quinta-feira, 8 de setembro de 2016

[Resenha] Essa luz tão brilhante

|
Autora: Estelle Laure
Páginas: 208
Editora: Arqueiro
O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola.
Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido.
Essa luz tão brilhante é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.


Um livro onde em poucas páginas consegue mostrar todas as transformações de uma personagem forte que consegue se reerguer das derrapadas que a vida lhe dá e continua apesar de todos os percalços. A Lucille é tão inspiradora e esse livro consegue transmitir essa força de forma tão leve e tocante, que eu realmente não estava acreditando que em 199 páginas (o número exato onde se lê a última frase do livro) a autora conseguiria mostrar todo o mundo da Lucille, nos convencer que ela é uma guerreira, nos fazer gostar dela, da sua irmã, da sua amiga e do irmão da sua melhor amiga, e viver junto com ela todas as etapas de uma vida que se transformou depois que seu pai foi internado.

Assim que você abre o livro, logo vê várias frases de elogios sobre Essa Luz Tão Brilhante. Fora o que está escrito nas orelhas e contra-capa. Muita gente elogiando assim eu já fico meio com o pé atrás, pois expectativa demais sempre estraga algumas leituras, mas dessa vez tentei controlar essa ansiedade de expectativa e fui conforme a corrente seguia e, caramba, que coisa mais linda e delicada. A autora consegue contar uma estória tão verdadeira com todos os problemas reais que podem acontecer na nossa vida, mas de forma madura e segura, que é difícil não gostar de cada atitude da personagem. A Lucille não titubeia, não abaixa a cabeça, não fica esperando, ela corre atrás e como eu gostaria de ter a essência dessa personagem. Garota de fibra, garota de fúria, uma grande representante da força feminina nos livros jovem adulto.

A relação da Lucille com a Wren, sua irmã de 9 anos, é a coisa mais amável; todo o cuidado e proteção que ela tem pra fazer com o que o mundo da sua irmãzinha não desabe também; e sua amiga Eden? Outra lutadora na vida que tem sempre frases e opiniões muito sensatas. E o mais complicado de tudo pra Lucille é entender esse sentimento pelo irmão da sua melhor amiga, que até então não era nada além do irmão da sua melhor amiga, mas de um tempo pra cá, vem sobrevoando a mente da Lu que não faz ideia de como viver isso, fora todos os turbilhões de coisas que vêm acontecendo ultimamente na sua vida.

Adorável e bem escrito. Um livro que mostra a vida de forma clara, frágil e efêmera para alguém que está começando a entender como crescer é imprevisível. Em Essa Luz Tão Brilhante somos apresentados de forma simples aquele encantamento que temos que ter pela vida, aquela força que deve continuar dentro da gente, sempre.

O mais legal ao conhecer estórias de personagens que torcemos para que tudo fique bem, é quando descobrimos que vamos poder em breve saber mais, pois um segundo livro vem aí, e a vida continua e a beleza da imperfeição é a chave para grandes surpresas.

10 comentários:

  1. Olá,
    Adorei sua resenha. A forma como descreveu os personagens me deixou bem curiosa, principalmente por Lucille ser forte e representar essa força feminina nos livros do gênero.
    Fico feliz que ele seja bem escrito e a capa me chama muito a atenção por ser muito bela.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Dandra!

    Ai, eu também sempre fico com o pé atrás quando o livro é MUITO elogiado, a gente costuma ir com sede ao pote e se decepciona muito. Ainda bem que foi diferente com Essa Luz Tão Brilhante, né? Parece ser um amor de livro mesmo, e o melhor de tudo é que parece ser real... Morrendo de curiosidade para ler esse amor entre Lucille e a irmã mais nova!

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiii Dandra, tudo bem?
    Menina eu sou completamente apaixonada e louca para ler esse livro, confesso que achei a capa linda e só imagino como a deve estar linda e encantadora, parabéns pela resenha que está muito bem escrita.
    Beijinhossss

    ResponderExcluir
  4. Oi, estou louca para ler esse livro, para ver como a protagonista lida com essa situação onde tem que ser adulta e mãe de sua irmã, com apenas 17 anos, com tantas responsabilidades tão jovem. Quero muito ler e sua resenha só instigou a minha curiosidade.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Oi, Dandra!
    Inicialmente eu não me interessei pelo livro, mas depois que parei para saber mais sobre a premissa eu até criei um certo interesse na obra. Realmente comentários positivos demais são um pouco complicado de lidar, também fico com um pé atrás com livros assim, e bom saber que, de alguma forma, o livro consegue cumprir seu objetivo e ser uma leitura tão gostosa e merecedora dos então elogios. Só desanima um pouco que venha a ter um segundo livro; ultimamente tantos livros inicialmente únicos vem sendo anunciados como a ganhar sequências e tudo mais, isso tem me irritado um pouco, mas se ao menos for bom que nem o primeiro, então compensa, rs.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  6. Oi Dandra, tudo bem?
    Quando vi esse livro na lista de lançamentos me apaixonei pela capa e fiquei bem curiosa para saber como a autora conduz essa história e através da sua resenha fiquei ainda mais curiosa. Fico feliz que o livro atendeu as suas expectativas, mesmo com todos os elogios ao início (também não gosto disso).
    Gostei de saber que a história é comovente e muito real. Gosto de livros que retratam relacionamentos entre irmãos. Estou convencida de realizar a leitura, espero poder fazê-la em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Gosto muito da premissa da história, assim como o nome e a capa.
    Ler sua resenha me deu a certeza que eu precisava, eu tenho que ler este livro.
    Lucille parece uma ótima protagonista, forte e que supera muitas coisas. Fiquei bastante curiosa para saber como a história dela termina. Acredito que deve ser uma leitura intensa e emocionante.
    Beijos.

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Deve ser extremamente difícil uma garota de 17 anos cuidar sozinha de uma casa e da irmã mais nova. Muita responsabilidade. Eu adorei a sua resenha e fiquei com vontade de ler o livro. A capa é maravilhosa e muitas vezes me deixo levar pela aparência do livro.

    ResponderExcluir
  9. Oi Dandra

    Eu não tinha lido uma resenha deste livro por isso, eu não tinha vontade de adquirir ele para ler. Mas conhecendo sua opinião, que por está muito boa, eu fiquei com interesse no livro. Ainda mais sabendo que abordam problemas reais que podem acontecer na nossa vida, isso deixou com curiosidade.

    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Ah, que bom saber que com todos os elogios, todas as expectativas, você achou a história linda e delicada! Amo personagens fortes e principalmente inspiradoras, que são do tipo mais difícil de encontrar, e estou simplesmente louca para conhecer esse enredo. Não sabia que o livro era tão curto, mas que bom que isso não foi prejudicial. Quero muito ler logo! Não sabia que teria um segundo livro, ainda bem que você me avisou... hehe...

    ResponderExcluir