domingo, 11 de agosto de 2013

[Resenha] A rainha do ar e das sombras

|

Autor: T.H. White
Neste segundo volume de O único e eterno rei, coleção de cinco livros que reúne a maravilhosa saga do Rei Arthur escrita por T.H. White, a aventura continua: surpreendente, mágica e hilariante. Desta vez, a história começa entre as brumas e os rochedos esculpidos pelo mar do reino de Morgause, a bela e fútil irmã de Morgana Le Fay. Morgause é mãe de quatro meninos criados ao léu, sem noção do certo e do errado, e cujo centro do mundo é ela, a longínqua e incompreensível mãe. Para agrada-la, tentam de tudo até o inimaginável: a caça da própria encarnação encantada da beleza, um unicórnio. Ao lado desses quatro selvagenzinhos, ficamos conhecendo as belezas da lendária terra da Rainha do Norte e seus personagens fascinantes, difíceis de esquecer, como São Toirdealbach, o santo que tem a cabeça cheia de heresias e não consegue entender porque lhe deu na veneta querer ser santo; e Sir Palomides, o cavaleiro sarraceno quem nossa já conhecida Besta Gemente, agora devidamente psicanalisada, abandona o Rei Pellinore. Mas Pellinore não se importa: está encantadoramente apaixonado por uma princesa gordinha e sorridente, e finalmente em paz. Enquanto isso Arthur está em guerra. E Merlin nos explica porque todas as guerras são injustas exceto uma, e nos faz descobrir qual é a única razão que justifica um reino se erguer contra um outro. Ao lado do Rei Arthur, participamos dos combates, aprendemos estratégias justas, e ficamos sabendo como e porque a Távola Redonda foi criada. Mas há um problema grave: com tantas idas e voltas no tempo, Merlin anda esquecido. Sabe que deveria dar a Arthur uma informação de crucial importância, mas não se lembra o que é.

A rainha do ar e das sombras é a continuação de A espada na pedra, e ainda bem que a Hamelin não se fez muito para lançar ele. Dando continuidade a saga O único e Eterno Rei e a história do Rei Arthur, neste  livro podemos perceber que alguns anos se passaram - não é dito quantos - desde que Arthur se tornou rei, e é perceptível seu amadurecimento. 

O foco do livro desta vez é a batalha dos ingleses contra os gaélicos, e alguns capítulos são alternados entre Arthur planejando a guerra, Pellinore, Palomides e Grummore vivendo algumas aventuras e Morgause e seus quatro filhos. Que aliás, as crianças são umas pragas! Os garotos são carentes, mas sua mãe se preocupa mais com feitiçaria do que com eles, o que os torna maldosos e sem noção do certo e do errado.

- E porque nós a amamos.
Realmente, eles a amavam. Talvez todos nós sejamos assim: damos a melhor parte de nossos corações, sem crítica, àqueles que, em troca, mal pensam em nós.

Me surpreendi com duas coisas: o tamanho do livro (esse é praticamente metade do primeiro) e da história em si. Achei ela fraca e sem propósito, enquanto em A espada na pedra temos o desenvolvimento da infância de Arthur e sua aprendizagem com Merlin, nesse nos deparamos com um rei crescido que não se lembra das aventuras, nem das magias que o mago proporcionou a ele e de muito pouca ação (sim, apesar da batalha, achei sem ação ou reviravoltas). Arthur e Merlin estão sempre de picuinha, mas continuo achando o mago engraçado, por viver ao contrário que nem ele diz, cada dia tem uma nova loucura ou diálogos esquisitos sobre algo que ainda nem aconteceu.

O velho enfiou a barba na boca e começou a mastigá-la, como geralmente fazia quando ficava perturbado. Mordeu um cabelo que ficou preso entre dois dentes. Tentou tirá-lo com a língua, depois puxou-o com os dedos. Por fim, começou a enrolar a barba em duas pontas.

A batalha é a parte mais chata do livro, na realidade o que mais gostei foi de Morgause e seus filhos. Bem no início do livro ela mata um gato preto para pegar um osso que a deixaria invisível, e o autor detalhou tão bem essa parte, que me senti até enjoada, rs.

 Não digo que o livro todo é ruim, mas sinceramente gostei mais do primeiro. O bom, é que a narrativa deste foi bem menos cansativa, então a leitura fluiu rapidamente. E apesar das minhas reclamações, estou ansiosa para o livro três, pois no fim de A rainha do ar e das sombras descobrimos algo que Merlin devia ter avisado Arthur, mas se esqueceu... Provavelmente quem conhece a história do Rei Arthur já deve saber o que é, mas prefiro não comentar, vai que né... mais alguém que nem eu não tem conhecimento disto. :P

- Quatro coisas em que um lothiano não pode confiar: chifre de vaca, pata de cavalo, rosnado de cachorro e risada de inglês - sussurrou.

26 comentários:

  1. Adorei a resenha,
    não conhecia os livros.. Mas a parecem ser bons, é muito comum o segundo livro não corresponder ao primeiro, mas que bom que você vai continuar lendo

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, já estou acostumada. rs Espero que o 3 me surpreenda. <3
      beijos

      Excluir
  2. Não conhecia essa série, mas não sei se leria >.<

    Adolecentro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, se você gosta da história do Rei Arthur, talvez se encante com a obra do autor. :D

      Excluir
  3. Nunca tinha ouvido falar dos livros e sinceramente não me chamaram muito atenção :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que pena. ): O livro está lindo, e a história é gostosa de ler, apesar de alguns pontos negativos que citei. :D

      Excluir
  4. Oi, tudo bem?
    Gostei de sua resenha, embora não conheça o livro.
    Acho legal ler coisas que nem todo mundo lê.
    A capa do livro é bem legal.
    Beijos

    http://elaeseuslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo e você?
      Que bom que gostou. E é verdade, é bom conhecermos coisas novas. ^^
      beijos

      Excluir
  5. Bem legal, não conhecia o livro, graças a resenha aqui fiquei conhecendo ;)
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom. :D Espero que leia em breve. Beijos

      Excluir
  6. Adorei a resenha não conhecia o livro mas gosto de histórias assim.Alguns nomes me são conhecidos por causa das Brumas de Avalon.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom. *-* Assim que der, tente ler os livros então, a escrita do autor é ótima e leve.

      Excluir
  7. Amo livros sobre o Rei Arthur, ou seja não vejo a hora de ler A espada na pedra <3
    Que pena que você não gostou tanto desse como do primeiro, geralmente isso sempre acontece com o segundo livro :(
    Mesmo assim estou ansiosa pra ler os dois!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, que bom. *-* Eu nunca tinha lido nada do Rei Arthur, mas adorei essa série. < 3
      beijos

      Excluir
  8. aaaaaah, eu li o primeiro livro e amei!!
    o legal de conhecer a historia do Rei Arthur, é que tu vê de onde saiu a inspiração de varios outros autores consagrados, como a JK.Rowling.

    Adorei saber que já saiu o proximo volume!!
    otima resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, adorei conhecer a história e já estou de olho em outros livros com o mesmo assunto. rs
      Beijos

      Excluir
  9. Passando aqui pela primeira vez e gostei muito da sua resenha. Li recentemente A espada na pedra e gostei, achei um pouco mais fantasioso do que eu esperava, mas achei a leitura válida. Estava com uma alta expectativa em relação a esse, mas pelo visto não é tão bom.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, obrigada pela visita! ^^
      Então, concordo contigo, esperava uma história mais séria e me deparei com uma narrativa mais "infantil", porém, amei o livro mesmo assim. E o segundo não é ruim ruim, rs, mas esperava mais.
      beijos

      Excluir
  10. Oi querida!

    Não conheço o livro, mas a história em sim não me agradou...

    Quem sabe um dia!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia a série, que livro maravilhoso o/
    Gostei da sinopse o/
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma ótima série! Foi publicado por outra editora há algum tempo, mas acho que pararam de lançar. :/

      Excluir
  12. Hum, eu não li o 1° volume. Acho que ia gostar da série mas é tão longa que não encararia agora.

    Érica Martins
    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, são só cinco livros. E a editora não está se fazendo muito para lançar, então acho que vale a pena. *O*

      Excluir