terça-feira, 31 de maio de 2016

[Resenha] Os bons suicidas

| 12 comentários
Autor: Toni Hill
Páginas: 392
Editora: Tordesilhas
Série: Héctor Salgado, 2
Noite de Reis, 2011. No meio da madrugada, o inspetor Héctor Salgado recebe um telefonema: a secretária do diretor-geral de uma conhecida fábrica de cosméticos de Barcelona se jogara nos trilhos do metrô. Com a investigação em curso, Salgado vai descobrindo por trás desse suicídio a complexa e perigosa rede de mentiras que envolve um grupo de funcionários da empresa. Segundo volume da série que se iniciou com a publicação de O verão das bonecas mortas, Os bons suicidas não decepcionará os leitores que se encantaram com o ritmo ágil e a escrita elegante de Toni Hill – e também com sua capacidade de criar finais desconcertantes.

1. O verão das bonecas mortas

Os bons suicidas é o segundo volume da série Héctor Salgado, e pode ser lido independentemente, já que os casos têm início meio e fim. Porém, questões pessoais que envolvem o inspetor Salgado iniciam em O verão das bonecas mortas e continuam nesta obra, por isso, eu aconselho a ler, sim, na ordem. Eu estava muito temerosa para iniciar esta leitura, pois a obra tem quase quatrocentas páginas, e meu medo foi por pensar que poderia ser uma leitura mais lenta - o que eu odeio -, mas como eu recebi recentemente o terceiro volume da série, resolvi iniciar mesmo assim. E em se tratando de Toni Hill é óbvio que ela não foi nem um pouco arrastada, é envolvente do início ao fim!

domingo, 29 de maio de 2016

[Resenha] Star Wars: Herdeiro do Jedi

| 9 comentários
Autor: Kevin Hearne
Páginas: 320
Editora: Aleph
A Guerra Civil Galáctica segue após a destruição da Estrela da Morte e Luke Skywalker se esforça para aprender mais sobre a Força sem a ajuda de Obi-Wan Kenobi – ou de fato sem nenhuma ajuda. Mas as poucas memórias que ele tem das instruções de Obi-Wan apontam a direção para um maior controle da Força, e ele é encorajado para perseguir isso por um novo amigo na Aliança. Quando Luke, R2-D2 e seu novo aliado recebem a missão de liberarem uma pessoa do Império e entregando-a em um planeta seguro onde ela pode ajudar a Aliança, a jornada deles pela galáxia é cheia de perigos – e oportunidades para Luke descobrir os mistérios da Força.

Todo mês a Editora Aleph faz a alegria dos fãs de Star Wars e lança um título (ou dois) desse universo que mostra ter tanto a explorar. Mesmo não sendo tão aficionada pela saga, estou curtindo demais cada título lançado. Porém, eu confesso que quando iniciei a leitura de Herdeiro do Jedi achei que ia ser lenta e um pouco chata, mas óbvio que me enganei. O início pode ser bastante introdutório, mas já nos primeiros capítulos o autor consegue nos pegar de jeito e envolver em uma aventura cheia de perigos e ação. Esta obra se passa entre o filme IV e V, logo após Luke destruir a Estrela da Morte.

sábado, 28 de maio de 2016

[Resenha] A matemática do amor

| 8 comentários
Autora: Hannah Fry
Páginas: 144
Editora: Alaúde
Em A matemática do amor, a doutora Hannah Fry conduz o leitor por uma fascinante jornada entre padrões que regem a vida amorosa e prova – com sabedoria e bom humor – que a matemática é uma poderosa ferramenta para desvendar os complicados, irritantes, enigmáticos e intrigantes padrões do amor.
Quais as probabilidades de encontrar o amor? Como funcionam os sites de namoro? Quando começar a pensar em casamento? Qual a chance de ele durar para sempre?
Este é o terceiro volume da coleção TED Books, com livros breves o bastante para serem lidos de uma só vez, mas longos o suficiente para aprofundar um assunto. Perfeitos para quem tem uma mente curiosa e vontade de aprender cada vez mais.

Mais um livro que eu não compraria pela capa fofa ou a sinopse sobre a união de dois temas tão curiosos, mas que certamente me fez ver a matemática por outro ponto de vista – particularmente sou uma negação nessa disciplina à propósito.

Como descreve a autora logo na introdução, o objetivo do livro, que teve origem na palestra sobre o mesmo assunto (link), é desmistificar a matemática com o auxílio de diversos autores que estudam as relações humanas Com alguns cálculos básicos e fórmulas mais complexas, mas que tornam mais viável a ideia de encontrar o amor.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Renovamos com a Única e Gente!

| 10 comentários

Eu já havia anunciado no Facebook, mas agora é oficial (já temos até os selos novos! ), o Apenas um vício renovou com as editoras Única e Gente!

Fiquem de olho, pois esse ano terão muitas resenhas, sorteios e novidades! Vocês podem ficar ligados na redes sociais das editoras também, é só seguir/curtir:



[Novidades] Grupo Companhia das Letras

| 1 comentários
Boa noite, leitores! Vamos conferir alguns dos lançamentos de maio do Grupo Companhia das Letras?


Seguinte

Em A herdeira, o universo de A Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria Seleção. Ela não acreditava que encontraria, tal como seus pais, um amor verdadeiro durante o concurso. Mas alguns candidatos conseguem abrir rachaduras nas muralhas que Eadlyn construiu em volta de si mesma, principalmente de seu coração. Aos poucos, os Selecionados se tornam seu porto seguro, ao mesmo tempo que a fazem enxergar como é a vida fora da bolha em que vive.
E ela realmente está precisando: os acontecimentos no palácio obrigam Eadlyn a assumir cada vez mais responsabilidades no governo, e a garota não tem escolha a não ser encarar a rejeição do público. Seu maior desafio é se aproximar do povo, mostrando que se importa e que tem capacidade de governar. Tudo isso enquanto a pressão para escolher um marido só aumenta — e um garoto em particular começa a tomar conta de seu coração.

Por causa de sua habilidade paranormal, Addie é capaz de Investigar seu futuro sempre que se depara com uma escolha, mas isso não torna sua realidade mais fácil. Depois de ser usada pelo namorado e traída por Laila, sua melhor amiga, ela não hesita em passar as férias com o pai no mundo Normal. Lá ela conhece Trevor, um garoto incrivelmente familiar. Se até pouco tempo ele era um estranho, por que o coração de Addie acelera toda vez que o vê?
Enquanto isso, Laila guarda um grande segredo: ela pode restaurar as memórias de Addie — só falta aprender como. Muita gente poderosa não quer que isso aconteça, e a única pessoa que pode ajudar Laila é Connor, um bad boy que não parece muito disposto a colaborar. Como ela vai ajudar a amiga a alcançar o futuro feliz que merece?




Paralela

Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto… Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo que tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.



Companhia das Letrinhas


Sequestrada, Mabel Jones é forçada a servir a tripulação mais estranha já vista, a bordo do navio Verme Selvagem. Idryss Ebenezer Split é um lobo odioso e capitão do navio, e não vai deixá-la em paz até que ela ajude os piratas na busca por um tesouro.
Em sua viagem, Mabel passa pelo Pau de Sebo da Morte Certeira, pela barriga de uma baleia e por uma cripta subterrânea caindo aos pedaços. E ela faz tudo isso… de pijama!










Companhia das Letras


Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como JoutJout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em Tá todo mundo mal, ela reuniu as suas “melhores” angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, “JoutJout, Prazer”. Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, JoutJout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!


Nova York, 1976. O sonho hippie acabou, e dos escombros surge uma nova cultura urbana. Saem as mensagens de paz e amor e as camisetas tingidas, entram as guitarras desafinadas, os acordes raivosos e os coturnos caindo aos pedaços. Por toda a cidade brotam galerias de arte e casas de show esfumaçadas. É nesse cenário que Garth RiskHallberg situa esta obra colossal, aclamada pela crítica como uma das grandes estreias literárias de nosso tempo. Regan e William são irmãos e herdeiros de uma grande fortuna. Ela, uma legítima Hamilton-Sweeney e eternamente preocupada com o futuro da família, vê seu casamento desmoronar em meio às infidelidades do marido. Ele, a ovelha negra, fundador de uma mitológica banda punk, artista plástico recluso e figura lendária das artes nova-iorquinas. Ao redor dos dois gira uma constelação de tipos e acasos. A jovem fotógrafa que descobre um influente movimento musical pelas ruas da cidade. O jovem professor negro e gay que chega do interior e se apaixona pelo misterioso artista. O grupo de ativistas que pode ou não estar levando longe demais o sonho de derrubar o establishment. O garoto careta e asmático que se apaixona pela punk indomável. O repórter que sonha ser o novo nome do jornalismo literário americano. E, em meio a tudo isso, um crime que vai cruzar suas vidas de forma imprevisível e irremediável. Combinando o ritmo de um thriller ao escopo dos grandes épicos da literatura, Garth RiskHallberg constrói um meticuloso retrato de uma metrópole em transformação. Dos altos salões do poder às ruelas do subúrbio, ele captura a explosão social e artística que definiu uma década e transformou o mundo para sempre. Cidade em chamas é um romance inesquecível sobre amor, traição e perdão, sobre arte e punk rock. Sobre pessoas que precisam umas das outras para sobreviver. E sobre o que faz a vida valer a pena.

[Novidades] Faro Editorial

| 0 comentários

LUCAS E BERNARDO SÃO DOIS GAROTOS, OS MELHORES AMIGOS UM DO OUTRO DESDE MUITO PEQUENOS...
De repente, Bernardo recebe a notícia de que irá se mudar com a família para outro país. Foi o estopim para que os amigos percebessem o quanto era valiosa aquela amizade, algo que não queriam perder...
Bernardo reage mal e se revolta.
Lucas tenta transformar cada dia que resta com o amigo na melhor experiência de suas vidas. Ele escreve uma lista de coisas para fazer e pretende cumprir uma por uma, em todos os detalhes.
Mas, a cada dia, o fantasma da separação os assombra com um cronômetro, lembrando que o tempo se esgota e, nesses dias, os dois passam por grandes momentos juntos.
É quando os meninos percebem que há algo maior entre eles... um sentimento profundo, que não conseguem explicar e tornam todas aquelas experiências ainda mais intensas.
Mas o que fazer com tudo isso quando se tem apenas 16 anos?



Sobre os autores

Vinícius Grossos nasceu em 1993, no Rio de Janeiro. É taurino, viciado em café e dias nublados. Atualmente mora em Juiz de Fora, onde cursa jornalismo na UFJF. Publicou seu primeiro livro, Sereia Negra, em 2014. No ano seguinte, lançou O Garoto quase-atropelado pela Faro Editorial, e foi considerado por muitos blogs como o autor revelação do ano.

Augusto Alvarenga nasceu no interior de Minas, em João Monlevade, e atualmente mora em Belo Horizonte. É libriano, estudante de cinema, apaixonado por romances e histórias inspiradoras. Se diz viciado em narrativas - escritas, vistas ou contadas. Publicou seu primeiro livro, “Um Amor, Um Café & Nova York” em 2014, o segundo volume no ano seguinte. Seu maior desejo é conseguir tocar, cada dia mais, o coração das pessoas com suas palavras e páginas.

Augusto e Vinícius se conheceram em 2014 em grupos de atividades editoriais e logo se tornaram amigos. No final de 2015, participaram da antologia 'Doze por Doze', com mais 10 autores. 1+1 começou a ser escrito no início de 2015, apenas por diversão, até decidirem compartilhar a história do Lucas e do Bernardo com seus leitores.


quinta-feira, 26 de maio de 2016

[Resenha] Marca da destruição + Sorteio

| 21 comentários
Autora: Sylvia Day
Páginas: 336
Editora: Faro Editorial
Série: Marked, 2
Após receber a Marca e se tornar uma caçadora de demônios, Eva e Caim se apaixonam e começam a experimentar a transição do desejo insaciável para algo mais profundo. O corpo de Eva esta se adaptando a Marca, gerando uma incontrolável sede por sangue e outras tentações, que começam, a arrastá-la para uma via de luxuria sem limites.




1. Marca da escuridão

Marca da destruição é o segundo livro da série Marked (mas não tem spoilers!), e ele continua praticamente de onde o primeiro parou. Eu gosto bastante quando isso acontece, pois é mais fácil voltar a me ambientar no enredo todo, e assim, não fico perdida. Em comparação com quantos livros a Sylvia Day já tem lançados, eu li muito pouco da autora, mas consigo definir aquelas obras que se tornaram as favoritas para mim, e essa série é uma delas. Eu gosto de romance erótico, mas quando há uma trama sobrenatural no meio eu acho que fica melhor ainda. A autora soube equilibrar bem esses dois elementos, e esse segundo volume nos trouxe uma visão maior sobre esse mundo onde há marcados e demoníacos, com a luta entre o bem e o mal.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

[Novidades] DarkSide

| 0 comentários


A autora de fantasia que está encantando leitores com a força de sua escrita lança seu primeiro romance contemporâneo – uma trama comovente e impactante situada nos dias de hoje. Depois de sucessos internacionais como a saga Sobrenatural, Cynthia Hand demonstra todo o seu talento numa história sobre perda, culpa e superação. O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante. O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e tem apenas nós, leitores, como amigos e confidentes.


Cynthia Hand faz sua homenagem àqueles que se foram muito cedo e oferece um diálogo reconfortante a quem já esteve no lugar de sua protagonista. Os pensamentos e os segredos de Lex e Tyler serão revelados aos leitores brasileiros em 2016, em um livro que fará parte da Coleção DarkLove – linha que lança autoras femininas com muita história para contar.


Ficha TécnicaTítulo | O Último Adeus
Autor | Cynthia Hand
Tradutor | Carolina Coelho
Editora | DarkSide®
Edição | 1a
Idioma | Português
Especificações | 368 páginas (estimadas), Limited Edition (capa dura)
Dimensões | 14 x 21 cm


Cynthia Hand divide seu tempo entre o sul da Califórnia, onde vive com o marido e o filho, e o sudeste de Idaho, perto das Montanhas Teton. Escritora best-seller do New York Times, Hand dá aulas de escrita criativa na Universidade de Pepperdine. Na mesma linha de Os 13 Porquês (Jay Asher) e Se eu Ficar (Gayle Forman), O Último Adeus é o seu primeiro romance contemporâneo.


[Novidades] Arqueiro

| 1 comentários
Bom dia! Confiram os lançamentos de maio da Editora Arqueiro. Tem para todos os gostos! ♥♥

Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz. O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.
Há seis anos, Matty chegou ao pacato Vilarejo. Sob os cuidados de Vidente, um cego que tem uma visão especial, ele amadureceu e se adaptou à nova vida. Agora, espera receber seu nome verdadeiro, que determinará seu valor ali, como ocorre com todos os habitantes. Contudo, algo nefasto está se infiltrando no Vilarejo, e os moradores, antes orgulhosos de receber forasteiros, passam a exigir que as fronteiras sejam fechadas para se protegerem. Por ser um hábil mensageiro, Matty é encarregado de avisar os outros povoados sobre o bloqueio. Sua missão também tem outro grande objetivo: buscar Kira, a filha de Vidente, antes que seja tarde demais. Ele é o único capaz de viajar pela Floresta, que já provocou algumas mortes. O problema é que ela também está se tornando um lugar perigoso para o garoto. Mas muitos dependem de Matty. Então, armado apenas de um poder recém-descoberto, ainda incompreensível e incontrolável, ele se arriscará a fazer o que talvez seja sua última viagem.
Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon. Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna. O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas. Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.
O estranho aparece do nada e, com poucas palavras, destrói o mundo de Adam Price. Sua identidade é desconhecida. Suas motivações são obscuras. Mas suas revelações são dolorosamente incontestáveis. Adam levava uma “vida dos sonhos” ao lado da esposa, Corinne, e dos dois filhos. Quando o estranho o aborda para contar um segredo estarrecedor sobre sua esposa, ele percebe a fragilidade do sonho que construiu: teria sido tudo uma grande mentira? Assombrado pela dúvida, Adam decide confrontar Corinne, e a imagem de perfeição que criou em torno dela começa a ruir. Ao investigar a história por conta própria, acaba se envolvendo num universo sombrio repleto de mentiras, chantagens e assassinatos. Intrigante e perturbador, Não fale com estranhos é mais que um suspense de tirar o fôlego. É uma reflexão sobre o bem e o mal, o amor e o ódio, o certo e o errado, os segredos, as mentiras e suas consequências devastadoras.
Pela primeira vez, reunimos em um único volume os cinco livros da cultuada série O Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams. Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos, a saga do britânico esquisitão Arthur Dent pela Galáxia conquistou leitores do mundo inteiro. O humor ácido e as tramas surreais de Douglas Adams se tornaram ícones de uma geração e seguem fascinando – e divertindo – leitores de todas as idades. Pegue sua toalha, embarque nessa aventura improvável e, é claro, não entre em pânico!
Será possível alterar o passado? Após tomar a difícil decisão de deixar a filha no século XX e viajar no tempo novamente para reencontrar seu grande amor, Claire Randall tem mais um desafio: criar raízes na América colonial do século XVIII ao lado de Jamie Fraser. Eles partem rumo à Carolina do Norte para encontrar um novo lar e contam com a ajuda de Jocasta Cameron, tia de Jamie e dona de uma propriedade na região. Enquanto isso, em 1969, Brianna Randall se une a Roger Wakefield, professor de história e descendente do clã dos MacKenzie, para encontrar as respostas sobre as próprias origens e sobre Jamie, o pai biológico que nunca conheceu. Em meio às buscas, ambos encontram indícios de um incêndio fatal envolvendo os pais de Brianna. Mas Roger não pode lhe contar isso, porque sabe que a namorada tentaria voltar no tempo e salvá-los. Por outro lado, Brianna também não compartilha sua descoberta, pois tem certeza de que Roger tentaria impedi-la.

terça-feira, 24 de maio de 2016

[Resenha] Os humanos

| 12 comentários
Autor: Matt Haig
Páginas: 312
Editora: Jangada
Quando um visitante extraterrestre chega à Terra, suas primeiras impressões da espécie humana são pouco positivas. Ao assumir a forma do professor Andrew Martin, da Universidade de Cambridge, o visitante está ansioso por cumprir a tarefa macabra que lhe foi incumbida e voltar rapidamente para seu planeta. Ele se sente enojado pela aparência dos humanos, pelo que eles comem e por sua capacidade de matar e guerrear. Mas, à medida que o tempo passa, ele começa a perceber que pode haver mais coisas nessa espécie do que havia pensado. Disfarçado de Martin, ele cria laços com sua família e começa a ver esperança e beleza na imperfeição humana, o que o faz questionar a missão que o levou à Terra.

Os humanos é o primeiro livro que eu leio do Matt Haig, e já virei fã! Que criatividade! Confesso que eu solicitei o livro só de saber que tinha extraterrestres no meio, então nem li a sinopse completa. Me surpreendi bastante com o enredo, além de ser divertido, temos uma grande lição de como viver. Sabe aquela leitura que você não vê o tempo passar? Quando percebeu, já leu cinquenta páginas? Foi assim com Os humanos. Esse é o tipo de livro que todos deveriam ler.

domingo, 22 de maio de 2016

Caixinha de correio #101

| 12 comentários
Boa noite, pessoal! Quase não deu tempo, mas finalmente saiu o post de caixinha de correio. Quem acompanha o blog no instagram, (@apenasumvicio), deve ter visto que eu recebi muiiita coisa na caixa postal essa semana. Vamos conferir tudo o que chegou?


Parceria



Eu não li a série anterior, mas como essa pode ser lida separadamente, resolvi solicitar Renascida, que veio junto  com As crônicas de Della Tsang, amei!



O autor entrou em contato propondo parceria, e claro que aceitei, pois a premissa é bastante interessante, e essa capa está uau! :O Em breve resenha!



Recebi o lançamento de abril da Arqueiro, eu adoro essa série, apesar de ter iniciado pelo segundo livro, então estou bastante ansiosa pela leitura.



Recebi uma parte das solicitações do mês do Grupo Record, e nem sei por qual iniciar. Anna vestida de sangue tem uma capa linda demais, e a trama parece incrível! Os dois livros do Terry fazem parte de uma série que eu sempre tive curiosidade em ler: Discworld.

sábado, 21 de maio de 2016

[Resenha] Inverno negro

| 4 comentários
Autor: Stefano Sant'Anna
Páginas: 352
Editora: Empíreo
Leonan Albuquerque é um adolescente comum que morava com a mãe no Rio de Janeiro. Com sérios problemas para se socializar e sem amigos, Leo, além dos conflitos com a mãe, se sentia estranho e deslocado no meio dos garotos de sua idade.
A vida era muito sem graça, até que Leo recebe a estranha visita de um guerreiro de outro mundo que revela a verdade: A vida de Leonan na Terra era uma grande mentira. Principalmente a sua família! Sem saber o que fazer e a quem recorrer, Leo segue com o guerreiro para o planeta onde ambos pertencem. Lá, o garoto descobre que é de uma família real: ele é o herdeiro de Starlândia. E o rei, o seu verdadeiro pai, está desaparecido. A busca por respostas e pela verdadeira família faz com que o jovem enfrente perigos que exigirão mais do que ele esperava ser capaz de enfrentar.
O príncipe, agora, tem que correr contra o tempo para dominar o poder do Éter e encontrar uma forma de salvar o rei e o seu verdadeiro lar, antes que a maldição do Inverno Negro arruine o planeta onde o garoto nasceu, e que mal conhece. E mais, Leo deve lutar pela própria sobrevivência, pois o príncipe de Starlândia está sendo caçado!

Para quem não sabe, o blog voltou a ser parceiro da Empíreo , e Inverno negro é o primeiro livro que recebemos deles este ano. Eu estava extremamente curiosa para ler a obra, pois adoro fantasia, e esta capa está muito linda, e um pouco sombria. Iniciei a leitura um pouco confusa, assim como o personagem principal, mas isso é algo comum, já que por ser uma fantasia temos que nos ambientar na trama, nos mundos e personagens. E a escrita do autor nos permite já no início entender melhor tudo o que está acontecendo. 

quinta-feira, 19 de maio de 2016

[Resenha] A rainha vermelha

| 21 comentários
Autora: Victoria Aveyard
Páginas: 422
Editora: Seguinte
Série: A rainha vermelha, 1
O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.

Eu tinha lido diversas resenhas de A rainha vermelha, e teve umas que elogiaram muito a obra, outras nem tanto, o que só me deixou mais curiosa para conferir qual seria minha opinião. Porém, o principal motivo que me fez querer ler o livro foi por ser uma distopia, um dos meus gêneros favoritos, e que até agora nunca me decepcionou. Não foi diferente desta vez, A rainha vermelha foi uma leitura eletrizante do início ao fim, ela possui elementos fantásticos, que só me fizeram gostar mais ainda do que a autora criou. A história tem de tudo um pouco, e essa mistura foi desenvolvida de forma muito envolvente. 

quarta-feira, 18 de maio de 2016

[Novidades] Grupo Editorial Pensamento

| 2 comentários
Boa noite! E as novidades não param, conheçam agora os lançamentos do mês do Grupo Editorial Pensamento!

Jangada




[Novidades] Grupo Editorial Record

| 0 comentários
Boa noite, pessoal! Estão preparados para conhecer os lançamentos de meio do Grupo Editorial Record? Tem muita coisa boa!

Record

Jonathan Pine é o gerente noturno de um luxuoso hotel em Zurique. Mas, quando uma tentativa de passar informações para as autoridades tem consequências devastadoras, ele se vê envolvido em uma perigosa trama. Livro que inspirou a série The Night Manager, estrelada por Hugh Laurie e Tom Hiddleston, exibida pela AMC. Publicado originalmente em 1993, O gerente noturno é um dos livros de John le Carré mais aclamados pela crítica. Foi best-seller nos Estados Unidos e no Reino Unido, traduzido para mais de vinte idiomas e vendeu mais de 1 milhão de cópias só na América do Norte.


Este é um livro sobre a história de Dungeons & Dragons, maior jogo de RPG de todos os tempos. Ao narrar a verdadeira origem dos role-playing games, desmistifica certas lendas urbanas, explora a história corporativa do jogo, as batalhas nos tribunais, e, mais do que tudo, analisa o RPG enquanto fenômeno de massa e movimento sociocultural, explicando como influenciou — e como ainda influencia — escritores, desenhistas, pintores, cineastas, quadrinistas e até músicos, em todas as partes do mundo.


Como é a vida de uma camisinha? Como lidar com uma tatuagem com o nome da sua ex? O que fazer ao receber a visita de alienígenas ninfomaníacas? Se você já se fez qualquer uma das perguntas anteriores, esse livro vai servir como uma luva. Mas, se nunca pensou em nada disso, tudo bem, porque, por incrível que pareça, você vai se identificar com cada uma dessas histórias. O amor pode ser uma bagunça, um sofrimento e até mesmo uma tragédia. Mas, quando visto através do olhar de Simon Rich, ele também pode ser muito engraçado.


A emocionante história de um dos personagens mais amados da literatura: Mammy, de E o vento levou. Donald McCaig foi escolhido pelos herdeiros do espólio de Margaret Mitchell para escrever O clã de Rhett Butler, a sequência autorizada de E o vento levou. O best-seller E o vento levou foi o vencedor do prêmio Pulitzer de Ficção em 1937 e até hoje encanta leitores de todas as idades.










terça-feira, 17 de maio de 2016

[Resenha] Pelos caminhos da vida

| 9 comentários
Autora: Cristina Censon
Páginas: 384
Editora: Petit
Na França, em pleno século XIV, vive Adele, uma jovem de apenas 13 anos. Apesar de tão pouca idade, ela se vê obrigada a enfrentar uma intensa jornada pessoal quando seu pai descobre que é sensitiva, capaz de ver e conversar com espíritos. Ao lado de sua aia Justine, Adele foge da ira paterna e vai ao encontro de Elise, única pessoa que poderia ajudá-la a lidar com seus dons. E é a figura emblemática de Elise que unirá Adele a Aimée, jovem de igual sensibilidade e dons. O pai de Adele, no entanto, não desiste da perseguição à filha, e sua vingança acaba resultando numa tragédia de grandes proporções.


Pelos caminhos da vida é uma obra espírita bastante envolvente e inspiradora. É o tipo de história que te faz pensar na vida e em ser uma pessoa melhor. Romance espírita sempre entra na minha lista, pois são leituras que me fazem bem. A editora Petit lança livros maravilhosos, que conseguem tocar o leitor. E nesta obra não foi diferente. Eu solicitei  Pelos caminhos da vida por conta da capa, que eu achei muito bonita, e também da sinopse que aparentava ter muito mais a revelar do que apenas o descrito. E eu não me enganei, a história é bem extensa, cheia de reviravoltas e ensinamentos.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

[Resenha] Namorado de aluguel

| 11 comentários
Autora: Kasie West
Páginas: 250
Editora: Verus
Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas.
E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento. Inteligente e maravilhosamente romântico, Namorado de aluguel retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma.

Namorado de aluguel
 foi uma obra que me conquistou primeiro pela capa, eu achei ela muito fofa. E depois fiquei afim de ler por conta da sinopse. Toda a situação parecia o clichê do clichê, mas isso é algo que eu mais gosto em uma leitura, e eu tinha certeza de que não me decepcionaria. E realmente foi uma leitura excelente, divertida, com certa dose de drama, e que me fez querer virar uma assassina para matar a "amiga" falsa e dissimulada. Sim, isso foi tudo o que a história me proporcionou, sentimentos de raiva, mas também com muito amor envolvido. A trama é fofa demais!

sábado, 14 de maio de 2016

[Resenha] Ai, meus Deuses!

| 7 comentários
Autora: Tera Lynn Childs
Páginas: 304
Editora: Galera Júnior
A vida de Phoebe Castro vira do avesso quando sua mãe anuncia que irá se casar com um estranho misterioso. Para completar, as duas terão que se mudar para o outro lado do mundo: a Grécia! Phoebe terá que dizer adeus ao sonho de cursar a mesma universidade que suas melhores amigas... Como se tudo isso não bastasse, ela ainda terá que frequentar uma escola superexclusiva na qual seu padrasto é o diretor. E os alunos são tudo, menos comuns —são descendentes dos deuses gregos e com direito a superpoderes! Se Phoebe achava o ensino médio difícil, ela já sabe que a vida ali vai ser um sofrimento de matar.


Fuçando nos livros que o Kindle Unlimited oferece me deparei com Ai, meus deuses!, um livro que eu já queria ler quando lançou, por se tratar de mitologia grega. Eu amo mitologias em geral, então quando bati o olho nessa obra resolvi ler na hora. A história não é muito complexa, ela é voltada para o público juvenil, no entanto, consegue encantar leitores de qualquer idade. Foi uma leitura que eu fiz rapidamente, e terminei com um sorriso no rosto, de tão gostosinha que é. O melhor de tudo foi descobrir que é uma série. ♥

quinta-feira, 12 de maio de 2016

[Resenha] Encrenca

| 10 comentários
Autora: Non Pratt
Páginas: 307
Editora: Verus
Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita.Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade. Este livro inteligente, por vezes comovente, por vezes engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida


Eu solicitei Encrenca porque gostei muito do que a sinopse apresentava. Foi uma leitura bastante sensível, que expressou sobre a gravidez na adolescência de forma bem intensa. Eu gostei muito mais do que esperava, a autora criou uma trama bastante realista. A obra me lembrou do filme Juno, não pela história em si, mas pelo contexto. A sinopse conta parte da história, mas preciso avisar que ao ler temos uma visão bem mais ampla de toda situação, dramas e consequências. A profundidade da obra é muito maior do que aparenta, e isso foi o que mais me fez gostar da leitura.

terça-feira, 10 de maio de 2016

[Resenha] Profundo

| 8 comentários
Autora: Robin York
Páginas: 320
Editora: Arqueiro
Série: Caroline e West, 1
Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão de pessoas que a julgam. Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou. Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.

Profundo faz parte da duologia Caroline e West, da autora Robin York. A editora Arqueiro lançou os dois livros no mesmo mês, Profundo e Intenso, o que eu achei muito bacana, pois é sofrível ter que esperar a continuação, concordam? Robin trata de um assunto bastante polêmico e triste: vingança pornô. O que é isso? Sabe quando postam fotos nuas de uma pessoa, sem o consentimento dela? Isso é vingança pornô, e aqui no Brasil é crime, porém, no final do livro descobrimos que onde a autora mora, não é. Essas duas obras são um apelo para proteger as pessoas, principalmente mulheres, a não passarem por este tipo de coisa.  

segunda-feira, 9 de maio de 2016

[Resenha] A cadeira da sereia

| 16 comentários
Autora: Sue Monk Kidd
Páginas: 248
Editora: Paralela
Uma história comovente da autora Do best-seller a vida secreta das abelhas Na abadia de santa Senara, cujo nome se originava de uma santa celta que fora uma sereia antes de ser convertida, existe uma cadeira encantada. Reza a lenda que quem tomasse o assento e fizer um pedido a Senara, será ouvido. Quando Jessie Sullivan precisa retornar à ilha para cuidar da sua mãe, deixando seu marido, Hugh, para trás, ela é forçada a encarar uma série e dúvidas sobre seu casamento. Apesar do amor cordial que sente pelo marido, ela se sente atraída pelo Irmão Thomas, um monge prestes a tomar seus votos solenes. Em meio ao mistério e os poderes da “santa Pecadora”, ela luta contra os desejos que parecem tomar conta de sua vida. Enquanto a liberdade que a ilha inspira parece falar com Jessie, seria ela capaz de deixar de lado a responsabilidade e o conforto do lar que criou ao lado de Hugh? Uma história comovente sobre a espiritualidade e as escolhas que precisamos fazer.


Esse foi um livro solicitado recentemente da editora Companhia das letras, pelo selo Paralela, e apesar de já ter lido e gostado muito de outro livro da autora, A vida secreta das abelhas, quando comecei a ler este, quase me arrependi, pelo menos até passar as cinquenta primeiras páginas, mas o compromisso assumido me fez seguir adiante e fiquei feliz por isso.

domingo, 8 de maio de 2016

Caixinha de correio #100

| 6 comentários
E chegamos na caixinha de correio #100! Foram muitos livros recebidos até hoje, muitas leituras incríveis, algumas decepções, e por aí vai! Eu recebi vários livros nas últimas duas semanas, vamos conferir?


Parceria



Recebi a edição em capa dura de O circo mecânico Tresaulti, da DarkSide, e que livro lindo! Tenho a versão brochura, já tem resenha aqui no blog, e ambos são muito perfeitos! ♥



Três autores entraram em contato com o blog para ter resenhas dos seus livros por aqui, e claro que eu não podia negar, afinal, eu adoro conhecer novos autores nacionais. São três obras distintas, mas que me cativaram, e em breve vou trazer a resenha  de cada uma para vocês!



Recebi da Farol Literário o livro A falsa princesa, ele já estava há meses nos meus desejados, então resolvi solicitar!



Recebi da Belas-Letras um kit de boas vindas, com dois livros interessantes, e marcadores lindos! Estou curiosa para iniciar Sensacionalista, tenho visto diversas resenhas falando bem da obra.

sábado, 7 de maio de 2016

[Resenha] A senhora dos mortos + Sorteio

| 25 comentários
Autor: Rodrigo de Oliveira
Páginas: 278
Editora: Faro Editorial
Série: As crônicas dos mortos
E subiu da terra outra besta... e falava como dragão. Apocalipse 13:11 Um ser humano dotado de um dom extraordinário, ao ser contaminado por zumbis, se transforma no maior flagelo da humanidade. Sua memória, dos últimos momentos humanos, está mais viva do que nunca. E, agora, tudo o que ela quer é vingança e destruição. Aqui se desenrola a jornada de uma líder do mundo zumbi, formando o seu exército a partir da cidade de Canela, e atacando os focos de resistência em Porto Alegre rumo à São José dos Campos. E, a cada lugar por onde passa, cresce o número de seguidores. ... Assim começa uma vertiginosa corrida contra o tempo para impedir que sua força se torne indestrutível, decretando o fim dos humanos na Terra. Aqui os sobreviventes do apocalipse zumbi tentarão coordenar uma ação conjunta para tentar descobrir algum ponto fraco e destruir A Senhora dos Mortos antes que seja tarde demais. Se lutar contra bandidos bem armados em A Batalha dos Mortos foi tenso, aqui você vai descobrir o que é enfrentar um ser dotado de poderes para destruir o que restou de uma terra já arrasada. A cada novo volume, mais surpresas nesta série!

1. O vale dos mortos
2. A batalha dos mortos

A senhora dos mortos é o terceiro livro da série As crônicas dos mortos, e eu me arrependi de não ter lido antes. Demorei muito para pegar o livro para ler, mas a parte boa é que já estou com o quarto volume na estante, e assim não preciso ficar tão ansiosa pela continuação. E senhor, que obra incrível! Mais uma vez o Rodrigo conseguiu trazer uma história envolvente. E o surpreendente é que sempre tem algo acontecendo, e em nenhum momento ficamos enjoados da mesma trama e personagens. Na verdade, Rodrigo, você pode escrever mais uns vinte livros dessa série que eu vou amar, ok?

sexta-feira, 6 de maio de 2016

[Novidades] DarkSide

| 1 comentários


Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas – menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro? Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante – o lugar perfeito para recomeçar – ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza. O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor.

O romance de Mary E. Pearson evoca culturas do nosso mundo e as transpõe para a história de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o primeiro volume das Crônicas de Amor e Ódio é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor, e como ele pode nos enganar. Às vezes, nossas mais belas lembranças são histórias distorcidas pelo tempo. 

The Kiss of Deception foi escolhido pelo comitê da Young Adult Library Services Association (yalsa) como umas das melhores ficções ya de 2015 e escolhido uma das principais fantasias de 2014 pelos leitores no Goodreads. Esta viagem extraordinária, repleta de ação, romance e mistério chega ao Brasil em março de 2016 pela Darkside® Books para integrar a Coleção DarkLove.


Título | The Kiss of Deception
Série | Crônicas de Amor e Ódio
Autor | Mary E. Pearson
Tradutor | Ana Death Duarte
Editora | DarkSide®
Edição | 1a
Idioma | Português
Especificações | 406 páginas, Limited Edition (capa dura)
Dimensões | 16 x 23 cm








Mary E. Pearson é uma premiada escritora do sul da Califórnia, conhecida por seus outros sete livros juvenis — entre eles a série popular The Jenna Fox Chronicles. Mary é formada em artes pela ong Beach State University, e possui mestrado pela San Diego State University. Aventurou-se em trabalhar como artista por um tempo, até receber o maior desafio que a vida poderia lhe proporcionar: ser mãe. Adora longas caminhadas, cozinhar e viajar para novos destinos sempre que tem a oportunidade. Atualmente, é autora em tempo integral e mora em San Diego, junto com seu marido e seus dois cachorros. Saiba mais em marypearson.com.