segunda-feira, 31 de outubro de 2016

[Top 5] Livros de terror ou suspense para o dia das bruxas

| 30 comentários

Dia das bruxas e DarkSide combinam de forma absurdamente assombrosa. E claro que não poderia falta um post com as cinco melhores leituras para esta data, todos da editora voltada para o terror, óbvio. Esse top são de leituras que eu já fiz, portanto, são as melhores que eu acho até o momento, e no clima de halloween

A DarkSide é uma editora que aposta no escuro; tem edições belíssimas e publicam livros que encantam todos os leitores, até mesmo os mais medrosos. Foi bastante difícil escolher apenas cinco livros para indicar, então aconselho que, após a leitura desta postagem, vocês entrem no site da editora e confiram todo o catálogo!

5. Serial Killers: Made in Brazil

Em Made in Brazil, Casoy relata sete casos de serial killers brasileiros, três dos quais ela entrevistou pessoalmente: Marcelo Costa de Andrade, o vampiro de Niterói, um dos casos e depoimentos mais chocantes do currículo da autora; Francisco Costa Rocha, o Chico Picadinho; e Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador. Um relato cruel feito pelos próprios assassinos, conduzido com maestria por quem entende do assunto, que procura guiar o leitor pela sinuosa mente de pessoas frias e com movimentos mais que premeditados para o mal. Além deles, a autora se debruça sobre a vida e os crimes de José Augusto do Amaral (Preto Amaral), Febronio Índio do Brasil, Benedito Moreira de Carvalho (Monstro de Guaianases) e José Paz Bezerra (Monstro do Morumbi).

Esta é uma obra que fala de um terror mais real. Assassinos em série é um tema que eu gosto em livros de ficção, mas confesso que neste contexto me deixou mais arrepiada, enojada e desesperada com o que o ser humano pode fazer. Eu acho que essa é uma leitura excelente para o dia das bruxas, afinal, dizem que não devemos ter medo dos mortos, mas sim, dos vivos. 

sábado, 29 de outubro de 2016

[Top 5] Filmes de terror ou suspense para o dia das bruxas

| 5 comentários
Não sou a pessoa mais indicada para falar sobre filmes de terror, afinal sou muito medrosa - e olha que eu quase nasci no dia das bruxas -, mas de vez em quando arrisco assistir alguns filmes, e eles acabam sendo mais de suspense do que terror macabro mesmo.

Como o dia das bruxas está chegando, vou listar aqui 5 filmes que considero muito bons, pois possuem todo um mistério, suspense e um ar de coisas estranhas que podem acontecer a qualquer momento.

Vou começar pelo que considero o primeiro filme que assisti nesse estilo e que me deixou bem angustiada depois. Isso aconteceu na escola, veja só, assisti em sala de aula, não lembro exatamente em que ano, mas acredito que foi no 6º, e foi uma experiência esquisita. Lembro que gostei, mas me abalou, e acho que era a intenção da professora mesmo, rsrs. Lembro de colocar a mão no rosto toda vez que aparecia uma cena estranha. Mas considero um bom filme.
Sinopse: Dois policiais, um jovem e impetuoso, David Mills (Brad Pitt) e o outro maduro e prestes a se aposentar, William Somerset (Morgan Freeman), são encarregados de uma perigosa investigação: encontrar um serial killer que mata as pessoas seguindo a ordem dos sete pecados capitais.
Ano: 1995

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

[Top 5] Séries de terror ou suspense para o dia das bruxas

| 10 comentários
Séries de TV são um caso sério de vício que acomete a maioria das pessoas que se dispõem a conhecer uma série e depois não têm para onde fugir, porque simplesmente são fisgados pelo mosquitinho das maratonas. 

Dessa vez vou apresentar 5 séries de TV que considero interessantes para começar a assistir nessa época do ano, e quem sabe até assistir uma temporada completa nessa semana! :)


Vou começar com a mais famosa, e que a maioria conhece e mesmo que não assista, sabe do que se trata. Eu acompanho desde o começo, e nunca deixo atrasar nenhum episódio, pois considero uma das minhas séries favoritas. Tem coisa mais aterrorizante do que zumbis ensandecidos procurando coisas vivas para se alimentar? E o mundo todo destruído por conta do caos que um vírus sem explicação infectou as pessoas sem que elas soubessem e quando morrem retornam como esses seres estranhos? O que me faz mesmo gostar dessa série, é como a relação humana é abordada em circunstâncias tão extremas e caóticas. O que transforma as pessoas em monstros? São esses zumbis que mordem e matam ou são as atitudes tomadas em momentos de pânico e poder?

Está na 7ª temporada.



quinta-feira, 27 de outubro de 2016

[Resenha] A garota do calendário - Agosto

| 20 comentários
Autora: Audrey Carlan
Páginas: 160
Editora: Verus
Série: A garota do calendário, 8
O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Agosto virá com uma tarefa diferente para Mia: ir a Dallas fingir ser irmã do jovem magnata e caubói Max. Mia sabe que sua contratação tem a ver com os negócios de Max, mas nunca poderia imaginar o que está prestes a acontecer.


1. Janeiro
2. Fevereiro
3. Março
4. Abril

5. Maio

6. Junho

7. Julho

Agosto, oitavo volume da série A garota do calendário, é outro livro que me surpreendeu bastante por toda carga dramática intensa que traz, além de dar um rumo diferente em uma série que todos esperavam focar apenas em sexo e nos clientes de Mia. A autora foge totalmente do que estava trazendo nos livros anteriores, e não falo isso de forma negativa, na verdade é muito bom ser surpreendida deste jeito. A obra inteira é uma reviravolta na série, e na vida de Mia, quando eu achei que tudo ia se acalmar, ainda mais depois do que aconteceu no livro anterior, a autora nos mostra que ainda tem formas de surpreender e encantar o leitor.

Mia precisa fingir ser a irmã desconhecida de um magnata caubói, que por coincidência tem o mesmo nome e mesma data de nascimento que ela. Max soube pelo testamento do pai que tinha uma irmã, e como está sendo pressionado pelos investidores da empresa, precisa que Mia se passe por ela para ajudá-lo. Desde o início Mia achou estranho esse cliente, o que piorou quando o conheceu e teve a sensação de que essa não era a primeira vez que se viam. Esse é um mês cheio de segredos e reviravoltas, mas está quase acabando, Mia está quase quitando a dívida do pai.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

[Resenha] O problema dos três corpos

| 13 comentários
Autor: Cixin Liu
Páginas: 320
Editora: Suma de Letras
Série: O problema dos três corpos, 1
China, final dos anos 1960. Enquanto o país inteiro está sendo devastado pela violência da Revolução Cultural, um pequeno grupo de astrofísicos, militares e engenheiros começa um projeto ultrassecreto envolvendo ondas sonoras e seres extraterrestres. Uma decisão tomada por um desses cientistas mudará para sempre o destino da humanidade e, cinquenta anos depois, uma civilização alienígena a beira do colapso planeja uma invasão. O problema dos três corpos é uma crônica da marcha humana em direção aos confins do universo. Uma clássica história de ficção científica, no melhor estilo de Arthur C. Clarke. Um jogo envolvente em que a humanidade tem tudo a perder.

Começo a escrever essa resenha um pouco antes de terminar o livro (mas finalizo depois de ter lido tudo, óbvio), isso porque simplesmente muitas reflexões passam por minha cabeça no decorrer da leitura - e nem todas estão aqui nesta postagem, tenha certeza. Quando leio livros assim, percebo quantas ideias somos capazes de produzir, e deveríamos dar mais atenção a elas, anotá-las, e torcer pra não sermos malucos. 

terça-feira, 25 de outubro de 2016

[Resenha] O coração da Esfinge

| 8 comentários
Autora: Colleen Houck
Páginas: 368
Editora: Arqueiro
Série: Deuses do Egito, 2
Lily Young achou que viajar pelo mundo com um príncipe egípcio tinha sido sua maior aventura. Mas a grande jornada de sua vida ainda está para começar.Depois que Amon e Lily se separaram de maneira trágica, ele se transportou para o mundo dos mortos – aquilo que os mortais chamam de inferno. Atormentado pela perda de seu grande e único amor, ele prefere viver em agonia a recorrer à energia vital dela mais uma vez. Arrasada, Lily vai se refugiar na fazenda da avó. Mesmo em outra dimensão, ela ainda consegue sentir a dor de Amon, e nunca deixa de sonhar com o sofrimento infinito de seu amado. Isso porque, antes de partir, Amon deu uma coisa muito especial a ela: um amuleto que os conecta, mesmo em mundos opostos. Com a ajuda do deus da mumificação, Lily vai descobrir que deve usar esse objeto para libertar o príncipe egípcio e salvar seus reinos da escuridão e do caos. Resta saber se ela estará pronta para fazer o que for preciso. Nesta sequência de O Despertar do Príncipe, o lado mais sombrio e secreto da mitologia egípcia é explorado com um romance apaixonante, cenas de tirar o fôlego e reviravoltas assombrosas.


O coração da Esfinge é o segundo volume da série Deuses do Egito, que como o nome sugere, a trama é sobre a mitologia egípcia. Eu adoro qualquer tipo de mitologia, e me interessei por essa série principalmente por não ter tido tanto contato com ela ainda. No entanto, infelizmente, a obra entrou para a maldição do segundo livro. E eu já vou explicar o motivo. Só quero lembrá-los que eu amei muito o volume anterior, O despertar do príncipe, e por isso estava muito empolgada por esta continuação. A escrita da autora me envolveu bastante e a trama tem tudo para conquistar o leitor.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

[Resenha] Os defensores - Caminho selvagem

| 12 comentários
Autora: Lian Tanner
Páginas: 352
Editora: Farol Literário
Série: Os defensores, 3
Nesta nova aventura, a cidade de Jewel, que havia ficado para traz no segundo livro, está em perigo nas mãos do Orientador e somente Goldie poderá evitar a sua destruição. Para isso, ela deve enfrentar uma de suas tarefas mais difíceis: passar pelo Caminho Selvagem – secreto e perigoso, ninguém nunca voltou de lá...






1. Museu de ladrões
2. Cidade de mentiras

E finalmente chegamos ao desfecho da trilogia Os defensores, da autora Lian Tanner. Este era um livro que eu estava ansiosa demais para ler, pois desde o primeiro eu gostei bastante da trama. É uma obra juvenil, mas que no segundo volume mostrou um amadurecimento não apenas nos personagens, mas também na escrita. A partir de Cidade de mentiras eu senti que a autora desenvolveu muito mais a trama, personagens, e além de tudo, deu um toque mais intenso e sombrio.

domingo, 23 de outubro de 2016

[Resenha] A garota do calendário - Julho

| 15 comentários
Autora: Audrey Carlan
Páginas: 144
Editora: Verus
Série: A garota do calendário, 7
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em julho, Mia estará em Miami para ser a estrela principal do novo videoclipe do cantor de hip-hop Anton santiago. Anton é lindo, confiante e está louco por Mia, mas, para ficar com ele, ela terá de resolver algumas questões do passado...

1. Janeiro
2. Fevereiro
3. Março
4. Abril

5. Maio

6. Junho

Julho, sétimo livro da série A garota do calendário, foi uma leitura bastante marcante para a história de Mia. Eu gostei bastante do enredo desde o início, mas esses últimos livros têm sido melhores do que o esperado. Apesar de não me importar, confesso que lá no primeiro livro eu achei que Mia ia dormir com todos os clientes. Porém, me enganei. Depois eu achei que ia ser sempre a mesma coisa de Mia ajudar o cliente de alguma forma e crescer como pessoa. Me enganei de novo, pois a trama não ficou estagnada nisso. A autora nos mostra um rumo para Mia que até então era incerto.

sábado, 22 de outubro de 2016

[Resenha] Amor roxo

| 6 comentários
Autores: Rafael Vitti e Júlia Oristanio
Páginas: 120
Editora: Seoman
Rafael Vitti, ator, poeta, músico e 'arteiro' (como ele mesmo se define), autor do best-seller de poesias “Quer se ver no meu olho?”, está de volta em Amor Roxo. Agora ele encontrou o amor, ou melhor, Julia Oristanio, sua namorada, musa inspiradora e parceira neste segundo livro. Uma história de amor em poesia ou uma poesia que é uma história de amor, escrita a quatro mãos, onde cada um dos autores conta em poemas sua visão do 'antes' e do 'durante' de um relacionamento. Coração aberto, intimidades reveladas, estas poesias vão arrancar suspiros das fãs mais apaixonadas.


Amor roxo é um livro de poesias escrito por Rafel Vitti e sua namorada, Júlia Oristanio. A obra fala sobre o amor. Da mistura do vermelho e azul resulta no roxo, e é a partir desse tema que ambos nos presenteiam com poesias sobre relacionamentos. Tanto o antes quanto o depois. Algumas poesias falam até sobre amor próprio.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

[Resenha] A maravilhosa Terra de Oz

| 8 comentários
Autor: L. Frank Baum
Páginas: 236
Editora: O melhor de cada tempo
Série: Mundo de Oz
Tip é um órfão que vive no norte de Oz com Mombi, uma bruxa rabugenta. O garoto é muito travesso e um dia resolve assustar a bruxa com Jack, um boneco cuja cabeça é uma abóbora. Percebendo a armadilha, Mombi enfeitiça o boneco, dando-lhe vida, e promete se vingar do menino. Juntos, Tip e Jack fogem e chegam à Cidade das Esmeraldas, onde reina o Espantalho. Encontrando mais problemas, são obrigados a fugir de novo, pois o país está em guerra. Com a ajuda de seus velhos amigos, Homem de Lata e Glinda, e de seus novos companheiros, Zógol Besouro, Cavalete e Gumpo, buscam reestabelecer a paz na Terra de Oz e acabar com os planos da malvada Mombi.


1. O maravilhoso mágico de Oz

A maravilhosa Terra de Oz é o segundo livro da série Mundo de Oz, do autor L. Frank Baum. O maravilhoso mágico de Oz é um clássico, eu imagino que todos conheçam tanto o livro quanto o filme/desenho, no entanto, eu nunca soube até agora que a obra possuía continuação, e que além de tudo, a série tem quatorze livros. Eu sempre gostei muito dessa história, então quando eu descobri isso não poderia ter ficado mais feliz. E agradeço as crianças que escreveram cartas ao autor questionando tanto ele sobre mais obras da série que ele acabou cedendo. Mundo de Oz é uma série perfeita não só para crianças, mas para adultos também.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

[Pré-estreia] Trolls

| 21 comentários

A Dreamworks e a Editora Fundamento convidaram o Apenas um vício para assistir a pré-estreia do filme Trolls neste sábado, dia 22, e claro que não ficaremos de fora! Quem irá assistir é a Isabel, e ela vai contar tudo o que achou da animação!

Ramo (Justin Timberlake) parte para uma jornada de descobertas e aventuras ao lado de Poppy (Anna Kendrick), líder dos Trolls. Inicialmente inimigos, conforme os desafios são superados eles descobrem que no fundo combinam.

A estreia no Brasil será no dia 27 de outubro. Quem ainda não conhece Trolls, assistam ao trailer:



E ainda, a Fundamento publicou alguns livros dessa animação fofa. Confiram clicando nas capas!

  

Não deixem de comentar quais as expectativas de vocês para o filme?! Eu achei o trailer muito amor, ainda mais que tem muita música, e com as vozes de ninguém menos que Justin Timberlake e Anna Kendrick! Tá bom para vocês? rs

terça-feira, 18 de outubro de 2016

[Resenha] A estrela

| 12 comentários
Autores: Javi Araguz e Isabel Hierro
Páginas: 240
Editora: Rai
Após uma catástrofe ter transformado o Linde em um ambiente hostil e instável, todos os habitantes do mundo precisam aprender a viver em clãs isolados, dentro dos Limites Seguros. As rupturas fazem com que o mundo mude de forma repentinamente e os que não estão preparados podem perder-se para sempre.Durante uma violenta ruptura, Lan, uma garota que vive no clã de Sálvia, não resiste e acorda sozinha e sem mantimentos no meio do deserto. Logo a garota é resgatada, porém, por seu pior inimigo.
Destemida e determinada a encontrar sua família, Lan percebe que a única forma de reencontrá-la e talvez encontrar uma cura para o Linde depende unicamente da aliança com um povo nada confiável.


A estrela é um livro que foi lançado há um bom tempo, e o qual eu sempre tive muita curiosidade em ler. Consegui o mesmo em uma promoção, e infelizmente foi aquele tipo de compra que ficou parada na estante por alguns meses, e que após terminar a leitura me arrependi muito de não ter lido antes. Eu sou apaixonada por distopias, e essa conseguiu me conquistar de forma impressionante. Ela é bem diferente do que estou acostumada, há perdas, como em todas obras do gênero, mas nenhuma foi tão marcante e triste como em A estrela. Eu terminei a leitura com o coração pesado. A história é boa, e muito, mas sabe quando o livro te faz refletir sobre a vida, mas não sobre coisas boas apenas?

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

[Resenha] Primeiro e único

| 12 comentários
Autora: Emily Giffin
Páginas: 448
Editora: Novo Conceito
Shea tem 33 anos e passou toda a sua vida em uma cidadezinha universitária que vive em função do futebol americano. Criada junto com sua melhor amigas, Lucy, filha do lendário treinador Clive Carr, Shea nunca teve coragem de deixar sua terra natal. Acabou cursando a universidade, onde conseguiu um emprego no departamento atlético e passa todos os dias junto do treinador e já está no mesmo cargo há mais de dez anos.
Quando finalmente abre mão da segurança e decide trilhar um caminho desconhecido, Shea descobre novas verdades sobre pessoas e fatos e essa situação a obriga a confrontar seus desejos mais profundos, seus medos e segredos.


Este é o sexto livro da Emily Giffin publicado no Brasil, e devido ao meu amor à primeira vista pelas obras da autora, essa era a última leitura que me faltava. Nem tenho certeza se eu poderia ordenar seus livros do melhor ao pior, todos são incríveis. Mas devo admitir que esse deixou um pouco a desejar em comparação com os anteriores, na minha opinião. Talvez porque as leituras anteriores tenham me feito amadurecer na minha própria vida pessoal, mas como acredito que as personagens imaturas de Primeiro e único não tenham lido seus livros, não posso culpá-las. Rsrsrs

domingo, 16 de outubro de 2016

[Novidades] Grupo Companhia das Letras

| 0 comentários
Tem muitos lançamentos incríveis do Grupo Companhia das Letras em outubro também. Quero muito ler essa trilogia Mundo novo, alguém recomenda?


Brady Hartsfield, o diabólico Assassino do Mercedes, está há cinco anos em estado vegetativo em uma clínica de traumatismo cerebral. Mas sob o olhar fixo e a imobilidade, Brady está acordado,e possui agora poderes capazes de criar o caos sem que nem sequer precise deixar acama de hospital. O detetive aposentado Bill Hodges agora trabalha em uma agência de investigação com Holly Gibney, a mulher que desferiu o golpe em Brady. Quando os dois são chamados a uma cena de suicídio que tem ligação com o Massacre do City Center, logo se veem envolvidos no que pode ser o seu caso mais perigoso até então.
Em Último turno, Stephen King leva a trilogia a uma conclusão sublime e aterrorizante, combinando a narrativa policial de Mr. Mercedes e Achados e perdidos com o suspense sobrenatural que é a sua marca registrada.
Novo lançamento de Megan Maxwell, autora best-seller da série Peça-me o que quiser.
Desde a perda dos pais e o fim de um relacionamento complicado, Rebecca tem levado uma vida solitária. No entanto, quando esbarra em Pizza – uma cachorrinha abandonada que parece precisar tanto de afeto quanto ela –, a jovem pressente que sua vida está prestes a mudar.
Paul Stone é campeão de Moto GP, e pai de Lorena, uma menina encantadora que ele cria sozinho. Administrar a carreira e a família não é um trabalho fácil, ainda mais quando as mulheres em seu redor parecem interessadas apenas no piloto famoso, e não no homem real.
Quando os dois se esbarram – com uma ajudinha de Pizza e Lorena –, Paul tem certeza de que encontrou o que vinha procurando há muito tempo. Já Rebecca não está assim tão disposta a abrir espaço em sua vida para uma nova relação, mas como resistir à amizade, aos sorrisos e aos olhares de Paul?
Se apaixonar é fácil. Difícil é o que vem depois.Durante dezenove dias, Fisher e Ivy vivem uma relação idílica e são praticamente inseparáveis. É claro que os dois sabem que estão destinados a ficar juntos para sempre, e o fato de se conhecerem tão pouco é apenas um detalhe. Nos doze meses seguintes, período em que suas vidas mudam radicalmente, Fisher e Ivy percebem que se apaixonar é uma coisa, mas manter uma relação é algo completamente diferente.
Nós dois é um romance honesto e emocionante sobre a vida, o amor e a importância de dar valor a ambos.
Henry Hayden parece um cara legal. Um autor famoso, mas humilde. Um marido devoto, embora pudesse ter a mulher que quisesse. Um amigo generoso. Alguém admirável.
Mas Henry Hayden é uma mentira, uma máscara. Seu passado é um segredo, e seus planos mais ainda. Ninguém além dele e da esposa sabem que é ela quem escreve os livros que o deixaram famoso.
Mas quando a amante aparece grávida, Hayden vê sua vida tão cuidadosamente construída em risco, e na tentativa de encontrar uma solução definitiva para o problema, comete um erro terrível.
Agora, não só a polícia está atrás de Hayden, como seu passado também tenta alcançá-lo. Costurando mentiras, verdades e meias-verdades em uma tentativa de sobreviver, ele monta uma história complexa que talvez seja sua única chance de escapar da beira do abismo.
No último volume da trilogia Mundo Novo, é chegada a hora de uma nova era.
O grupo de Jefferson e Donna está de volta a Nova York, e os planos para distribuir a Cura a todos os adolescentes da ilha não ocorreram como o planejado. Depois de encarar a traição da Resistência, Donna está guiando a Reconstrução pela ilha, enquanto os meninos, Kath e os gêmeos fugiram com a bola de futebol, um aparelho de transmissão que possibilita o lançamento instantâneo de mísseis nucleares em direção a países que costumavam ser inimigos do governo norte-americano antes da Doença.
Mas o grupo está sem os códigos de ativação do aparelho, que ficaram com os novos parceiros da Resistência: a tribo da Uptown. Dessa forma, os amigos vão precisar colaborar com os ingleses da Reconstrução para garantir que o mundo não acabe em uma explosão de mísseis nucleares.
Contos de fadas para todas as idades, em que as mulheres decidem ativamente o seu destino!
Quem disse que as mulheres nos contos de fadas são sempre donzelas indefesas, esperando para ser salvas pelo príncipe encantado? Esta coletânea reúne narrativas folclóricas do mundo inteiro — do Peru à África do Sul, da Escócia ao Japão — em que as mulheres são as heroínas das histórias e vencem os desafios com esforço, coragem e muita inteligência.
Este livro é para todo mundo que não se identifica com as princesas típicas dos contos de fadas. É para garotas e garotos, para que todos possam aprender que as maiores virtudes de um herói não são exclusivas a um só gênero. Enriquecida com textos de apoio e ilustrações modernas, esta edição é uma fonte inestimável de heroínas multiculturais — e indispensável para qualquer estante.

[Novidades] Grupo Editorial Record

| 0 comentários
Boa noite! Os lançamentos não param, confiram agora as novidades do Grupo Editorial Record. Tem muita coisa boa, se preparem! ;)


Record


Um corpo é encontrado em um rochedo no fundo de um penhasco. A vítima apresenta sinais de estrangulamento e suspeita-se de violência sexual, mas não há qualquer vestígio de DNA ou impressão digital do criminoso. Junto com o policial Andrew, o inspetor Harry Hole se depara com um caso mais complexo do que imagina: o que inicialmente parecia ser um crime isolado é apenas mais um em uma série de assassinatos cometidos por todo o país, sem qualquer relação aparente entre si.






A revolução americana já seria uma das mais importantes da história mundial apenas pelo que representa para o estabelecimento e a difusão dos valores da liberdade individual e do estado de direito. No entanto, comparada às Revoluções Francesa e Russa, é de longe – e não sem significados – a menos conhecida no Brasil. Escrito por um brasileiro, Marcel Novaes, para o leitor brasileiro, este O grande experimento muda tal estado das coisas ao apresentar – de forma acessível, com bom-humor, no ritmo de um thriller – o fascinante desenrolar da criação dos EUA. Trata-se, aliás, de livro pioneiro aqui: inserido na bem-sucedida tradição nacional das obras de divulgação histórica, é o primeiro do gênero dedicado à história de um país que não o Brasil.

Hollywood se mostrou cheia de surpresas, mas agora Becky resolveu embarcar em uma road trip até Las Vegas. Isso tudo porque seu pai sumiu deixando apenas um bilhete dizendo que precisava “consertar uma coisa” e reparar uma injustiça causada a um velho amigo. Determinada a descobrir o paradeiro do pai, a consumista mais querida de todos os tempos apostará todas as suas fichas em um plano ousado, que poderá trazer à tona um grande mistério do passado.







Verus


Mia será obrigada a dar o cano no cliente do mês, pois um problema urgente de família exige sua atenção. Ela vai voltar para Las Vegas e ficar cara a cara com o passado, num reencontro que pode reabrir feridas antigas.




Mia pode se estabelecer com o homem que ama e dar uma nova direção para sua carreira, agora que as coisas estão quase todas resolvidas em sua vida.


Convencida de que a morte de sua ex-melhor amiga foi causada pela ferroada de uma água-viva, Suzy cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo... sozinha. Enquanto se prepara, ela descobre coisas surpreendentes sobre o universo.




Enquanto Paul é candidato a prefeito, seu irmão gêmeo, Cass, está prestes a ser libertado após ter cumprido anos de prisão pela morte de sua ex-namorada. Porém, surgem evidências de que Paul teria participado do crime, e revelando uma complexa trama de sexo, traição e violência.










Bertrand


O ano é 1952, e a família Scott muda inesperadamente de Los Angeles para Londres. Janie Scott se sente desconfortável na nova escola, até que o boticário local lhe promete um remédio para tratar a saudade de casa. Mas a verdadeira cura só acontece quando conhece o filho do boticário, Benjamin, um menino curiosamente desafiante que sonha se tornar um espião.


[Novidades] Editora Rocco

| 0 comentários
Boa noite, pessoal! Venham conferir as novidades do mês da Editora Rocco! Eu quero ler todos, como faz? Esses três selos da Rocco são uma perdição, gosto sempre de todos os lançamentos, haha.



Fábrica 231

Oliver Dalrymple é o típico “looser” americano: aos 13 anos, magro e pálido como um fantasma, está mais interessado em biologia e química do que em esportes e vida social. Um dia, enquanto se recupera de um dos frequentes episódios de bullying de que é vítima recitando a tabela periódica em frente a seu armário, ele desfalece para sempre. E é aí que sua verdadeira vida começa. O “céu” onde Oliver acorda depois do que acredita ter sido uma parada cardíaca em função de um problema congênito chama-se Cidade e é povoado por pessoas que morreram aos 13 anos, como ele e seu colega de escola Johnny Henzel, que chega dias depois de Boo à Cidade, trazendo notícias perturbadoras sobre a causa da morte deles. Notícias que mudam para sempre a percepção de Oliver Boo sobre sua personalidade e seu lugar no mundo.
Elogiado pela crítica e adorado pelos leitores, Boo é um romance cativante sobre amizade, confiança, bullying e a difícil tarefa de ser adolescente.
Novo livro do escritor e roteirista André Vianco, um dos maiores nomes da literatura de fantasia nacional, Dartana apresenta um mundo retalhado entre vida e morte, fé e descrença, mitologias e mentiras. No romance, o primeiro de uma trilogia, Dartana é um planeta castigado por uma maldição da qual somente as feiticeiras escapam. Quando um novo deus da guerra surge, muitos habitantes daquele mundo sombrio marcham com ele rumo ao Combatheon, uma plataforma de guerra que representa sua única chance de se libertar da terrível maldição. Esbanjando criatividade e domínio narrativo, André Vianco constrói uma obra surpreendente em que deuses guerreiros, feiticeiras, soldados e construtores se unem para forjar um novo mundo.





Fantástica Rocco

Uma das autoras mais queridas do público jovem na Inglaterra e nos EUA, e celebridade no Twitter, Maureen Johnson deixa sua protagonista Rory Devereaux No limite da loucura na eletrizante sequência de O nome da estrela. Depois de se envolver no misterioso caso do assassino em série que se fazia passar pelo lendário Jack, o Estripador, espalhando o medo pela capital britânica, a garota é enviada para a casa dos pais em Bristol. Mas ela não pensa duas vezes quando tem uma chance de retornar a Wexford e reencontrar os amigos. Sua volta a Londres, no entanto, revela mais sobre seus próprios poderes do que ela poderia supor e a põe no centro de uma nova – e sinistra – onda de crimes que vêm desafiando até mesmo a polícia secreta que combate os fantasmas na cidade. No segundo livro da trilogia Sombras de Londres, Rory Devereaux precisa enfrentar seus próprios medos e agir antes que seja tarde.



Rocco jovens leitores

Wonder Woman é uma guerreira e princesa amazona. Criada na Ilha Paraíso, ela sempre sonhou em ser uma super-heroína – a melhor de todas as super-heroínas. As aventuras de Wonder Woman na Super Hero High é o primeiro livro da série DC Super Hero Girls, bem-sucedido projeto multiplataforma da DC Comics, com websérie no YouTube, jogos e aplicativos, além de uma linha de bonecas e fantasias. Escrita pela premiada Lisa Yee, a série apresenta os clássicos heróis da DC Comics – entre eles Wonder Woman, Batgirl, Green Lantern e Arlequina – para uma nova geração de leitores. Com foco nas jovens heroínas, a autora leva os personagens para uma escola especial onde eles aprendem a usar seus poderes e vivem grandes aventuras, enquanto passam por situações e dilemas típicos da adolescência.
A visita de uma fada um tanto atrapalhada a uma adolescente com problemas na escola é o ponto de partida deste conto de fadas original e divertido da bestseller Thalita Rebouças que inspirou o filme É fada, estrelado por Kéfera Buchmann, que estreia em 6 de outubro nos cinemas de todo o país. Do encontro inusitado da fada com a menina, surgem muitas descobertas, aventuras e uma amizade inesperada, tudo contado com o bom humor e o talento inconfundível da autora para abordar o universo adolescente.

Sociedade da Rosa é o segundo volume da saga de fantasia medieval Jovens de Elite e mostra a jovem Adelina Amouteru com sede de vingança. Depois de ser renegada pela família, ela é traída por aqueles em quem confiou, e parte em busca de outros malfettos — sobreviventes da febre do sangue que, como ela, possuem dons fantásticos —, para formar um exército próprio e combater a Inquisição do Eixo. Mas o ódio e o medo que a alimentam podem levá-la por caminhos perigosos, e uma oferta tentadora vai testar a verdadeira natureza dos seus poderes e de sua personalidade.

sábado, 15 de outubro de 2016

[Resenha] Pedra no céu

| 16 comentários
Autor: Isaac Asimov
Páginas: 312
Editora: Aleph
Qualquer planeta é a Terra para aqueles que nele vivem. O alfaiate aposentado Joseph Schwartz desfrutava de uma pacífica caminhada de verão quando, devido a um acidente em um laboratório na mesma cidade, foi involuntariamente transportado milhares de anos para o futuro. Chega então a uma Terra marginal e abandonada, cuja superfície é quase toda inabitável, e que fica às margens de um grandioso Império. Publicado pela primeira vez em 1950, “Pedra no Céu” foi o romance de estreia de Isaac Asimov e é um marco do que se tornaria o Império de sua mais famosa obra, Fundação. Complemento fundamental às outras histórias do autor, este romance também serve como porta de entrada para apresentar o leitor ao universo de Asimov.


Eu tinha lido apenas dois livros do Isaac Asimov até o momento: Eu, robô e Fundação, e como fã de ficção científica, eu gostei muito de ambos. No entanto, Pedra no céu foi o livro que mais me conquistou até agora, e fiquei surpresa quanto a isso, pois foi o romance de estreia do autor, publicado em 1950, e por isso eu esperava uma escrita mais rebuscada, difícil e lenta, e o que eu encontrei foi totalmente o contrário! É perceptível o quanto Asimov era um visionário, alguns elementos de suas obras não existiam em sua época, mas hoje em dia podem ser vistas. E eu não sei vocês, mas eu acho isso muito incrível! 

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

[Resenha] Lobo por lobo

| 12 comentários
Autora: Ryan Graudin
Páginas: 360
Editora: Seguinte
Série: Lobo por lobo, 1
O Eixo ganhou a Segunda Guerra Mundial, e a Alemanha e o Japão estão no comando. Para comemorar a Grande Vitória, todo ano eles organizam o Tour do Eixo: uma corrida de motocicletas através das antigas Europa e Ásia. O vencedor, além de fama e dinheiro, ganha um encontro com o recluso Adolf Hitler durante o Baile da Vitória. Yael é uma adolescente que fugiu de um campo de concentração, e os cinco lobos tatuados em seu braço são um lembrete das pessoas queridas que perdeu. Agora ela faz parte da resistência e tem uma missão: ganhar a corrida e matar Hitler. Mas será que Yael terá o sangue frio necessário para permanecer fiel à missão?


Fiquei fã da escrita da autora depois de ter lido seu primeiro livro A Cidade Murada, narrativa ágil que mescla fatos reais e ficcionais sobre jovens em uma cidade sem lei na China. E agora a Ryan Graudin usando da sua curiosidade nata como escritora, resolveu explorar o "E se?" para a possibilidade terrível caso as Potências do Eixo (Alemanha e Japão) tivessem vencido a Segunda Grande Guerra.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

[Resenha] A Bela no bosque Adormecida

| 3 comentários
Autora: Rosana Rios
Páginas: 52
Editora: Edelbra
Contos de fadas fazem parte do patrimônio cultural da humanidade e há muitas versões dessas histórias. Nesta coleção, a autora dá voz a alguns personagens, revelando o que teriam pensado e sentido diante das situações em que se envolveram. O leitor tem a possibilidade de mergulhar na história pelo ponto de vista das personagens, num exercício lúdico que levará à compreensão de que uma história pode ser contada em terceira pessoa, como o reconto que abre o livro, ou em primeira pessoa, por meio da narração das personagens. Talvez você se lembre de um conto que fala de uma princesa que dormiu cem anos, foi acordada pelo beijo de um príncipe e viveu feliz para sempre. Lembrou? Então pode esquecer. Nas versões mais antigas sobre a moça dorminhoca, não houve nem beijo e nem felicidade eterna: no momento em que ela acordou, a história só estava começando. Neste livro temos esse lado diferente da história.


A Bela no bosque Adormecida faz parte da coleção Quem foi que disse, da Rosana Rios. A coleção tem também Pele de asno e Maria Borralheira. A autora reconta os contos de forma surpreendente e empolgante. Eu adorei poder reler a história da Bela Adormecida. O desenho da Disney só vai até a parte em que a princesa acorda, no entanto, nesta obra a autora dá uma continuação depois deste despertar, e assim, podemos conhecer melhor a mãe do príncipe, e como é a vida deles juntos.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

[Resenha] Fábulas cruéis

| 11 comentários
Autor: Luiz Vadico
Páginas: 192
Editora: Empíreo
Luiz Vadico traz de volta as fábulas - composiçao literária que tornou famosos grandes escritores como Jean de La Fontaine -, mas dando um toque particular: o macabro. Cada ma das 30 histórias revelam uma moral de uma forma sombria e, por vezes, assustadora.









Fábulas cruéis me interessou principalmente por ser um livro de contos, e também por eles serem mais sombrios. Apesar da capa e título, os contos não chegam a ser assustadores demais, na verdade, a maioria traz alguma lição de moral, e eu não sei vocês, mas eu adoro esse tipo de história. Claro que, assim como em qualquer livro de contos, há aqueles que são muito bons e outros nem tanto. Como a obra possui vinte e nove fábulas, vou citar as que eu mais gostei, ok?

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

[Resenha] 1222

| 9 comentários
Autora: Anne Holt
Páginas: 303
Editora: Fundamento
Série: Hanne Wilhelmsen, 8
A 1222 metros de altitude, um acidente de trem. Uma impiedosa nevasca. Um hotel centenário. E um assassinato! Uma ex-policial, tão astuta e brilhante quanto sarcástica e antissocial, é a única pessoa capaz de solucionar o mistério da morte de um dos 269 passageiros de um trem descarrilado. Isolados do resto do mundo por causa da neve, uma atmosfera de medo, hostilidade e desconfiança instala-se no hotel onde eles se refugiaram.
Mas Hanne não quer se envolver. Ela sabe que a verdade cobra um preço muito alto. Ao longo dos anos, sua busca por justiça lhe custou o amor de sua vida, sua carreira na polícia de Oslo e a própria mobilidade. No entanto, encurralada por um assassino, encurralada pela pior nevasca da história, Hanne - e os outros passageiros - não tem saída. Em uma situação extrema, as máscaras logo caem... E, nesse grupo, muitas pessoas não são o que parecem. Aliando sua capacidade de dedução a seu instinto, Hanne mergulha em um enigma difícil e surpreendente.


1222 é o oitavo livro da série Hanne Wilhelmsen, e como todo livro do gênero, pode ser lido de forma independente. A única ressalva que fica é que não conhecemos Hanne de forma profunda, pois a autora não dá muitas explicações sobre sua vida, então esse é o único ponto negativo de ler uma série, mesmo que policial e com tramas únicas a cada livro, fora de ordem. Eu realmente não gosto de não pegar uma série desde o início para entender melhor cada personagem e situação, e também futuramente suas ações e decisões, mas eu tinha gostado tanto da premissa de 1222 que precisei deixar essa minha mania de lado.

domingo, 9 de outubro de 2016

Caixinha de correio #108

| 2 comentários
Boa noite! Venham conferir o que eu andei recebendo nas duas últimas semanas. Tem bastante livros de parceria e compras. <3


Parceria



Recebi os pedidos de setembro do Grupo Editorial Record. Mais dois livros de A garota do calendário para ler. ♥ E o livro da Pam, que estou muito curiosa para conferir. *-*



Esses são os primeiros livros da parceria com a Rocco, e confesso que nem sei por qual começar. Se alguém já leu algum me ajuda! hahaha



Recebi o segundo livro da série The Travis Family, da Gutenberg. Eu amei muito o primeiro livro, estou ansiosa para conferir a continuação!

sábado, 8 de outubro de 2016

[Resenha] Arco de virar réu

| 10 comentários
Autor: Antonio Cestaro
Páginas: 152
Editora: Tordesilha
Narrativa labiríntica escrita em primeira pessoa, Arco de virar réu descreve os eventos que marcam a deterioração física e mental do narrador-protagonista. Historiador social com forte inclinação para o estudo antropológico, ele é obcecado pelos rituais e pelos costumes dos índios tupinambás. A história começa com o surgimento dos primeiros sintomas de esquizofrenia em seu irmão, nos anos 1970, segue pela adolescência, quando, inspirado em rituais indígenas, o narrador passa a se dedicar à ocultação de cadáveres, e termina com a dolorosa percepção da própria loucura. Digressões delirantes misturam-se a fragmentos de memória e a pesadelos que, aos poucos, colocam em dúvida a própria existência.


Arco de virar réu é o segundo livro que eu leio do Antonio Cestaro, e a cada leitura fico mais fascinada por sua escrita. Ele consegue envolver o leitor não apenas com uma trama marcante, mas também pela forma de narrar, que é quase poética. Eu iniciei Arco de virar réu com receio de que fosse uma leitura mais lenta, mas me enganei, ela é muito fluída, e mesmo com palavras mais rebuscadas, é fácil entender o contexto. É impossível querer largar o livro até saber como será o desfecho.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

[Resenha] Luxo

| 16 comentários
Autora: Anna Godbersen
Páginas: 400
Editora: Rocco
Série: The Luxe, 1
Todo o fascínio da Nova York na virada do século XIX para o XX, quando Manhattan começa a se transformar no coração do mundo, a Quinta Avenida abrigava as mansões de algumas poucas e abastadas famílias e os jovens da alta sociedade se exibiam em fabulosos vestidos e elegantes fraques em animados bailes madrugada adentro.
Luxo acompanha a história das jovens irmãs Elizabeth e Diana Holland, filhas da alta sociedade nova-iorquina, levando uma vida de luxo e sonhos, mas cercada de intriga, inveja, escândalos, paixões proibidas, interesses e desilusões. A autora procura fazer um retrato de uma época de aparente inocência em que não cumprir as regras sociais poderia levar ao ostracismo, mas seguir o coração poderia custar ainda mais caro. Pelo menos, é isso que Elizabeth Holland pensa quando decide se casar com o charmoso Henry Schoonmaker, o solteiro mais cobiçado de Nova York, num típico arranjo familiar. Diana, no entanto, não está tão interessada em obedecer às hipócritas regras da vida social quanto sua irmã mais velha. Assim como a traiçoeira Penelope Hayes, que não pretende deixar barato o casamento do rapaz mais interessante da cidade.

Esse ano estou fazendo as leituras de livros encalhados da estante. Sabe aqueles livros que compramos em promoções malucas e depois deixamos na estante por anos e só lembramos de ler quando passamos os olhos por eles? Então. Isso aconteceu comigo, mas como não estou comprando tantos livros desenfreadamente como fazia uns anos atrás, resolvi começar a realmente ler o que compro, e esse ano está sendo perfeito pra isso. E que surpresa agradável descobrir que Luxo se mostrou uma narrativa rápida, misteriosa, sedutora e leve para acompanhar. Todo o ambiente sedutor dos mundos dos ricos com bailes, lindas roupas, muita inveja, intrigas, aparências e segredos fazem parte da história que sem esperar nada dela, e mesmo adivinhando com facilidade como tudo ia se encaminhar, eu gostei, não tive surpresas, mas foi interessante e estimulante, e se eu não fosse meio enrolada pra ler, teria lido muito mais rápido.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

[Resenha] A garota do calendário - Junho

| 12 comentários
Autora: Audrey Carlan
Páginas: 160
Editora: Verus
Série: A garota do calendário, 6
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de junho em Washington com Warren, um coroa rico que precisa de uma mulher a seu lado para tratar com políticos e investidores. O acordo entre eles não envolve sexo — já com Aaron, o filho de seu cliente, Mia não pode garantir.
1. Janeiro
2. Fevereiro
3. Março
4. Abril

5. Maio

Esse sexto volume de A garota do calendário me deixou boquiaberta com tanta reviravolta, retorno de alguns personagens, escândalos e segredos. Foi um dos melhores livros, depois de Janeiro, claro, dessa série, e um dos mais impactantes. Ok, posso estar exagerando, já que estou a cada obra mais empolgada com a trama, no entanto, o desfecho que a autora deu foi realmente surpreendente, pois trata de um assunto sério. Se eu vou contar o que é? Não, você precisa ler, sério.

terça-feira, 4 de outubro de 2016

[Resenha] Diga sim ao Marquês

| 4 comentários
Autora: Tessa Dare
Páginas: 288
Editora: Gutenberg
Série: Castles ever after, 2
Aos 17 anos, Clio Whitmore tornou-se noiva de Piers Brandon, o elegante e refinado Marquês de Granville e um dos mais promissores diplomatas da Inglaterra. Era um sonho se tornando realidade! Ou melhor, um sonho que algum dia talvez se tornasse realidade…Oito anos depois, ainda esperando o noivo marcar a data do casamento, Clio já tinha herdado um castelo, tinha amadurecido e não estava mais disposta a ser a piada da cidade. Basta! Ela estava decidida a romper o noivado. Bom… Isso se Rafe Brandon, um lutador implacável e irmão mais novo de Piers, não conseguir impedi-la. Rafe, apesar de ser um dos canalhas mais notórios de Londres, prometeu ao irmão que cuidaria de tudo enquanto ele estivesse viajando a trabalho. Isso incluía não permitir que o Marquês perdesse a noiva. Por isso, está determinado a levar adiante os preparativos para o casamento, nem que ele mesmo tenha que planejar e organizar tudo. Mas como um calejado lutador poderia convencer uma noiva desiludida a se casar? Simples: mostrando-lhe como pode ser apaixonante e divertido organizar um casamento. Assim, Rafe e Clio fazem um acordo: ele terá uma semana para convencê-la a dizer “sim” ao Marquês. Caso contrário, terá que assinar a dissolução do noivado em nome do irmão. Agora, Rafe precisa concentrar seus punhos e sua força em flores, bolos, música, vestidos e decorações para convencer Clio de que um casamento sem amor é a escolha certa a se fazer. Mas, acima de tudo, ele precisa convencer a si mesmo de que não é ele que vai beijar aquela noiva.


Quando a Gutenberg me mandou e-mail dizendo que podia solicitar o livro para resenhar no blog nem pensei muito, adoro romance de época, e como ainda não tinha conferido nenhum da editora, aproveitei a oportunidade. E foi muito bom, pois ler uma história do gênero lançada por outra editora me permite conhecer autores diferentes. Até então eu nunca tinha lido da Tessa Dare, e é bacana ver outro tipo de escrita, personagens e trama. Diga sim ao Marquês é o segundo livro da série Castles ever after, e assim como a maioria dos romances de época, pode ser lido separadamente, pois é uma trama diferente a cada volume.