sábado, 20 de outubro de 2018

[Resenha] Bem safado

| 3 comentários
Autora: Lauren Blakely
Páginas: 240
Editora: Faro Editorial
Série: Big rock, 3
O empreiteiro Wyatt é bem-sucedido, inteligente, engraçado, bem... servido, mas nada organizado! Para lidar com a burocracia do negócio e ajudar na expansão de sua empresa, ele contrata a super eficiente Natalie.
Os dois tem uma forte atração sexual, mas mantêm a relação apenas no âmbito profissional.... SEMPRE LEVO AS MULHERES À LOUCURA, SEJA NAS OBRAS QUE CUIDO OU DEBAIXO DOS LENÇÓIS.Isso até eles se verem num bar de Las Vegas e receberem uma notícia desastrosa. Para salvar a noite eles resolvem curtir tudo que a cidade do pecado tem a oferecer... desde uma certa montanha-russa até uma capela para casamentos rápidos. E o problema é que o que aconteceu em Vegas, não ficou em Vegas...E a cada dia me sinto mais tentado a mudar o status do meu relacionamento com a Natalie. Não sei se a trato como minha ex-esposa ou se coloco um anel de verdade no dedo dela.


Bem safado é o terceiro livro da série Big Rock, da autora Lauren Blakely. Eu simplesmente não consigo enjoar dessa série. As histórias seguem sempre o mesmo padrão, mas mesmo assim é impossível não se apaixonar pela história de cada personagem, assim como a personalidade de cada um. Fora que, a escrita da autora é muito envolvente. Então, pode mandar mais Lauren!

terça-feira, 16 de outubro de 2018

[Resenha] Tudo aquilo que nos separa

| 5 comentários
Autora: Rosie Walsh
Páginas: 336
Editora: Record
Imagine a seguinte situação: você conhece um homem, vocês passam sete dias maravilhosos juntos, e você fica apaixonada. E o que é melhor: o sentimento é recíproco. Você nunca teve tanta certeza de algo na vida.
Então, quando ele parte numa viagem de férias agendada há muito tempo e promete te ligar para o aeroporto, você não tem nenhum motivo para duvidar disso. Mas ele não liga. Seus amigos dizem que você deve desencanar, que deve esquecer o cara, mas você sabe que eles estão errados. Eles não sabem de nada. Algo de ruim deve ter acontecido, deve haver um motivo sério para explicar o silêncio dele.
O que você faz quando finalmente descobre que tem razão? Que existe um motivo ― e que esse motivo é a única coisa que vocês não compartilharam um com o outro? A verdade.


Eu recebi Tudo aquilo que nos separa na caixa do V.I.B (very important book), e quando eu vi a caixinha de lenços e o título fiquei imediatamente interessada na leitura. Eu peguei o livro para ler sem tentar descobrir sobre o que se tratava, e no fim, foi uma leitura muito surpreendente. A trama não é um suspense policial, mas a autora conseguiu me enganar bonito em algumas partes, eu fiquei chocada com as revelações que surgiram e que eu estava imaginando de outra forma. Esse foi um dos melhores livros que eu li neste ano, a história é dramática e com acontecimentos que gradativamente vão explorando mais os personagens, deixando o leitor extremamente curioso para saber como tudo vai terminar.

domingo, 14 de outubro de 2018

[Resenha] Poseidon

| 2 comentários
Autora: Anna Banks
Páginas: 288
Editora: Novo Conceito
Série: O legado de Syrena, 1
Além da beleza fora do comum, com seu cabelo quase branco e seus olhos cor de violeta, Emma chama a atenção por ser um pouco desajeitada.
Ela não se sente muito à vontade em lugar nenhum... e não sabe que sua misteriosa origem é a fonte dessa sensação.
Galen, príncipe dos Syrenas, vasculha a terra procurando uma garota especial, capaz de se comunicar com os peixes — e que poderá salvar seu reino. Quando ele se encontra com Emma, a conexão é imediata: embora não saiba, Emma parece ter o dom que Galen procura. Mas, então, por que ela não conseguiu salvar sua melhor amiga do ataque do tubarão?
Cabe ao príncipe convencer a teimosa Emma a enfrentar sua real natureza e aceitar o desafio. E nada pode impedi-lo de alcançar seu objetivo.


Poseidon é o primeiro livro da série O legado de Syrena, da Anna Banks. Eu adoro qualquer tipo de mitologia, e essa me chamou ainda mais a atenção por ter como foco sereias. Eu li poucos livros com esses seres mitológicos, e no final fiquei bem satisfeita com a história que a autora criou. Ela mescla mitologia com romance, transformando a leitura em algo leve, jovem e descontraído. Esse primeiro volume, no entanto, é bem introdutório. Conhecemos os personagens e lendas que cercam as syrenas e temos poucas reviravoltas na narrativa, mesmo assim, a leitura se mostrou muito prazerosa.

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

[Resenha] Pobre não tem sorte, 2

| 0 comentários
Autora: Leila Rego
Páginas: 341
Editora: All Print
Série: Pobre não tem sorte, 1
Mariana Louveira precisou cair do salto (parcelado em várias vezes no cartão) para aprender que a vida pode não ser lá tão glamorosa como sempre quis, e que sentimentos valem muito mais do que uns óculos Prada. Tarde demais! Mari é abandonada pelo noivo Edu horas antes do casamento.Sem casório, Mari só encontra uma solução: ir para São Paulo em busca de seus sonhos, ao lado da amiga Clara.
Agora, a nossa protagonista, munida de um Bilhete Único, precisa arregaçar as mangas de um de seus terninhos chiques e batalhar por uma oportunidade.
Em uma história pra lá de gostosa e divertida, Leila Rego narra todas as aventuras de Mariana em Sampa, desde as entrevistas de emprego, até as baladas mais malucas e cheias de confusão.
E, no vir das mudanças, será que ela finalmente vai esquecer Edu e dar a volta por cima? As dificuldades da vida valem mesmo como aprendizado?

1. Pobre não tem sorte, 1

Pobre não tem sorte, 2 é a continuação da história de Mariana Louveira. Eu li o primeiro livro há muitos anos, e lembro que me diverti muito com a leitura. Leila Rego tem uma escrita leve e fácil de se envolver. Eu peguei esse livro já aguardando muitas risadas, e não me decepcionei. A personagem é daquelas sem noção que acaba nos conquistando eternamente. Eu gostei muito de poder continuar essa história, eu lembrava de pouca coisa do livro anterior, mas a autora consegue colocar o leitor no rumo nas primeiras páginas, e logo consegui relembrar algumas coisas.

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

[Resenha] Eu perdi o rumo

| 9 comentários
Autora: Gayle Forman
Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Freya perdeu a voz no meio das gravações de seu álbum de estreia. Harun planeja fugir de casa para encontrar o garoto que ama. Nathaniel acaba de chegar a Nova York com uma mochila, um plano elaborado em meio ao desespero e nada a perder.
Os três se esbarram por acaso no Central Park e, ao longo de um único dia, lentamente revelam trechos do passado que não conseguiram enfrentar sozinhos. Juntos, eles começam a entender que a saída do lugar triste e escuro em que se acham pode estar no gesto de ajudar o próximo a descobrir o próprio caminho. 





Eu perdi o rumo, da Gayle Forman, é o terceiro livro que eu leio da autora e o meu favorito até agora. A história não é daquelas que te faz chorar horrores ou com grandes reviravoltas, mas com sua escrita única Gayle nos apresenta personagens que poderiam muito bem ser alguém próximo da gente, e de forma sincera e delicada, a autora vai explorando a vida desses três personagens. No fim, essa é uma leitura que faz o leitor refletir, muito. Você já perdeu algo que te deixou sem rumo? Nessa história você vai encontrar alguém que perdeu a voz, um a casa e outro o amor.