sexta-feira, 4 de abril de 2014

[Novidades] Tordesilhas

|

Boa tarde! Conheçam os novos lançamentos da editora. Curti bastante a sinopse de Os bons suicidas, não cheguei a ler o livro anterior dele, mas vi vários comentários positivos, então estou ansiosa para conhecer seu trabalho.



Ainda adolescente, o escritor húngaro Imre Kertész sentiu na pele o horror imposto pelos regimes totalitários. Preso pelos nazistas por causa de sua origem judaica, ele foi deportado para o campo de concentração de Auschwitz e depois para o de Buchenwald. Libertado pelo exército soviético, tornou-se comunista e, mais tarde, um dissidente do regime. Não é de espantar, portanto, que toda a sua obra seja dedicada a explorar a experiência dolorosa de viver sob a opressão e a arbitrariedade. História policial foi publicado em 1977, quando na Hungria havia apenas editoras estatais. Para driblar os censores, Kertész localizou sua história num país sul-americano fictício e sem nome. Antonio Martens, policial a serviço da repressão, está preso após a queda do regime ao qual servia, presumivelmente por crimes contra os direitos humanos. Na cadeia, pede permissão para escrever suas memórias, e de seu relato emerge a história de Federico e Enrique Salinas, pai e filho, ricos comerciantes locais, presos e torturados pela equipe de Martens. A narrativa é complementada por uma segunda voz, a do próprio Enrique, por meio de trechos do diário que escreveu e que está agora em poder de Martens. Enrique é um jovem idealista,inconformado com a ditadura que se instalara no país. Apesar da vida abastada e protegida, decide que não pode ser complacente com o que acontece à sua volta e que precisa agir – para o desespero de seu pai. Já Martensé um desajustado – era um policial comum até ser transferido para o órgão de repressão à resistência – que sofre com dores de cabeça periódicas que parecem relacionadas às suas dúvidas morais.Depois da morte da velha ideologia, Martensvive dominado pelo medo, enquanto espera a sua provável execução. Referindo-se o tempo todo à “logica” dos eventos, que para ele é uma espécie de destino, remete-nos à tese da filósofa Hannah Arendt segundo a qual os maiores crimes da história não foram cometidos por monstros, mas por pessoas comuns enredadas numa ordem burocrática.

SOBRE O AUTOR
Imre Kertész nasceu na cidade de Budapeste, em 1929. Descendente de judeus, foi prisioneiro em Auschwitz e Buchenwald. Trabalhou como jornalista e tradutor antes de publicar seu primeiro romance, Sem destino. Também é autor de Kadish por uma criança não nascida,Liquidação e A língua exilada. Em 2002 foi agraciado com o Prêmio Nobel de literatura “por uma escrita que resguarda a frágil experiência do indivíduo contra a bárbara arbitrariedade da história”.

Em seu romance de estreia, O verão das bonecas mortas, o espanhol Toni Hill conquistou crítica e público com sua capacidade de criar uma história envolvente com final impactante. Neste segundo livro, ele comprova que veio mesmo para ficar. Em Os bons suicidas reencontramos Héctor Salgado, inspetor da polícia de Barcelona, um
homem de cabeça quente e reações viscerais. No meio de uma madrugada insone, ele é informado do suicídio da secretária de uma grande empresa de cosméticos numa estação de metrô da cidade. Durante a investigação, descobre que, meses antes, outro funcionário da companhia também havia se matado, levando consigo a mulher e a filha. Sara e Gaspar – são esses os seus nomes – tinham participado de um desses treinamentos de RH para melhorar a comunicação e a interação entre o grupo. Mas algo acontecera ali – disso o inspetor Salgado não tinha dúvida – algo que agora os ameaçava e que era grave o suficiente para mantê-los presos a um pacto de silêncio. Enquanto isso, a inquieta agente Leire Castro, subordinada de Héctor, aproveita a licença-maternidade para investigar por conta própria um desaparecimento ligado à vida pessoal do chefe. Com personagens ricos em matizes e um ritmo vertiginoso, Toni Hill consegue prender a atenção do leitor desde a primeira linha, conduzindo-o com firmeza até o final inesperado e desconcertante.

SOBRE O AUTOR
Toni Hill nasceu em 1966, na cidade de Barcelona. Graduado em Psicologia, Toni Hill é tradutor de obras literárias há mais de dez anos e colaborador do meio editorial. Como romancista, estreou com o sucesso O verão das bonecas mortas, publicado em 2013 pelo Tordesilhas. Os bons suicidas é seu segundo livro.

37 comentários:

  1. Não curti muito os livros não, o que é bom para o meu bolso, já que estou "me guardando" para a Bienal. Até agora tenho me mantido forte, sem nenhuma compra esse ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, a Bienal é ótima para comprar livros mesmo! *-*

      Excluir
  2. Não li nenhum livro do autor , mas eu daria uma chance. Gosto do gênero.. talvez eu lesse um para ai sim decidir minha opinião sobre ele..
    bj, dréa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá uma chance mesmo! Adoro o gênero. *-*

      Excluir
  3. Gostei da sinopse dos livros, fiquei bastante curiosa :)

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  4. Oi! Gostei da sinopse de Os Bons Suicidas. Não conhecia o livro, apesar de já ter ouvido falar do autor e de seu romance de estreia.

    Um beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Aguardo a sua visita! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li o anterior do autor e é maravilhoso! <3

      Excluir
  5. Não gostei muito dos livros e nem das sinopses, eles realmente não fazem meu estilo!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não conheço o autor e pelas sinopses eu leria o segundo sem sombra de dúvidas, já o primeiro me desperta algo meio histórico demais(estressei na época de escola) e por conta disso tenho tentado fugir de leituras que sejam tão abrilhantadas de material escolar!!! Gosto muito de policiais, adoro a mania de ficar procurando desvendar o que acontece antes de terminar livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro livros policiais <3
      Li o verão das bonecas mortos do Toni e é simplesmente ótimo, você adoraria!

      Excluir
  7. Gostei das indicações, se tiver a oportunidade, vou ler.

    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Me conta o que achou quando ler.

      Excluir
  8. Não curti os livros, mas valeu pelas indicações. Vou aguardar novas pra ver se eu curto!

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica de olho nos próximos lançamentos então! :D

      Excluir
  9. Não gostei muito dos livros. Os bons suicidas até parece interessante, mas também não li o primeiro :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, leia então! É maravilhosa a trama <3

      Excluir
  10. Esses livros <333 Meu Deus, parecem muito bons! Primeiro que, o primeiro escritor presenciou a Segunda Guerra Mundial!!!! Já ganhou meu voto (sou a obcecada por isso tudo). E olha o título do segundo: Os bons suicidas. Fico imaginando como é um bom suicida. Oh, isso é interessante... (risos)

    Beijos
    apenaseueasmemorias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimos lançamentos, né? *---*
      Também fiquei interessada nos dois. rsrs

      Excluir
  11. Os bons suicidas! Estou louca para ler este livro, me parece muito bom! Quanto ao História policial, devo dizer que fiquei um tanto curiosa!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou, ainda mais que adorei o primeiro!

      Excluir
  12. Gostei da sinopse de Os bons suicidas. Parece que vai fundo na mente do leitor.

    ResponderExcluir
  13. Olá querida!
    Infelizmente nenhum livro me atraiu.
    Beijos

    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
  14. As novidades parecem ótimas! A sinopse de História Policial me interessou! :)

    ResponderExcluir
  15. Achei muito interessante a capa de "Os bons suicidas", mas nenhuma das duas histórias me atraiu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que pena. Quem sabe com as resenhas...

      Excluir
  16. Oi, eu ainda não li nenhum livro da editora, mas gostei bastante das novidades, Os bons suicidas parece ser um bom livro, irei aguardar resenhas.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  17. Oi, eu ainda não li nenhum livro da editora, mas gostei bastante das novidades, Os bons suicidas parece ser um bom livro, irei aguardar resenhas.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A editora tem ótimos lançamentos, viu? Leia algum! ;)

      Excluir
  18. Gostei da sinopse de Os bons suicidas, vou ficar de olho para ler esse livro ;)

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia esse autor. Me parece que ele aborda temas bem fortes e políticos,por toda sua história de vida.
    Talvez eu ainda leia alguma obra dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não conhecia, mas fiquei bem curiosa sobre a obra. *-*

      Excluir