domingo, 4 de maio de 2014

[Resenha] Mitral, o esconderijo do mundo

|
Autora: Thayane Gaspar Jorge
Selena é uma adolescente americana que nutre um sentimento muito forte pelo seu melhor amigo, Lorenzo. Porém, eles se veem obrigados a se separar quando uma guerra devastadora começa nos Estados Unidos e se alastra pelo mundo inteiro. Sem saber quem são os inimigos, os aliados e pelo que lutar, as pessoas se alojam em bunkers chamados Mitrais. Dentro de um desses Mitrais, observamos Selena e seus familiares travarem uma luta diária com as reflexões que fazem a respeito da violência, religião, justiça, amor e amizade. O mundo está acabando lá fora, mas a verdadeira batalha é manter vivo o que você sente por dentro.





Solicitei esse livro há tanto tempo que nem lembrava mais qual era a história, culpa do Correios... Assim que ele chegou aproveitei que ele é fininho e iniciei a leitura, e bem, me surpreendi! Por isso que gosto de começar um livro sem saber o que esperar dele. Mitral tem o tipo de trama que faz você não desgrudar um minuto. Me envolvi muito com a história criada pela autora.

Conhecemos Selena, uma jovem com pai, mãe, irmã e amigos, que de repente se vê no meio de uma guerra. Uma guerra que ninguém sabe quem é inimigo e amigo. Cidades são bombardeadas sabe-se lá por quem e por qual motivo. Só há medo e instinto de sobrevivência, eles ficam muito tempo vivendo nesse conflito, até que surge militares que os levam para os Mitrais, lugares subterrâneos que servem para proteger as pessoas da guerra. 

Selena acaba ficando em um Mitral diferente da do seu melhor amigo, Lorenzo, por quem nutre uma grande paixão. E apesar de parecer pela sinopse que a trama é focada no amor dos dois, não é! Ela é apenas um pano de fundo, porque o que realmente vemos no livro é como sobreviver a uma situação dessas. Claro que presenciamos o desalento de Selena por não saber como Lorenzo está, se está vivo ou não, o que a leva a ser egoísta algumas vezes. Porém, a narrativa tem toda intensidade que se encontra em momentos de horror. Saber quem está te atacando já é ruim, agora imagina não saber.

Eu não o pressionava, não acreditava que podíamos sequer nos apaixonar. Eu achava o mundo grande demais para gostarmos de apenas uma pessoa. Devíamos gostar de uma pessoa a cada dez dias, a cada estação, a cada ano. Gostar delas só enquanto nos fizessem bem, e quando nos deixassem mal, deixaríamos de gostar. 

A autora criou uma trama envolvente, mas que no fim não respondeu a questão: Quem começou a guerra e porquê ela surgiu? Isso pode ter deixado a história confusa, mas eu realmente não pensei dessa maneira, eu achei impressionante. Acompanhar o dia-a-dia das pessoas em um abrigo onde não há contato com o mundo exterior é sufocante, não que eles não possam sair, é que eles não querem se deparar com a violência e as mortes. Eles precisam racionar comida, pois não sabem quando tudo vai acabar e se é que vai...

A narrativa da autora é adorável, me envolvi tanto que sofri junto com Selena. É o tipo de livro que faz você refletir sobre tudo na vida, afinal, para Selena, podia ser a última vez que ela veria os pais, teria a oportunidade de falar que ama seu melhor amigo, entre outras coisas. Recomendo a leitura!

- Nem sempre as coisas que nos pertencem ficam com a gente.

40 comentários:

  1. Uau! Adorei a sinopse e a resenha! Mas pelo que me parece ficaram muitas questões não resolvidas - apesar de como você disse esse não é o foco da narrativa -, mas terá uma continuação?
    Nunca tinha ouvido falar deste livro e parece ser bem diferente de tudo que já li, tô ansiosa!
    Beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficaram mesmo, mas nem por isso foi um livro ruim. Acredito que pelo final não tem continuação. :/

      Excluir
  2. Não conhecia o livro mas adorei a sinopse! Não seria um dos livros que eu ficaria com vontade de ler de cara mas achei esse bastante diferente. Beijos.

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostei da história do livro e bastante curiosa depois de sua resenha positiva.
    Tenho preferido livros mais curtos pela ânsia de ler outros livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro e bem curtinho, e a leitura rápida, você vai adorar então! :D

      Excluir
  4. Oii...
    Primeira vez que vejo o livro, mas gostei . Porque curto livros que levantam reflexões e tal.
    Que bom que recomendou a leitura..
    Curiosa..


    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ah, acabei me interessando pela história. Apenas quando você falou sobre falta de respostas senti uma quedinha na empolgação que se instalava. Acho que isso pode me incomodar bastante :/ De qualquer forma, acho que ainda leria para ter contato direto com a história.

    Beijos!
    Tantos livros interessantes! *o* A Escolha não me empolga muito, meu maior interesse é finalizar a trilogia. O Feitiço Azul será releitura, pois já li até o quarto livro da série Bloodlines em inglês por culpa da ansiedade. Claros Sinais de Loucura e Grafitti Moon também entra para minha lista, mas não sei quando conseguirei lê-los, infelizmente :(

    Beijos!
    http://www.ultimoromance.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente desanimaram esses pontos, mas no fim vemos que não fazem tanta importância para a história!

      Excluir
  6. Caramba.
    Adorei o enredo do livro e fiquei mega curiosa pra desbravar as suas páginas.
    O enredo é interessante, mas já percebi que minha curiosidade não vai ser saciada, haha. Quem começou a guerra e porque? Acho super genial quando um autor conclui o livro e não nos conta exatamente tudo o que passou. Fica uma lacuna onde nós mesmos deveríamos preencher, ou sei lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é essa a grande questão, quem? rsrs
      Mas o livro é ótimo!

      Excluir
  7. Oi Dessa, tudo bem?
    Que título diferente, e a capa da um tom de mistério, adorei.
    Nossa, parece ser um enredo super tenso, gostei muito da história. E talvez, a autora não tenha dado a resposta d propositalmente, pois se formos pensar bem, qual é o sentido das guerras, violência, fome, doença? Eu ainda não descobri.
    Quero muito ler esse livro agora.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, vendo por esse lado... Mas não me refiro tanto ao motivo, mas sim, quem. Isso não é bem explicado. :/
      Leia mesmo!

      Excluir
  8. Oie Dessa,
    Infelizmente este não faz muito o meu estilo de leitura.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, Dessa
    Não conhecia esse livro, mas gostei bastante da sua resenha. Achei super interessante. Fiquei curiosa sobre a guerra e como é esse mitral. Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  10. Por vezes as narrativas ficam confusas por causa da organização e de alguns pontos que devem ser esclarecido e, por algum motivo, passam despercebidos. De qualquer forma parece ser uma história envolvente.

    Beijos,
    Blog | Youtube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história é muitooo envolvente, apesar do que citei. Vale a pena ler!

      Excluir
  11. Adorei sua resenha! ! ! !

    Achei o livro perfeito,a história bem interessante, apesar De não ter gostado da capa .

    ResponderExcluir
  12. Odeio livros que deixam a pergunta com mais enfase em toda a história sem ser respondida. Para ser sincero de cara o livro não me chamou atenção e esse fato de não se totalmente explicado certos pontos me desanimou totalmente.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena, pois apesar disso, a trama é gostosinha de ler, sabe? *-*

      Excluir
  13. Oiee ^^
    Acho que eu acabaria não curtindo muito o final, já que a autora deixou a pergunta no ar sem respostas. Já tinha visto esse livro, mas nunca parei para ler a sinopse ou conhecer mais. Vou ver se o leio ^^
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. O livro parece ser bom,
    com personagens e uma história bem construída,
    porém não me interessei muito, em um contexto geral o livro não me
    chamou muito a atenção. Adorei sua resenha.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse livro parece ser bem legal em???
    gosto de historias do tipo, acho que vou na sua onde e lê-lo tbm :P

    ResponderExcluir
  16. Oie, tudo bom?
    Livros que se passam em ambientes tão fechados dão uma certa claustrofobia. Brilho, por exemplo, passa-se no espaço e não tem como fugir daquilo. Eu não conhecia o livro, mas acho que iria gostar da leitura.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou curiosa para ler Brilho, espero gostar!

      Excluir
  17. Já li este livro e ele é adorável.
    Se ainda não Princesa de Gelo, creio que irá gostar.

    Beijos!
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Boa sinopse!!
    Nunca li o livro, um dia eu fiz uma lista bem grande de livros que eu queria, e guardei. Me esqueci da lista e quando achei eu não me lembrava nem de metade dos livros e quando pesquisei pela sinopse eu fiquei pensando de onde eu tinha tirado um livro tão bom kk
    To com uma vontade grande de perguntar se ela morre no final mas acho melhor não KK
    http://zombieesvg.blogspot.com.br/**

    ResponderExcluir
  19. Flor adorei a resenha, na verdade quando li a sinopse já havia gostado e muito, daí quando vi sua análise do livro gostei muito mais, e como andam ruins os serviços dos Correios né??? Adorei o quote que você separou, acredito que no auge de seus pensamentos de tristeza e mundo se acabando esse pensamento de amar cada pessoa a cada dez minutos se torna bonito, se tirarmos dele alguma lição, achei lindo e poético!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é lindo mesmo! Me apaixonei pela história! Pena que acabou tão rápido. ):

      Excluir
  20. Não curti muito a história do livro, espero que tenha outros que eu goste.
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  21. Achei a capa bem legal, mas também não curti muito a história. Acho que não é meu estilo de leitura.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  22. Gostei da capa, e amo livros desse gênero, mas eu realmente não curto aquele tipo de história em que o autor deixa pontas soltas. Esse livro é único? Ou é uma série?
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É único, por isso acho que vale a pena ler e tirar suas próprias conclusões! :D

      Excluir
  23. Olá Dessa!
    Eu tenho esse livro, comprei na bienal daqui do Rj, mas por pura falta de tempo ainda não li, agora vou ter que pegá-lo imediatamente, fiquei mega curiosa em conhecer melhor a história.
    Beijos

    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça isso! Depois vem dizer o que achou. :D

      Excluir
  24. Oi Dessa, eu não conhecia esse livro ainda e nossa que historia hein, eu adorei a sua resenha, e fiquei super curiosa para ler ele, realmente as vezes é super legal pegar um livro para ler que você não sabe nada sobre ele, assim podemos os surpreender, obrigada pela dica, esta super anotada.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  25. Essa resenha me lembrou "Silo" :B
    Não leria pq a autora não explicou o pq. Isso provavelmente me irritaria bastante e eu classificaria-o como ruim.

    ResponderExcluir