quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

[Resenha] Réquiem para um assassino

|
Autor: Paulo Levy
Parecia uma manhã como outra qualquer na pequena Palmyra, uma cidade histórica no litoral do Rio de Janeiro. A caminho do trabalho, o delegado Joaquim Dornelas se espanta com um movimento incomum nas ruas. Diante da Igreja de Santa Teresa e da Antiga Cadeia, no Centro Histórico, uma multidão observa o corpo de um homem atolado na lama seca do canal. Ninguém sabe como o corpo foi parar lá. Não há sinais de arrasto, marcas de barco, violência, ferimentos, nada. Apenas um band-aid na dobra interna do braço esquerdo. Abandonado pela mulher e longe dos filhos, o delegado Dornelas, um tipo humano, amante de cachaça e de mingau de farinha láctea, se envolve de corpo e alma no caso em busca de salvação. Sem aviso, a irmã do morto e um vereador poderoso aparecem para dar informações importantes sobre o que se tornaria um caso de dimensões bem maiores do que Dornelas poderia imaginar. Aos poucos se revela uma complexa teia de interesses envolvendo a política, o tráfico de drogas, a prostituição e a comunidade local de pescadores. A intuição aguçada, a cultura e o conhecimento das forças que movem a natureza humana permitem ao delegado Joaquim Dornelas se mover habilmente pelo emaranhado de fatos e versões que a trama apresenta. O que a princípio seria mais uma investigação na sua carreira, se torna para o delegado uma jornada de transformação pessoa.

Recebi Réquiem para um assassino em parceria com a editora Bússola, e o Paulo ainda foi muito querido e o autografou. Esse é o primeiro livro com o Delegado Dornelas, e apesar de eu ter começado pelo segundo, Morte na Flip, percebi que não perdi nada importante, então dá para ler tranquilamente fora da ordem de lançamento. Adoro romance policial, e amei o outro livro, então quando vi que tinha outra história com o nosso querido Delegado Joaquim Dornelas fiquei ansiosa demais para ler! 

A trama se desenrola a partir de um corpo achado na lama em um ponto turístico de Palmyra, cidade do Rio de Janeiro. O estranho de tudo é que não há nenhum ferimento que poderia declarar como o homem morreu. O possível assassinato atrai a mídia da cidade, e o delegado se vê pressionado para investigar e dar um fim ao caso. Há uma ligação feita ao vereador da cidade, que conta que o homem achado era um traficante, a partir daí as coisas pioram para Dornelas, ele percebe que não é tão simples assim, e ao tentar achar o assassino se vê em algo maior e bem planejado que tem como coadjuvantes pessoas importantes e perigosas. 

O autor interliga todos os personagens de um jeito ou de outro, acho que na maioria dos romances policiais tem isso, né?, todos são importantes ao caso, e vemos que o delegado precisa desenrolar com cuidado a história e o emaranhado de suspeitos. Nesse meio tempo temos um leve romance entre Joaquim e Dulce, a legista, bem leve MESMO já que o delegado não consegue se ver em outro relacionamento depois de se divorciar, mas que pelo menos quebra um pouco a tensão. 

Nem preciso falar que adorei o livro, né? O Paulo conseguiu me deixar cega até o fim, não fazia ideia de quem era o assassino e essa é a parte que eu mais gosto nas minhas leituras deste gênero, chutar um monte, no final estar errada e ficar "omg, como não pensei nele(a)?", rs. 

A narrativa é muito envolvente, claro que uma boa história policial ajuda também, terminei rapidinho. Apesar de ter uma investigação acerca do assassinato achei a leitura descontraída , com alguns momentos até engraçados. Dornelas é um personagem carismático e de raciocínio rápido, não o achei nem um pouco forçado, aliás, o enredo todo é bem elaborado e real. São situações que temos no cotidiano: corrupção, tráfico, assassinatos...  Estou louca por outra aventura do Delegado. Recomendadíssimo! 

- Se a senhora ouviu alguma coisa estranha na noite em que o seu filho sumiu.
- Delegado, eu não escuto nem o meu próprio peido. Como posso ouvir o que aconteceu do outro lado da casa? 

48 comentários:

  1. Não conhecia o livro, mas adorei. Curto muito os romances policiais e achei um belo diferencial a narrativa ser um tanto descontraída.
    Os personagens sempre se ligam nesse estilo de literatura, mas isso é parte fundamental!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, por isso que adoro romance policial. *---*
      bjs

      Excluir
  2. Não conhecia o autor nem o livro. Infelizmente não curto muito livros de investigação policial. Mas a narrativa parece ser bem envolvente e cheia de reviravoltas. Parece ser um bom livro pra quem curte o gênero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que pena. ): Poisé, é só pra quem curte realmente.
      beijos

      Excluir
  3. Não conhecia, mas parece legal.
    blogsalsita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Flor, desculpa se tiver dois comentários meus, aí você ignora esse... É que acabei de perceber que meus comentários não estavam indo em alguns blogs, então resolvi voltar e comentar de novo nos que já tinha visto, só pra garantir...

    Eu não sou de ler muitos policiais porque como sou detalhista, só os casos muuuuuito bem resolvidos me agradam, e na maioria das vezes sempre implico com algo. Mas darei uma chance pra esse por sua animação, me convenceu! Mas ao contrário de você, lerei na ordem. Mesmo sem ter spoilers e tal, eu sou chata com essas coisas. Acho que tenho TOC kkkk

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não teve mais de um, não se preocupa. *-*
      Ah, que bom que te convenci. *----* Leia mesmo, eu adorei!
      Sabe que sou chata com isso também? rs Só li fora de ordem porque não sabia, senão teria lido na ordem. :P
      beijos

      Excluir
  5. Oi Dessa,
    eu não conhecia o livro e acho que não iria gostar muito da leitura, então vou deixar passar.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Dessa, tudo bem?
    Esse livro me lembrou os livro do Harlan Coben. Parece ser muito interessante. Também gosto e muito de um romance policial.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  7. Adoro romance policial. Me pareceu muito com o que já li da Nora Roberts (série mortal) e Harlan Coben :D
    Amo desvendar estes crimes junto com os personagens... sempre aposto num suspeito, em como aconteceu e geralmente vou pelo caminho certo.
    E geralmente tem uma pessoa "importante" envolvida... se é que me entende, hehehe :D
    Adoroooo \o/
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li o primeiro da série mortal, gostei bastante. *-* Já do Harlan nunca li nada. ;~
      Entendo sim! o/ rsrs
      bjs

      Excluir
  8. Esse livro faz bem o meu gênero,
    parece ser uma boa história... Não conhecia, mas fiquei bem curiosa.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma ótima história! Leia mesmo... ^^
      bjs

      Excluir
  9. Eu não conhecia esse livro , mas não faz o meu gênero .

    ResponderExcluir
  10. Mesmo que nem sempre eu adivinhe quem cometeu os crimes, acho fascinante tentar desvendá-los e essa história é incrível.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  11. Gosto de historias policiais e não tinha ouvido falar desse livro ainda, parece ser muito bom pela sua resenha *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim! Eu adorei a narrativa do autor. *O*

      Excluir
  12. Adoro livros policiais, esse parece muito interessante!
    Realmente, acho que uma das melhores coisas desse gênero é quando o autor consegue nos manter no escuro até o fim de maneira a nos surpreendermos com o desfecho e a resolução do crime!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é ótimo quando o livro não é previsível, afinal, livro policial tem que ser assim!
      beijos

      Excluir
  13. Oi Dessa, tudo bom?
    O Paulo realmente sabe escrever um bom romance policial e adoro o delegado Dornelas. Acho interessante a forma com que ele mescla os mistérios com o humor.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Ah, mais alguém que gosta do Delegado. <3 *O*

      Excluir
  14. Oie Dessa!! Ainda não li nada do Paulo, mas amo romances policiais!!! Achei super bacana o enredo desse livro, parece ser bem construído e daqueles que a gente devora. Gostei do autor colocar um romance bem leve, pra quebrar um pouco a tensão do livro!!!! O mais bacana de romances policiais realmente é essa questão do julgamento que fazemos e no final... estamos completamente enganados!!! Ficou ótima sua resenha!!! Beijos!

    http://meudiariojk.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii!
      Está esperando o que então? Leia logo! rs *-*
      Obrigada!
      beijos

      Excluir
  15. Também adoro livros policiais e investigações e o enredo deste me chamou bastante a atenção, parece ser muito bom, fiquei curiosa para como esse mistério irá ser solucionado! :)

    ResponderExcluir
  16. Não sei se todos romances policiais tem esse negócio de interligar os personagens, não é uma leitura que goste sabe? Mais aí que esta o segredo do livro, esse envolvimento cria uma teia que faz com que a maioria dos personagens se envolvam e criem uma certa expectativa pelo leitor. O Paulo pelo visto soube usar isso muito bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o bacana é que todos personagens que aparecem são importante para desvendar o crime, rs. Adoro! *-*
      beijos

      Excluir
  17. Nossa que livro interessante, eu nunca tinha ouvido falar do autor, mas me interessei muito pelo livro dele, também com essa resenha maravilhosa, confesso que fiquei hiper curiosa para saber mais sobre essa assassinato, sem marcas de como morreu, encontrado na lama, esse livro tem tudo para me agradar, e é nacional, amei ainda mais.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  18. Nao conhecia esse autor nao, novidade pra eu. Parece que o livro é bom, espero futuramente lelo quem sabe né.


    xx

    ResponderExcluir
  19. Não conheço esse autor , e parece que ele escreve bem , é bom ver que os talentos literários estão crescendo cada vez mais no Brasil. Planejo ler esse livro em breve.
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele escreve muito bem, adoro a narrativa dele. *-*

      Excluir
  20. Fiquei louca para ler os livros deste autor desde que li sua resenha de Morte na Flip.
    Adoro romance policial, e a obra de um autor nacional tão bem recomendada assim deve ser lida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, recomendo pra todos que curtem o gênero. *-*
      beijos

      Excluir
  21. Não conhecia o livro nem o autor...mt bom saber de mais autores nacionais :)
    agora fiquei curiosa sobre esse mistério =P

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Falou em romances policiais, falou comigo! Só entre janeiro e fevereiro li uns três livros desse gênero e posso dizer que não me canso e sempre serei surpreendida por mais previsível que a história pareça ser. Essa é a primeira resenha que leio sobre esse livro e já me animei bastante. Além de se tratar de um autor nacional, é claro. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca me canso desse gênero também! *----*

      Excluir
  23. Ai meu Deus! Romance policial é um dos meus gêneros preferidos! Fiquei super curiosa agora, o livro me pareceu muito bom. A história me pareceu muito boa. Enfim, tudo ta muito bom! Quer dizer, o cara aparece sujo de lama no centro de uma cidade, sem ferimentos, sem vestígios, sem nada. Só o curativo. E ainda tem um detetive (delegado*) que quer resolver o caso... simplesmente perfeito! Estou ansiosa para poder ler o livro. Sua resenha está fantástica!

    Beijos, Ana
    http://apenaseueasmemorias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, obrigada. Que bom que a resenha te instigou. *-*
      Leia mesmo, viu. ;D
      beijos

      Excluir
  24. Hum, uma trama policial que se passa na minha cidade? Chamou minha atenção, vou ler se puder um dia,

    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir