância da obra do Dick pros cinemas, como os filmes fazem mais sucesso que a obra, e como esse livro é interessante para você conhecer a brilhante mente por trás desse sucesso todo.

O primeiro conto é 'Lembramos a você a preço de atacado' (O vingador do futuro). Eu não me lembrava muito do filme, e na realidade nem sei se assisti mesmo, e também não vi o remake, portanto foi totalmente surpresa tudo que li. Tive a impressão como se eu estivesse sendo jogada no meio de um capítulo de um livro em andamento, e quando me acostumei com a ideia, tudo já estava sendo finalizado. Um cara vai até uma empresa chamada Rekordar S.A para que seja implantada uma memória de uma viagem a Marte, pois ele está sempre com essa vontade de ir a Marte, mas não tem dinheiro pra fazer a viagem de verdade, então recorre a essa "falsa" memória para suplantar essa vontade que ele tem. Sensação de que nem mesmo nossos sonhos estão livres das interferências da nossa realidade.

O segundo conto chama-se 'Segunda Variedade' (Screamers). Esse foi um dos que mais gostei. Começa meio como se as coisas já estivessem em andamento - mesma impressão do outro conto - mas depois que um major é mandado para conversar com uma tropa inimiga, respondendo uma mensagem enviada, as coisas começam a se desenrolar e nem tinha noção do quanto tudo poderia desandar. É muito boa a forma como o autor construiu a noção do "ser humano", do poder que o homem tem de criar algo e isso acabar saindo do seu controle e como esse algo começa a se aperfeiçoar sozinho. Não quero ficar dizendo tudo, e como não vi o filme, pra mim foi surpreendente o desfecho, e suponho que o autor esperava que o leitor tivesse essa surpresa. 

O terceiro conto, 'Impostor', me fez ficar torcendo tanto pelo personagem principal, um cara que trabalha em um projeto pro governo, e só está pensando em férias, mas coitado, nem sabe o que lhe espera depois que chega sua carona pro trabalho. Na maioria dos contos sempre tem algo relacionado a guerra, a como tudo foi modificado depois de grandes guerras, e nesse conto, o medo e o desespero faz todos tomarem medidas desesperadas perante o desconhecido. 

No quarto conto, 'O relatório minoritário' (Minority Report - A nova lei), a memória do filme ainda fresca na minha mente - pois acredito ser o filme mais conhecido - me fez ler como se estivesse vendo o filme, mas considero o conto bem superior, pois algumas partes do filme são chatas (pelo que me lembro) e no conto é tudo tão encaixadinho, tudo tão bem feito, e o personagem está tão em dúvida, pois não sabe em quem confiar, e essa ideia de prender as pessoas antes delas cometerem o crime em si, trás todo um questionamento muito bom. Dick é genial. Esse é um dos três contos que considero meus favoritos desse livro.

O quinto conto, 'O pagamento', pra mim o melhor dessa coletânea, tem uma agilidade maravilhosa, com reviravoltas bem feitas e no ponto certo do enredo. Nesse conto fiquei com muita vontade de ver se o filme chega aos pés (mas acredito que não rsrs). Um cara faz um contrato com uma empresa, ele é um técnico em eletrônica, mas não tem ideia do que ele faz na empresa, pois sua memória é apagada assim que termina o serviço, e daí se vão dois anos da sua vida, quando ele sente na realidade que apenas poucos dias se passaram. O pagamento é bastante expressivo, mas daí ele descobre que não vai receber esse valor. Leiam! Esse conto é mais uma prova da genialidade do Dick.

O sexto conto, 'O homem dourado' (O vidente), me fez ter um misto de sentimentos conflitantes, pois no mesmo momento que se espera o medo pelo desconhecido, aqui senti pena do ser estranho que foi capturado, pois vários seres diferentes têm se desenvolvido no planeta, pelo que se parece depois de alguma guerra, como se fossem mutantes, e esse mutante do título, nada mais é que um ser sem comunicação, que tem visões do que pode acontecer, e ele corre muito, numa velocidade alarmante. Esse conto parece ser o favorito do autor, pois no fim do livro existem algumas notas do Dick sobre os contos, e de 'O homem dourado' é o que contêm mais observações. 

O último conto, 'Equipe de ajuste' (Os Agentes do Destino), foi o que menos gostei, e eu acho o filme muito bom, confuso, mas bom, pois tem o Matt Damon (meu ator favorito) além da Emily Blunt (que gosto muito também), e nesse conto, mesmo a ideia sendo fantástica, achei a história mais fria, mais sem energia de todos os contos, uma ironia pois aqui os setores são desenergizados para serem modificados, e me lembrou muito Westworld, muito mesmo (incrível essa série, assistam), principalmente na parte que o personagem principal descobre uma brecha na modificação e percebe algo que não deveria ver, e é levado ao encontro de um senhor velho.

Essa coletânea é essencial para quem quer conhecer a obra do Philip K. Dick; descobrir mais de ficção científica e entender o quanto esse autor continua a influenciar tanto nos cinemas, nas séries de tv e nos livros hoje em dia; gosta dos filmes baseados nos contos e quer ter uma visão mais detalhada por trás do roteiro; e busca sempre questionar a nossa realidade.

17 comentários:

  1. Oi, Dandra!

    Recentemente descobri minha paixão por contos, e depois disso não consegui parar de ler! Esse livro me interessou bastante assim como também me interessei pelo conto Segunda Variedade. Parece ser um livro que te prende bastante na leitura. Vu adicioná-lo à minha lista com certeza! Parabéns pela resenha, ficou muito bem organizada. Obrigada pela dica, está super anotada!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amo contos e adoro quando tem indicações de coletâneas assim como você fez, falando um pouquinho de cada um deles, ou pelo menos dos principais. Dica anotada e espero ler o mais rápido possível.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi boa tarde,gostei muito do seu blog, gostaria de te pedir tambem para estar seguindo meu blog:http://redetelenova.blogspot.com.br/
    Seguir:blogger.com/follow.g?view=FOLLOW&blogID=728384867269650044 …
    já estou te seguindo abraço.

    ResponderExcluir
  4. Oi!

    Acredito que esse livro seja uma das leituras obrigatórias para fãs do gênero. Foi um livro que cada conto mexeu comigo de uma forma. Foi uma leitura muito boa. Gostei do último conto, mas menos. Haha. De qualquer jeito, adorei suas impressões bem concisas mesmo.

    beijos =)

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Fiquei muito interessada no livro, primeiro pq amo contos e segundo que gostei da premissa de todos contos comentados por vc.
    Com certeza vou ler!
    Bjs ( Ah não conhecia o autor)

    ResponderExcluir
  6. Olá Dandra,
    Ainda não li nada do autor, mas tenho curiosidade em ler, apesar de não ser um gênero que me atrai muito. Não tenho problema em ler obras de autores muitos conhecidos e não tenho esse cuidado que você tem.
    Gostei muito de conhecer suas impressões sobre o livro e os contos parecem ser muito bem escritos e agradáveis. Gostei de saber que Impostor de fez ficar torcendo muito pelo protagonista.
    Vou anotar a dica desse livro de conto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Dandra, tudo bem??? Eu não curto muito ficção científica, confesso, mas a ideia de poder conhecer melhor através de contos me instigou.Principalmente se tratando de alguns que influenciaram grandes filmes me deixou mesmo coma pulga atrás da orelha! Vou colocar sim na minha lista de desejados! Valeu a dica. Bjossss

    http://porredelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Acredita que não conhecia os contos, mas conforme foi citando os filmes, eu percebi que conhecia as histórias?
    Nossa, que postagem mais interessante! Gostei bastante, e agora quero conferir os contos que deram origem aos filmes.
    bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Nossa, eu não sabia da existência desses contos, mas admito que adorei saber que eles originaram alguns filmes <33 e filmes muito bons, a maioria eu já assisti, inclusive! Adorei a forma como expressou o que achou de cada conto, soube escrever com clareza e objetividade e isso me agradou bastante, ótima resenha!

    ResponderExcluir
  10. Oi! Confesso que não sou muito fã de contos não, e que também não conhecia nada sobre esse autor. No entanto, fico imensamente feliz que tenha sido um ótimo primeiro contato para você, é tão bom quando temos uma boa experiência de algo que eu queria! Adorei a forma como você apresentou cada conto e como eles se desenvolvem, achei bem interessante mesmo... Mesmo não sendo muito fã! Parabéns pela resenha.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não sou muito fã de ficção científica e que esse livro nunca chamou a minha atenção. Mas lendo sua resenha o achei interessante, deve ser bem bacana conhecer os contos que foram o ponta pé de alguns filmes e pela sua resenha dão contos bem interessantes. Enfim, não é uma leitura que eu faria, mas achei uma boa dica.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. Não sou muito fã de contos e ficção cientifica não é o meu forte, então quando comecei a ler a resenha acreditava que iria agradecer pela dica e passar o livro. Acontece que assisti aos filmes citados e nem fazia ideia de que eles eram baseados em contos. Isso e o fato de eu já ter visto o livro na livraria e nem ter me dado o trabalho de saber sobre o que era me deixaram pensando que as vezes a gente deixa algumas boas oportunidades passar só por não olhar direito...
    Fiquei mais do que curiosa em conhecer o trabalho do autor, e se esse é um dos melhores para se começar, com certeza entrou na lista!!!!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  13. Oii!!
    Nunca li nada desse autor, e confesso que desconhecia esse livro. Achei incrível todos os contos, em especial "O relatório minoritário". Já vi o filme Minority report várias vezes e sempre achei um filme confuso. Amei conhecer esse autor, já incluí esse livro na minha lista. Não sabia que os filmes que você citou tinham sido baseados em contos. Fiquei muito contente em saber e pretendo ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oie
    Tudo bem?
    Então eu leio muitos contos e adoro... Tenho esse livro adoro contos de ficção cientifica ainda que a maioria me deixem louca por muitaas paginas a mais.
    A maioria das adaptações eu após a leitura dos contos e achei bem bacana nos dá aquele alivio que a gente tanto esperou.
    Amei a resenha
    BJU
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Eu quero esse livro faz um tempo. Li "Androides sonham com ovelhas elétricas?" (Blade Runner) e me apaixonei pela escrita do Dick. Pela sua resenha percebi que vocês gostou da leitura, apesar de alguns contos como "Equipe de Ajuste" não ter te agradado tanto.
    Gostei da sua resenha e fiquei mais ansiosa por essa leitura!
    Abs ^^

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Não conhecia o autor, mas achei bem legal cada conto desse livro e ainda mais sabendo que eles inspiraram grandes sucessos nas telonas. Cada conto tem sua peculiaridade, acho que se não conhecesse a história teria o mesmo sentimento de você de achar que pegou o bonde andando. No todo gostei da obra e se puder vou ler o livro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  17. A capa desse livro me deu um pouquinho de vertigem, até parei de olhar pra ela mais rápido. O tema do livro ser ficção científica me deixou bastante interessada, principalmente porque eu tenho me tornado uma grande fã do gênero. O resumo dos contos foi muito bem feito.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir