domingo, 26 de junho de 2016

[Resenha] Três coisas sobre você

|
Autora: Julie Buxbaum
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.



Assim que eu li o tal e-mail (leia, POR FAVOR) no site da editora, quando estava olhando os futuros lançamentos, tratei logo de colocar esse livro na minha lista de quero ler, pois ficar com um nó na garganta e a curiosidade aguçada por causa de umas poucas palavras lidas, isso só acontecia com a Meg Cabot, e ainda por cima essa capa é muito linda, e é meio emborrachada, e a palavra fofinho sempre me vem em mente por causa da cor da capa e sua textura, rs.

Mas vamos ao enredo, que é o que interessa. A Jessie teve que se mudar para Los Angeles, junto com seu pai que se casou novamente. Eles moravam em Chicago, onde ficou sua melhor amiga Scarlet, e a lembrança de seu lar e sua mãe. Agora em Los Angeles, ela não tem ninguém e o primeiro dia no colégio não poderia ser pior, porque além de ser pago por sua madrasta, aquele colégio só tem ricos, e no máximo dois bolsistas, e seu estilo e jeito simples de ser não se assemelha em nada com as garotas da Califórnia, que não vão muito com a cara dela, e morar em praticamente uma mansão, pode ser incrível, mas ela não se sente confortável, parece que está apenas ocupando um espaço que não te pertence.

Sua vida está recomeçando, e ela não tem sua mãe para lhe acalentar depois de um dia difícil. O e-mail chegou e só confirmou que coisas estranhas acontecem com ela, e a tal frase da capa "E se a pessoa de quem você mais precisa for alguém que você nem conhece?", não poderia ter sido melhor elaborada. Tem coisa mais misteriosa e intrigante do que você, tentando se encontrar e se encaixar em um ambiente novo, e alguém do nada, esse Alguém Ninguém (AN), resolve te dar uma forcinha, orientar seus passos, e quem sabe se tornar um amigo que você tanto precisava?

Esse livro só veio confirmar que sempre preciso de livros jovem adulto na minha vida. Posso ler outras coisas, gosto de diversificar, mas os livros juvenis têm aquele ar de esperança, que me faz querer voltar sempre para acompanhar aventuras como essa da Jessie, que me conquistou como personagem; foi forte, corajosa e ela mesma, titubeou um pouco ou foi um pouquinho lerda às vezes, mas suas amizades foram muito bem construídas, e seu drama não é exagerado, e sim plausível. O enredo avança sem detalhar muito os passos da protagonista e de outros personagens, desenvolve de forma natural, deixa o leitor deduzir sozinho (esse ano me irritei algumas vezes com descrições em excesso em certos livros) e nesse livro não existem tantos diálogos com páginas e páginas de dois personagens fazendo sua DR (discutir a relação), aqui tudo flui com palavras certas e as passagens por e-mail, chat e mensagens de celular fazem tudo ficar mais simples e ágil. Três Coisas Sobre Você é um livro leve; a conexão do casal ficou tão bonita, foi construída de forma tão sensível... Só me irritei mesmo com o raciocínio da Jessie, pois estava bem na cara quem era o rapaz e tal, mas a razão disso tudo faz o livro terminar do jeito que terminou, e por isso aparecem momentos muito fofos, mas talvez tenha sido o caminho que a personagem precisava percorrer para encontrar seu lugar no mundo, mas ainda fico com aquele detalhe na mente, aquele questionamento se poderia ter mudado algo em determinados momentos...

A autora escolheu bem os personagens para o seu primeiro livro jovem adulto. Abordou cada um no seu tempo, cada um com suas lutas, seus dilemas. É bem bacana perceber que para abordar os mesmos assuntos tão corriqueiros em livros jovem adulto, a autora não precisou copiar, apenas soube contar à sua maneira e conduzir da forma que transformou seu mundo, pois acredito que ela perdeu a mãe cedo (uma leve impressão nos agradecimentos), por isso revolveu contar aquilo que não pode ser mudado, mas acontece com muita gente, em todo mundo e em qualquer lugar, e afeta todos nós da mesma forma, afinal todos temos perdas e algumas acontecem muito cedo, mas sempre acontecem.

11 comentários:

  1. Oiii Dandra, tudo bem?
    Menina não sei porque mais me lembrei do livro O mundo de sofia hauahuahauahu acho que é por causa desse segredo todo. Eu achei a capa meio estranha, mas fiquei feliz em conhecer a obra e confesso que fiquei bastante curiosa para saber o que aconteceu durante a trama.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Essa capa é bem linda mesma, e a cor deve ajudar... Lembra aquela fase juvenil com esses objetos. A história parece ser bem leve, uma leitura rápida e agradável, quem sabe futuramente eu dê uma chance para a leitura.
    E gostei bastante da Jessie, parece ser uma personagem adorável e que eu me apaixonaria fácil fácil.
    https://leitorironico.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Dandra.
    Eu achei essa capa muito bonita mesmo. Ganhei esse livro a semana passada lá no sorteio do face da editora, mas ainda não chegou. Depois do e-mail realmente fica aquela curiosidade em ler a história e essa foi uma ótima aposta da editora. Espero gostar.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Olá Dandra!
    Fiquei super curiosa para conhecer esse livro! Não conhecia mas já quero ler! Parece bem o tipo de livro que gosto de ler, com u enredo envolvente e uma escrita fluida! Já vou cadastrar no skoob! bj
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Achei linda a cor da capa. Não conhecia o livro e olhando pro livro eu pensej que seria sei la meio auto ajuda, mas me enganei completamente hahaha amei sua resenha e gostei da premissa, te entendobperfeitamente livros jovens adultos são otimos, da um verdadeiro descanso né?! Quero ler e vou anotar a dica, livros nessa pegada e sendo uma leitura leve é que o sempre preciso tbm

    ResponderExcluir
  6. Olá. Acho a capa desse livro linda demais. Gostei do tema forte abordado nele, pois a perda nunca é algo fácil d

    ResponderExcluir
  7. Olá. Sou apaixonada por essa capa. O tema abordado é realmente muito forte, da forma que eu gosto. Toda perda é difícil de ser superada, mas a da pessoa com tanta importância e tão cedo na vida, deve ser um livro lindo e forte. Vou ler com ctz. Beijos.
    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá. Sou apaixonada por essa capa. O tema abordado é realmente muito forte, da forma que eu gosto. Toda perda é difícil de ser superada, mas a da pessoa com tanta importância e tão cedo na vida, deve ser um livro lindo e forte. Vou ler com ctz. Beijos.
    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. OOi

    Acho que já vi esse livro em algum blog, mas não me lembro de ter lido uma resenha dele. Mas sua resenha me deixou com vontade de ler, parece ser um livro que envolve o leitor completamente, alem disso o tema que foi abordado chama bastante minha atenção. Espero ter a oportunidade de lê-lo.

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Dandra, tive a mesma reação que você quanto ao livro, quando vi no site logo decidi que iria ler ele!! E amei o livro assim como você e também tenho uma paixão por YAs haha para mim são os melhores, é como você disse tem um ar de esperanças hahaha Eu amei o final do livro, mas não favoritei exatamente pelo motivo do AN estar tão na cara, esperava ser surpreendido sabe? Não queria ter advinhado, por mais que o meu shipp tenha dado certo :(

    Xo
    Alisson
    Re.View

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Que definição linda você fez para livros juvenis, livros com ar de esperança *-* amei! E é bem isso, é como se quando lêssemos livros juvenis nascesse uma esperança de um mundo melhor, mais leve, dá uma renovada.
    Também fiquei curiosa com o email e ainda mais com sua resenha. Vou adicionar já esse livro em minha lista de desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir