sexta-feira, 27 de março de 2015

[Resenha] Branca de Neve tem que morrer

|
Autora: Nele Neuhaus
Páginas: 472
Editora: Jangada
Série: Bodenstein & Kirchhoff, 4
Thriller revelação do ano na Alemanha com mais de 1 milhão de exemplares vendidos. Numa noite chuvosa de novembro, Rita Cramer é empurrada de uma passarela e cai em cima de um carro em movimento. Pia e Bodenstein, da delegacia de homicídios, têm um suspeito: Manfred Wagner. Onze anos antes, a filha de Manfred desaparecera, sem deixar pistas, e um processo baseado em provas circunstanciais condenou Tobias, filho de Rita Cramer, a dez anos de prisão. Logo após cumprir a pena, Tobias retorna à sua cidade natal e, repentinamente, outra garota desaparece. Os acontecimentos do passado parecem repetir-se de maneira funesta. Pia e Bodenstein se deparam com um muro de silêncio. As investigações transformam-se numa corrida contra o tempo, iniciando uma verdadeira caça às bruxas.

Mesmo depois de ter me decepcionado com Aposta Fatal não desisti de ler uma história policial e engatei a leitura com Branca de Neve tem que morrer. E desta vez, não me decepcionei nem um pouco. Tudo que eu queria encontrar neste tipo de trama, eu encontrei. Me envolvi, me angustiei pela busca do assassino, me arrepiei com tanta maldade... A autora conseguiu desenvolver bem a trama e fazer o leitor embarcar em algo sinistro e cheio de segredos. A primeira vez que soube deste livro achei que tinha algo a ver com contos de fadas mesmo, só depois que descobri que era um thriller policial e o título era apenas um apelido. 

Esse é o quarto livro da série Bodenstein & Kirchhoff, e sinceramente, eu não entendo porque a maioria dos policiais são lançados fora de ordem. Pelo menos não vi nada que mostrasse que perdemos algo a não ler os anteriores, pois é sempre um caso novo. Talvez um pouco da vida pessoal dos personagens principais possa ter ficado de fora, mas nada que atrapalhe a leitura. Recentemente a Jangada lançou o oitavo livro: Lobo Mau, e foi através dele que descobri sobre o que realmente era a história. Me apaixonei na hora e precisei solicitar Branca de Neve tem que morrer (achei que era o primeiro, haha.).

Tobias foi acusado de assassinar duas garotas quando tinha 20 anos. Após cumprir sua pena de dez anos, volta para a cidade onde viveu, porém, não é tão bem recebido. É quando tudo parece acontecer novamente: uma garota desaparece. Mas, segredos e traições surgem, e Oliver Bodenstein e Pia Kirchhoff precisam reavaliar o caso em que Tobias foi culpado, e descobrir o que realmente aconteceu naquela época, já que aparentemente ele não lembra de nada. Ou será que é mentira?

Em Altenhaim, ninguém o queria; isso estava claro. Mas ele não podia simplesmente abandonar o pai! Sentia uma enorme culpa em relação a seus pais, que nunca se afastaram dele, o assassino condenado das moças.

A trama tem vários personagens, e como a autora é alemã, e a história se passa na Alemanha, há alguns nomes bem estranhos e difíceis de decorar, porém é algo com que você se acostuma. Eu adorei a narrativa do livro ser em terceira pessoa, pois há várias histórias paralelas e o ponto de vista de vários personagens. O livro não foca apenas no suspense policial, também conhecemos melhor a vida íntima dos investigadores, e isso foi bom para dar uma quebrada no suspense.

Li esse livro como não houvesse o amanhã! A trama é realmente muito boa, e adorei a forma como a autora foi nos dando as informações. E mesmo quando descobrimos tudo, ainda há um bom suspense para acompanhar. Adorei! A leitura é bem fluída, esse tipo de narrativa não a deixa cansativa e ainda apresenta vários detalhes a mais.

Eu adoro um bom livro policial, melhor ainda quando é uma série, então digo que essa já entrou para os favoritos do gênero. Branca de neve tem que morrer vai te prender do início ao fim. Nele tem uma escrita muito boa, e sabe confundir o leitor, pois ela nos faz mudar a todo momento a opinião de quem é o assassino. Eu mesma desconfiei praticamente de todos os personagens, foi até engraçado. E no final, temos uma grande surpresa... Recomendo a leitura!

17 comentários:

  1. Oi Dessa!!!!
    Também bati o olho e já pensei que era mais uma daquelas histórias de contos de fadas adaptadas nos tempos atuais haha
    AMO Suspense e Policial, melhor ainda quando mistura os dois, e esse me pareceu ser do tipo que você fica louco da vida querendo saber o culpado e os porquês...
    Livro policial por mim tem que ser desse jeito, variando entre os fatos e os personagens.
    Acho que não teve um livro policial que eu nao lesse em, no máximo, dois dias haha
    Sempre me empolgo e com esse não seria diferente.
    Mais um pra listinha!!!
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né? Acho que todos pensaram o mesmo! rsrs
      Sim, esse tipo de leitura sempre empolga, ainda mais quando a narrativa é boa como nesse caso!

      Excluir
  2. Olá, Dessa.
    Eu li Lobo Mau e fiquei louco! O livro é muito bom, a premissa é ótima e o livro era extremamente bem construído. Agora, sabendo que esse também o é, é claro que eu quero ler! Mas isso dos livros policiais serem lançados fora de ordem também me incomodam um pouco. Mas nada que impeça de que eu leia o livro.
    Dica mais do que anotada. <3

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, tão ruim quando fazem isso, mas que bom que dá para ler fora de ordem, né? :D

      Excluir
  3. Olá!!!

    Esse livro é ótimo e a escrita de Nele Neuhaus é incrível. Ainda que eu estivesse confusa no começo, a autora não demorou a conseguir me envolver e a me deixar extremamente curiosa pelo desfecho. Alguns livros vão preparando o leitor e, a partir de um momento, torna-se quase impossível interromper a leitura, tamanha é a vontade de se descobrir todos os mistérios. Nesse livro, entretanto, me senti dessa maneira desde o início, o suspense já fisga o leitor nas primeiras páginas....

    sua resenha está ótima..
    *-----*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, logo no início já somos fisgados para a trama. Me envolvi demais com a história. Adorei o livro e mal me seguro de vontade de ler outros da autora!

      Excluir
  4. Oi, amei quando li sobre Lobo Mau.. Já me interessei, e agora sabendo que esse livro tem relação me interessei ainda mais! Gostei do fato de ser em 3 pessoa porque faz com que se saiba mais detalhes sobre a trama... No início achei que tinha haver com os contos de fada, assim como você, mas ao ver do que se trata eu fiquei fascinada. Ele esqueceu mesmo ou não? Ai que curiosidade!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só lendo... hahaha
      Sério, você vai adorar! Agora fiquei louca para ler Lobo mau, que também me interessou bastante!

      Excluir
  5. Ai Dessa!!
    Já tinha visto esse livro por ai e adorei a sinopse, agora com a sua resenha estou me coçando para ler!! É tão dificil uma trama policial tão bem feitinha, com tudo tão bem encaixado que eu fico aqui querendo todos que são bons desse jeito!!
    Quero saber que surpresa é essa do final!!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
  6. Oi Dessa..
    Depois de ler Lobo mau é impossível não querer ler algo da autora de novo. Nesse livro a autora também nos confunde muito, e acho que é a característica principal dela pelo visto.
    Também gostaria que os livros fossem na ordem, mas ler separado não tem nenhum problema na verdade. Bom saber o quanto o bom é este também, eu já desejo demais ele. Ótima dica...
    Agora leia Lobo mau, você vai amar!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo jeito vou adorar Lobo mau também! *-*

      Excluir
  7. Consegui um tempo pra vir conferir a resenha que eu tanto queria.
    Sério que eu me enganei até agora? Morrendo de rir de mim mesma!
    Até agora eu pensei que se tratava também de um contos de fadas - e pasmem - cheguei a pensar que seria também um pouco hilário a história.
    Apesar de AMAR Agatha Christie e Harlan Coben - os únicos romances policiais que leio -, não vou me aventurar a ler esse livro, pois tenho certeza que iria ser abandonado. Pode ser que eu esteja enganada e se lesse iria até o fim, mas tenho pilhas de livros como prioridades esperando meu tempo livre.
    Quem sabe um dia eu leia?

    Obrigada pela resenha, me esclareceu muito do que eu imaginava. :D
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? hahaha Não achei que ia ser algo hilário, mas uma história séria e tal...
      Como assim não leria? O livro e a escrita da autora são ótimos! :O

      Excluir
  8. Adoro livro policial, cheio de suspense *-*
    Fiquei super curiosa para saber quem é o assassino!
    Já tinha visto esse livro por ai, mas nunca me interessei, achei que fosse mais uma releitura entre tantas. Mas já vi que deixei passar uma boa oportunidade haha
    Vou anotar a dica ;)

    Beijos ;*
    Resenhista LivreandoFacebook | e | Proseando com uma BibliophileFacebook

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Quando vi o titulo e a capa tinha pensado que tinha algo a ver com a branca de neve, mas achei bem legal esse apelido que usaram, mas a historia me pareceu bem escrita e gosto muito dessa tramas detetive cheia de mistério também gostei que o livro se passa na Alemanha nunca li nada que se passe la !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ambientação é muito bacana, também não tinha lido nada que se passasse na Alemanha.

      Excluir
  10. Já tinha lido a resenha de Lobo Mau e tinha me interessado muito, tanto que ele já está na minha lista de desejados, mas acho que não sabia que era uma série (ou se sabia esqueci, rsrs). Achei a resenha desse livro, Branca de neve tem que morrer, fascinante. mais um para minha lista, e fiquei feliz em saber que não precisa ler na ordem.

    ResponderExcluir