quarta-feira, 11 de junho de 2014

[Resenha] O guia do herói para salvar o seu reino

|
Autor: Christopher Healy
Príncipe Liam. Príncipe Frederico. Príncipe Duncan. Príncipe Gustavo. Você nunca ouviu falar deles, certo? Estes são os príncipes que salvaram a Bela Adormecida, a Cinderela, a Branca de Neve e a Rapunzel,­ e mesmo assim, graças aos bardos pregui­çosos­ que escreveram os contos, você provavelmente só os conhece como "Príncipe Encantado". Mas isso está prestes a mudar.
Rejeitados pelas princesas e expulsos de seus castelos, Liam, Frederico, Duncan e Gus­tavo se deparam com uma trama diabólica que pode colocar seus reinos em perigo.­ Agora, cabe a eles vencer todos os obstáculos, derrotar trolls, bandidos, dragões, bruxas e outros perigos para se tornar os heróis que ninguém imaginou que eles poderiam ser.
Christopher Healy nos conduz por uma jornada com quatro príncipes imperfeitos e suas princesas improváveis, em um mundo onde nada é o que parece ser — nem mesmo nossos clássicos contos de fadas.
O guia do herói para salvar o seu reino é o primeiro volume da saga Liga dos Príncipes.

Sou apaixonada por livro infantis/juvenis, e quando li a sinopse de O guia do herói para salvar o seu reino não deu em outra, precisava ler! Além de ser uma leitura leve e divertida, tem algo que eu gosto muito: contos de fada! Mas já aviso que é melhor você não esperar nenhum final feliz do jeito que conhecemos! O autor nos mostra algo completamente diferente, onde a narrativa não foca nas princesas, e sim, nos príncipes. Aposto que você nunca parou para pensar em qual é o nome de cada príncipe dos contos, certo? Eu particularmente não lembro o de nenhum! Mas, os Príncipes Encantados têm sim um nome!

Os bardos (aqueles que escrevem as músicas) além de não colocarem o nome verdadeiro deles, ainda dão os créditos às princesas, tornando-os motivo de chacota muitas vezes. É então que iniciamos a leitura conhecendo: Frederico, um jovem tão protegido pelo pai que acabou temendo a própria sombra, ele é o tal príncipe da Cinderela. Gustavo, que quase ajudou a resgatar Rapunzel, ele é um brutamonte que age sem pensar, tornando a aventura muito mais perigosa. Liam, que é o mais próximo do estereótipo de príncipe, mas que sofre com o temperamento de Bela Adormecida, a quem é obrigado a casar. E tem Duncan, aquele que salvou Branca e Neve, um sujeito muito esquisito e atrapalhado, que tem uma sorte danada (mas não é magico, apesar de ele achar!).

- Ah! - exclamou Frederico. - Bom, adeusinho, crianças! - disse acenando para a mulher e seus onze filhos. Porém, antes de conseguir fazer com que o animal seguisse Gustavo pela estrada, a égua ainda rodeou em círculos umas três vezes.
- Hum - resmungou Rosilda - Esses são os caras com quem todas sonham em casar? Não entendo.

O grupo mais improvável possível acaba se unindo para combater uma bruxa malvada e mostrar que eles são heróis sim, porque não? Não que esse fosse o plano inicial deles, de jeito nenhum, mas depois de alguns amores frutados, eles se vêem obrigados a mudar as histórias que cantam sobre eles.

O que eu achei legal é o nome de cada capítulo, sempre O Príncipe alguma coisa, cada título já é engraçado, então imaginem a história!


O autor construiu muito bem cada personagem, e com cada um de uma personalidade diferente só deixou o livro mais engraçado ainda. Mas não são só os príncipes que não são como imaginamos, as princesas também tem suas peculiaridades! No início cada um se atura, mas conforme vamos lendo, presenciamos o amadurecimento individual de cada um deles e também no grupo em si. 

Uma história que vai te divertir com certeza, a narrativa do autor te provoca e conta coisas que vão acontecer só lá adiante, deixando a leitura dinâmica e interativa. Adorei saber que é o primeiro de uma série, e mal posso esperar para ler a continuação, gostei muito de acompanhar a aventura desse quarteto.

 

A edição está linda por dentro, a editora caprichou. Cheio de ilustrações sobre as cenas ou personagens, o que torna a característica de cada um mais engraçada ainda. Leitura recomendada para crianças e adultos!

- Cinderela, jogue suas tranças!
Ella olhou surpresa.
- Mas meus cabelos não passam dos ombros!
Gustavo recuou até Frederico e encolheu os ombros.
- Esse é o único truque que conheço. Estou sem ideias.

19 comentários:

  1. Olá, Dessa
    Adoro livros Infanto-juvenis e contos de fadas. Adorei a premissa desse livro. Sempre vemos as princesas e nunca a versão dos príncipes. Com certeza, quero ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro também! Acho uma leitura leve pra passar o dia lendo. <3

      Excluir
  2. Oi, Dessa.
    Gostei de sua resenha sobre o livro, não conhecia, mas logo que bati os olhos na capa me interessei.
    Ao menos pela foto a mesma parece linda, e o trabalho nas páginas também me pareceu bacana. Sobre seu ponto de vista sobre a história achei bacana e sincero. Muito bom quando gostamos da histórias, vemos os personagens realmente bem construídos. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de livros voltados para o público infantil.Só não sei se eu leria esse.
    Quanto a capa e as ilustrações achei ótimas!

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, rindo uito desses nomes de capítulos flor, esse ivro com certeza eu leio, afinal a gente tem de vez ou outra vestir a capinha de 12 e 13 anos e deixar nossa imaginação e leitura se deliciar com leituras mais leves! Amei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo o livro é engraçado! Personagens, títulos, capa... Adorei muito o livro.
      Sou uma eterna criança! :P

      Excluir
  5. Gente, esse livro está mesmo lindo.
    Se eu chorei de rir só com os títulos dos capítulos, imagine com o livro?
    Adoro releituras de contos de fadas, mas nunca parei para pensar muito nos príncipes. Eles estavam lá só para as histórias terem um final feliz, certo? E ninguém tem um "felizes para sempre" se terminar de forma solitária, haha. Amei a ideia do autor de focar a narrativa nos nossos "Encantados". Fiquei mega curiosa com o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, tudo é muito engraçado. Eu adorei!
      Sim, muito bacana o destaque nos príncipes que até então ninguém dava bola. :P

      Excluir
  6. Oi Dessa..
    Parece ser uma história bem gostosa de ler.
    Apesar de não curtir muito infanto-juvenil é uma boa dica.
    Nunca parei para pensar mesmo no nome de cada príncipe dos contos de fadas.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Óin que fofo. E eu parei pra pensar se eu lembrava o nome de algum principe e só lembrei do Encantado, que era pra ser o principe da Fiona, kkk. Super shoq a iniciativa desse autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, eu não lembrava de nenhum! :P Coitados!

      Excluir
  8. "- Cinderela, jogue suas tranças!
    Ella olhou surpresa.
    - Mas meus cabelos não passam dos ombros!
    Gustavo recuou até Frederico e encolheu os ombros.
    - Esse é o único truque que conheço. Estou sem ideias."


    Ain eu amei esse quote, já dá pra perceber que o livro é bem engraçado, tbm adoro livros infantis, mas é meio difícil achar um bom, que não trate o leitor como um bebê! !! Hahahaha

    ResponderExcluir
  9. Que livro mais fofo! Sobre contos de fadas, li Veneno esse mês. E acho que esse livro é completamente o oposto uma vez que o primeiro é cheio de cenas picantes e esse é bem infantojuvenil. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é bem mais infantil mesmo, mas vale a pena ler, muito divertido!

      Excluir
  10. Adorei!! Sou louca por contos de fada e suas releituras. Achei a capa muito fofa e a ideia de contar as história de cada príncipe muito original!! Com certeza quero ler, adoro livros infanto-juvenis!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei bem original também, estou ansiosa para a continuação! *O*

      Excluir