sábado, 26 de abril de 2014

[Resenha] Um amor do passado

|
Autora: Marlene Saes
Na adolescência, Mariana engravida de Renato, seu primeiro amor. O rapaz, por sua vez, deixa a cidade depois de tomar conhecimento do fato. A mãe de Mariana busca uma “fazedora de anjos” para pôr fim à gravidez da filha, sem saber que essa atitude desencadearia consequências sérias. Anos depois, Renato reaparece na cidade e traz à tona as lembranças que tanto atormentaram Mariana. Ela agora está casada com José, que desconhece o passado da esposa. Deveria ela contar a verdade ao esposo? Enquanto isso, no invisível, Fernando, o espírito abortado, trama o mal daqueles que impediram seu nascimento.



Pela sinopse achei que o livro ia ter uma trama pesada e intensa, mas pelo contrário, a leitura foi muito envolvente e a história apesar de falar de algo triste que é o aborto, também fala de perdão. Por esse motivo foi uma leitura bem leve e comovente. Não estava esperando por isso, achei que ia ser algo mais cruel, mas a autora focou bastante em reparar os erros do passado e aprender a conviver com o que lhe foi dado como consequência destes erros.

Mariana é casada com José, mas no passado, quando tinha 15 anos teve um curto relacionamento com Renato, irmão de sua melhor amiga. Ela acabou engravidando, e quando foi pedir ajuda de Renato, ele fugiu, voltou para a capital e deixou-a sozinha. Desamparada, resolveu pedir ajuda de sua mãe, Joana, esta surgiu com uma ideia: abortar. E foi assim que levou a filha até dona Ditinha, uma parteira, e lá fez o aborto. Anos se passam, e Mariana e José não conseguem ter um filho, e certo dia, ela descobre que Renato voltou para a cidade, e assim, surgem várias dúvidas no seu coração, entre elas contar a verdade para seu marido.

Nesse meio tempo o espírito que teve sua reencarnação negada, surge para tornar a vida das pessoas responsáveis por seu aborto um inferno. Entre elas está Joana, mãe de Mariana, que já morreu, mas que sofre no plano espiritual em um lugar escuro e solitário que ele a colocou. Esse espírito conforme vamos lendo se chama Fernando, e lhe foi negada mais de uma vez a vinda para a Terra, é por esse motivo que ele nutre tanto ódio e faz de tudo para o casamento de Mariana e José não dar certo.

"Aqueles que querem se livrar do compromisso encontram um caminho para tentar justificar o ato criminoso! E assim acham que estão em paz consigo!"

Mariana era muito jovem na época, e lhe faltou apoio para não fazer a coisa errada. Acho que é o que acontece com a maioria das jovens, né? Apoio dos pais, do namorado, enfim... A culpa por abortar não poderia ser só dela, sua mãe teve grande parcela nesse ato. Joana tinha medo do que as pessoas iriam falar e como seu marido reagiria, por isso fez o que fez com a filha. Mas, e Renato? Será que se ele não tivesse abandonado Mariana nada disso teria acontecido? É bem provável.

Todos cometemos erros que gerarão consequências, mas sempre haverá um jeito de se redimir. E Mariana consegue isso. Um amor do passado mostra que o perdão é o melhor caminho para começar a corrigir os erros. E como sempre, nessa trama, todos personagens estão interligados de vidas passadas, e todos voltaram para resgatar algo. É uma história linda, certamente, e nos faz refletir sobre diversas coisas.

26 comentários:

  1. Parece ser uma história muito bonita. Tenho essa fixação por livros tristes e acho que concordo com você: a culpa não é só dela. Claro que devemos criar consciência dos nossos atos e agir com precaução, mas a falta de orientação e carinho pode muito bem interferir nisso. Gostei muito da resenha, espero poder ler este livro, fiquei curiosa :)

    Beijos, Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, apoio das pessoas que você ama é muito importante!

      Excluir
  2. Amei a resenha e fiquei super interessada no livro. Também acho que faltou apoio e orientação para Mariana, aborto é sempre um assunto muito delicado... Parece ser uma história linda e muito triste também, cheia de lições e muito amor!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você disse tudo, uma trama linda mesmo, que ensina vários valores muitas vezes esquecidos.

      Excluir
  3. Caramba. Esse é mesmo um tema forte. Apesar de viver falando que não leria um livro dessa editora por não gostar de romances espiritas, fiquei bem curiosa com o enredo deste, pelo fato de tratar sobre aborto.
    É um tema pouco visto na literatura e um tema do qual tenho bastante interesse. Só preciso preparar o espírito pra ler o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, acho que é importante deixar isso de "ah livro espirita" e ler, pois tem ótimas lições para e tirar dele, viu?

      Excluir
  4. Minha irmã é espírita, e leio sempre os livros que abordam esse tipo de tema,por influência dela.
    Achei interessante a resenha do livro e quem sabe eu leia!?

    ResponderExcluir
  5. Gostei da premissa do livro,
    já li muitos livros espiritas, mas acabei cansando do gênero, as histórias
    mudam personagens e locais, mas a base é sempre a mesma. Então acredito que não leria esse
    pelo menos não por agora, deixa eu dar um tempinho, quem sabe mais pra frente.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Hummm... acho que não vou gostar muito desse... ao menos não agora, não estou em um clima para leituras com temas pesados (mesmo vc falando que foi envolvente e leve). =/

    Mas foi legal ter uma noção do que trata o livro, assim evito comprar algo que posso não gostar. Quem sabe em um momento futuro?? ~.~'

    Boa leitura!

    Cássia Lima
    Vivendo um sonho por dia
    ou
    No Wordpress: Vivendo um sonho por dia

    ResponderExcluir
  7. Amo histórias espíritas. Elas nos trazem lições de vida incríveis.
    Este me conquistou pela sinopse e a sua resenha me deu a garantia que será uma leitura gratificante. Aprender a perdoar. Esta deveria ser nossa meta pois quem perdoa ama.
    Vai para minha listinhaaaaaaaaaaaaaa de desejados com toda certeza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro livros espíritas, sempre tem temas lindos. *O*

      Excluir
  8. Oiee ^^
    Não gosto de histórias espiritas, é um dos poucos gêneros dos quais eu não chego nem perto. Acho que eu não leria esse livro de jeito nenhum :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Vou ter que ser sincera Dessa, não leria esse livro de maneira alguma.
    Não por ser espirita - que também não sou chegada - mas pelo o que você disse ele não tem nada do que procuro nas leituras, não é meu estilo não x.x
    Beijos
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus, esse livro parece ser muito bom! Contudo, sou bem pé atrás com livros espiritas, é um negócio complicado... Mas a capa é linda e com certeza deve ser bem triste de acompanhar, de certo modo....

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Muito interessante a historia do livro, aborda um assunto que precisa ser tratado com muita atenção, o aborto, realmente a sinopse do livro parece muito forte e intensa, ja li 1 livro com esse tema espirita, nao é um estilo que gosto, mas o livro que li foi bem interessante, eu li ele pq meu pai achou dentro de um ônibus e me deu... :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, ue bacana. Acho que tem que dar uma chance pra esse tipo de leitura, pois é bem lindo os livros. *-*

      Excluir
  12. Não sei se leria o livro, não me chamou atenção. Tem um tema interessante, mas como você disse, podemos esperar uma coisa do livro e vamos encontrar na verdade uma coisa mais calma, já que fala de perdão. Como eu disse, não sei se eu leria, talvez.

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Esse é um daqueles livros que eu leria pela capa, que é muito linda. Mas também gostei da história e dos temas que a autora aborda. Aborto é um assunto muito difícil. Acho que vale a pena ser lido.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Flor esse é um livro espírita, mas é bem romanceado, as vezes eu leio, mas não todos, pois alguns tem um teor mais forte, e eu até gosto. Sou espírita, mas mesmo assim nunca consegui ler Memórias de um suicida, porque é forte e muito intenso, trazendo sérios pensamentos na gente! Mas adorei a dica e vou ler som certeza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conhecia esse livro. Tem alguns que são bem pesados de ler, né? :/

      Excluir
  15. Fiquei muito curiosa com esse livro, assim que li a sinopse logo pensei em sementes no gelo, do André Vianco, que fala algo parecido com a almas de crianças (no caso dele são as que estão em vidros para inseminação artificial).
    Vou procurar saber mais sobre ele, pois o tema é muito bacana, ainda mais quando envolve um amor do passado e um novo amor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia desse livro do autor, me interessei! *-*

      Excluir
  16. Sou contra o aborto e acho muito fácil dizer que é "a favor" depois que você já nasceu.. Uma gravidez na adolescência pode até ser algo visto como ruim, mas de qualquer forma, independente de classe social, opiniões dos outros, a moral da menina e da familia que foi afetada, abandono de estudo ou de um futuro promissor que terá fim ao ser parado pela gravidez, estamos falando de uma VIDA. E uma vida não pode ser negligenciada por causa de pequenos fatores sociais e econômicos..
    É um tema complicado e que mexe comigo, pois adoro crianças e odeio injustiças.
    Acho que leria o livro.
    bj, dréa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, acho horrível países em que o aborto é legal. Isso só da mais chance de as pessoas fazerem, pois é algo "indicado"

      Excluir
  17. Tinha lido a sinopse deste livro quando estava quase lançando e achei muito interessante, pensei que seria algo mais focado em vingança e também me surpreendi ao descobrir, através de sua resenha, que o livro é bem mais leve e foca no emocional e no perdão. O enredo não deixa de me deixar curiosa, gosto muito de livros que passam uma mensagem ao leitor e esta é linda, fiquei com vontade de ler também. :)
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, no início tem meio que uma vingança, mas é bem focado mesmo no perdão, linda a história!

      Excluir