quinta-feira, 31 de julho de 2014

[Resenha] Quarenta dias sem sombra

|
Autor: Olivier Truc
Vencedor de 15 prêmios internacionais. É a última noite polar na Lapônia. O sol voltará a brilhar após quarenta dias ausente.Todos esperavam o retorno do tambor sagrado, que, acredita-se, permite a comunicação com o mundo dos mortos. Mas o tambor é roubado, causando comoção na comunidade. Pouco depois, um criador de renas é encontrado morto e mutilado no meio da neve. A investigação dos crimes é liderada pelos policiais Klemet Nango e Nina Nansen. Os oficiais não poderiam ser mais diferentes entre si e precisarão enfrentar condições extremas de temperatura gélida e isolamento para resolver os mistérios.




Quando recebi o lançamento Quarenta dias sem sombra da Tordesilhas fiquei extremamente ansiosa para iniciar a leitura, pois todas as obras da editora que eu li até agora não me decepcionaram, e imaginei que essa seria igualmente viciante... E foi! Outro thriller de tirar o fôlego, nem tanto por ter ação constante e reviravoltas, o livro é meio parado nesse sentido, mas por ter uma trama com elementos do gênero policial explorados parceladamente e de forma, posso dizer, calma. Achei incrível que o autor conseguiu me conquistar com algo não tão eletrizante assim, mas, ele consegue nos prender pela riqueza de detalhes e da cultura inserida no enredo. Pode ser psicológico, mas ler Quarenta dias sem sombra, que se passa em um país com temperaturas abaixo de zero quando na minha cidade estava fazendo 10º me fez ter MAIS frio ainda, principalmente quando Olivier descrevia cenas na neve, rs.

Kautokeino é uma aldeia no norte da Noruega em que o povo Sami vive, eles sofrem até hoje com injustiças e adversidades. Entre eles há aqueles que seguem os costumes de criar renas. A trama inicia com o desaparecimento de um tambor Sami de algum Xamã. Perseguidos por seus rituais e cultura, muitos desses tambores foram queimados, por isso quando enfim, depois de séculos, um tambor desses volta para o povo e é roubado do museu a tensão entre eles (Samis e o resto da comunidade) cresce.  Mas outro crime deixa a aldeia em polvorosa: um criador de renas é achado morto. Essas duas situações fazem a polícia local e a Polícia de Renas trabalharem juntos para desvendar o caso.

A Polícia de Renas na verdade só tem a função de apaziguar possíveis brigas entre criadores e ajudar na contagem ou quando uma rena é morta/roubada. Mas quando algo desse tamanho acontece, Klemet, um policial Sami, e sua parceira, Nina, se veem envolvidos em um crime que parece ter muito mais mistérios e segredos envolvidos.

Uma trama rica, que apresenta uma cultura incrível. O povo Sami tem seus costumes bem detalhados, até mesmo a criação de renas é bem explicada pelo autor. Achei tudo bem desenvolvido, e em um ritmo bom, fazendo o leitor ter conhecimento da parte cultural, mas ao mesmo tempo desvendando o caso e nos mostrando fatos importantes que influenciaram os crimes.

Nina fora tomar ar para concatenar as ideias. O que já ficara sabendo a perturbava. E assustava, sob certos aspectos. Ela havia crescido achando que os países nórdicos tinham conseguido desenvolver o melhor modelo de sociedade do mundo...

Gostei de Klemet e Nina, os dois funcionam bem juntos, e assim como esses dois personagens são cativantes, há outros que são asquerosos a ponto de nos fazer odiá-los. O livro tem uma leitura mais lenta, mas não de forma ruim, e sim porque é realmente uma história para ser lida calmamente. Quarenta dias sem sombras possui assassinatos, política, corrupção, religião, abuso sexual, injustiças, racismo e muitos outros elementos inseridos que deixam a trama digna de ser lida. O final sempre me decepciona em alguns livros, mas neste não foi assim. Um thriller cheio de mistérios que irá te envolver até a última página!

30 comentários:

  1. AMO esse tipo de livro, foi com livros assim que comecei a entrar nessa vida de ler... *-*
    então esse é o meu estilo favorito, não só por isso, claro que isso ajudou muito, mas esses livros me prendem, fico ansioso pra descobrir o porque dos assassinatos, enfim, já quero demais esse livro hahahaha
    tem tudo pra me agradar *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro esse gênero, acho que nunca vou enjoar haha *---* <3

      Excluir
  2. Parece ser um livro bem legal*-----*
    Adoro o gênero, pelo o que vc disse é um livro que te prende, mesmo não sendo tão eletrizante né,adoro livros assim, que vc não consegue mais larga ♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, é incrivel o quanto ele prende apesar de ser mais calmo, adoro isso!

      Excluir
  3. OMG! Eu necessito!
    Faz tempo que não leio um livro assim tão intenso e cheio de mistérios, amo triller e esse me deixou muito curiosa e animada pra ler. Ou seja, já furou a fila de desejados rsrs
    Amei a dica. Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom saber! *-* Então trate de ler logo e passe mesmo na frente de outros. hahaha

      Excluir
  4. Olá Dessa!
    Depois de ler Dias Perfeitos, estou há procura de algum livro Triller. Acho que encontrei o desejado!
    O livro parece ser muito bom, apesar da leitura ser lenta. Mas, como você mesma disse, tem alguns que precisam que seja assim.
    Adorei a resenha!
    Beijos,
    Ana M.
    www.vicioemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisam mesmo, e por isso a leitura é ótima, apesar de ser mais calma. *O*

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Oi Dessa,
    Com certeza é um livro que merece ser lido, mas particularmente, não gosto de livros com essa temática, parece ser muito pesado =(
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  7. Não faz muito meu estilo não..dessa vez passo :)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. OOOOOOOOOOOOOOOOOI *-* Tuuudo bem? Espero que sim, hahaha! ♥ Meu Deus, só pela capa, não hesito em dizer: esse livro foi feito pra mim, meu Deuuuuuuuuus! Sério que é meio parado? :c Uma pena, hahaha! Maaas, de qualquer forma, como você disse, envolve drama policial, o que é muuuuito bom! Hehehehe, sua cidade está fazendo 10º? Meu Deus, e eu achando que aqui em SP estava frio! Hahaha! Imagina que legal! Imaginar cena de neve e ficar com ainda mais frio... Que coisa boa essa que o autor conseguiu te passar, hahaha! Criar renas? o.O Uauahsuhsuhsa, uau! Ish! Logo no início tem a morte do criador delas? Haha! Hehe, personagens asquerosos? Sério? Eca, haha! Mas acho que uma boa história precisa de personagens assim, concorda? Haha! Apaixonei por sse livro. Já havia ouvido falar e fala sério, a capa é lindaaaa ♥ *-*

    BEIJOS INFINITOOOOOOOOOOOOS! ♥

    Juu-Chan || Nescau com Nutella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      É sim,, mas não um parado ruim. hahaha
      Achei muito legal o negócio de criar renas, nunca tinha lido nada do tipo. *-*
      E sim, precisa mesmo. Só gente boazinha não dá, né? rsrs

      Excluir
  9. Oi Dessa!
    Até pouco tempo atrás, esse livro não entraria para minha lista de desejados, mas dei a livros que tem um enredo parecido com esse, e gostei, na verdade gostei muito! Não conhecia esse livro, mas sua resenha me conquistou, com todos esses elogios é impossível não querer desvendar esses mistérios.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que você está começando a gostar do gênero. <3
      Livro mais que recomendado para você então. ;)

      Excluir
  10. Sou bem fã de thrillers e mesmo esse livro não me atraindo a primeira vista fiquei cheia de curiosidade lendo a resenha, e bem, agora quero este livro desesperadamente! rsrsrs Anotei aqui o nome, por que este vai entrar para minha estante!
    Bjs,
    Scar - My Little Wonderland

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha, imagino como deve ser passar quarenta dias sem o Sol, e logo quando ele aparece começa a ter assassinatos. Gostei de saber que ele é bem detalhado, como vencedor de 15 prêmios, e por haver mistérios realmente deve ser ótimo, mas ele não me chamou tanta atenção. Não gosto de thrillers, e isso impediu que eu tivesse vontade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que não te chamou atenção. :/

      Excluir
  12. Oiii
    Tenho gostado mais de livros do gênero ultimamente e este parece ser um ótimo lançamento.
    Me interessei pela história e gostei da resenha. Você gostou mesmo do livro!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi! Parece ser legal :)
    O último livro que li parecido com esse estilo literário foi Zona Morta, do Stephen King, e achei o máximo. Me interessei mesmo peça história, então acho que vou dar uma procurada pra ver se consigo achar um exemplar.
    Beijo

    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou procurar mais sobre esse que você falou. *-*

      Excluir
  14. Eu amo esse gênero de livros, e ele parece ser cheio de mistérios, mas prefiro livros com uma leitura mais envolvente. Ele entrou na minha listinha de futuras leituras, porem não no topo dela..

    Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  15. Vixe..... Ganhou 15 prêmios??
    intão deve ser bom esse livro, sem falar que é um ótimo
    gênero de livro, parabéns sua resenha ta muito boa...

    ResponderExcluir
  16. Oi, Dessa!
    Não conhecia o livro ainda, e realmente fiquei interessada na história.
    Depois que li meu primeiro thriller recentemente eu peguei gosto pelo gênero, e esse parece super interessante, ainda mais com tantos elementos diferentes na trama.
    O fato de nos apresentar sobre uma outra cultura, também achei bem legal. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Fer - http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, o que chama a atenção no livro é uma nova cultura apresentada, até então eu não sabia sobre ela. É sempre bom aprender coisas novas. <3

      Excluir
  17. Oii
    Esse livro parece ser tudo-de-bom!! Amei a sinopse e a capa! E sério que envolve tudo isso? Fiquei super curiosa! Vou adicionar aos meus desejados!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Envolve sim! Muito bacana a trama, a escrita do autor é envolvente, apesar de ser um pouco lenta a narrativa.

      Excluir
  18. Adoro Thrillers assim, não conhecia mas pela sua resenha já adorei.

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir