segunda-feira, 13 de outubro de 2014

[Resenha] Conta mais, vô!

|
Autor: Manolo Quesada
Sabe aquelas perguntas que as crianças fazem e a gente fica pensando o que responder? CONTA MAIS, VÔ! traz perguntas que três netinhas antenadas com as novidades do dia a dia fazem ao avô. Questões sobre laços de família, desigualdade social, mediunidade, sofrimento, reencarnação etc. são respondidas de forma simples, porém verdadeiras e com naturalidade. É para ser lido pela família toda, pois, por meio das perguntas aparentemente ingênuas o autor, Manolo Quesada, toca em pontos delicados da vida.






Eu já tinha ficado encantada com o título e a capa de Conta mais, vô!, ao ler a sinopse só reforçou o quanto amor devia ser o livro, que ainda por cima me deixou com uma baita saudade dos meus avós. A trama é de uma leveza só, apesar de falar sobre o espiritismo, mas o que mais chama a atenção no enredo mesmo é o avô e as três netinhas. Os diálogos são muito bem humorados, e mostram toda aquelas dúvidas das crianças, perguntas que nos deixam sem saber como responder, pergunta atrás de pergunta, curiosidade infantil mesmo.

A trama nos mostra o vô relembrando o passado, sua infância, e momentos em que teve visões de vidas mais passadas ainda. Como de uma tia que tinha medo de fogo, e que o motivo era por ter sido queimada na época da Inquisição. Então, de forma simples, o autor nos traz alguns elementos do espiritismo. O vô recorda também da vez que viu uma pessoa cometer suicídio, tudo porque uma de suas netas veio com uma difícil pergunta sobre se uma pessoa pode se matar e o que acontece com ela depois. 

Os diálogos nos levam a lembrar da nossa infância, das dúvidas que tivemos. As três netas sabem o que é o espiritismo, por isso algumas perguntas envolvem isso, e as histórias que o avô conta também nos mostram alguns ensinamentos. A cada capítulo temos partes do livro 'O evangelho segundo o espiritismo', que sempre são sobre o que acabamos de ler ou do que está por vir. 

- Quer dizer que temos de nos livrar logo dos pesos da nossa vida?
- Isso, exatamente isso. Se nós não nos livramos dos pesos da vida, eles aumentam, e fica mais difícil carregá-los.

É engraçado ver tantas perguntas, e nos emocionamos quando o vô lembra de sua infância, de um presente que ganhou de seus pais. Os capítulos giram em torno de diálogos entre essas pessoas tão carismáticas, e às vezes de lembranças do passado. As crianças são um amor, tratam o avô com todo respeito, e escutam bem o que ele tem para ensinar.

A leitura é muito rápida, li em algumas horas o livro, e gostei bastante de tudo. É um livro delicado e leve, mesmo se a pessoa não curtir o gênero, vai se encantar com essa família e com a inocência e curiosidade das netas. Se você quer começar a ler livros sobre espiritismo e não sabe por qual começar, aconselho a ler esse então. A edição de Conta mais, vô! está linda, essa capa é muito fofa! Recomendo!

29 comentários:

  1. Amiga nunca li nada do gênero, mas a história parece ser bastante bonita pelo que você contou, até porque eu também já tive curiosidade de perguntar o que acontece após a morte, como que é isso de presságio que algumas pessoas tem e tudo mais. A gente nunca sabe explicar certas coisas. Exemplo é aquele quadro OS PARANORMAIS do Domingo Legal vc viu?? Eu fico muito impressionada com que vejo, porque é bacana as pessoas sentir e saber o que aconteceu em determinado lugar. Não sei se o livro aborda isso, mas o espiritismo é meio que isso que estou falando. Não tive nenhuma experiencia com livros espiritas, mas tenho curiosidade de ler algum pra saber como é. Até porque tem autor que escreve muito bem como a zibia gasparetto por exemplo que é bem famosa nesse meio =]
    Enfim...

    Fico feliz que tenha gostado do livro
    E também da mensagem que ele tenha te passado
    Se cuida minha amiga

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vi esse programa. :~
      Sim, o espiritismo aborda um pouco disso.
      Se tiver oportunidade de ler esse, leia! É uma leitura muito leve.
      Beijos amiga!

      Excluir
  2. Apesar de todos os pontos positivos citados, não me interessei pela leitura...
    Não creio que curtiria ler, não gosto de enredos inocentes demais, acabo ficando entediada.
    Mas que bom que você gostou.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que pena Delmara! :/
      O livro é muito fofo de ler.

      Excluir
  3. Parece ser bem bonito e leve, eu não sou fã de livros sobre espiritismo (nada contra a religião) mas esse é um livro que eu leria.

    ResponderExcluir
  4. O livro parece ser muito legal! Fiquei interessada...

    Seguindo!
    Beijos,
    http://relicario-literario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    O livro parece ser legal. É interessante descobrir mais sobre esse assunto dessa maneira.
    Mas, não faz meu estilo de leitura então, não sei se me agradaria ou se a leitura fluiria.
    Adorei a resenha.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook Tem promoção de Halloween lá no blog. Não fique fora dessa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena não fazer seu estilo. Acho que ele não foca muito no espiritismo, nos comovemos bem mais com as netinhas, então acho que valeria a pena dar uma chance.

      Excluir
  6. Achei a premissa muito interessante, acredito que eles tenham um cuidado em fazer as respostas do vô serem de maneira explicativa para as crianças! Adorei
    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente deixaram as respostas bem explicativas, está demais o livro!

      Excluir
  7. Oi, Dessa! Tudo bem?
    Confesso que nunca li nenhum livro que falasse sobre o espiritismo e apesar de não aguçar necessariamente a minha curiosidade, imagino que a leitura de "Conta mais, vô!" deve ser extremamente leve e proveitosa. Adoro essa ideia de resgatar valores e histórias que são relacionadas a presença dos avós e acredito que isso é o que mais irá me agradar no livro, espero poder conferi-lo em algum momento! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito leve mesmo, vale a pena ler!
      Se tiver oportunidade leia sim! Vale a pena!

      Excluir
  8. Oi Dessa tdo bem?
    Fiquei encantada com o livro!
    Nunca tinha visto nada do tipo! Apesar de ler muitos livros espíritas!
    Adorei mesmo a resenha!
    Bjos!

    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  9. Parece uma leitura bem leve, mas encantadora. Porém, eu gostei, Dessa. Os mais velhos guardam memórias maravilhosas. Traduzir essas experiências em um livro deve ser lindo.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guardam mesmo. Eu adorava ouvir as histórias da minha vó. rsrs

      Excluir
  10. Hey ^^
    Que bela resenha, é uma pena que eu não gosto de ler livros nesse estilo, sei que perco de ler algumas coisas realmente boas, mas nunca consigo concluir a leitura de livros assim ://
    http://muchdreamer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena mesmo. Mas acredito que esse te faria ler até o fim, sabia? rs

      Excluir
  11. Esse livro deve ser muito emocionante!!!!
    Apesar de não ter tido muito contato com meus avós,acho lindo esse laço

    ResponderExcluir
  12. Oi Dessa..
    Apesar de os livros da Petit não fazerem meu estilo, este parece ter uma história leve e diferente.
    Parece uma ótima dica.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá, Dessa.

    Não tenho interesse em livros que envolvem espiritismos, eu tenho medo que nem tenho medo de histórias de terror.
    Mas a premissa e bem legal disso do relacionamento do vô com as netinhas, pra quem curte é uma boa pedida.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas livros assim não são assustadores! :O
      Ainda mais esse que fala de avós e netinhas, rsrs.

      Excluir
  14. Eu tenho alguns livros do genero(por que ganhei, mas não li ainda rs) mas não é um genero que gosto, eu gosto de fantasia, romance, policial,...
    e sobre espiritualidade eu não leio, confesso.
    Mas o livro parece ser bem agradavel de ler, eu não tive muito contato com meus avós..moramos longe, mas o livro deve dar saudades.
    beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, tente ler! *-*
      Você vai sentir muita saudade dos avós, mas é tão lindo!

      Excluir
  15. Confesso que não costumo ler o gênero, mas falar sobre avô sempre dá um aperto no coração. Não tenho mais os meus e nunca tive momentos como esse na capa do livro com nenhum deles, um deles nem cheguei a conhecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá mesmo, né? rsrs
      Também não tenho mais os meus, e eu adorava escutar as histórias. :/

      Excluir
  16. Acho que nunca li nada do gênero. Não entendo muito sobre espiritismo e apesar de parecer uma boa leitura não me agrada ler algo assim rs :v

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, como você nunca leu, acho que esse livro seria uma boa pedida, viu?

      Excluir
  17. Oi
    Me interesso bastante pelo Espiritismo e achei a premissa desse livro muito delicada e sensível, com certeza é uma leitura leve e satisfatória. Deve ser uma fofura observar a relação de dúvidas inocentes dessas crianças com o avô delas! Apesar de ficar interessada, não sei o leria agora. Mas com certeza, é uma boa pedida!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma boa pedida, sim! A leitura é muito prazerosa, vale a pena!

      Excluir